História Biologicamente Impossível (Incesto) - Capítulo 17


Escrita por: ~

Postado
Categorias Ariana Grande, Big Sean, Jessie J, Justin Bieber, Nathan Kress, Nicki Minaj
Exibições 30
Palavras 773
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Famí­lia, Romance e Novela, Violência
Avisos: Adultério, Estupro, Incesto, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 17 - 17


Fanfic / Fanfiction Biologicamente Impossível (Incesto) - Capítulo 17 - 17

Vitória e Roberto, ao vêem Júlio, correm e se enrolam em um lençol qualquer.
-Eu perguntei O QUE TÁ ACONTECENDO AQUI? {Julio diz, chorando cada vez mais}
-Eu posso explicar, é que [...] {Vitória tenta se explicar, mas é cortada por Julio}
-VOCÊ NÃO PODE EXPLICAR NADA! VOCÊ REALMENTE ACHA QUE ISSO TEM EXPLICAÇÃO?
-Não grite com ela, ou eu vou aí e arrebento a sua cara! {Roberto ameaça}
-VEM ENTÃO!
-NÃO PELO O AMOR DE DEUS! NÃO FAÇAM ISSO COMIGO! {Vitória diz, enquanto se coloca no meio dos dois}
-Pai, deixa eu falar com o Julio, só eu e ele, por favor!
-NÃO! Se ele começar a gritar com você eu não vou suportar! {Roberto diz}
Vitória beija Roberto.
-Por favor, por favor pai!
Roberto apenas sai do quarto.
-E ainda é descarada pra beijar ele na minha frente? Eu não acredito no que tá acontecendo!
-Julio eu só quero que me deixe falar. O que eu vou falar vai doer, vai machucar, mas eu preciso falar!
-Não, quem vai falar agora sou eu!
-Como assim?
-Só quero que você me responda, com sinceridade, Vitória.
-Tá, mas eu [...]
-Quando isso começou?
-Não sei exatamente o dia, faz um tempo.. Eu me lembro que.. Que eu perguntei pra o meu pai o que ele tinha contra você, e como resposta ele me beijou, e quando ele me beijou, eu.. Eu senti algo diferente.
-Eu tirei sua virgindade?
-Não. Minha primeira vez na cama foi com o meu pai, quer dizer, com o Roberto.
Julio se joga no chão, e começa a gritar enquanto chora.
-ME PERDOA, ME PERDOA JULIO! ME PERDOA! {Vitória fica de pé, e continua chorando}
-Dói tanto, dói tanto! {Julio diz}
-Acredita em mim? Acredita que eu fiz o que fiz porque eu me apaixonei e não consegui fugir. Eu não fiz por mal, não fiz por querer te maltratar ou te enganar, eu juro que eu fiz o que fiz por amor.
-Por amor a ELE!
-Mas foi por amor! Você sabe que.. Que quando a gente tá apaixonado, a gente faz muita coisa sem nem medir o nível de gravidade!
-E você me diz isso assim, Vitória? EU PREFERIRIA MIL VEZES QUE VOCÊ TERMINASSE COMIGO, AO INVÉS DE ME FAZER DE CORNO!
-Eu não te fiz de corno, por favor, não veja assim! Não me veja como alguém que quis te magoar, eu juro que não!
-Se você não quis me magoar, então por que não me contou a verdade?
-Porque eu não queria te perder. Porque eu sei o quanto você me ama, e eu acho difícil que alguém me ame assim outra vez.
-Não, você fez isso porque é egoísta!
-Não veja assim, por favor Julio!
Vitória se joga aos pés de Julio.
-Fez sim, fez porque é egoísta! Fez porque queria ficar com o pai, com namorado e até com o melhor amigo! VOCÊ FEZ PORQUE QUER TER VÁRIOS HOMENS AOS SEUS PÉS!
-NÃO FOI, EU TE IMPLORO, NÃO ME VEJA ASSIM!
-E como você quer que eu te veja depois disso, hein? Meu pai já matou a minha mãe, meu pai se matou, O MEU PAI ACABOU COM A MINHA VIDA! E MINHA NAMORADA FICA COM QUEM? COM O PAI DELA! EU MEREÇO TODO ESSE SOFRIMENTO! MEREÇO!
-Não faz assim, por favor! Eu posso lutar contra isso e continuar com você!
-O QUE?
-Sim, eu.. Eu posso lutar contra o que eu sinto! 
-Não pode. Vitória eu digo com muita tristeza, mas contra o amor a gente não pode fazer nada. NADA! 
-ME PERDOA, EU SÓ TE PEÇO QUE ME PERDOE!
-Eu não posso te perdoar, não agora.. 
-E quando você vai me perdoar?
-Vitória, isso não interessa, tá? Eu quero ir embora! Eu já vi o que tinha que ver e ouvi o que tinha que ouvir, só me deixa ir!
-Não, por favor!
-Tchau. Eu espero não te ver nunca mais! Você, que eu pensei que construiria uma vida comigo.. Acabou com a minha vida.
Julio sai do quarto, desce as escadas e vai embora. 
Vitória desce, chorando muito e pula no sofá (onde Roberto está).
-Ei, princesa! Ei! Não fique assim! {Roberto diz}
-Como ele conseguiu entrar aqui?
-A porta estava destrancada, eu sempre deixo assim nesse horário..
-Acabou tudo, sabe? Eu fui traída pela minha melhor amiga, terminei com meu namorado! Se eles vazarem essa história, a polícia até vem aqui e eu vou ser isolada na porcaria do meu colégio. 
-Eu vou estar sempre com você, tá bem? Mesmo que você perca tudo, eu vou estar contigo! Eu te amo, pequena.
Roberto abraça Vitória, que ainda chora muito.

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...