História Bipolar love - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), EXO, Got7
Personagens Baekhyun, BamBam, Chanyeol, Chen, D.O, Jackson, JB, J-hope, Jimin, Jin, Jinyoung, Jungkook, Kai, Kris Wu, Lay, Lu Han, Mark, Personagens Originais, Rap Monster, Sehun, Suga, Suho, Tao, V, Xiumin, Youngjae, Yugyeom
Tags 2jae, Abo, Chanbaek, Hunhan, Kaisoo, Markjinson, Namjin, Sulay, Taokris, Vkook, Xiuchen, Yoonseokmin, Yugbam
Visualizações 21
Palavras 1.420
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Crossover, Drama (Tragédia), Fluffy, Lemon, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Pansexualidade, Sexo, Transsexualidade, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Desculpem a demora gente, problemas técnicos

Bom o cap de hoje é

Too sweet - Muito Doce

Espero que gostem viu

Capítulo 5 - Too sweet


Fanfic / Fanfiction Bipolar love - Capítulo 5 - Too sweet

Os lábios de Jongin eram tão macios, que se tornaria um vício pra mim, após o término do beijo, ficamos nos encarando, eu podia ver o brilho nos olhos dele, o silêncio entre nós era tão gostoso, ficar ao lado dele me trazia uma sensação tão boa, era diferente...

- senhores? - o silêncio foi quebrado pela voz de Xiumin - desculpa, atrapalhei

- não, não atrapalhou não - Jongin sorria para o ômega

- tem uma mulher querendo ver o senhor, soo - arregalei meus olhos, e olhei para Jongin que estava com o mesmo olhar que eu

Eu não conhecia nenhuma mulher, a única mulher que eu falava mais era minha mãe

Me levantei e fui seguindo Xiumin calmamente, deixando Jongin pra trás

Nós andávamos pelos corredores compridos, até chegarmos no da entrada principal onde tinha uma mulher de capuz preto, eu conseguia enchergar sua boca pálida, seus cabelos eram encaracolados escuros, não conseguia ver seus olhos, eu não sabia quem era

- Kyungsoo, Vc cresceu tanto - a mulher fala colocando a mão em minha bochecha, suas mãos estavam gélidas

- quem seria vc ? - falei sério

- Vc não mudou nada né - ela tira o capus onde pude ver totalmente seu rosto, meus olhos ficaram marejados e eu logo a abracei - desculpa a demora filho

- mãe, não vai mais embora por favor - falei sorrindo mas ao mesmo tempo lágrimas escorriam pelo meu rosto

- não chore meu pequeno - levanta minha cabeça e seca minhas lágrimas - eu estou aqui agora

- mãe tenho que te contar algo - falei fitando o chão

- pode falar soo - falou sereno

- eu vou me casar, com o... - fui interrompido por uma voz que me chamava

- Kyung? - Jongin me chamava eu olhei para trás e ele correu até mim - Senhora Do

- Kim Jongin! - falou sorrindo - então filho com quem irá se casar - fala voltando a atenção para mim

- então mãe, eu vou me casar com Jongin - sorri nervoso e ela me encarou com um olhar sério

- Sério? - ela levantou uma de suas sobrancelhas, e eu afirmei olhando para o chão, ela começou a rir, e logo eu levantei meu olhar confuso - que bom!!! - abraçou eu e Jongin ao mesmo tempo, me fazendo ficar mais confuso, mais fiquei feliz por ela ter aceitado Jongin com genro - por um minuto eu achei que fosse aquela menina, qual era o nome dela mesmo - fez cara de pensativa - ah!! A Jisoo

- mãe, o que te fez pensar que eu me casaria com a Jisoo - olhei para ela que se encontrava sorridente

- vcs eram tão próximos - falou dando de ombros - imaginei

- mãe, ela queria minha ajuda para conquistar a Jennie - ri nervoso, olhei para Jongin e ele parecia sério, ou melhor com ciúmes da Jisoo - Jongin, Vc está bem - ele pareceu que saiu de um transe

- estou ótimo - falou sério, e eu olhei para minha mãe e sorrimos

- está com ciúmes Jongin - minha mãe fala segurando a risada

- Ciúmes?! Eu nunca... - falou e revirou os olhos e foi andando, e eu e minha mãe ficamos o seguindo

- é normal sentir ciúmes, por que quem não iria querer um Ômega desses - minha mãe fala

- ei!! Eu não sou tudo isso, para

- É claro que é! - Jongin fala me fazendo corar - olha pra vc, seus olhos podem perfurar uma alma apenas com um simples olhar, e esses lábios ah!! Kyung, vc é perfeito - colocou suas duas mãos em meus ombros, seus olhos brilharam de um jeito diferente 

- larga de ser meloso Kai - ele sorriu com os olhos a ver o apelido antigo que eu lhe dei - e eu já falei que eu não sou a pessoa mais perfeita do mundo - falei sem demonstrar uma expressão se quer, e minha mãe só observava (J:eu na vida)

- pode não ser a pessoa mais perfeita do mundo, mais pra mim Vc é - falou e distribuiu um beijo em minha testa

Eu realmente não entendia como ele poderia passar de ciumento para meloso, isso era estranho, como alguém pode ser mais meloso do que Kim Jongin

- Xiumin! - o chamou - arrume um quarto para a senhora Do

- por favor querido me chame de Do Young-sook, ou só Sook - falou

- como quiser - Jongin falou e eu o olhei

- eu lhe mostro onde é seu quarto senhora Sook - Xiumin disse e foi andando com minha mãe

- quer assistir um filme - falou

- tanto faz - falei simples

O caminho até o quarto de Jongin foi em silêncio, não sabíamos no que conversar aquele momento ficou muito desconfortável. Passamos por um quarto, onde se podia escutar barulhos estranhos.... gemidos!

- pera esse quarto não é de Baek e do Chan - falou e eu o olhei

- sim, é sim - falei como se isso já acontecesse todos os dias - eles ficam se pegando sem nenhum nível de decência, como se não fosse mais eles, é todo o dia isso, um dia meu pai foi viajar e eu chamei os meninos para me fazerem companhia,quando acordei de manhã esses dois estavam se pegando em cima da mesa - ri fraco

- Nossa! - falou surpreso - mas como assim, não parece eles? - me encara confuso

- não parece que são eles, se pegam brutalmente, como se fossem se comer ali mesmo - falei e o mesmo sorriu

- como animais - ele sorriu para o nada - vamos - fez um sinal para que eu o segui-lo

Nós andamos mais alguns até que chegamos no quarto dele que era bem ao lado do meu

E eu me perguntei, o que será Sehun e LuHan estão fazendo

 Sehun_On

Nós fomos explorar a enorme mansão, nós quero dizer eu e LuHan, por que Baek e Chany estavam se comendo no quarto

Nós estávamos andando, até que encontramos uma porta muito grande, e quando a abrimos, era uma cozinha ENORME

Olhei para o Lu e fizemos aquele olhar 7u7

Eu abri um armário que tinha um vários chocolates e doces

- Meu Santo G-Deus - falou com os olhinhos brilhando

Nós pegamos um, e eu tinha me esquecido, que quando eu e Lu comemos doces, ficamos selvagens, isso só acontece às vezes ou melhor só quando estamos sozinhos

- LuHan - falei olhando o chocolate que já tínhamos comido inteiro e dirigi meu olhar para ele - nos comemos doce

- eita - seus olhos começaram a ganhar um vermelho vivo, e os meus azuis

Ele soltou a embalagem, e me empurrou para o balcão se colocando em cima de mim

- Sehun, Vc fica tão gostoso nessa posição - falou mordendo os lábios

- e eu adoro quando faz isso - falei o olhando de cima abaixo ele começou a me beijar ferozmente

Meu lado animal tomou conta de mim, nesse momento não era mais eu

 Kyungsoo_On

O filme tinha acabado, era de um romance clássico, aquele que a garota se apaixona pelo bad boy da escola e vice-versa

- tá escutando esse barulho - falou - tá vindo lá de baixo - levantou e foi até a porta

Ele saiu e eu o segui, o barulho vinha da cozinha

Quando chegamos, vimos LuHan em cima de Sehun no balcão, os olhos de Lu estavam vermelhos vivos, o de Sehun se encontrava azul

- ei parem vcs vão acabar se matando - Kai falou segurando o braço de LuHan, que o mordeu

Na verdade eles estavam se pegando, olhei para o chão e tinha embalagens de chocolate no chão

- Jongin vc está bem - falei ele estava segurando sua mão pressionando para o sangue não sair

- vai curar - falou mostrando a mão que estava cicatrizando

- LuHan, Sehun parem!!! - gritei e eles pararam, e voltaram ao normal - não comam mais uma barra inteira de chocolate, ainda mais quando estão sozinhos

- desculpe soo - os dois falaram de cabeça baixa

- tá vão para o quarto, tá na hora de dormir, eu vou indo para o meu, boa noite para vcs - falei sério e fui até meu quarto os deixando para trás

A única coisa que eu queria agora era aquela cama quentinha, que estava me esperando faz horas...


Notas Finais


Desculpa a demora
Eu estava resolvendo umas coisinhas aqui na Coréia
Eu acho que vou morar aqui, eu só acho, só esperando minha mãe resolver umas coisas dela lá
Mas aqui estou eu né
Espero que tenham gostado desse cap
Bigadu por ler


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...