História Big Desire - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Rap Monster
Tags Álcool, Bangtan Boys, Bts, Escritorajung, J-hope, Jimin, Namjoon, Sexo
Visualizações 71
Palavras 3.639
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Famí­lia, Festa, Hentai, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


oiee

Demorei mas tá aí meus amores <3

Mel, você não é suga e eu não sou diabética então bora casar <3

AMO VOCÊ JÁ DISSE? AMOOOOOOO VOCÊS SÃO DEMAIS, E EU SÓ QUERIA DIZER VOCÊS SÃO ESPECIAS <3 MESMO.

i love my readers!

Desculpem os erros!

Boa leitura!

Capítulo 2 - Sensível


Fanfic / Fanfiction Big Desire - Capítulo 2 - Sensível

Ele apertou minha cintura me fazendo estremecer e disse no meu ouvido.

-Preciso tomar um banho Mel. Não sei se estou tão bêbado a ponto de estar alucinando assim ou... Aish eu tô bêbado pra caralho.-Saiu de perto de mim rindo um pouco alto e o vi sumir com certeza pro banheiro. Eu fiquei meio que sem reação, estava quente, e com certeza não era o tempo. Era eu mesma, excitada com os toques simples de Jung Hoseok. Quase meu pai. Mas ok bola pra frente que a vida segue. Aliás, tomo mundo tem um quase pai gato e atraente que  dá um amasos com você e diz estar alucinando. Né?

Ah Jung!

Saí do quarto e meio ainda atordoada entrei no meu quarto e tranquei a porta, meu celular vibrou e eu caminhei lentamente até ele,o pegando e vendo uma notificação de mensagem ali e vi que era do Jimin.

Meu Ruivo S2: Ta tudo bem aí?

Eu: Não, Você não pode ficar comigo por que esse chato chegou >:( .

Meu Ruivo S2: Quem sabe eu ainda não dou uma passadinha aí hoje. ( ͡° ͜ʖ ͡°)  

Eu: Nossa Jiminnie, pensei que tinha desistido Jimin. Desculpe tive que escrever isso.

Meu Ruivo S2: Engraçadinha. Eu não quero e nem vou desistir de você U.U

Eu: Vai vir mesmo?

Meu Ruivo S2: Seu pai tá bêbado? 

Eu: Com certeza.

Meu Ruivo S2: Deixe a janela aberta e a porta trancada, vamos fazer barulho rsrs.

Eu: KKKK Chim, você vai acabar ficando profissional em pular janelas e escalar paredes.

Meu Ruivo S2: Não importa :´D Vou estar aí em alguns minutos, me espere.

Eu: Com certeza Chim <3.

Sorrindo coloquei o celular no criado mudo e como a luz não estava acesa apenas o abajur, o quarto estava um pouco escuro. Fui até a janela e a abri mais, deixando uma brisa bater contra meu corpo.

Por essa eu não esperava.Não mesmo.

~Quebra de Tempo~

-Ei! Mel! 

Me levanto no momento em que ouço a voz de Jimin e sorriu ao vê-lo saindo da janela com uma roupa diferente da que estava, corri para ele e pulei nele ele me segurou pelas coxas, o beijei e seu cheiro estava ainda mais forte que antes, eu adoraria me impregnar com o aroma doce de Jimin.

-Calma, até parece que esta bêbada também.-Riu me jogando na cama, e quando abri os olhos ele já estava sem camisa, tirei a minha também e deslizei meu short por minhas pernas.

Ele olhava-me como se eu fosse a mulher mais linda de toda sua vida e eu começava a me sentir assim, seu olhar era tão convidativo como sua boca vermelha, logo ele tratou de tirar também sua calça preta.

Adoro esse volume!

Sorri maliciosa para ele que já estava  subindo na cama lentamente se aproximando de mim, senti meu íntimo borbulhar quando ele passou a mão em minhas costas.

Eu me sentia tão quente e por um segundo acreditei mesmo ser Hoseok me tocando e gemi baixo apenas com uns beijinhos em meu pescoço, olhei para os cabelos de Jimin e ele me olhou nesse momento sorrindo e mordendo os lábios, senti meu intimo pulsar forte e gemi novamente causando um risinho de Jimin.

Esses homens acabam comigo! Por Deus!

-Você ainda vai gemer mais meu amor, mas eu quero tanto ouvir meu nome da sua forma manhosa.-Disse mordendo minha orelha e ralhei as unhas em suas costas o ouvindo suspirar.

-A noite vai ser ótima.-Digo o olhando.

-O resto dela né.-Riu e me beijou novamente passando a mão em minha perna.

~Quebra de Tempo~

-Mel!Abre a porta!Vai se atrasar pra faculdade!

Acordei com as fortes batidas na porta e logo notei: Eu estava nua dormindo com a cabeça no peitoral de Jimin, logo nossos momentos me vieram a mente e eu sorri aberto. Notei que ele também tinha acordado e sorria pra mim com os olhos baixos e um pouco inchados suas bochechas vermelhas e sua boca rosa.

-Você é perfeito.-Sussurrei o mais baixo possível e me virei suspirando me sentindo ... Feliz.

-Anda logo garota! Hoje não tem carona!-O ouvi gritar novamente.

-Já vou Jung! Mas não em 3 minutos!-Gritei de volta ouvindo ele reclamar alguma coisa, sorri e olhei para Jimin que arqueava uma sobrancelha.

-Que foi? Ta com essa cara?

-Como eu vou sair? Se eu pular ele ouve e me mata se eu descer ele me mata!

-Então no caso eu salvo você do dragão, oh princesa indefesa!-Ele franziu a testa e fazendo cara de bravo arqueou a sobrancelha.-Ta, desculpa amor.

Fui até ele e lhe dei um selinho e ele me puxou pela cintura fazendo com que a coberta saísse do meu corpo, me puxou para um beijo apertado e lento, me desferiu um tapa na bunda e disse.

-Vamos ver depois o que essa princesa faz mais.-Eu estava vestida nas minhas peças íntimas que quis desistir de colocar mas coloquei quando íamos dormir depois do banho juntos... Como eu disse, uma noite quente.

-Vai deixar marca chim.-Digo manhosa olhando minha coxa vermelha, meu pescoço estava também marcado mas, e daí?Porra eu sou adulta.

-Bom mesmo.

Me joguei do outro lado da cama e peguei impulso pra levantar, e assim que levantei corri pro banheiro.

-Damas primeiro!

Ele parou e eu o empurrei entrei e fechei a porta.

-Ai! Mal educada!

Ri e fui me olhar no espelho passei uma água no rosto.

-Hoje o dia vai ser longo!

Assim que acabei de fazer minhas higienes e saí quem me empurrou foi ele, e eu só não caí por ter conseguido parar meu corpo.

Balancei a cabeça para os lados e fui até o guarda-roupa, começando a vestir o uniforme da faculdade,que por sorte é a mesma que Jimin, engenharia. Eu tenho 19 anos.

Obrigado Senhor!

Como eu vou explicar Jimin para Hoseok?! Aish! Quer saber? Tô afim de provoca-lo, faze-lo explodir de raiva. Não sei por que não.

...

Acabei de pentear o cabelo em frente ao espelho e deixei soltou com a franja pra frente, preguiça. Abri a porta do quarto e fui de fininho até o quarto de Hoseok e lá peguei uma blusa cinza sua, ri só de pensar na sua cara, eu posso até ficar o resto da minha vida de castigo mas ainda vale pra ver sua reação. Saí dali e voltei pro meu quarto onde encontrei Jimin secando os cabelos. 

-Veste aqui, sem problemas.-Digo sorridente e ele franzi os olhos mas veste e rapidamente veste sua calça.-Vamos descer, se não você vai se atrasar pra faculdade e sua casa e um pouco longe da minha.

Ele veio até mim e me deu um selinho, adoro Jimin de cabelo molhado.

Ele passou seu braço pela minha cintura e assim descemos a escada vi Hoseok na cozinha sentado e ele arqueou a sobrancelha e voltou a olhar seu notebook enquanto comia torrada e bebia café. Alguém me traz o Jung de verdade por que esse é falso!

-Oie, bom dia!-Digo e o máximo que consigo e um "tchau" Com sua mão e ele nem me olhou.

-Bom dia.-Jimin disse baixo do meu lado.-Estou usando sua blusa mas depois eu volto pra devolver.-Disse tranquilo.

-Se você me devolver essa blusa eu rasgo e toco fogo. Fica pra você.-Nossa. Isso foi bem. Bem grosseiro.

-Não preciso de caridade. Vou devolve-la e não me importo com o que faça depois.-Isso também.

-Por acaso. Aonde está a SUA blusa?

-Eu não achei no quarto da Mel, deve ter caído em algum canto.

-"Caído"?!Parabéns, Mel, não te ensinei a dormir com qualquer um, nem á ficar trazendo ficantes, namorados, namoricos, seja o que for. Eu te dei educação.

-Você me chamou de "qualquer um"?!-Jimin se aproximou de Hoseok.

-Ele não é qualquer um! Ele é meu namorado! E eu já tenho 19! Durmo com quem eu bem entender!

-Fazer o que não é mesmo, bom gosto você não tem. Agora, vai logo pra faculdade. Não importa se você tem 90 anos, ainda mora na minha casa e vai seguir as minha regras!

Segurei Jimin que num impulso quis andar pra mais perto do Jung e o segurei pela cintura, nesse momento ele olhou pra nós, não exatamente pra nós mas sim pra mim. Mas logo voltou a olhar para o aparelho.

-E antes que eu me esqueça, você está de castigo, dois meses, e eu vou trocar a chave do portão.

-Trocar? Pra que?!

-Evitar... Possíveis roubos. Agora vá, e volte no horário certo! Nada de passeios ou algo do tipo.

-Mas...

-Eu disse dois ou três meses? Acho que três.-Me cortou grosseiro.

Jimin faltava ficar da mesma cor que o cabelo, ali mesmo ele tirou a blusa cinza e a jogou no chão.

-Da segunda vez eu trago uma outra blusa Mel, aliás, vamos repetir a dose várias vezes, agora vamos.

Sorri minimamente e o segui para a porta deixando ali um Jung pronto para explodir.

~Quebra de Tempo~

Estava chegando em casa e quando fui abrir o portão, com a chave que tinha tirado da mochila, lembrei que Hoseok mudou as chaves, mas achoque ainda não. Tentei e abri o portão e depois de passar pelo jardim da frente abri a porta branca entrando em seguida, deixei minha mochila no sofá e fui pra cozinha buscar um copo de água.

Vi ele digitando alguma coisa no notebook e vou até a geladeira pego a garrafa e tiro um pouco de água gelada, bebo rapidamente e vou até atrás dele vendo em que ele mexia.

Áustria?!

-Por que está procurando casas na Áustria?! 

-Pare de bisbilhotar, me trás um pouco de água.

Já trazendo outro copo na mão o coloquei ao lado do aparelho.

-O que foi?! Por que está agindo assim?

-O que eu te falei antes de sair?

-Antes de você sair e voltar bêbado?

-Não dê rodeios, o que eu te disse?

-Pra mim trocar de roupa?

-Mel..

-Disse pra não trazer ninguém aqui.

-E você não se contentou em trazer seu namorado não é? Teve que transar com ele também! 

-Como sabe que transamos? Hum?! Estava bêbado!

-Bêbado, não surdo!

-Você..

-Anham, ouvi sim.

Senti meu rosto esquentar e tive vontade de me meter em um buraco. Fomos até silenciosos.

-Como?-Perguntei baixo.

-Eu levantei pra ir tomar uma água, minha cabeça estava explodindo então eu ouvi. Foi bem desnecessário. Mas, agora já passou e vamos morar na Áustria.

Voltou a mexer no aparelho e eu fiquei parada ali por uns segundos processando o que ele havia falado.

-Oque? Por que? Por que Áustria?!

-Recebi uma oferta de trabalho irrecusável e eu aceitei, nos mudamos semana que quem mesmo, pode começar a arrumar suas coisas, se despedir das meninas.

-Por que não me deixa aqui? Eu posso ficar aqui e você volta no final do mês né?

-Primeiro, não, te deixei sozinha durante 3 horas e o que você fez? Trouxe um garoto que eu nem gosto, e "fez".-Fez aspas com os dedos.-Com ele, comigo em casa! Segundo, você tem emprego? 

-Eu procuro!

-A e é fácil assim? "Hoje eu vou sair e vou arrumar um emprego" Isso não é tão rápido assim, e por isso eu quero que você estude mais, pra conseguir um emprego que  você não seja tão "dispensável", digamos assim. E eu também não te deixaria na casa de ninguém, você é minha responsabilidade e eu devo cuidar de você, e não te largar na casa dos outros!

Me virei e peguei mais água, precisava falar com Jimin. Ele disse que ia na casa de sua avó para levar uns remédios que tinha comprado.

Fui pra sala e peguei minha mochila, tirando meu celular de lá.

-Por acaso já me deu seu notebook e seu celular?! 

-O notebook ta em cima da mesa do seu escritório!

-E eu pedi só ele?

-Espera ai! Já vou levar!

-Aqui, anda!

Me levantei e fui até ele com o celular na mão.

-É rápido, eu só vou ligar pro Jimin e te dou o celular.-Já ia me virando quando ele falou.

-Conversa aqui mesmo. Algum problema? 

-Não.

Então tudo bem! Se ele que ouvir que ouça!

-Amor, tenho que te falar uma coisa séria.

-Nossa que voz é essa? Quer matar quem?

-O Jung quem sabe, mas é sério, preciso falar com você.

-Estou a todo-ouvidos.

-Eu vou me mudar.

-Pra onde? Aquela casa mais perto da escola que você me disse?

-Bem que eu queria, mas não.

-Pra onde?

-O Jung Quer me levar pra Áustria.

-ÁUSTRIA?!

-Ai, não grita. Sim, Áustria, eu queria saber, como fica a gente.

-...

-Olha, pode dar certo, eu sei que é longe pra caramba, mas podemos ao menos tentar.

-Eu não vou conseguir ficar tão longe assim durante tanto tempo. Você vai voltar pra cá?

-Acho que sim, no final do mês. Aí podemos nós encontrar, matar a saudade.

-Já quero matar a que estou sentindo, é tão bom ficar perto de você.

-De você também, você tem um cheirinho doce, gosto quando fico com ele.-Ouvi o Jung tossir e o olhei, ele continuava a olha a tela do notebook.

-Gosto quando fico com o seu. Quero ter cheiro de primavera pra sempre!

-Que fofo chim, mas é sério, me diz, quer mesmo continuar?

-Não sei, tenho que pensar não quero te fazer sofrer por um deslize.

-Deslize? Como assim?

-Não quero te trair. Quero ser o máximo sincero com você, aliás eu gosto de você.

-Também gosto de você. Vamos combinar uma coisa então.

-O que? 

-Juntos até a mudança? 

-...Sim, Juntos até a mudança. 

-Vou sentir tantas saudades de você.

-Também, quem eu vou jogar água na hora de lavar o carro?

-Engraçadinho! Aposto que não vai fazer três dias que fui embora, já vai estar cheio de rapariga atrás de você, e você dando mole pra elas.

-Eu vou ficar chorando 4 Meses seguidos trancado em casa então.

-Aí também não né. Mas também não é pra ficar com qualquer uma.

-Prometo.

-Tchau chim, nos falamos na faculdade, já que "alguém" tomou meu notebook e meu celular.

-Tchau. Beijo.

Desliguei e ouvir Hoseok suspirar.

-Ta aqui.-Coloquei o celular na mesa e me virei para sair dali e ir logo arrumar minas coisas para a mudança.

-Eu não queria que fossemos viajar e ainda estivesse esse clima entre a gente.

-Me tira do castigo então, o que te custa?-Me virei e com as mãos na cintura  o olhei.

-Eu não vou tirar o castigo.-Disse e riu com a frase, fechou o notebook e se levantou me olhando.

-Então tchau Jung.

-Você está agindo como se estivesse certa.

Me virei mesmo sem ter nada o que dizer.

-Você trouxe ele, você dormiu com ele, você acordou com ele, você deu minha blusa pra ele, você quem causou isso tudo, e sabe disso.

-Você lembra de ontem Jung? 

-Claro que sim, lembro quando eu cheguei... Até acordar no meio da...

-Não. Você lembra do que fizemos ontem?-Digo o interrompendo.

Ele franziu o rosto e pareceu começar a ficar vermelho.

-Você estava só de boxer, eu estava na sua frente e você me puxou pra você, estávamos nós beijando e eu já estava quente, aposto que você também.

-Eu não lembro de nada disso.

-Você estava me apertando hobi, estava me fazendo carícias ousadas, quando você parou tudo.

-Mel, vá arrumar suas coisas.-Disse totalmente vermelho.

Me aproximei dele e envolvi meus braços em seu pescoço, ele não me empurrou apenas olhava-me.

-Você me excita.-Disse e num sussurro o fazendo ficar em silêncio por segundos e depois.

Ele apenas me beijou enquanto suas mãos puxavam minha blusa pra cima, pareci o beijou e tirei ela rapidamente tirando a sua também.

-Não posso fazer isso na cozinha.-Disse eu ri.

Me afastei dele e tirei a saia rodada que ia até os joelhos a deixando no chão, ele me olhou com a mão em seu pau que já mostrava mais que seu volume natural.

Corri até a escada subindo-a rapidamente e fui para o seu quarto, onde me deitei e em segundos ele apareceu na porta vindo até mim enquanto tirava a cinta de sua calça social.

-Vou te dar outro castigo garota.

-Pode vir hobi, já estou encharcada só com você assim.

Ele riu e eu sorri enquanto movimentava minha mão em meu botão inchado, sem que ele percebesse eu tentava diminuir o tesão que sentia. Logo retirando vi que ele notou e sorriu.

-Acabou de aumentar seu castigo.

Ele tirou a calça mas continuou com o cinto na mão, veio para perto de mim e como a cama era grande deitou-se ao meu lado e estalou a mão em sua coxa engatinhei ate ele e deitei em seu colo de barriga para baixo.

-Sem barulhos hum?

-Mas Hobi..

-Quer mais cintadas?

-Não...

-Então sem barulhos...

Ele deu o primeiro estalo e logo depois senti seus dedos em minha intimidade molhada me fazendo querer gemer manhosa mas não o fiz, enfiei a cara no colchão e apertei minhas pernas sentindo a pressão em minha bocetinha.

Logo ele deu outro estalo e outro e outro, ao todo acho que foram quinze, enquanto uma de suas mãos me batiam a outra me estocava e acariciava meu pontinho. Eu me sentia uma masoquista, estava sentindo prazer com aquela dor.

-A..Acabou hobi?

-Sim.

Ele acabou de tirar minha calcinha a jogando em qualquer lugar. Me levantou dali devagar sentindo meu líquido descer pela minha coxa. Ele estava me estocando tanto.

Olhei para suas coxas fartas e deslizei minhas unhas por ali, vendo seu olhar no meu, puxei a boxer pra baixo vendo seu pau duro "saltar" dali, senti sua mão ir para minha nuca puxando os cabelos dali, me levando novamente para seus lábios doces, sorri entre o beijo e o desci para seu pescoço dando ali uma sugada forte, espalhando beijos molhados por seu abdômen até chegar em seu baixo ventre, beijei seu pau o ouvindo suspirar, e lambi da base até a cabeça roxa e inchada, observando-o gemer baixo enquanto me olhava.

Observei seu pau a minha frente, já saía pre-gozo, e suas veias saltadas, sua cabecinha roxa, faziam-me sentir grande pulsação em minha intimidade.

Limpei todo o pre-gozo que saía e abocanhei sua glande a sugando e ouvindo-o gemer manhoso, afunde minha boca devagar com medo de engasgar, já não conseguia mais colocar em minha boca e masturbei o que sobrava.

Hobi era maior que chim.

Movimentei minha cabeça devagar e logo senti sua mão em minha cabeça, coordenando os movimentos.

-Que boquinha gostosa Mel.-Disse entredentes e baixo.

Sorri e o olhei ele me olhava com tesão e isso só me fez sentir mais molhada que antes. A cada vez ele aumentava a velocidade e gemia mais alto. Eu massageava suas bolas o que o fazia apertar meus cabelos entre os movimentos.

Ele parou os movimentos lentamente e eu o olhei fazendo biquinho.

-Eu queria provar do teu leite hobi. Quero chupar seu pau ate gozar na minha boca.

-Não provoca Mel...

Ele esticou o braço até o criado-mudo e abriu a gaveta pegando uma camisinha dali, enquanto ele colocava a camisinha eu tirava o sutiã ficando apenas com as meias pretas 3/4.

Apertei um de meus seios e abri minha pernas para ele lhe mostrando o quão necessitada estou, e logo comecei a movimentar meu botão inchado, gemendo baixo, ele me puxou pelas pernas e me fazendo parar aquilo sarrou seu membro em minha intimidade molhada fazendo nós dois gemermos alto.

-Senta aqui amor, deixa eu fazer você ficar sem andar amanhã..-Disse mordendo o lábio.

Arrumei minha postura e enlacei seu pescoço com meus braços, olhei para baixo e peguei em seu pau o colocando lentamente em minha intimidade o fazendo gemer arrastado, eu apenas mordi seu ombro ao sentir ele tocar meu ponto G gemi alto. Ele apertou minha cintura me fazendo estremecer.

Movimentou seu quadril pra cima me fazendo serrar os dentes, comecei a cavalgar soltando gemidos altos, ele gemia livremente e rouco me fazendo enlouquecer. Estávamos frenéticos quando ele me virou me colocando de costas no colchão e continuou a estocar rapidamente.

-Você é tão apertadinha Mel...-Disse falhadamente.

-M..Mais hobi...

-Vai gozar amor?-Continuou me estocando tocando meu ponto G, apenas assenti enquanto soltava um gemido alto.-Goza pra mim, quero te sentir me apertando forte enquanto geme.

-H..HOSEOK!-Gemi alto seu nome quando senti alcançar meu ápice, ele continuou a me estocar.

-Oh... Sim, Mel.

Arranhei suas costas fortemente e arqueei as costas abrindo a boca para um gemido mudo, ouvi ele gemendo mais alto, minhas pernas estavam bambas e depois de algumas estocadas a mais ele se retirou.

-H...Hobi...-Digo ao sentir algo estranho mas tão prazeroso.

-Você esguichou meu amor.-Sorriu olhando suas coxas um pouco molhadas.

-Vamos hobi...-Abri mais minha pernas.-Quero que goze aqui dentro.

Ele riu e me estocou novamente segurando minhas pernas continuou a estocar fortemente, mesmo sensível pelo recente orgasmo eu ainda me sentia excitada.

-Só...Mais um pouco...

Gemi ao senti-lo tocar mais uma vez meu ponto sensível e me contorci ali, sentindo minha intimidade vibrar.

-G...Goza hobi, ou quer que eu te mame de novo?

-Caralho...-Disse diminuindo os movimentos me fazendo ter espasmos fortes por estar sarrando sua cabecinha em meu botãozinho.-Tão gostosa...

Apertei meus seios e gemi baixo, ele se aproximou e me beijou, mas não durou muito pois estávamos ofegantes.

-Preparada para segunda fase?-Perguntou mordendo levemente meu seio, como seria bom senti seus lábios ali.

-Não precisamos arrumar as coisas para a mudança Hobi?-Perguntei passando a mão em sua cabeça.

-Podemos deixar isso para depois, o que eu mais quero agora é ouvir você gemendo de novo.

Me beijou rapidamente descendo logo seus beijos para o meu pescoço, eu sentia minhas pernas fracas mas minha intimidade pulsava e mesmo que eu realmente não andasse amanhã eu quero sentir ele em mim de novo me tocando no ponto mais sensível.


Notas Finais


Espero que tenha gostado MELLL <3 Amo você meu cheiro.

E vocês? Gostaram meus lindos? Espero que sim meus cheiros <3 Deem uma olhada nas minhas histórias e se quiserem (por favor) Favoritem e comentem <3

Até <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...