História Bitter Suga - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Tags Suga
Exibições 17
Palavras 1.659
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Comédia, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Outra fic porque Min Yoon Gi me seduz e esse é o mês dele.

Capítulo 1 - Drunk


 

Eu não sei dizer quando, como e muito menos por que, mas eu acabei tendo que morar com um cara.

Tá, na verdade eu sei tudo isso.

Eu tinha acabado de passar no vestibular de uma das melhores e mais completas universidades de Seoul, eu estava muito feliz por essa minha conquista e era um sonho saber que eu poderia cursar Direito em uma das melhores universidades do país, meus pais também ficaram extremamente contentes, mas tinha um pequeno problema: distância. Na época eu morava em Daegu e sequer me lembrei de que a rota de Daegu pra Seoul tem 301 km, eu estava totalmente desesperada e quase chorei quando meu pai me perguntou o que eu faria a respeito, felizmente, meus tios moram em Seoul, e minha tia estava disposta a me abrigar.

Mas tinha um porém: ela estava grávida de gêmeos e já tinha um filho de treze anos para cuidar, então ela só poderia me deixar ficar morando com ela durante os meses que faltavam para o nascimento dos bebês, ou seja, três meses. No auge do desespero eu aceitei a proposta com todo o gosto e me mudei para a casa dela, de manhã eu ia para a faculdade, à tarde eu estudava e cuidava do minha tia, da casa e estudava e quando era noite eu ajudava meu primo com as lições e procurava apartamentos com meu tio. Foram dois meses lendo classificados no jornal e visitando apartamentos, achei um que era muito bom, mas que era meio caro, até que um dia eu tive a ideia de não pagar o apartamento sozinha, e falei para o meu tio pra procurar pessoas para dividir o aluguel, até coloquei um classificado no jornal e tinha como único critério que a pessoa que fosse dividir o apartamento fosse uma mulher e continuei procurando por outros classificados, procurei inclusive dentro da faculdade se alguém estava querendo dividir o aluguel mas a maioria já tinha companheiro ou morava com os pais.

Meu tempo estava se esgotando e só faltavam mais duas semanas para o mês acabar então decidi que eu aceitaria dividir apartamento até com um cachorro se ele pudesse me ajudar a pagar o aluguel. Eu já estava perdendo as esperanças quando, em um belo dia, recebi uma ligação de alguém dizendo que tinha interesse em dividir aluguel, marquei logo uma “entrevista” só por encargo de consciência, porque eu iria aceitar de qualquer jeito mesmo, marcamos num pequeno restaurante próximo da casa de meus tios e eu confesso que tive uma surpresa enorme quando eu vi a pessoa com quem eu moro atualmente, hoje eu já me acostumei, mas na primeira vez foi um baque porque ele, Min Yoon Gi, é absurdamente lindo, tem a pele bem branca, a boca bem desenhada, as expressões dele ficam entre chorosa, entediada, cansada e desdenhosa, então eu nunca soube direito o que ele está pensando. Ele foi bem educado e tudo correu rápido e bem, depois de uns dias eu já tinha me mudado e me acostumado com os ares da nova casa. Eu só tinha um pequeno problema: morar com um homem. A maioria dos meus amigos são homens e é por isso que eu aprendi que não se deve confiar neles, então eu dormia com meu quarto trancado e só usava o banheiro quando ele estava fora de casa ou quando ele estava dormindo, o que é muito frequente, já que ele é tão dorminhoco quanto eu. Foi quase um ano inteiro sem trocar uma palavra até que um dia eu o ouvi cantando um rap na sala e fui ver, daí a gente começou a conversar sobre música e ele passou quase duas horas falando sobre rap, hip hop e underground, foi nesse dia que eu descobri que ele é um tagarela e também que ele tem um sorriso lindo, desde então a nossa amizade e intimidade foi só crescendo e ele acabou se tornando meu melhor amigo, ele até me apresentou os amigos dele e juntos somos uma família de gente maluca em que eu sou a única filha mulher. Eu sou mimada até por quem me chama de noona, o único que não me mima é o próprio Yoon Gi, ou Suga, como os amigos deles o chamam, até eu ganhei o apelido de Srta. Swag, porque eu só ando com o Suga. Depois de quatro anos era de se esperar essa intimidade toda.

E por falar em quatro anos...

Todos os meninos vieram até meu apartamento hoje, em pleno sábado à noite para “comemorar” o “aniversário” de quatro anos de amizade. Tinha que ser ideia do Hobi...

--- Mas que droga vocês estão fazendo aqui? – perguntou Yoon Gi com uma cara franzida – A gente tava dormindo, sabia?

---Quando é que vocês não estão dormindo? – perguntou Ji Min, o Leitão.

---Quando vocês ficam enchendo o saco, como agora. – respondeu Yoon Gi

---Até quando estão acordado, vocês estão dormindo. - disse Tae Tae.

---Aliás, porque vocês estão aqui? – perguntei, ainda enrolada no lençol, pra não mostrar meu pijama de caveirinha com lacinho, minha cara franzida que nem a do Yoon Gi.

---Hoje é nosso aniversário de quatro anos de amizade! – mamãe Jin batia palmas.

---E daí? – perguntou Suga.

---Daí que nós vamos sair pra festejar. – disse Jeong Guk.

---Boa festa pra vocês então. – eu falei.

---Nem precisavam ter vindo avisar, mas agradeço a consideração.

---O “nós” inclui vocês também. – disse Nam Joon.

---Vocês sabem que a gente odeia sair de casa. – disse Yoon Gi.

---Nós não vamos.

*Minutos depois*

Depois de muita confusão bastou uma ordem do Jin pra que o Yoon Gi e eu obedecermos , por que o Jin é o mais velho e nenhum de nós dois em coragem de contestar. Mas isso não quer dizer que eu estou me divertindo, estou sentada numa mesa da boate só observando o ambiente com o Yoon Gi dormindo do meu lado.

---Vem dançar ! – Ho Seok me puxou pela mão.

---Mas...

---Vamos lá, Nya, você vai gostar!

Deixei-me levar por J-Hope escada abaixo e começamos a dançar no ritmo da música. Está certo que no quesito dança eu sou totalmente humilhada pelo Hobi, mas ele ia dançando comigo como se não houvesse amanhã e eu estava me divertindo bastante.

---Minha vez!

Fui puxada por Tae Hyung, que começou com suas loucuras e eu fiquei imitando ele, dois retardados pulando e requebrando no meio da pista de dança, e ficou nesse revezamento doido entre os seis, cada um dos meninos que aparecia me puxava pra dançar,Nam Joon até apareceu com umas bebidas e eu sinto minha alma se esvaindo junto com a minha sanidade a cada gole. Acho que os únicos que não estão bêbado são Ho Seok e Jin, que também são os únicos com paciência pra aturar bêbado.

Eu já nem sei mais o que eu estou fazendo, mas tem alguém me puxando pela mão.

P.O.V Yoon Gi

Acordei sem a Nya do meu lado e comecei a procurar com o olhar, achei todos os meninos dançando (lê-se caindo), mas não achava Nya, até que a vi sendo arrastada por um cara até o banheiro masculino, o medo e a raiva me corroeram e de repente eu já me via correndo no meio daquele monte de gente até o banheiro. Abri a porta e vi o tal cara prensando Nya contra a porta de uma das cabines, tentando força-la a entrar e ela ficava rindo.

---Suga, estamos em casa? – ela perguntou dando risada – Porque está me empurrando?

Nem acredito que ela está tão bêbada a ponto de me confundir com outra pessoa, a raiva me subiu ainda mais quando ele quase torceu o braço dela, a fazendo gritar e eu simplesmente empurrei o cara com toda a força no chão.

---Mas que porra foi essa, seu maluco?! – ele me perguntou do chão.

---Cala essa boca antes que eu arrebente essa sua cara! – olhei pra ela ajoelhada na minha frente – Você tá bem? Ele fez alguma coisa?

---Não fiz porque um doido me impediu de comer essa bêbada aí.

---Eu avisei pra você calar essa. Merda. Dessa. Sua. Boca.

Chutei ele antes que terminasse de se levantar e comecei a socar a cara dele com toda a fúria que eu estava contendo. Quem esse babaca pensa que é pra ficar falando isso da Nya? Só parei de socar quando ouvi o som da Nya vomitando, limpei a boca dela e a carreguei pra fora até achar os outros.

---Vamos embora dessa merda.

---O que houve? – perguntou Kookie – Porque a noona está assim?

---Vamos agora! Caralho!

Eles pararam de discutir e me levaram de volta pra casa, recusei a oferta de ajuda e fui cuidar da Nya sozinho, tirei os tênis dela e a coloquei deitada no sofá e fui fazer um café forte que ela tomou muito a contragosto e depois dei um monte de água pra ela tomar, escovei os dentes dela e tentei colocar ela pra dormir.

---Estamos em casa, Yoon Gi?

---Estamos sim. – fiz carinho no cabelo dela – Agora estamos em casa.

Ela me encarou durante alguns minutos e deu risada.

---Você é tão bonito...

---Obrigado.

---É realmente bonito.

---Ok.

---Lindo mesmo.

---Eu já entendi.

---Tão bonito que eu quero te beijar.

---Eu já... O quê?

---Você é bonito.

---Tudo bem, eu vou pro meu quarto.

---Não.

---Não o quê, Nya?

---Fica.

---Você tá muito bêbada, meu Deus...

Ela começou a chorar do nada.

---Você não gosta de mim!

---Pelo amor... Eu gosto sim!

---Então porque vai me deixar sozinha?

---Eu não vou, vou ficar aqui!

---Promete?

---Prometo. Olha. – me deitei ao lado dela – Viu? Até me deitei.

Ela voltou a me encarar e me beijou do nada, depois simplesmente virou de barriga pra baixo e apagou.

A pergunta que não quer calar é: o que foi isso?


Notas Finais


Se a vida te der Min Yoon Gi, faça swag.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...