História Biografia Da Mary - Capítulo 56


Escrita por: ~

Postado
Categorias Amor Doce
Personagens Alexy, Ambre, Armin, Castiel, Dakota, Debrah, Iris, Kentin, Kim, Leigh, Letícia, Lysandre, Melody, Nathaniel, Nina, Personagens Originais, Professor Faraize, Rosalya, Violette
Tags Amor Doce
Exibições 27
Palavras 1.410
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Colegial, Comédia, Escolar, Famí­lia, Luta, Magia, Romance e Novela, Sobrenatural, Suspense, Violência, Yaoi, Yuri
Avisos: Bissexualidade, Drogas, Linguagem Imprópria, Mutilação, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 56 - Não faça nenhuma burrice


Fanfic / Fanfiction Biografia Da Mary - Capítulo 56 - Não faça nenhuma burrice

-Bia me fale o que está acontecendo (Castiel)

-Está certo... para começar... (Beatriz)

 

-Beatriz fecha os olhos e começa a sair de suas costas asas de demônio e chifres de demônio na sua mão esquerda aparece muitas cartas e na sua mão direita um cetro-

 

-Bia... o que você é? (Castiel)

-Eu sou um demônio (Beatriz)

-Um demônio? (Castiel)

-Demônio do tempo na verdade... me desculpa eu juro que não queria fazer isso por mal! (Beatriz)

-Bia me explique o que está acontecendo! (Castiel)

-Certo... (Beatriz)

 

-Beatriz esconde novamente suas asas, chifres e cauda de demônio e sua roupa acaba mudando-

 

-Um dia antes de tudo isso acontecer eu estava lendo minhas cartas para saber o que poderia vir... até que vi algo que eu não gostei nem um pouco... um ataque de um demônio com a mutação 6 estrelas... ou seja é mais forte. Eu sei que não iria conseguir sozinha... nisso tentei achar alguma forma de fazer algo para ele morrer nisso liguei pra Mary e ela foi até minha casa e entreguei minha “poção” para ela nisso ocorreu um problema... ela acabou desaparecendo... eu sendo trouxa eu fiquei tentando consertar isso e descobri que tinha um lugar que eu poderia deixar vocês dormindo, pegar um pouco da força de vocês e batalhar contra aquele demônio... mas algo deu errado. Todos começaram a ver as memórias de todo mundo menos as suas... você foi o primeiro a sair... isso tudo estar acontecendo... É TUDO CULPA MINHA – Uma imagem foi desbloqueada (A do capitulo) – (Beatriz)

-Bia... (Castiel)

-Me desculpe... (Beatriz)

-Bia calma... nada foi culpa sua... (Castiel)

-Mas a Mary... ela sumiu e eu... não sei como a trazer de volta... (Beatriz)

-Iremos resolver isso ok? Agora fique calma (Castiel)

-O problema é que eu sei como trazer ela de volta e todos que já morreram, os irmãos da nyan, a mãe da Mary, ela... (Beatriz)

-E onde está o problema nisso? (Castiel)

-Alguém de alma pura tem que se sacrificar dependendo de quantos pecados essas pessoas fizeram (Beatriz)

-Mas ninguém tem alma totalmente pura (Castiel)

-Eu tenho alma totalmente pura (Beatriz)

-Então... para salvar o amor da minha vida... tenho que abandonar uma amiga? (Castiel)

-Eu já não me importo mais em continuar vivendo... Alice e Fabiana sumiram... eu não sei onde está qualquer pessoa da minha família (Beatriz)

 

-Uma lagrima desce do olho da Beatriz-

 

His Theme

Deep, deep down, I believed
I could bring you back to me
In this game I found fun
Can the damage be undone?

Even if I'm no longer really me
There's still a part that lives inside my heart that hopes to be
By your side until you reach the end
No matter what I am by then, I'll always be your friend

Don't leave me behind
Wont you let me win this time?
I don't want to let go
But I'll be okay alone

 
Tradução
 
Seu tema

Fundo, no fundo, eu acreditava
Eu poderia trazê-la de volta para mim
Neste jogo eu achei divertido
o dano pode ser desfeito?

Mesmo se eu já não estou realmente me
Ainda há uma parte que vive dentro de meu coração que espera ser
Por seu lado até chegar à final
Não importa o que eu sou até então, eu sempre serei sua amiga

Não me deixe para trás
Você não vai me deixar ganhar desta vez?
Eu não quero deixar ir
Mas eu vou ficar bem sozinha

 

-Bia? (Castiel)

-Por favor diga a Daisy que eu posso demorar pra chegar em casa (Beatriz)

-Ao menos vá comigo pra falar com a Daisy... ela não merece ouvir você falando pra ela? (Castiel)

-Castiel a Daisy tem 12 anos, é a mesma idade que seus filhos e pense... ela iria me perdoar? (Beatriz)

-Ela é sua filha claro que perdoaria (Castiel)

-Certo então... vamos (Beatriz)

 

-Beatriz teleporta Castiel e ela para uma casa meio que abandonada-

 

-Hã? (Castiel)

-Mamãe!

 

-Castiel olha pra onde estava a voz e viu uma pequena menina de pele muito clara, cabelos meios escuros e olhos cor de ouro, pequena e fofa-

 

-Filha pedi pra você tomar cuidado! (Beatriz)

-Desculpa mamãe... (Daisy)

-Tudo bem... a mamãe tem que te falar uma coisa (Beatriz)

-O que foi? (Daisy)

-Talvez... a mamãe demore para voltar para casa (Beatriz)

-Porque? (Daisy)

-Assunto de adultos... o seu irmão irá cuidar de você junto com o tio Castiel, tudo bem? (Beatriz)

-Mamãe... (Daisy)

 

-Daisy abraça com força sua mãe- (QUE CENA FOFA)

 

-Calma... antes de você pensar eu estarei de volta ok? (Beatriz)

-Mamãe me promete uma coisa pra quando você voltar? (Daisy)

-O que querida? (Beatriz)

-Um papai (Daisy)

 

-Beatriz fica surpresa e depois abaixa um pouco a cabeça-

 

-Farei o possível (Beatriz)

-Serio!? Sebby! Vamos ter um papai! (Daisy)

-Hum? (Sebastian)

-Não é isso vou ver se consigo arranjar um (Beatriz)

-Cuide de sua irmã enquanto estiver fora (Beatriz)

-Não precisa pedir... ela é minha irmãzinha... faria isso com todo prazer (Sebastian)

-Vamos Castiel? (Beatriz)

-Claro... (Castiel)

 

-Beatriz teleporta os dois de volta para o cubo-

 

-Eu sei que você amava o Lysandre (Castiel)

 

-Beatriz fica surpresa-

 

-Amava... disse tudo (Beatriz)

-Você encontrara logo alguém... tenha certeza disso (Castiel)

-Eu espero... odeio decepcionar a Daisy... (Beatriz)

-Calma... ela ficara bem (Castiel)

-Se encostar um dedo nela eu te quebro no meio (Beatriz)

-Entendi... (Castiel)

-Não faça nada que eu faria ok? (Beatriz)

-Quer dizer xingar o melhor amigo de puto? (Castiel)

-Isso mesmo kk (Beatriz)

-Bia posso te pedir um ultimo favor? (Castiel)

-O que? (Beatriz)

-Queria saber tudo resumido sobre a vida da minha filha (Castiel)

-Princesinha do pai né? (Beatriz)

-Sim... (Castiel)

-Sei como é isso kk (Beatriz)

 

-Beatriz pega umas cartas e começa a ver elas-

 

-Bem sua vida começa muito alegre brincando com seus irmãos e familiares... (Beatriz)

-Mas ela esconde essa felicidade dentro de si mesma para que nada a atrapalhe a fazer seu melhor sorriso e nisso conheceu alguém (Beatriz)

-Ela teve momentos muito bons e conheceu uma nova pessoa... só que essa pessoa morreu e ela brigou com seu antigo amigo... e virou uma pessoa totalmente fria e solitária (Beatriz)

-Entendo... (Castiel)

-Mas... apareceu novas pessoas que querem ser amigos dela e nesse monte está alguém que dependendo dela ficará pelo resto da vida com ela (Beatriz)

-Eu não posso falar mas que isso desculpe... (Beatriz)

-Ajudou bastante (Castiel)

 

-Começam a ouvir batidas-

 

-O demônio chegou... (Beatriz)

-Não faça nenhuma burrice (Castiel)

-Desculpa... eu sou feita de burrice (Beatriz)

-Esse mês é setembro não é? (Castiel)

-Sim... (Beatriz)

 

-Beatriz sai do cubo mas faz um escudo na mesma e canta uma musica-

 

September

 

I can't remember

What happened in September

When everything is gone

When it's dark and I'm alone

 

It's been forever

Since I could have remembered

Where the hell is everypony

I just want to know the story

Of what happened right before

I became so alone

 

Still can't remember

What happened in September

Back when everypony died

Trails of blood during my stride

 

I just discovered that

the ponies were defeated

by something really strong

it seemed very weird and wrong

it just doesn't belong

like it came out of this world

 

I've regained a small memory

Came to my head just like that suddenly

I think I've gotten a clue

Something tells me this is worse than what I knew

 

I just remembered

What happened in September

I'm the one who killed them all

I survived after the fall

 

Tradução

 

Setembro

 

Não me lembro

O que aconteceu em setembro

Quando tudo se foi

Quando está escuro e eu estou sozinha


 

Tem sido para sempre

Desde que eu poderia ter lembrado

Onde diabos está os poneis

Eu só quero saber a história

Do que aconteceu logo antes

Tornei-me tão sozinha


 

Ainda não me lembro

O que aconteceu em setembro

A volta dos poneis mortos

Trilhas de sangue durante a minha estrada


 

Eu só descobri que

os pôneis foram derrotados

por algo realmente forte

parecia muito estranho e errado

ele simplesmente não pertencem

que veio de outro mundo


 

Eu já recuperou uma pequena memória

Veio a minha cabeça como que de repente

Eu acho que eu tenha obtido uma pista

Algo me diz que isso é pior do que o que eu sabia


 

Acabei de me lembrar

O que aconteceu em setembro

Eu sou a pessoa que os matou todos

Eu sobrevivi após a queda

 

Continua (Gente os pôneis da musica são demônios tá?)


Notas Finais


DEIXEI VOCÊS CURIOSOS DE NOVO


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...