História BillDip-My Demon - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Gravity Falls
Personagens Bill Cipher, Candy Chiu, Dipper Pines, Grenda, Mabel Pines, Pacifica Northwest, Personagens Originais, Soos Ramirez, Stanford "Ford" Pines, Stanley "Stan" Pines, Wendy Corduroy
Tags Billdip
Exibições 264
Palavras 1.408
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Fantasia, Festa, Fluffy, Lemon, Luta, Magia, Mistério, Orange, Romance e Novela, Visual Novel, Yaoi, Yuri
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Ebaaaa
Mais
Um aí
Boa leitura

Capítulo 4 - Confessando


Fanfic / Fanfiction BillDip-My Demon - Capítulo 4 - Confessando

Dipper P.O.V
Esse foi o meu primeiro beijo, o melhor beijo e foi COM UM DEMÔNIO QUE QUASE ME MATOU. Ta calma e eu nao sei se amo , mas eu sentir amor naquele beijo, que confuso.  Ele se separa de mim e sai do meu quarto enquanto eu fico paralisado que nem uma pedra, toco no meus labios isso foi real. Meu Deus. Depois de um tempo Bill volta pro quarto eu me troco e deito na cama já que era noite e ele deita me abraçando por trás, não iria me debater porque tava muito bom. Quando acordo Cipher ainda está abraçado em mim, eu tento sair e ele me abraça mais forte.

-Só mais um pouquinho, ursinho- Ele acariciava minha cabeça e eu suspiro.

-Bill, por favor me solta- Bill suspira e abri um sorriso.

-Só se você me beijar- Ele faz biquinho e o olho incrédulo.

-Não vou te beijar

-A tudo bem então vai ficar nos meu braços para sempre.- Ele sorri largo e abre seus lindos olhos dourados. "Bill deve ta me passando loucura, só pode". Eu dou um selinho rápido nele- Isso não é beijo, isso é selinho, - Eu mereço, ele segura os fios da minha nuca e me traz para mais perto dele, e enfim selamos nossos labios, ele explorava cada canto da minha boquinha com sua deliciosa língua. "Loucuraaa". E nós se separamos e ele para de me abraçar eu saio e vo tomar banho depois de um tempo saio com uma regata branca e um short preto, Bill também foi no banheiro e voltou com uma regata vermelha com um olho no meio e um short azul descemos e tomamos café da manhã, ficamos pela cozinha mesmo até que a porta e aberta pela Mabel e ela se senta conosco.

-E aí como foi na casa da Cifi- Eu pergunto com um sorriso malicioso que faz a mesma corar e Bill ri.

-N-Nao foi nada disso que esta pensando, mente poluída.

-Então o que fizeram?- Eu Perguntou curioso.

-A gente viu series, conversor, comemos, eee…

-Eeee…- Bill fala para ela continuar e a mesma cora.

-Eeee só hehehehe.- Bill chega perto do ouvido dela e sussurra alguma coisa que não ouvi e Mabel cora ainda mais e vai lá pra cima.
-O que disse a ela?

-Nada não, você vai descobrir uma hora- Eu faço cara de desentendido- Bora lá na lanchonete da Susy?- Eu concordo e fomos para o quarto da Mabel e bati na porta de madeira.

-OIII?- Ouço ela gritar.

-Mabel, vamos para a lanchonete da Susy.

-OKEEY- Ela grita de volta. Não sei como ela tem tanta voz para ficar gritando toda hora. Fomos caminhando em direção a lanchonete da Susy, em silêncio.  Quando chegamos nós se sentamos bem afastado e a garçonete veio nos atender.

-Eu quero um ….- Eu olho pra garçonete- PACIFICA

-Você que uma Pacífica- Ela fala brincando e vi pelo canto do olho o Bill com uma cara de ciumes e sorriu com isso.- E aí Dipper cresceu, como vai a Mabel?- Ela pergunta e depois me abraça nós se separamos.

-Ah Mabel ta bem também- Ela ri e olha para Bill- Quem é esse, aí?- Ela fala se referindo ao Bill.

-O nome dele é…

-Bill- Ele me interrompe,  mas completa minha frase e com isso bufo.

-Aassim- Depois ela arregala os olhos- PERA VOCE É O TRIANGULO QUE QUASE NOS MATOU. -Ela grita e todos da lanchonete nos olha e ficamos com vergonha.

-É, só ele mesmo- Ele fala como isso fosse normal- Mas não vou matar ninguém não.

-Ahh ok…eu.. acho- Riu.

-Me diz uma coisa Cifi, por que está trabalhando em um lugar como esses?- Eu pergunta a encarando.

-Ahh e que depois de nós falhimos, eu queria ganhar dinheiro sozinha. Claro que na primeira vez eu nao gostei e depois de um tempo eu me acostumei- Ela terminou com um sorriso,  e percebi que ela também mudou, sorriu de volta- E o seus pedidos, o que desejam?

- Eu quero hum… sorvete- Eu falo.

-Sabia Dipper que sorvete de manhã causa dor de barriga?- Bill fala e ri, a também Pacífica ri e fico com cara emburrada- Eu quero um café,  por favor- Ele fala por fim.

-Okey seus pedidos já vem- Ela voltou pra cozinha e começamos a conversar coisas aleatórias, ate que ela volta com o nossos pedidos e Cifi se senta conosco e conversamos com ela.

-Eu tenho uma pergunta, vocês são namorados?- Eu coro muito e me lembro do beijo de ontem.

-N-Não, d-de o-onde tiro essa i-ideia?- Eu falo gaguejando e nesse exato momento eu queria morrer.

-O jeito que se olham e por vim vocês dois aqui, sozinhos- Fico extremamente corado e reviro os olhos, já Bill apenas sorri e me lembro de perguntar.

- Ei Cifi, ontem a Mabel foi lá pra sua casa e ela falou que vocês viram serie, conversaram, comeram e mais alguma coisa que eu nao sei. Mas ele sabe- Aponto para Bill que estava bebendo o seu café e foi a vez dela ficar corada.

-Ahh não deve ser nada demais hehehehe.

-Vamooos Cifi me falaaa logoo por favor. Eu sou o irmão delaa tem que sabeer o que foi- Eu falo arrastado e ela ri.

- B-Bem se você quer saber me encontra na pracinha 16:00, okey?

-OKEYY, Bem Cifi nós ja vamos. Até. - Eu me levanto e Bill logo em seguida.

-Até- Caminhamos por um caminho diferente para chegar a cabana e lá eu encontro uma grande biblioteca.

-Bill vamos pra biblioteca - Faço sem querer uma voz manhosa, ele suspira e concorda. Nós entramos e realmente é gigante, fomos para o setor de mistérios e começo a procurar algo que me interrese Bill olhava tudo com um olhar de tédio.

-Por que está com um olhar de tedio?- Eu pergunto o encarando.

-É por que ja sei de tudo,  então as bibliotecas se tornan meeeggaaa chaaatass- Riu com o seu tom arrastado.

-Então se sabe de tudo, o que me recomenda?

-Huuum- Ele olha pras outras prateleiras e começa a andar procurando algo e eu o sigo.- Toma- Ele me dá dois livros.

-Por que só dois?

-A maioria é falso.

-Tivo falou sobre isso- Eu queria mais livro então fui pro setor de história, quando eu cheguei Bill me prensou na estante e colou nossas testas e eu fiquei mega corado e revirei os olhos.

-Não precisa ficar com vergonha, pinheirinho- Ele vira meu rosto pelo queixo e fico o encarando. Ele chega mais perto e lambe meu labio inferior e ele me beija e nós fechamos nossos olhos aproveitando o contato, com os braços ele enrola minha cintura com os meus enrolo seu pescoço colando mais nossos corpos. Ele pede passagem e eu cedo, depois nós se separamos por falta de ar e olhamos para o final da estante e tinha uma senhora olhando tudo que fizemos eu coro e escondo me no pescoço de Bill vi pelo canto de olho que a senhora foi embora.

-Eu já te disse que te amo?- Bill pergunta e eu concorda ainda escondido no seu pescoço.- Que bom- Nos se separamos e pegamos emprestado o livro e fomos para casa, Bill se deitou no sofá e bateu na sua barriga me convidando a deitar eu suspiro e deito de barriga pra baixo (FOTO EM CIMA) e ele acaricia meus cabelos eu adormeci com o seu toque. Quando acordei levantei a cabeça e vi Bill acordado e corei quando reparei em que posição nós estávamos ele me roubou um selinho me deixando mais corado.

-Vai lá se arrumar, para encontrar sua amiga- Eu concordei tomei banho e sai com uma camisa azul, uma calça jeans e um tenis preto. Me despedi de Bill e fui lá para a pracinha e encontrei Cifi e me sentei do lado dela.

-Oi Dipp

-Oi Cifi.-Ficou um silêncio incomodativo

-E então o que aconteceu entre voce e Mabel.

-S-Sabe aconteceu a M-Mabel, e-ela m-meio q-que me b-beijou.-  Eu suspiro surpreso não pensei que Mabel gostava de garoto, pois ela os caçava.

-Tudo bem Cifi, mas me prometa uma coisa.- Ela concorda- Eu quero que todos os dias fale "Eu te amo" para ela ter certeza disso, não magoas, não deixe ela chorar e tenha certeza que ela te ama.- Ela me abraçou.

-Eu prometo- Depois disso nos conversamos e eu volto para casa


Notas Finais


MUITO OBG PELOS FAVORITOS MEU IRMÃO FICO MUITO WTF COM A MINHA COMEMORAÇAO


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...