História Bijuu may cry - Capítulo 52


Escrita por: ~

Postado
Categorias Devil May Cry, Naruto, Power Rangers
Personagens , Grimmjow Jaegerjaquez, Guren, Hana Inuzuka, Ino Yamanaka, Karin, Karui, Konan, Mei, Menma Uzumaki, Nagato, Naruto Uzumaki, Neji Hyuuga, Orochimaru, Personagens Originais, Raito Yagami, Sakura Haruno, Samui, Shikamaru Nara, Shino Aburame, Tayuya, Temari, Tobirama Senju, Tsunade Senju, Yugito Nii
Tags Anjos, Aoi Kusanagi, Dampiros, Demonios, Deuses, Gaaryuu, Gaitsu, Grimmata, Ken, Kibakarui, Kyo Kusanagi, Kyugi, Leekin, Licantrópicos, Menlu, Nagakagu, Naruino, Narukarin, Narushion, Narutayu, Naruyumi, Nejifuu, Nejikonan, Shinoyugao, Suianko, Tobimei, Zaraki Yumi, Zenaku
Exibições 53
Palavras 1.941
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Ecchi, Fantasia, Harem, Hentai, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Seinen, Shounen, Sobrenatural, Terror e Horror, Universo Alternativo, Yuri
Avisos: Bissexualidade, Estupro, Heterossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Spoilers, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Espero que gostem.

Capítulo 52 - Capítulo 52


Fanfic / Fanfiction Bijuu may cry - Capítulo 52 - Capítulo 52

Capítulo 52 – Mas isso não vai ficar assim.

Após se despedirem de Shion, o trio constituído por Kiba, Karui e Shino se dirigiu até o escritório da BMC e ao adentrarem o mesmo encontraram um clone de Naruto sentado atrás da mesa do escritório assinando alguns papéis tendo o auxílio de Fuu nisso enquanto Karin se encontrava sentada no chão do local lendo um livro de capa laranja e Tayuya e Ino se encontravam numa acirrada partida de videogame que nem notaram a presença do trio no local.

Clone: Que bom que vocês chegaram, mas me digam aí você não pegaram muita chuva no caminho para cá não né? Perguntou o clone ao trio.

Shino: Foi tranqüila a minha vinda, pois peguei um dos carros que eram de seu pai emprestado para vir para cá, eu espero que não se importe com isso. Respondeu Shino.

Clone: Para mim tudo bem, pois não ha nada naquela mansão que me interessa então pode pegar os carros, tacarem fogo em tudo ou até mesmo fazer uma festa por lá que eu não dou à mínima para isso, pois tudo que me pertence e é importante para mim está aqui comigo na BMC. – Respondeu o clone voltando sua atenção para Kiba e Karui. – E vocês tiveram algum problema com a chuva durante seu trajeto até aqui? O clone perguntou aos dois.

Karui: Não muito, pois já estávamos perto daqui quando começou a chover. Respondeu Karui.

Kiba: A gente não tomado chuva se a ruiva não fosse tão teimosa e tivesse aceitado que eu usasse a minha técnica de movimento rápido até aqui antes. Comentou Kiba.

Karui: Eu posso muito bem andar com minhas próprias pernas então não preciso que você pulguento me carregue por aí como se eu fosse uma aleijada. Retrucou Karui o comentário do Inuzuka.

Clone: Ei sem brigas aqui, pois aqui é um local de trabalho e não a casa de vocês, portanto se quiserem brigar entre si vão brigar na casa de vocês ou em outro longe daqui. – Comentou o clone intervindo antes que os dois iniciassem mais uma de suas briguinhas. – Pois bem voltando ao assunto principal eu os chamei aqui para lhes dá mais detalhes do trabalho de vocês que é o seguinte hoje às oito da noite será inaugurado um café cosplay no Distrito de Arakawa, mas a proprietária não conseguiu contratar funcionários suficientes para a inauguração do recinto e é aí que vocês entram, pois me pediu que lhe enviasse dois rapazes e duas moças para o auxiliarem com a inauguração do estabelecimento e prometeu lhes pagar bem por seus serviços. Completou o clone vendo uma cara questionadora se formar na face de Shino.

Shino: Mas Naruto nós estamos apenas em três aqui. Argumentou o Aburame.

Clone: Eu sei disso por isso que a Ino irá com vocês fazer este serviço. Comentou o clone ao mesmo tempo em que desviava de um pequeno raio disparado em sua direção.

Ino: Ei que história é essa de eu trabalhar como garçonete, eu não me lembro em momento algum em ter dito que iria trabalhar para você? Ino questionou o clone.

Clone: eu sei muito bem disso, mas a contratante pediu como garçons dois rapazes e como garçonetes duas garotas sendo uma delas ruiva e a outra loira e como a Samui e a Yugito estão ocupadas no momento assim como a Tsunade apesar de eu achar que ela é velha demais para este trabalho só sobrou você para fazer este serviço então você vai fazê-lo e ponto final. Respondeu o clone de forma autoritária.

Ino: Não vou fazer este trabalho! Gritou Ino.

Clone: Vai fazer sim! Retrucou o clone.

Kiba: Ei aqui é um local de trabalho e não um local para brigas então se vocês quiserem brigar vão na casa de... Não pera vocês já estão na casa de vocês. Kiba tratou de se corrigir ao se lembrar que Naruto vivia na BMC.

Karui: Gênio. Comentou Karui tentando implicar com o Inuzuka.

Ino: Então me dê um bom motivo para eu fazer este trabalho. Pediu Ino ignorando os comentários de Kiba e Karui.

Clone: Você acha mesmo que pode simplesmente chegar aqui invadir e tomar posse de meu quarto como se fosse a dona daqui, pois saiba que você está muito enganada porque aqui é assim ou você trabalha ou você não come. – Avisou o clone para a loira. – Então é o seguinte ou você faz este trabalho ou pode arrumar suas coisas e caçar outro para viver e acho que você não vai querer isso, pois possivelmente aquele que eu não irei mencionar o nome deve estar atrás de você no momento, pois acho que ele não vai te deixar em paz tão facilmente assim então o que me diz vai trabalhar para mim tendo onde viver e ainda por cima aliados para te ajudar contra ele ou vai querer ir embora e ficar à própria sorte por aí? Perguntou o clone de forma persuasiva.

Ino: Tudo bem eu aceito fazer este trabalho. Suspirou Ino emburrada e se dando por vencida, pois sabia que o clone realmente tinha razão sobre ela provavelmente estar sendo caçada por “ele” então era ficar na BMC, pois assim estaria mais segura.

Clone: Bom ver que fez a escolha certa, mas voltando ao assunto. – Comentou o clone chamando a atenção dos quatro para e entregando um papel para Shino. – Aí está o endereço do café e também o nome da contratante ela me pediu que vocês fossem até o café mais cedo para experimentarem suas fantasias e também lhes darem algumas dicas de como atenderem os clientes entre outras coisas então deem uma passada lá para pegar mais informações sobre o trabalho. Completou o clone.

Shino: Certo nós iremos lá agora. Comentou o Aburame para o clone.

Clone: Dá para ir todo mundo no carro que você pegou? Questionou o clone.

Shino: O carro que peguei dá para levar nós todos sem problemas. Respondeu Shino.

Clone: E qual carro você pegou? Perguntou o clone com certa curiosidade.

Shino: Eu acabei pegando o Porsche, pois o Audi e o Mustang estavam com pouco combustível e não optei vir no Humvee, pois vir nele chamaria muita atenção achei melhor vir no Porsche mesmo. Respondeu o Aburame.

Clone: Fez uma ótima escolha em relação aos carros. – Comentou o clone para o Aburame. – Estão liberados e boa sorte com este trabalho. Completou o clone liberando o grupo para realizar seu trabalho.

Fuu: Ei Naruto você não acha que foi um pouco rude com a Ino não? Perguntou Fuu.

Clone: Para falar a verdade eu fui mesmo, mas eu fiz isso para o próprio bem dela, pois ela está em perigo e ela estando aqui conosco poderemos dar apoio e proteção a ela, mas ela não pode simplesmente chegar aqui e fazer o que bem entender, portanto se ela quiser ficar aqui terá que trabalhar como todo mundo que vive aqui ou na mansão de meus pais. – Respondeu o clone enquanto terminava de assinar mais alguns papéis. – Falando nisso Fuu a Mei já deve ter terminado de fazer o almoço então pode ir almoçar se quiser, pois o trabalho aqui já está bem adiantado. Completou o clone.

Fuu: Certo qualquer coisa é só me chamar. Disse a garota se retirando do escritório deixando o clone às sós com gêmeas Uzumaki.

Karin: Ei Naruto-kun você e a Ino realmente não conseguem ficar um minuto sequer sem brigar hein. Comentou a ruiva de óculos de forma divertida enquanto fechava o livro em sua mão e fitava o clone que levantou de sua cadeira e se sentou sobre a mesa do escritório.

Clone: Fazer o que né se além da aparência ela também possui as memórias da Yumi-chan e com isso ela sabe muito bem como me provocar. Comentou o clone de forma branda.

Tayuya: Mas sabe de uma coisa eu acho que se não houvesse essas briguinhas entre vocês o dia não seria a mesma coisa, pois para este dia ficar realmente completo só falta mesmo a Tsunade querer te estrangular por se sabe lá o que. Comentou a Tayuya sem tirar sua atenção do videogame.

Foi só Tayuya terminar de falar que a porta do escritório foi bruscamente aberta e pela uma Tsunade furiosa adentrou no escritório e assim que a mesma avistou o clone sentado sobre a mesa rapidamente avançou contra o mesmo o pegando pelo pescoço antes que o mesmo tivesse qualquer tipo de reação.

Clone: Posso saber o que eu te fiz dessa vez para você quere me estrangular? Perguntou o clone à Senju que ainda o fuzilava com os olhos.

Tsunade: Foi este maldito trabalho que você me deu para realizar. Respondeu a Senju de forma ríspida.

Clone: Dá para explicar direito isso, pois o que teve de mais neste trabalho para você querer me estrangular? Pediu o clone.

Konan: Bem simples isso, o que aconteceu foi que o dono da academia se apaixonou a primeira vista pela Tsunade e eles fizeram uma aposta a qual a Tsunade perdeu e agora tem um encontro marcado para essa noite com o dono da academia. – Respondeu Konan adentrando no escritório com um pequeno sorriso na cara. – E ela também quase acabou escorregando ali na entrada por alguém ter deixado o piso molhado perto da porta. Completou Konan.

Tsunade: E o responsável por tudo isso é você, pois se você não tivesse me dado este maldito trabalho nada disso teria acontecido. – Completou a Senju apertando ainda mais o pescoço do clone que não esbanjava nenhum tipo de reação em relação a isso o que deixava a Senju ainda mais irada com ele. – Ei por que você não demonstra nenhum tipo de reação sendo que estou a quebrar o seu pescoço? Questionou a Senju.

Clone: Por que eu sou apenas um clone então se você quebrar meu pescoço, eu simplesmente irei desaparecer e não acontecerá nada ao verdadeiro Naruto. Respondeu o clone na maior calma do mundo.

Tsunade: E onde está aquele Uzumaki metido a produto de higiene feminina para eu poder esganá-lo? Perguntou a Senju soltando o clone.

Shion: Ele está no quarto dele descansando, pois acabou de chegar de uma visita ao cemitério. – Respondeu Shion surgindo no escritório. – E peço desculpa pelo ocorrido na entrada, pois eu fui ajudar o Naruto a ir até o quarto e acabei me esquecendo de que o piso na entrada estava. Completou a mini Senju se curvando.

Tsunade: Ah que seja depois e me resolveu com o Uzumaki, mas por ora irei almoçar, pois daqui a pouco terei que aturar aquele cosplay de ranger amarelo na academia novamente. Disse a Senju antes de se retirar do escritório acompanhada pela filha e Konan deixando o trio Uzumaki sozinho novamente.

Karin: Definitivamente a Tsunade não vai com a sua cara Naru-kun. Comentou Karin encarando o clone.

Clone: Eu sei mesmo depois de eu tê-la deixado viver na mansão de meus pais e beber um saquê de qualidade sem cobrar nada por isso. – Comentou o clone enquanto pegava o telefone da agência e discava um número no mesmo. – Mas isso não vai ficar assim, não dessa vez. Completou o clone enquanto esperava alguém atender sua chamada.

Tayuya: Ei Naruto-kun o que está pensando em aprontar? Perguntou a ruiva com certa curiosidade.

Naruto: Espere que você verá Tayu-chan. – Respondeu o clone enquanto finalmente sua chamada era atendida. – Alô Shizune, sou eu Naruto, por acaso o Gai-sensei está aí por perto se sim poderia chamá-lo para mim, pois tenho algo importante a falar com ele? – Perguntou o clone à morena. – Que ótimo estarei esperando. Completou o clone enquanto aguardava Shizune chamar Gai para ele.

CONTINUA...


Notas Finais


Até o próximo.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...