História Billdip - Maybe He's Not That Bad [Em espera] - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Gravity Falls
Personagens Bill Cipher, Dipper Pines, Mabel Pines, Pacifica Northwest, Stanford "Ford" Pines, Stanley "Stan" Pines
Tags Billdip, Fluff, Ukebill, Violencia, Yaoi
Exibições 74
Palavras 705
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Famí­lia, Fluffy, Magia, Romance e Novela, Shonen-Ai, Universo Alternativo, Violência, Yaoi
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


DEMOREI MAS CHEGUEI.
Vou flr o pq nas notas finais, E MUITO OBRIGADA POR COMENTAREM E FAVORITAREM, AMO VOCÊS
Ok, me exaltei ;u;

Capítulo 3 - Capítulo 3


Gravity Falls, 5 de janeiro de 2019, 5:34

Pov Bill

Acordei assustado com um barulho muito alto lá fora. O que foi isso? Meu corpo dói e me sinto exausto também.
Olhei em volta e eu estava num lugar familiar... Espera, esse é o sótão da Cabana do Mistério! Pinetree me salvou! Sorri e olhei para o lado, Pinetree estava deitado num colchão no chão, Shooting Star na cama dela. Vi um clarão lá fora e o mesmo barulho. Me escondi debaixo da coberta, o que diabos é isso? O barulho se repetiu e saltei da cama, deitando perto de Pinetree, espero que ele não se importe...
 
As horas passaram vagarosamente e eu não me sentia melhor, nem eles acordavam. O sol nasceu e o clarão e barulho, que me assustava a todo momento, pararam. Sem nem ao menos perceber, peguei no sono de novo.

Sonho on

Acordei num quarto luxuoso, logo o reconheci, era o meu quarto. Senti lágrimas escorrerem, eles me acharam.
A porta se abriu e eu me encolhi debaixo do lençol negro.
-Eu consigo te ver, pequenino... -uma voz bem conhecida disse, seus passos cada vez mais perto.
A coberta foi puxada de cima de mim, me encolhi mais ainda, ela vai me matar. Ela me puxou pelos cabelos, me obrigando a olhar pra ela. Não mudou nada. Cabelos dourados, olhos azuis quase brancos, o rosto sem nenhuma ruga, com um sorriso perturbador. Nem parecia ter 54 bilhões de anos de idade.
-Billzinho... O que foi, pequeno? Aconteceu algo? Por que está chorando, filho? -ela perguntava com falsa preocupação, ainda sorrindo. Não respondi, ela acha mesmo que a considero uma mãe?
-ME RESPONDA! -ela gritou diabolicamente, enquanto me sacudia, ainda me segurando pelos cabelos.
Comecei a chorar ainda mais, soluçando e tremendo.
-Não vai responder? Vamos, não precisa ser tão tímido, filhote... -ela botou sua mão em minha bochecha, acariciando-a.-Vamos, Bill... -ela afundou suas unhas afiadas em minha bochecha, soltei um suspiro dolorido. - Fale logo... Anda, menino... -ela sorria e rasgava minha bochecha mais a cada frase.
-P-pare... por favor... -eu murmurei assustado
-Oh, aprendeu a falar! Parar com o que, meu filho? Isso? -ela aprofundou o rasgo, perfurando minha bochecha completamente. Gritei de dor abafado. Ela riu e me jogou no chão com uma força sobre humana. Gritei de dor ao sentir vários de meus ossos se quebrarem. Sua risada ia ficando distante, e minha cabeça girava, logo eu desmaiei.

Sonho off

Pov Dipper

  Acordei com a claridade diretamente no meu rosto, já deveriam ser umas 9 da manhã. Me espreguicei lentamente, ou tentei pois encostei em algo.
  Olhei para a 'coisa' e notei que na verdade era Bill. Ele estava encolhido ao meu lado, bem na pontinha do colchão, com um semblante neutro no rosto.
  Levantei do colchão e o peguei no colo, deitei-o de volta na cama e o cobri com uma das mantas, já que aquela manhã não estava tão fria.
  Me dirigi ao banheiro e fiz minha higiene pessoal. Assim que acabei, desci as escadas para a cozinha. Assim que cheguei, vi um bilhete na geladeira.

"Queridos Dipper e Mabel,

Eu e Stanley tivemos que sair em uma expedição e ficaremos de duas semanas à um mês fora.

Se cuidem, deixei algum dinheiro na cômoda da sala caso precisem para comprar mantimentos.

Stanford Pines"

Suspirei, é uma pena que tenham que ir, mas por outro lado, é bom, pois teremos tempo e segurança para saber o que diabos aconteceu com Bill. Decidi fazer logo o café da manhã, afinal Mabel logo acordará.

  Coloquei o café para coar e vi que, graças ao seres superiores dessa dimensão, meus tivôs já haviam comprado pão, me poupando de andar 3 fucking quilômetros pra chegar na padaria.

  Peguei queijo, presunto e geleia e botei na mesa no centro da cozinha, junto ao pão e alguns biscoitos.
  Sentei-me para esperar Mabel, que já devia acordar, folheando o livro que Pacífica me indicou a adaptação cinematográfica, O Orfanato de Srta. Peregrine Para Crianças Peculiares. [N/A: ESSE LIVRO, ESSE FILME, SOCORRO, EU AMO]
  Eu já havia lido duas ou três páginas quando escutei um grito de dor vindo lá de cima.

Oh não.


Notas Finais


Então
Vms esclarecer algumas coisas
1- Eu não postei pq ontem foi minha festa de quinze anos (YAY), e eu passei as duas últimas semanas CORRENDO QUE NEM UMA CONDENADA POR SHOPPING, MERCADÃO DE MADUREIRA E TUDO QUE SE TEM DIREITO PRA ARRUMAR ESSA FESTA. ;-; Tanto que eu nem fui no Pré-Tecnico e no curso de inglês, to vendo que os profs vão ficar PUTOS comigo ;-;
2- Esse sonho do Bill vai ser explicado mais pra frente, mas acho q ja da pra sacar a história toda /chora
3- LEIAM O LIVRO Q O DIPPER CITOU, VEJAM O FILME, EH MTO BOM, SÉRIO, EU PULEI NA MINHA PRIMA QUANDO ELA ME ENTREGOU O LIVRO
4- VAI TER MABCIFICA, MINHA GENTE

Sou meio doente, repara não
Amo vocês :3

Críticas são sempre bem vindas e se acharem algum erro me falem, pq eu to escrevendo a fic no cel e ele é bugado. ;-;

Edit voador: Vocês preferem caps longos e demorados ou curtos/médios (essa media de 600-800) e mais rapidos (eu espero)?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...