História Bianchi - Capítulo 4


Escrita por: ~

Exibições 42
Palavras 1.518
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Hentai, Luta, Romance e Novela, Saga, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Spoilers, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Espero que gostem
Tradução do capítulo:
Essa é fácil

Capítulo 4 - This is Easy


Fanfic / Fanfiction Bianchi - Capítulo 4 - This is Easy

• Holland Bianchi •


A ironia em minha voz era perceptível de longe. Ele riu fraco.

- Quanto tempo? - ele perguntou como se essa fosse a porra de uma pergunta que eu quisesse ouvir depois de anos.

- Desde que você me deixou sozinha na Rússia? Ah, faz uns quatro anos. - revirei os olhos travando o maxilar. Ele suspirou.

- Bianchi, eu não te deixei sozinha. 

- Pode parando aí, e eu sei muito bem que você não me ligou para colocarmos o papo em dia. Como é que você sabe que eu estou no Canadá e como conseguiu meu número?

- Primeiro: tenho meus contatos e segundo: eu também estou aqui.

- Como assim? - eu consegui ficar mais bugada em dez minutos do que em dez anos.

- Eu trabalho com o Justin, Holland. 

Eu acho que eu estou com tanto sono que comecei a ter alucinações. Começando que depois de quatro anos, eu estou falando com meu irmão pela primeira vez. E eu acho que acabei de ouvir ele dizendo que trabalha com o cara que eu mais odeio no momento.

- Hã?

- Isso mesmo e eu estou ligando porque acabei de saber o que ele fez e eu me preocupo muito com você.

Era só o que me faltava. Eu estou falando com meu irmão depois de quatro anos, ele trabalha para o cara que me fez perder a porra de uma sexta feira e o caralho do meu tempo, e para completar vem dizer que está preocupado comigo. Vai se foder.

- Claro que sim, Ryan. E eu tenho muito medo dele. - disse irônica - Estou até voltando para casa. Vai se foder.

Na real eu estou pouco me fodendo com esse Justin. Eu estou é irritada, por ter que ouvir a voz do Ryan e por ter mais um problema pra resolver.

- Olha a boca, Bianchi. - ele diz rindo.

- Ah, não fode, caralho. - bufei.

- Bianchi é sério. Eu tô ligando porque eu conheço o Justin e sei do que ele é capaz de fazer se ele se irritar e eu também te conheço e sei que o que você mais vai fazer é isso.

- Ok, Ryan, mas você sabe que não deveria ter me dito isso.

- É eu sei. - ele suspirou - Minha irmã uma das maiores criminosas do mundo e a chefe dos Estados Unidos, nunca pensei nisso. 

Eu até acreditaria nele, mas ele parece está orgulhoso de mim tanto quanto eu pareço com a Beyoncé. 

- Certo, maninho. - disse irônica - Essa de irmão orgulhoso do sucesso da irmã não combina com você, até porque…

- Eu sou um Butler. - ele me interrompeu - E se fosse para eu ficar orgulhoso de um irmão, seria de praticamente metade do mundo. - ele começou a gargalhar e eu não sei porque eu ri também. 

- Ok. Eu não tenho tempo para traíras. - me irrita saber que ele está sorrindo - Até breve, maninho. E não esqueça de dizer pro seu chefe que eu tenho uma surpresinha para fazer para ele.

Desliguei o celular e me sentei na cama. 

- Era só o que me faltava.

Subi as escadas correndo para falar com as meninas. 

- Ei, Bianchi eu ia te chamar agora. Acabamos de descobrir…

- Foda-se - interrompi Claire e ela riu - Esquece a porra desse Justin.

Ela arqueou as sobrancelhas me acompanhando até a cozinha. As meninas estavam sentadas, rindo e comendo.

- Suas putas. - chamei a atenção delas enquanto Claire se sentava - Hoje nós vamos na boate que o Twist tinha nos convidado.

- E o Justin? - Caitlin perguntou.

- O Justin vai pra puta que pariu, para a casa do caralho, fica a critério dele.

- Que porra, hein. Bipolar do caralho. - Gabe disse eu ri.

- Podemos saber o motivo dessa mudança? - Miller perguntou.

- Claro que sim, meu querido irmão. - disse revirando os olhos e ela arregalou os olhos. Sorri assentindo.

Miller é a única que conhece meu irmão. Em todos os sentidos. Essa puta já namorou com ele e tem tanta raiva dele quanto eu, pois ele nos deixou na Rússia sem motivo nenhum.

- O que tem ele? - Hailey perguntou.

- Ele simplesmente trabalha para o Justin. - disse andando de um lado para o outro.

- Como? - Claire perguntou e eu dei de ombros. Todas estavam surpresas, mas Miller estava com os olhos negros de raiva e infelizmente não tinha como mudar isso.

- Sem comentários, agora vão se arrumar e amanhã vamos terminar o que tinha que fazer.

Elas saíram para se arrumar, menos Miller que encarava o chão. Porra. Será que ela ainda não entendeu que eu sou péssima para dar conselhos. 

Me ajoelhei na sua frente e ela simplesmente me abraçou e começou a chorar. 

Revirei os olhos. E é por isso que eu prefiro um jaguar ao ter um namorado.

Ela me soltou e me encarou.

- Não me deixe vê-lo ou então eu vou esmagar aquela cabeça e não me importa qual das duas. - ela disse passando a mão pelo rosto, secando o mesmo e eu sorri.

- Digo o mesmo.


• Justin Bieber •


- Qual é, Drew. Ela é minha irmã. - Ryan dizia pela milésima vez.

- Caralho, porra. Já entendi. Que merda. Eu sei que ela é sua irmã e eu não vou fazer nada. Só queria ver o porque de tanto poder.

Ele revirou os olhos e foi pegar uma bebida.

- Ela sempre foi boa com essas coisas. - ele disse, conseguindo tirar minha atenção do celular, e eu o olhei. - Ela era a melhor torturadora do Martin. - ele diz o nome do pai com nojo, mas sorrindo por estar falando na irmã. Não sei o porquê dele ficar todo bobo quando o assunto é ela. Não fode. 

- Mas a melhor parte dela são as amigas. - ele diz se sentando novamente.

Agora sim meu melhor amigo voltou. Se não voltasse ia dar um soco na cara dele.

- E por acaso as amigas é a sua ex? - pergunto e ele se deita concordando. 

- Porra. A Miller tem uma bunda, que puta que pariu. - ele faz sinal de apalpar e eu rio. Ele se levanta e vai na direção da porta, mas para antes de abri-la - Quase esqueci, Twist vai abrir uma boate nova hoje. Vai? - assenti e ele saiu.

Eu não perderia isso por nada. Ele faz as melhores festas.

Saí do escritório e subi as escadas para ir ao meu quarto.

Entrei no mesmo e fui direto pra o banheiro.

Tomei um banho rápido e separei uma roupa para vestir. Depois de colocar a roupa, fui arrumar meu cabelo. 

[...]

Parei minha ferrari na porta da boate e já estava lotada. 

Saí do carro e dei a chave pra um cara que estava na porta da boate. Passei sem esperar ninguém. Todos sabem quem é Justin Bieber.

Lá fora estava cheio, mas aqui dentro estava mais ainda. Passei por aquela gente toda, mesmo com um bando de vadias se esfregando em mim. Parei na escada que dava na área vip e subi a mesma. 

Chaz, Ryan, Chris, Za, Nash e Nolan estavam lá. Já tinha umas cinco putas aqui em cima. Uma delas já veio para cima de mim. Revirei os olhos.

- Pode ralando. - ela bufou saindo de perto e os meninos riram.

- Finalmente, Bizzle. - Nash disse assim que me sentei do seu lado.

- Sabe o cú? Então vai tomar lá. - ele e Za começaram a rir. Nolan esticou um copo para mim e eu bebi tudo em um gole. - Whisky. 

Ele sorriu e eu me encostei no sofá. 

- Ryan. - Chris o chamou - O Alfredo estava te procurando. - ele disse e Ryan saiu.

- Eu acho que vou descer também. - Chaz disse.

- Por que? - Nolan perguntou. 

- Aquela loirinha, ali. - ele apontou e eu a olhei.

Ela era gostosa, daqui dava para ver seus seios grandes e sua bunda redonda.

Chaz saiu correndo atrás dela e eu ri.

- Tá rindo de que, Bizzle? - Nash perguntou e eu neguei com a cabeça. 

- Nada não. 

- Sei. - Za disse me olhando.

- Eu só acho engraçado vocês correndo atrás de mulher. - eles começaram a rir.

- E tu não corre? - Chris perguntou. Neguei.

- Elas que correm atrás de mim. - Za bateu em meu ombro. 

- Até parece que você consegue todas. - Nash disse e eu sorri.

- É claro que consigo. - me gabei e Nolan riu. - Que é? 

- Quero ver você tentar aquela ali. - Nolan apontou lá para baixo e eu segui seu olhar.

Ele estava se referindo à uma ruivinha de olhos azuis. Era gostosa pra porra, mas acho que o motivo dele ter apontado pra ela foi o simples fato de que um cara chegou perto dela e a abraçou por trás e ela deu uma cotovelada nele, puxando seu braço logo em seguida, ele caiu no chão e ela jogou uma bebida nele enquanto chutava seu saco.

Botei a mão no meu, sentindo a dor por ele. 

Gostei dela. Essa aí deve ser feroz na cama.

Za riu mais ainda o que me fez ficar com mais raiva ainda.

- Essa é fácil. 



Notas Finais


No próximo capítulo eles vão se encontar.
POV do Justin. Finalmente ele apareceu.

Love y'all
OXOX, Anonymous


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...