História Beyond Dark - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Black Pink
Personagens Lisa, Personagens Originais, Suga
Tags Bangtan Boys, Black Pink, Bts, Colegial, Drama, K-pop, Lalisa, Lisa, Min Suga, Min Yoongi, Romance, Serie, Suga
Visualizações 34
Palavras 1.432
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Festa, Ficção, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Hi guys...

Capítulo 2 - Aproximação.


Fanfic / Fanfiction Beyond Dark - Capítulo 2 - Aproximação.

Min Yoongi

 

As chances de fazer amizade no primeiro dia de aula em uma escola nova são relativas, mas eu nunca pensei que fosse conhecer 8 pessoas que – aparentemente – são incríveis de uma só vez. O Jimin e o Jungkook praticamente cresceram comigo, Namjoon era muito maduro para a idade dele, Taehyung e Hoseok eram muito engraçados. E tinha a Sun Lee...

Ela não era a personificação de feminilidade, na realidade, se eu não tivesse a conhecido, diria que era um garoto de cabelos longos e coloridos. Ela usava roupas pretas, camisetas de bandas e converse vermelho. Seu cabelo era aparentemente bonito, mas a mesma o escondia atrás do rabo de cavalo baixo. Não usava maquiagem, no mínimo um brilho para seus lábios secos...

Sun Lee era diferentemente estranha.

Eu estava perdido em pleno segundo dia de aula, mesmo com o plano de aulas e o mapa em mãos.

– Perdido? – a voz familiar de Sun Lee me fez virar bruscamente.

– Está tão na cara assim? – eu brinquei e a mesma riu singelamente. A garota pegou o papel em minhas mãos, e não demorou muito para dar uma resposta.

– A aula de hoje vai ser na sala 5D, pois a nossa acabou sofrendo algum tipo de dano. Eu posso te levar lá, se quiser. – ela disse e eu assenti. A mesma abriu um armário que até então servia como meu escoro.

Observei-a pegar seus livros e pude perceber que era totalmente decorado com letras de músicas, fotografias com um garoto que julguei ser irmão dela devido a semelhança, fotos com os meninos e uma de um homem mais velho.

– É o seu pai? – perguntei apontando para a imagem e ela sorriu ao encarar a mesma.

– Sim... Ele está servindo na guerra esses últimos anos. – disse com orgulho evidente e eu sorri.

– Ele deve ser bem corajoso...

– E é por isso que eu me pergunto se não sou adotada – seu tom era sério, mas por algum motivo, me arrancara uma risada breve. Ela me fitou e fechou seu armário. – É melhor irmos, vamos chegar atrasados e eu já cansei de ouvir piadinhas dos meninos sobre meus atrasos.

– Acho uma boa ideia. – ri e ela foi caminhando comigo.

 

 

Kim Sun Lee, 4 semanas depois.

 

Eu não sabia que Yoongi conseguia ser tão engraçado quanto os outros meninos, quero dizer, desde aquele dia em que eu me ofereci para ajudá-lo a encontrar a sala de aula, nós nos aproximamos muito mesmo.

Descobri que ele tinha muitos sonhos, mas não gostava de contá-los, e isso me frustrou um pouco, pois eu realmente queria saber o que se passava na cabeça de Yoongi.

– Sunnie? – ouvi alguém me chamar de relance e me virei para conferir, era o Taehyung.

– Sim? – respondi enquanto ajeitava a alça da mochila.

– Nós vamos sair hoje para comer no novo restaurante que abriu perto da sua casa... Você vai, não é?

 – E eu tenho escolha? – revirei os olhos e ele sorriu, me colocando em seus braços e levando-me para a sala de artes visuais.  – TAEHYUNG, ME COLOQUE NO CHÃO AGORA!

– Não. – disse sério e eu bati em suas costas, mas sem conseguir lidar com minhas risadas.

Adentramos na sala e o garoto só me colocou no chão quando senti o material frio da cadeira encostar no meu tornozelo.

– Entregue, senhorita. – Tae falou com uma voz formal e eu bufei.

– Dá próxima vez vai ser legal andar, sabe? – falei com tom de ironia e ele riu, bagunçando meus cabelos.

– Tenho que ir para a aula, te vejo na saída Lee. – se despediu e partiu disparado para a sala.

Dei uma breve risada antes de voltar ao meu estado normal, colocando meus fones esperando a chegada do professor.

Senti um dedo me tocando acima do ombro.

– Ah, é você... – fiz uma careta de desgosto e Yoongi riu com a reação.

– Bom te ver também. – se sentou na cadeira ao lado, já que nossas mesas eram separadas por duplas.

– Então, está pensando em ir ao restaurante hoje? – perguntei desinteressada e ele deu ombros.

– Acho que sim. – respondeu minimalista como sempre.

– Entendi... – voltei a prestar atenção nos meus rabiscos, mas fui interrompida ao escutar o barulho irritante do caderno de Yoongi se chocando com o chão. – Aish, desastrado... – brinquei e antes mesmo que ele se pronunciasse, eu peguei o caderno.

Pude ver que havia alguns rabiscos no mesmo, me fazendo ficar intrigada.

– Obrigado... – ele respondeu desconfortável e pegou o caderno um tanto quanto rápido demais.

– De nada. – sorri fraco e coloquei meus fones de ouvido, a espera do professor.

 

 

Min Yoongi

 

Estava no restaurante que abrira logo a pouco, e como era de se esperar, estava lotado. Eu, Jungkook, Hoseok e Namjoon conversávamos enquanto esperávamos pelo resto do pessoal.

A porta principal fora aberta e pude ver que Taehyung vinha ao lado da Sun Lee, que por sinal, parecia um ponto preto. Seus cabelos presos, coturnos escuros e sua camiseta larga de uma banda desconhecida.

– Cheguei! – anunciou Taehyung fazendo uma pose e Sun veio logo atrás, com um singelo sorriso no rosto.

– Olá gente... – acenou para nós, e logo respondemos. Havia um lugar vago entre mim e o Jungkook, e foi ali mesmo que ela se sentou. Jimin entrou logo em seguida com duas garotas extremamente bonitas e bem arrumadas.

– Você deveria melhorar sua cara, parece que está morta. – falei ao perceber o olhar de desdém oriundo da garota, que soltou um riso debochado.

– Bem que eu gostaria muito... – disse um pouco raivosa com a minha fala.

– Olá pessoal! – Jimin disse animado, claramente estava um pouco feliz demais... – Essa é a Jisoo – apontou para uma menina de cabelos longos e escuros que possuía um ar divertido – E essa é a Jhen.

Ela me parecia familiar até demais...

– Olá pessoal... – disse a Jisoo com uma aparência gentil, e todos nós a respondemos.

– Oi gente, prazer... – Jhen falou com uma voz mais madura, seus cabelos loiros ajudavam a transparecer isso também. As cumprimentamos com educação, mas eu não conseguia tirar os olhos da tal Jhen, ela, além de ser linda, parecia tão familiar para meus olhos.

– Tome. – olhei para Sun, que me estendia um guardanapo, a olhei confuso e a mesma fez cara de obviedade. – É para limpar a sua baba que escorre como um riacho, Yoongi. – ela riu singelamente e eu revirei os olhos.

– Não sei por que ainda perco tempo com você. – comentei com cara de tédio e ela segurou seu riso, voltando sua conversa aleatória com o mais novo Jungkook.

– Gente, o que acham de irmos a uma boate nova que abriu recentemente? – Jimin falou e todos nós murmuramos.

– Eu não vejo problema. – disse Hoseok.

– Também não. – Jungkook falou, e logo em seguida Namjoon também.

– Yoongi? – Jimin dirigiu sua palavra a mim, e eu dei ombros. – Perfeito, e você Tae? – ele rolou seus olhos para o garoto, que se sentava duas cadeiras de mim.

– Eu gostaria de ir, mas eu tenho que levar a Sunnie em casa, então... – ele fez uma careta, olhando para a menina em seguida.

– Não seja por isso, eu posso pegar um táxi, ou um ônibus... – disse Sun.

– Ah, vamos Sun, nunca saímos para esses lugares todos juntos! – exclamou Hoseok, mas ela ainda estava receosa.

– Sem condições pessoal, meu irmão está me esperando em casa... Tenho que passar um tempo com ele. – os meninos resmungaram, suspirando derrotados. – Mas se divirtam. – ela disse e se levantou, pegando o casaco cinza de lã pendurado na cadeira.

– A gente te leva até o ponto de ônibus Sun-ah. – falou Jungkook e ela assentiu.

– Então tudo bem. – sorriu e todos nós fomos até a saída. As ruas de Seul eram tão movimentadas, mesmo sendo noite em um dia da semana qualquer.

Sun Lee estava calada demais, talvez estivesse cansada...

– Você tem certeza de que não quer ir? – perguntei sem olhar nos olhos da menina, que caminhava frisando os braços devido ao frio.

– Absoluta – suspirou. – Eu não gosto muito de ir em festas, boates, essas coisas... – comentou a garota chutando algumas pedras no caminho.

– Realmente. Muito. Estranha. – falei pausadamente e ela riu levemente.

– Com o tempo você se acostuma – adiantou o passo e me encarou logo em frente. – Tenho que ir, divirtam-se! – disse para todos nós e partiu para o ponto de ônibus quase vazio, afinal, eram quase 21hrs.

– Não é perigoso ficar sozinha nesse ponto? – questionei para Hoseok que soltou uma gargalhada.

– Estamos falando de Kim Sun Lee, a garota de preto – recitou seu nome como se fosse um slogan de filme. – Ela sabe se virar, mais do que qualquer um de nós. – garantiu e eu relaxei os ombros, voltando a prestar atenção no caminho até a boate...


Notas Finais


<3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...