História B.J.S spies ! - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias ASTRO, B.A.P, Bangtan Boys (BTS), Big Bang, Black Pink, Block B, EXO, Got7, Jay Park, Mad Town, Monsta X
Personagens Baekhyun, BamBam, Bang Yongguk, B-Bomb, Buffy, Chanyeol, Chen, D.O, Daehyun, Daewon, D-Lite (Daesung), Eunwoo, G-Dragon, H.O, Heo Jun, Himchan, Hyung Won, I'M, Jackson, Jaehyo, Jay Park, JB, Jennie, J-hope, Jimin, Jin, Jinjin, Jinyoung, Jisoo, Jongup, Joo Heon, Jota, Jungkook, Kai, Ki Hyun, Kris Wu, Kyung, Lay, Lee Geon, Lisa, Lu Han, Mark, Min Hyuk, MJ, Moonbin, Moos, P.O., Personagens Originais, Rap Monster, Rocky, Rosé, Sanha, Sehun, Seungri, Show Nu, Suga, Suho, T.O.P, Taeil, Taeyang, Tao, U-Kwon, V, Won Ho, Xiumin, Youngjae, Youngjae, Yugyeom, Zelo, Zico
Tags Bjs, Drama, Ficção Cientifica, Revelaçoes
Visualizações 6
Palavras 2.470
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção Científica, Magia, Mistério, Policial, Romance e Novela, Sobrenatural, Survival, Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Amém autora. <3
Se tiver erros são bem poucos u.u hehe.q

Mas nos dois primeiros capítulos, são os que tem mortes constantes <3

Capítulo 2 - Chapter I


Fanfic / Fanfiction B.J.S spies ! - Capítulo 2 - Chapter I


Como tinha ruas estreitas por todo lado a criatura estava perdida entre os becos escuros que o chamavam como um esconderijo de morte, não temia aqueles locais sombrios pois sabia que era um dos monstros que muita gente tanto abominava, então mancando e pressionado a perna direita pra conter o sangue que tanto perdia se jogou em um canto escuro esperando que os olhos ímpares se fossem e o deixasse em paz. 


Segurou com mais força a perna e apertou firme seus dedos na ferida larga e sangrenta, gruniu baixo de dor e por fim escutou passos e um vulto nos telhados das casas antiga da cidade junto aos passos, foi possível escutar o barulho de espada sendo arrastada, então a criatura se levantou em uma dificuldade tremenda, mesmo que pudesse se regenerar e matar qualquer que fosse seu inimigo, estava fraco e muito ferido e coberto de ódio pra se curar. 


Correu mais um pouco, ate onde podia, mas acabou dando de cara com uma rua sem saída e se podesse sentir seu coração, sentiria acelerado ao máximo -a alguns minutos atras veio disposto a pelo menos arrancar um braço da humana e mostrar pros seus semelhantes- e o barulho de metal sendo arrastado na calçada de pedra almentou.


Enfim os olhos azuis chegaram ao seu alcance no beco,chegou em passos felinos e curtos e sua espada de prata com uma pedra preciosa em tom azul  e os cabelos compridos e ondulados o vento bagunçou so deixando aquela situação mais humilhante pra a criatura inferior. 


 ㄧ Pensa em fugir ? 


一Você é convencida demasiadamente pra uma mortal. ´- a criatura da noite falou em murmúrios entre dentes mesmo sabendo que seus semelhantes ja temiam a ela. 一 Nos não temos medo de você ! .´- sorriu sugestivo ao olhar ao redor vendo que poderia pular no teclado das casas e se regenerar bem longe dali. 


一 Não, então porque foge ? .´- falou mais alto que a criatura girando a ponta da espada no chão rindo em sua direção vendo o suor frio escorrer pelas laterais do rosto da criatura pálida que segurava sua perna, que estava desperdiçando sangue em uma velocidade grande, olhou a ponta de sua espada onde tinha vestígios de sangue, e riu lembrando que tinha a cravado em vários pontos do corpo do vampiro.


ㄧHumn ,lei de sobrevivência. ´- falou engolindo em seco e sorriu com os caninos a mostra, não poderia voar em sua direção e matar ali mesmo, estava fraco e tinha perdido muito do pouco sangue que ainda tinha no corpo. ㄧVocê não vai me matar,você não pode, eu ainda sou mais rápido, e você é uma humana fraca ! 


ㄧMesmo? Então porque todos de vocês me temem ? .´- disse entre risadas baixas apunhalando sua espada afiada no devido lugar seguro de couro que estava na sua cintura e encarou os olhos da criatura em puro ódio. ㄧ Vamos la RaeRae faça seu serviço ! 


Em um muro foi visto um turvo vermelho cair e parar atrás da criatura , que estreitou os olhos procurando pelo oque foi chamado não encontrando nada , olhou atrás de si e em um canto escuro pode ver dois olhos verdes brilhando pra si e deu dois passos pra trás desconfiado e pasmo por poder enxerga a raridade de ver um ser divino ali na sua frente, um ser cheio de impurezas e pecados, era como se aqueles olhos queimasse sua pele fria sem vida.


一Ja disse pra não me chamar assim JaeHee !! 


一Ela é uma deusa ? .´- a criatura disse ao sentir seus dedos palidos e seu corpo junto a cabeça tremeram, a de olhos verdes levantou e seus cabelos loiros ficaram a vista das outras duas pessoas que estavam ali . ㄧ Impossível!  


一 Ya não te interessa, ela não é lá essas coisas .´- bufou impaciente, queria matar aquela criatura com sua propria espada ao invés dessa enrolação toda da mais nova que insistia em fazer essas baboseiras de boa moça. 一 Mas finge que é uma beleza.   


A dona dos olhos esmeralda ignorou como de costume os comentários da kang e deu um salto majestoso até a criatura que fez o mesmo da um pulo pra trás e correr pro lado contrario fazendo a de cabelos ondulado soltar sua espada e vê que a critaura vinha a se regenerar e estava correndo pronta pra soltar do outro lado do beco.


一 Não vai sair daqui não. ´- Kang correu o mais rápido e puxou duas adagas da lateral de sua calça preta justa e estreitou os olhos mirando na testa e no coração, e soltou a primeira na testa e viu a criatura cair de joelhos , depois a segunda direta no peito ,sorriu com o resultado de sua mira, e o demônio cuspiu sangue e caiu de qualquer jeito no chão. 


一Mas oque é isso Kang ? .´- A loira irritada se ajoelhou ao lado da criatura da noite e tirou a adaga do coração e murmurou as palavras sagradas purificando a alma dele que prontamente virou pó e se dispersou ao vento forte que passou ,sentiu seu corpo queimar e ficar fraco e veio o vento de novo forte bagunçou seus cabelos e levou as folhas secas que estavam no local, se virou pra mais velha enfurecida. 一 Não ja lhe avisei que não pode matar assim, a purificação pede muito do meu corpo ,então não faça mais isso JaeHee !! 


一 Não me mande oque fazer Byun! Lembre-se que você ainda trabalha pra mim .´- a de cabelos pretos falou enquanto recolhia suas facas e passava entre um pano preto limpando e guardando em sua cintura onde tinha os bolsos de couro, olhou pra mais nova com puro ódio pela ousadia , assim que andaram por uns minutos pelas ruas antigas dali -nunca acharam que ficariam muito tempo no México- estavam a circular o mundo atrás de coisas que a intrigavam, criaturas da noite, lobos, psicopatas que matavam por diversão, qualquer que fosse seu crime , elas o encontraria e te faziam pagar pelo oque cometeu ali mesmo, onde você se esconde. 


E homem de terno bem alinhado, parou seu carro preto perto dos pés das meninas e desceu do carro e nem se deu ao trabalho de tirar seus óculos escuros, a mais velha ja ia levando a mão na espada pronta pra arrancar da proteção de couro e a enfiar no crânio do homem, mas a loira apenas balançou a cabeça alegando estar tudo bem e acompanharam os passos do homem esperando olhos sem vida e caninos grandes, mas nada muito grave aconteceu, ele só as entregaram um papel avisando que elas eram 2 selecionada e a outra 5 selecionada . 


                   -----¤¤¤¤-----


Em Dubai tinham costumes de ir em festas, acho que em todos os lugares tinham, não estamos falando de festas onde você apenas bebe, transa e volta pra casa embriagado, estamos falando de alto porte de festas, Las Vegas por exemplo, lá é onde ocorre a felicidade e a morte de um homem, pontos de sentenças são lá, você pode se tornar rico , ou pode se tornar pobre , a roleta decide e é la que Lee Hyan se encontra.


Com um uniforme não tão casual pois está em um casino de roupas de empregada comum não acontece por aqui, ela segurava uma bandeja e passa entre as pessoas e mantinha seu olhar em vários pontos diferentes do local observando qualquer ação entranha, e procurando a razão por estar ali , ao ver uma mulher alta e de vestido vermelho caminhar calmamente de uma roleta pra outra e esbanjar seu sorriso e joias por entre as pessoas que passavam a dava nojo e vontade de arrancar toda sua pele com as unhas, de longe pode escutar ela cochichar no ouvido de um homem que jogava animadamente com uma taça nas mãos que iria se deitar e falou o número do quarto, Lee apenas sorriu e voltou ao trabalho -sempre teve audição aguçada,sua força também era, seu olfato, tudo em si tinha bastante reflexo- .


Foi deixando um copo em cada mesa e dando sorrisos forçados a cada uma também, assim que a bandeja se esvaziou a segurou e  cola ao corpo junto a seu braço sem deixar que sua postura caisse - não fazia muito tempo que estava ali esperando que diminuísse a quantidade de pessoas- mas o navio mantinha a lotação máxima deixando mais complicado de se aproximar,tinha esquecido que aqui nesse navio, tem pessoas com os mesmos interesses que os seus.


Ao girar seus calcanhares percebeu olhos em sua direção, piscou sentindo suas lentes de contato cinza incomodar,virou um pouco a cabeça pra esquerda não encontrando nada,ja faziam 2 semanas que sentia olhos te procurando e não encontrava nada via homens de terno atrás de si mas nada acontecia depois do susto, então voltou a andar em direção a cozinha onde não havia ninguém além de dois cozinheiros atrapalhados nos pedidos, foi aos fundos do local, e começou a tirar suas vestes de garçonete e colocando um vesido preto com um decote pequeno , um salto da mesma cor e seus cabelos curto soltos, passou as mãos pelo resto da calça que vestia antes, a procura de sua pistola, quando não a sentiu ,jogou as roupas no mar e caminhou desarmada ate a área onde tinha os jogadores,tão pouco tempo que saiu dali e a casa de jogos  encheu mais,sentindo velhos te notarem, mulheres te invejando, mas manteve contato visual com apenas um homem, oque a alguns minutos atrás conversou com a dama de vermelho. 


一Eu quero que você me fale onde fica o quarto dela .´- chegou perto tomando sua taça  de sua mão e engolindo todo o líquido dela ,ganhando sua atenção enfurecida mas murchou o peito ao ver os olhos cinzas hipnotizantes da garota ,lembrando claramente daqueles olhos.


一Não digo nada a quem trabalha com TinasHe .´- sorriu tomando a taça das mãos dela que apenas girou seu braço virando atrás do seu corpo e o colocou curvado na mesa e se curvou junto a ele até seu ouvido, ninguém notara que os dois estavam quase a se matar, estavam bêbados e falindo,e os seguranças estavam dando conta de uma tentativa de "invasão" ao casino. 


一Estou sozinha agora, mato sozinha também ...Você me conta agora ou os dois morrem .´- soltou o velho deixando que ele se levantasse e caminhou tranquilamente até o corredor que levavam as escadas que davam aos quartos, subiu as escadas e viu alguns guardas em frente a um quarto em especial,justo aquele que ela queria,precisava matar. 一 Senhores, estou precisando conversar com a dama que está nesse quarto, vocês me dão licença, ou terei que mata-los ? 


Claro como uma dama educada esperou por uma resposta, mas so recebeu um rasteira e risadas dos seguranças, assim que ela viu que tinha quebrado um dos seus saltos, enfiou a parte pontuda da perna de um ,bufou em ódio e puxou os dois seguranças por uma das pernas, quando eles caíram um bateu a cabeça que logo se fez uma poça de sangue e restou apenas um que tentava alcançar sua arma, subiu em cima dele com rapides pegando sua pistola dando um tiro na sua lateral da cabeça e dois no peito esquerdo pra garantir. 


Escutou gritos desesperados do quarto perguntando do porque dos barulhos de tiro,ajeitou os cabelos e o vestido e empurrou a porta vendo que não iria abrir , soltou outro tiro na maçaneta e chutou a porta -já estava descalça mesmo- viu a dama, que agora segurava um arma tremendo, sorriu e foi ate uma bancada vendo um envelope e umas joias em cima. 


一Se queres algo meu pelo menos se dê o trabalho de esconde-los bem .´- passou as mãos nas joias em cima mesinha e as jogou em direção da janela a quebrando, a mulher continuava a tremer tentando se concentrar em tentar atirar e manter o braço firme apontado na direção da de preto. 一 Fiquei sabendo que você quer entrar na F.B.I , ser a 4 selecionada, oque me diz de uma luta pelo envelope ? 


一Porque você não desiste Lee ? Ja acabei com a TinasHe .´- ela sorriu e deu um passo pro lado e esticou o braço pra alcançar um botão, Lee apenas destravou a pistola e atirou na mão dela , que gritou e pelo dor,e com nervosismo atirou muito longe de seu alvo acertando a porta atrás dela. 


一Bom com essa mira, bem possível TinasHe está viva, tantas mortes por um envelope .´- E de cabelos curtos caminhou livrimente pele quarto com o envelope nas mãos e parou em frente a cama e virou de costas pra outra mulher no quarto, e riu ao ver que a baixo do travesseiro tinha uma fama de ponta media onde enfiou a mão e a pegou, ainda não estava a acreditar que aquela mulher iria dormi mesmo com uma faca grudada em si, isso iria facilitar seu trabalho umas 10 vezes mais.  


一Lee se você não me entregar essa faca irei enfiar a mão nesse botão e esse navio em menos de 1 minuto estará cheio de policia e guardas meus .´- escutou ela exclamar quase gritando cansada de conversas e pedidos pela vida, virou o corpo de um jeito rápido e atirou na testa da dama de vermelho, atirou no botão, queria que as mortes que fizesse ali fosse encoberta por outras causadas pelas Gangs e policiais, assim poderia tirar esse desfecho de sua ficha. 


 Escutando sirenes em todos os lados do navio e saiu do quarto com um envelope e um faca entre suas vestes, desceu as escadas vendo que estava tendo tentativas de fugas até pelo mar, ao varrer seu olhar pelas laterais, viu o mesmo homem que a intrigava mais cedo no telefone, antes de se aproximar parou pra se concentrar e esquecer do barulhos de tiros e gritos de pavor, e como uma sereia, ou se achar melhor, deusa, de longe cochichou perante os ouvidos dos seguranças do velho que em passos lentos e olhos abertos, como se eles estivessem hipnotizados se jogaram de um em um do navio, o homem desesperado desligou o celular e olhou ao alto o helicóptero. 


一 Senhor Yuki, a corna de sua senhora mandou-lhe algo .´- Restava-te apenas uma bala, como o velho estava sinalizando pro helicóptero, segurou o homem pela gola de sua roupa e gravou a faca em seu coração, viu um helicóptero indo para o terraço, foi a até la em cima e já de saco cheio atirando no piloto. 


Já  estava voando a algum tempo, e estava mapeando seu cérebro pra lembrar onde ficava sua próxima caça marcada, e se foi a outro tipo de vítima, ja que junto a ela estaria mais quatro pessoas. 

Itália





Notas Finais


Já disse que se tiver erros e deixei passar foram poucos u.u
Aiai BJS é um arraso .
Comentem <3.
Pequeno mas foi culpa da pressão.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...