História BiTe (Camren) - Capítulo 44


Escrita por: ~

Postado
Categorias Camila Cabello, Demi Lovato, Fifth Harmony, One Direction, Selena Gomez, Teen Wolf, The Vampire Diaries, Zayn Malik
Personagens Ally Brooke, Austin Mahone, Camila Cabello, Demi Lovato, Dinah Jane Hansen, Lauren Jauregui, Liam Payne, Louis Tomlinson, Niall Horan, Normani Hamilton, Personagens Originais, Selena Gomez, Zayn Malik
Tags Bruxos, Camila Cabello, Camren, Carmen, Demi Lovato, Dinah Jane Hansen, Híbrido, Kai, Larry, Lauren Jauregui, Lobisomens, Lobos, Normani Hamilton, Norminah, One Direction, Rmm180, Selena Gomez, Semi, Supernatural, Terror, Vampiros, Vercy
Visualizações 451
Palavras 2.468
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Festa, Ficção Científica, Orange, Romance e Novela, Sobrenatural, Terror e Horror, Violência, Yaoi, Yuri
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Os Gif não estão abrindo! :(

Capítulo 44 - Vermelho


Fanfic / Fanfiction BiTe (Camren) - Capítulo 44 - Vermelho

Pov - Lauren

- EU ESTOU CANSADA!

Gritei aos quatro cantos da floresta fazendo as meninas darem um pulo da árvore. Três semanas sentindo seus ossos serem quebrados e fazer o que é errado pra mim. Eu não aguentava mais, eu queria ser diferente dela, Bruck era uma alfa que matou para chegar onde está e eu não queria seguir alguém assim, estava me sentindo suja, imunda e acabada.

- E você acha que eu não estou? Semana passada você parecia bem melhor e agora voltou a me desobedecer. 

Nego com a cabeça e levanto do chão onde estava sentada e caminho até a árvore que as meninas estavam e pego minha mochila de roupas e tirando de dentro uma calça moletom e uma regata. Eu estava tendo uma batalha interna com a parte vampira e a lobisomem. Não nova consigo chegar em uma decisão com a parte vampira que não quer de jeito. E isso é uma coisa que me deixa até aliviada por que vampiros não se deixam ser dominados por um lobisomem alfa. Depois do dia que eu obedeci Bruck meus extintos ficaram em conflito, meus dois lados ficaram um visita em meu quarto.

Quando digo os dois quero dizer a Lobisomem e a Loba por que a parte vampira no caso eu apenas ouvi o que elas me pediram e foi uma sensação que não sei explicar.

Flashback on

Eu estava saindo do banheiro que tem em meu quarto e assim que saio enrolada na toalha, eu me deparo comigo mesma em forma de Lobisomem e posso dizer que ela não estava de bom humor.

- Não estamos aqui para sermos Beta.

Parecia um pouco brava comigo, olho para os lados para ver se meu pai estava por perto e corro para fechar a porta do meu quarto a trancando em seguida e ligando uma música no meu computador, não quero que meu pai pensasse que eu esteja ficando louca e falando sozinha.

- Você disse que precisávamos de ajuda e eu aceitei ajuda.

Falei para ela ou eu mesma, nem eu sei mais.

Passei por ela e fui para o meu Closet, eu tinha um mas era pequeno. Coloquei uma lingerie preta, short e regata. Ultimamente estou me sentindo um Jacob de 'Saga Crepúsculo: Eclipse' tenho que está mostrando o que tenho embaixo da camiseta. Dinah disse que eu estava atraindo muita atenção de algumas garota, mas eu nem ligava, eu tenho uma namorada que faz dias que não a vejo por falta de tempo.

Quando saí do Closet senti duas garras segurando meus braços e me jogando na parede acabo levantando um susto que fiquei sem ações quando sua mão foi para meu pescoço apartando o suficiente para que pudesse respirar.

- Você está se tornando um bichinho de estimação e nós somos feitas para liderar e não seguir.

Seu olhar de raiva era assustador, penetrante e assassino. Era assim que eu ficava?

Aquilo era assustador!

- Está vendo a cor dos nossos olhos? - Vejo a imensidão de amarelo com dourado e aceno como posso. - Dourados, não é? Mas não era pra ser assim, quanto mais você ser dominada por um alfa impuro, mais você se torna uma bichinho de estimação.

Ela se afastou e solta meu pescoço e uma luz vermelha tomou conta do meu quarto e uma Loba dos olhos vermelhos e pelugem negra apareceu em minha frente.

"Nós aprendemos o suficiente com ela, você sabe se transformar só tem medo de não se controlar. Quantas vezes você se transformou sem ela estar por perto?"

A Loba enorme em minha frente estava se comunicando por pensamentos comigo, eu fiquei muito boa com isso, até consigo bloquear Lucy quando quero fazer algo escondido e acobertar Selena para sair com a Demi.

"Nenhuma, eu tenho medo de machucar..."

"Camila..."

Confirmo com a cabeça e a loba que se mantia nas quatro patas se sentou em minha frente.

"Não machucamos quem amamos, na primeira transformação a gente só queria ficar perto, proteger e cuidar. Mas pra isso não podemos nos curvar para um alfa que não seja puro."

"Alfa Puro?"

Ela não respondeu simplemente ficou nas quatro e fixou seu olhos vermelhos em mim e se aproximou tocando nossas testas, fechou os olhos e eu fiz o mesmo, senti seu pelos em minha testa a respiração acelerada.

"Não se curve de novo, por que quanto mais fizer isso mais longe ficamos de nós tornarmos algo Puro de coração, se você for ruim de coração  não podemos voltar atrás. Não tenha medo de fazer isso sozinha a gente consegue sozinhas, sem ela."

Depois de um tempo abri meus olhos e percebo que estava sozinha em meu quarto encostada na parede e a música do meu computador tocava em volume médio me joguei na cama e fiquei pensando no que a Loba havia me dito.

Eu não posso ter medo de mim mesma, mesmo que eu não conseguir sozinha eu preciso tentar.

- Flashback off-

- Eu não quero mais fazer isso! - Cansada. - Meninas quebrem o círculo.

Disse cansada de ficar nessa de obedecer. Caminho até o círculo, mas não me sentia como antes por mais que eu tentasse ir embora as influência de Bruck me faziam ficar.

- Vamos continuar com isso até você consegui se transformar sozinha. - Sua voz invadiu meu cérebro e comandos com a voz de Alfa. - ISSO É UMA ORDEM!

Meu próprio corpo me entrego me fazendo baixar a cabeça, meus joelhos fizeram contato com o chão com certa brutalidade. Tentei levantar mas não conseguia, estava ficando um pouco desconfortável com isso.

Junto toda fúria que estava sentindo em meu corpo a transformando em força e levanto virando de frente para loira que me olhava com certa raiva, seus olhos estavam vermelhos escuros.

- Está tentando se rebelar contra minhas ordens? - Seu corpo ficou em alerta. - Não tente, não vai conseguir!

Ela começou a se aproximar e as meninas desceram da árvore com os olhos arregalados, olhei para Dinah que parecia estar mais branca que eu e Lucy estava do mesmo jeito.

"Lucy quebre o círculo, e saiam daqui agora!"

Ela obedeceu meu pedido e fez um sinal para a Dinah e fizeram o feitiço de invisibilidade ser quebrando. Acompanho elas com meus olhos enfurecido esquecendo por alguns segundos que uma Alfa enfurecida vinha em minha direção, só quando sinto uma mão em meu ombro e garras perfurando o mesmo e minhas costas sendo prensadas em uma árvore percebo que estava em maus lençóis.

- ME OBEDEÇA! GRRRRRRR...

Suas unhas afundaram em meu ombro, sinto a dor e meu corpo todo muda e minha forma de Lobisomem apareceu.

- NÃO. MAIS! GRRRRRRR...

Peguei sua mão que estava cravada em mim a afastando e acerto seu estômago com o pé fazendo a mesma voar longe grunhindo de de dor, não se dando por vencida Bruck levantou rápido.

- Vamos ver quem vai sair mais machucada aqui!

Ela pulou em mim e começamos uma batalha de arranhões da minha parte e socos da parte dela. Bruck só podia se transformar em Loba, mas sua força de alfa a deixava muito forte para lutar sem sua forma de Lobo.

- Não se rebele contra mim...

Ela disse raivosa me acertando vários socos até que o eu senti a maldita árvore em minhas contas de novo e sua mão em meu pescoço apertando com força me tirando do chão.

- LAUREN...

A voz de Dinah surgiu em meu ouvidos e olhei de canto de olho e percebo que uma Dinah furiosa vinha em minha direção.

"Tira ela daqui Lúcia."

Ordenei mentalmente assim que sento as mãos de Bruck se fechando mais em minha garganta o ar começou a faltar cada vez que tentava tirá-la de perto de mim.

"Não estamos aqui para sermos Beta."

A frase surgiu em minha cabeça fazendo com que minhas um sopro de ar entrasse em meus pulmões e minha mão direita pegasse a de Bruck com tanta facilidade e tirasse do meu pescoço e meus pés tocam o chão me fazendo ter meu equilíbrio e força mais que suficiente para dominar a situação. A mesma arregala os olhos e tentou se afastar mas a seguro a pelo braço a fazendo soltar um gemido de dor.

- As escolhas que fazemos alteram o caminho que queremos seguir. - Minha voz estava diferente, eu e meu sentia no comando e poderosa. - E eu tomei uma agora...

Eu sentia vontade de mata-la, mas simplesmente a solto com certa brutalidade a jogando uma certa distância. Eu pude sentir algo mudando assim que meus joelhos tocaram ao chão e minhas mãos se enfiaram na terra, meus olhos começaram a queimar, mas não tinha dor e sim uma visão vermelha e intensa que me deixou assustada por não ver as cores mas por leves segundos voltei a enxergar normalmente e pude ver Bruck assustada e se afastou de mim.

- Por que estão... - Ela se afastava o mais longe que pode e a dúvida em seus ombros. - Vermelhos?

Levanto e virei as costas saío caminhando calmamente, eu não sentia medo do que estava dentro de mim, não agora. Parei por um momento e olhei para trás.

- Meu coração é puro, eu não ganhei esses poderes para seguir ninguém, eu quero ser algo melhor, quero que olhem pra mim e digam que sou motivo de orgulho. Eu quero ser aquela que quando chama estarei lá para ajudar não me importa o quão ferrada eu estive. Quero poder ser livre. Eu tenho essa força de vontade aqui dentro. - Levo a mão para o meio do peito. - Que está crescendo e crescendo... EU QUERO SER DIGNA DE ALGO! GRRRRRRRRRRRRRR!

Não consegui conter minha vontade de soltar o rugido que tanto me assustou por semanas, Bruck se encolheu toda. Não esperei mais e comecei a correr com toda velocidade que meu corpo permitia tirando minha camiseta e pulo o mais alto pude fechando meus olhos e sentindo aquela sensação de liberdade tomar meu corpo.

Quando toquei no chão pude sentir minha quatro patas em contato com o solo, comecei a correr sem rumo, me sentia feliz, livre, pronta pra tudo e para ser quem eu era.

Uma Alfa.

Fui até as montanhas e de lá de cima pude ver a cidade de Seattle, a tarde estava caindo e o sol estava se pondo. Olhei pra cima e a lua está pequena deveria ser lua nova.

Uma vontade imensa surgiu em mim que solto um uivo tão intenso que senti minha garganta arder em brasas.

Depois de um tempo comecei a voltar em direção da mansão, a floresta estava calma, tudo estava calmo de mais, mas um cheiro conhecido invadiu meu focinho. Shelley estava por perto pude sentir que tinha mais dois com ela e os cheiros eram diferentes e igual ao meu de Lobo.

"Espero vocês segunda feira na escola."

Foi tudo que pensei e segui meu caminho até os fundos da mansão. Parei de imediato quando um objeto passou por mim e parecia bem afiado. Eu estava atrás de uns arbustos enorme que cobriam os fundos da mansão junto com árvore enormes eles não podia me ver, mas eu podia ver assim que enfio o meu rosto entre as folhas para ter uma pequena visão dos dois.

- Você é muito ruim em arremesso de facas Cabello.

A voz de Liam se fez presente e logo Camila bufar e arremessar mais três facas desvio de todas e saindo de trás de umas árvores que me cobriam.

Liam que estava sorrindo divertido tomou logo ficou sério passando a frente de Camila para proteger a garota que assim que me viu se assustou colocando a mão na boca.

- Lauren?

O homem chamou minha atenção que estava em Camila, olhei pra ele e fiz um sinal com a cabeça em sinal de 'sim', Liam me olhava com certa curiosidade, ele mantia contato visual comigo e nos seus lábios tinha um sorriso que ele não deixou desaparecer.

Caminhei alguns passos e eles recuaram, eu teria que voltar ao normal, queria mostrar pra eles que sou controlada. Fecho meus olhos e pude sentir meu corpo diminuir aos pouco enquanto minha áurea vermelha o cobria para que logo meu corpo de vampira voltasse sem ao menos sentir dor.

- Loo?

Meus olhos se abrem e sorrio pra Camila que retribuiu o sorrisos e correu em minha direção abraçando meu pescoço e eu sua cintura enfiando meu rosto em seu pescoço que estava muito cheiroso e logo beijo com suavidade a fazendo se arrepiar.

- Que saudade desse cheiro. - Aperto em meus braços o suficiente para ela suspirar e beijar meu pescoço. - Eu consegui, Amor, eu consegui...

Disse um pouco embriagada por seu cheiro, as batidas do coração dela estavam frenética, Camila segurou meu rosto fazendo eu olhar em seu olhos.

- Eu estou feliz por você, Loo...

Seus olhos estavam úmidos, brilhando e o sorriso em seus lábios era lindo, mas logo se desfez me puxou para um beijo longo e intendo fazendo nosso corpos se arrepiar, eu a puxar mais para aprofundar o beijo, ela comandava cada movimento me deixando mais apaixonada e quando sua língua tocou a minha foi uma exploração de borboleta que voavam em meu estômago. Quando o ar faltou ela foi diminuindo a intensidade e prendo seu lábio inferior entre os meus e soltando depois de alguns selinhos. Meus olhos se abrem e pude ver que ela me olhava intensamente com aqueles castanhos brilhando.

- Seus olhos estavam vermelho, a Sofia me falou do sonho que teve com você e... Isso quer dizer que você não se curvou mais pra ela?

- Eu enfrentei de frente, Camz, eu enfrentei ela com tanta certeza do que queria que o medo que eu tinha se transformou em força e foi tudo muito rápido e eu estou aqui. Eu fiz um a escolha em seguir meu coração e não ela.

Camila sorriu e beijou meus lábios, mas se afastou rapidamente encarnado meu corpo.

- Você ficava nua na frente dela, Michelle?

Meus olhos se fecham assim que ouvi sua voz já furiosa faço uma careta murmurando um "desculpas". A Camila caminhou até a uma pequena mesa cheias de facas brilhantes que reduzi ser prata, Camila pega uma e apertando a faca em suas mãos e sua mandíbula estava travada.

- Lauren?

- Sim, Liam!

- Corre...

Franzi o cenho e só desviei de uma faca que passou por mim e a acertando no meio de um alvo que estava em uma árvore.

- Eu acho que vou tomar um banho e vestir umas...

- Acho bom mesmo Michelle, chega de mostrar o que é meu.

Ela disse arremessando mais duas facas acertando o mesmo alvo não espero me retiro da frente dela correndo, mas ainda ouvi Camila resmungando.

- Cadela! - Um barulho de facas sendo afiadas soa e logo param por serem arremessadas na árvore. - Posso apostar que ficou nua o tempo todo na frente da minha namorada. - Engolindo em seco subo as escadas ainda prestando atenção nas relações. - ARGH... Espero nunca cruzar com essa Loba de farmácia, por que vou fazer pés e unhas...

Ouvi mais uns barulhos das facas sendo arremessadas no pobre alvo que não tinha culpa disso.


Notas Finais


Até a próxima...


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...