História Big Little Lies - Capítulo 38


Escrita por: ~

Postado
Categorias Camila Cabello, Fifth Harmony
Tags Bebê, Bebes, Camren, Camren G!p, Gravidez, Lauren G!p
Visualizações 701
Palavras 939
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Mistério, Romance e Novela, Suspense, Violência
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Demorei um pouco, mas voltei...
Minha vida esses últimos dias está muito movimentada e não estou tendo nem tempo direito de escrever os capítulos.
Mas eu consegui escrever um pouco hoje e mesmo não tendo ficado do jeito que eu queria resolvi postar senão iria ficar mais alguns dias sem.
Espero que gostem!

Capítulo 38 - Conversar


Fanfic / Fanfiction Big Little Lies - Capítulo 38 - Conversar

                   Pov Dinah 

“Mas eu me sinto tão pura ao lado dela, é como se nada parecesse errado, mesmo eu sendo egoísta desejando ela só para mim. Mas como eu já disse: “não somos um casal”. Não aqueles casais que saem de mãos dadas num domingo a tarde para ir ao shopping, depois de um almoço em família. Muito menos aqueles casais que postam foto juntos com uma legenda fofa. Mas eu sou tão dela, mesmo sem ela perceber. Minha alma grita pelo calor do nosso corpo numa noite tempestuosa, ouvindo nossos gemidos contidos para não fazer tanto barulho.  Às vezes me pergunto se ela sente o mesmo, ou tudo não passa de uma encenação.”

...

_ Laur, eu preciso... - Normani diz entrando na cozinha, mas para de falar, assim que nossos olhares se cruzam. E eu tive que juntar todas as minhas forças para não 

_ Titi! - Antônio disse mexendo os bracinhos, e quebrando o silêncio que havia se tornado. 

_ Isso mesmo, Antônio. Ensina essa tia a ter educação. Ela nem cumprimenta as pessoas mais. - Lauren diz tentando amenizar o clima, mas não teve muitos resultados.

_ Olá meninas! Príncipes! Desculpa, É que a Jade não disse que estavam todos aqui e é meio urgente. - Ela diz desviando seu olhar do meu e indo até os meninos dando um beijo na cabeça de cada um. E essa foi a primeira vez que desejei mão estar segurando o Gabriel. 

_ O que é tão urgente assim? - Lauren pergunta curiosa.

_ Podemos conversar no seu escritório? - Normani pergunta, Lauren assente e depois de dar um beijo nos meninos, elas deixam a cozinha.

_ Bah...

_ Eu vou lá pra cima. No quarto deles. - digo  a interrompendo e me levantando com o Gabriel nos meus braços. 

_ Posso ir junto com o Antônio ou quer ficar sozinha, e eu fico com os meninos? - Camila pergunta.

_ Vamos! - digo e subimos com os meninos até o quartinho deles.

_ Tu vai dormir aqui hoje, não vai? - Camila pergunta assim que entramos no quarto e colocamos os meninos no chão, que engatinharam até o brinquedo que eles queriam.

_ Não sei. Talvez sim. - digo dando de ombros.

_ Se quiser desabafar novamente, tô aqui! 

_ Obrigada! Mas vai passar. - digo tentando não ficar pensando muito em tudo que era relacionado a Normani.

_ Dada!  - Antônio diz se sentando do meu lado. Até parecia que ele entendia que eu precisava me acalmar.

_ Que dia que meus pequenos vão falar Dinda Dinah? Que dia? - pergunto me sentando no chão e brincando com ele. E logo o Gabriel também veio pra perto de mim.

_ Fala pra ela que Dada já tá bom, e é exclusivo  dela, filho! - Camila diz se sentando com a gente.

_ Se é exclusivo eu aceito! Até porque vocês falaram Dada antes de mamãe. - digo e Camila revira os olhos. Toda vez que eu digo isso, ela tem essa reação. Ela nunca aceita.

_ Aquela época 'dada' significava tudo. E eles ficavam repetindo toda vida. Não é pequenos? - Camila faz cócegas nos meninos que riem.

...

Já tinha uns trinta minutos que as meninas estavam no escritório, e eu já notava que a Camila estava ficando meio preocupada. Os meninos brincavam juntos e eu tentava me distrair com eles.

_ Será o que é que elas tanto conversam? 

_ Não faço a mínima ideia. - assim que termino de falar. Ouvimos uma batida na porta e ela sendo aberta no segundo seguinte.

_ Achamos vocês! - Lauren diz entrando no quarto com a Normani. 

_ Eu só vim me despedir de vocês, desses príncipes lindos! - Normani diz e se abaixa, dando um beijo nos meninos.

_ Depois a tia volta pra apertar vocês. Tchau Mila. 

_ Dá tchau pra titia, filhos! - Camila diz mas os meninos não estavam muito no clima.

_ Será que a gente poderia conversar antes? - Normani pergunta olhando para mim, e entre um turbilhões de respostas que se passaram pela minha mente, acabei balançando a cabeça positivamente e me levantando.

Saímos do quarto dos meninos sem trocar mais nenhuma palavra, e fomos assim até chegar no jardim.

_ Pode falar! - digo enquanto ela me observava.

_ Dinah, eu... é que eu queria te pedir desculpas. - ela diz olhando para baixo. 

_ Só isso? - digo tentando me controlar.

_ Eu queria poder dar uma chance pra gente. Mas eu ainda não consigo. Nem sei se algum dia eu vou conseguir. E eu não quero te fazer sofrer. 

_ Então sinto lhe informar, mas tu já fez. 

_ Desculpa. -ela diz quase em um sussurro olhando em meus olhos. 

_ A culpa também não é sua. Não é a gente que escolhe por quem se apaixona. - digo desviando o olhar dela e olhando para algumas flores que tem por aqui. 

_ Eu não quero me afastar de você.  Gosto da nossa amizade. Não queria que tudo acabasse ou que ficássemos em um clima chato.

_ Quem sabe com o tempo, o clima melhore. Por enquanto, não posso te garantir nada. - digo sincera.

_ Vou torcer pra isso. - ela diz e ficamos em silêncio nos encarando.

_ Eu preciso ir agora. Até mais Dinah. - Normani diz e depois de pensar se me abraçava ou fazia qualquer coisa que ela fazia antes, ela foi embora sem fazer depois de sorrir para mim.

 E depois de sua saída, eu me permiti a derramar as lagrimas que estava segurando desde a hora que ela chegou.


Notas Finais


Desculpem qualquer erro!
Bjs!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...