História BiTe - Capítulo 23


Escrita por: ~

Postado
Categorias Demi Lovato, Fifth Harmony, One Direction, Selena Gomez, Teen Wolf, The Vampire Diaries, Zayn Malik
Personagens Ally Brooke, Austin Mahone, Camila Cabello, Demi Lovato, Dinah Jane Hansen, Lauren Jauregui, Liam Payne, Louis Tomlinson, Niall Horan, Normani Hamilton, Personagens Originais, Selena Gomez, Zayn Malik
Tags Austin, Bruxos, Camila Cabello, Camren, Carmen, Demi Lovato, Dinah Jane Hansen, Híbrido, Kai, Larry, Lauren Jauregui, Lobisomens, Lobos, Normani Hamilton, Norminah, One Direction, Selena Gomez, Semi, Supernatural, Terror, Vampiros, Vercy
Exibições 451
Palavras 1.242
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Festa, Ficção Científica, Orange, Romance e Novela, Sobrenatural, Terror e Horror, Violência, Yaoi, Yuri
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Oeeee, Volteiiii com mais um capítulo pra vocês.

Quem acertou que era a:
Parabéns você é foda hahaha Brincadeira todas vocês são fodasticamente fodas " Que minha mãe nunca leia minhas fics" ela odeia qualquer palavra que envolva (FODA.)

Desculpas pelos erros.

Capítulo 23 - Cap. 23


(Continuação) {Lauren}

Ela não era da cidade.
Fiquei em posição de ataque, o que fez Dinah prender o risso e Lucy soltou uma risada nasal.

- A gente tem um cão agora?

Quando ouvi isso percebi que estava no meio da sala de frente pra porta, em pé e rusnado como cachorro, todos na sala me olhava.

- Acho melhor colocar o toto na coleira e ainda colocar uma placa avisando que temos cão bravo.

- Dinah!

Todos na sala a re prenderam então Liam tomou a liberdade de ir até aporta mas antes lançou um olhar que fez eu ir sentar ao lado das meninas.

Assim que Liam abriu a porta seus ombros ficaram tensos e ele olhou para os outros dois que esperavam uma resposta.

- Depois de salvarem minha vida vocês não me convidam pra entrar?

Aquela voz não era estranha pelo menos eu não ouvia a muito tempo. Tentei me levantar para ver quem era mas Dinah me impediu franzi o cenho e encarei ela negou com a cabeça, levou o indicador nos lábios para mim fazer silêncio e só ouvir. Meus olhos foram para Lucy que estava encostada no ombro de Dinah e ela assentiu com a cabeça.

- Deixe ela entrar.

Nail ordenou e Liam deu passagem para uma... Aí Meu Deus, eu não estou acredito no que estou vendo, é uma versão mais adolescente mas é ela. Fiquei sem respirar, meus olhos caíram em Dinah lembrei do que ela tinha comentado no vestiário feminino hoje mais cedo. As palavras de Dj ecoavam em minha cabeça, " A garota do lago está viva".

Meus pensamentos foram para uma pessoa que sofreu mais do que todas nesses anos que ela supostamente havia morrido.

Demi.

A baixinha sofreu tanto a ponto de afastar todos de sua volta, por que só de olhar pra nós ela lembrava delas. Juntas.

Ela esta viva!

Uma lágrima rolou pelos meus olhos assim que ela parou em frente dos dois degraus que ficava antes de chegar na sala, seu olhar era fixo em uma pessoa, eu não conseguia tirar meus olhos dela.

Procurei pela garotinha de 13 anos más não encontrei, o seu olhar era frio, seu jeito de vestir era ousado, um jeans preto colado em seu corpo, botas de salto, jaqueta de couro aberta até a metade em baixo dela uma blusa branca e os cabelos longos com cachos.

- Olá. Nail!

Sua voz era a mesma mas havia um tom de cinismo ou deboche, seu olhar era sério mas seus lábios tinham um sorriso cínico.

- O que faz aquí?

Louis foi o primeiro a se pronunciar fazendo todos olharem para ele que se aproxima da garota que caminha até o bar.

- O que faço aqui? hm... Essa é minha cidade é minha casa.

Abriu uma garrafa de uísque, cheirou o líquido e derramou em um copo, seu sorriso era debochado, suas palavras não me convenceram não é só isso que a trouxe de volta.

- Mas sua família não está aqui! Não tem nada aqui que te faz ficar.

Nail disse áspero caminhando em sua direção tirando o copo de bebida de suas mãos.

- Não tem? Quando você salvou minha vida, você esqueceu que estragou outra? Demi. Ela acha que eu estou morta, mas eu não estou! Eu voltei por ela.

Seu tom de voz era alto e uma mágoa tomou conta dela. Quando ela falou da Demi sua sinceridade apareceu senti seu coração acelerar.

- Selena, o que você acha que vai acontecer? Quero dizer, quando ela ver você?

Nail perguntou, eu posso dizer que não sei o que dizer também, estou que em choque. Lembro do enterro, a família Gomes indo embora e Demi se afastando.
Acho que Demi pode reagir mal ou pode reagir bem... Na verdade eu não sei de nada.

- Eu não o que pode acontecer. Você deveria ter me deixado na beira do rio, mas não você penso que eu estava sozinha, me tiro daquela água me trouxe pra sua casa quase morta.

- Mas parece que o sangue que lhe dei fez muito bem pra você...

- O sangue era da Lucy, Nail!

Wooow.

Selena era igual a mim "uma primeira" da Lucy?

Mas o que está acontecendo?

Nesse momento a sala toda ficou em silêncio, Lucy que ouvia tudo calada arregalou os olhos e abria e fechava a boca.

- Como?

Disse Louis indignado com o que Selena falava.

- Eu não te disse como isso aconteceu mas naquele dia Nail estava fazendo algo com frascos de vidro cheios de sangue, um deles você deu pra mim disse para mim beber se o seu sangue não me curasse completamente, então quando você me deixou sozinha em um dos quartos eu dormi e quando acorde estava sufocando com meu próprio sangue. Então bebi o do frasco. Quando fiquei curada fui em direção de minha casa pela floresta, mas quando cheguei perto suficiente para ver o que acontecia, enxerguei Demi agarrada na cintura de minha mãe. Não sei o que aconteceu mas um medo tomou conta de mim e corri, quilômetros em uma velocidade absurda. Depois disso era só Lucy. Eu enxergava sua vida através dos meus olhos, toda vez que dormía, as memórias era dolorosa. Não sei o que acontecia comigo mas eu seguia vocês não conseguia para e quando achava, falava coragem para falar quem eu era. Quando vocês foram para Londres eu meio que fiquei alheia, eu aprendi a concentrar em cada aprendizado, consegui sobreviver sozinha por alguns meses até que fui detida por roubar um supermercado. Eu poderia fugir dos policiais, mas não fiz isso, por cinco anos eu fiquei presa em uma casa de adolescentes infratores, eu fugia todas as noites para treinar o que Lucy havia aprendido quando o "Harny" a pegou. Vocês devem estar se perguntando por que não fugi da casa que me prendiam, bom, eu estava bem e tinha um teto. Aprendi de tudo um pouco, então quando eu fiz 18 anos fui solta, decidi voltar pra casa. Eu sentia que teria que voltar, teria que ter coragem e vir até você, Lucy, mesmo não sabendo da minha existência.

Olhei pra Lucy que estava de queixo caído e Dinah... Nem notei que ela nem estava mais entre nós. Lucy levantou e ficou de pé.

- Eu não sentia você. Pra isso acontecer você teria que estar morrendo e pedindo ajuda.

Lucy disse cabisbaixa enquanto levantava o olhar que parou em Selena que até que enfim notou minha presença e franziu o cenho.

- Você não sentiu por que eu não me comunicava, não deixava você me ver, eu aprendi como se mascarar de qualquer vampiros. E o que você está fazendo aqui Lauren?

Todos se assustaram quando o foco da conversa voltou para mim, mas não tive tempo de responde por que ouvi os batimentos de Camila ficarem acelerados, levantei sobre um salto e fui em direção a escada e parei voltei meu olhar pra Selena.

- Eu também sou igual a você, mas isso não vem ao caso agora tenho outras prioridades, foi bom te ver.


Subi as escada usando minha velocidade anormal e cheguei a porta do quarto que Camz estava, seus batimentos eram muito acelerados, ansiedade, medo e um pouco de raiva exalava de dentro daquele quarto.

Respirei fundo e bati levemente na porta que assim que foi aberta por uma Camila de olhos arregalados.

- Oi...

(Contínua...)


Notas Finais


HA HA HA HA

Próximo capítulo é só Camren...

Desculpas pelos erros.

Até Mês que vem.

Wattpad http://my.w.tt/UiNb/mAhRbBCqSx


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...