História Black Bird - Capítulo 49


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Tags Café, Maid Café, Romance, Trouxisse, Violencia, Yaoi, Yuri
Visualizações 18
Palavras 1.708
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Hentai, Lemon, Luta, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência, Yaoi, Yuri
Avisos: Bissexualidade, Cross-dresser, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Pansexualidade, Sexo, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Oi... nao me matem, eu sei que faz muito muito muito tempo que eu nao posto e eu n tenho defesa ent so peço perdão msm

Capítulo 49 - Capítulo 49


Deana ainda estava incomodada com a aparição da tal amiga Celeste. Nunca ouviu falar dela ou sequer viu ela antes. Kaneki também parecia muito próxima dela. Queria perguntar sobre ela com Kaneki,  mas nunca parecia ser uma boa hora para comunicar com ela. Apenas ignorou.

-Deana!- Aura segura no prato que a ruiva tentava puxar para si -vai lá, tá meio óbvio que vocês duas estão se evitando.

Deana olha para a outra, abre a boca para argumentar porém logo a fecha vendo que ela tinha razão.

-nem eu sei por que eu to fazendo isso. Não gostei nem um pouco de ver ela com aquela garota e nós não estamos namorando.

-se é só isso vai lá e fala com ela. Descobre quem é essa garota e outra fala com a loirinha também, não deixa ela levar o que é seu!

-não é só isso.- Aura agora estava mais atenta que tudo.- ontem eu contei pra ela que ela podia ficar lá em casa e ela começou a me evitar... to perdida

-Deana...- Deana ouve seu nome ser chamado atrás de si e na hora seu corpo gela- posso.. falar com você, a sós- segura a borda da saia a puxando de leve

-claro....- responde automaticamente. Aura pega a bandeija de suas mãos e vai cobrir Deana o tempo necessário.


......


As duas estavam nos fundos sentadas no banco lado a lado porém um pouco distante.

-Deana...- começa mas logo é interrompida

-você escuto tudo o que eu disse?- pergunta um pouco fria.

-sim..- responde tímida- não tem problema.... a Celeste.. ela é so uma amiga. Ela não esta interessada em mim. - estava nervosa acabou por falar tudo em um folego.

-hum, que bom...- se odiava por estar assim com ela. Em sua mente formava mil frases mas ela sempre dizia a pior delas.

-por isso não precisa sentir.. ciúmes. - voltou com a timidez.

-e o que eu devia sentir com o fato de você não me dar uma resposta.- "mas que merda porque você falou isso?" Fecha sua mão em punho por causa disso. Estava com raiva de si mesma.

-sobre isso... eu ainda acho... que as coisas estão rápidas.- diz abaixando a cabeça.

-okay.- Deana diz pouco antes de se levantar porem Kaneki a segura pelo braço.

-ESPERA!- grita para mulher e ela para. Kaneki estava começando a ficar desesperada. E se ela a abandonasse também? Claro que não o faria, não teria coragem.

Né?

-.....- ficam em silêncio por alguns segundos que parecem mais uma eternidade.

-se eu disser não.... você vai me abandonar que nem a minha mãe?- Deana ouve aquilo já se virando para a mesma.

- claro que não! - diz um pouco alto.- eu nunca te abandonaria. Não depois do que nós já passamos.- Deana segura nas mãos de Kaneki se sentando de frente pra ela agora mais próximas.

-então.... fica comigo- fala ficando levemente vermelha.

-basta me autorizar à assinar que eu ficarei com você des da hora que acorda até a hora que vai durmir.- responde juntando as testas das duas.

-a...assina então. - Kaneki dizia manhosa. Era apenas suas testas tocando mas conseguia sentir todo o carinho que a outra tinha por ela. Gostava daquilo

-eu vou- Deana  responde subindo sua mão pelo braço da garota pousando em sua bochecha fanzendo carinho.

Kaneki abre os olhos que nem sabia estarem fechados olha para a mulher a sua frente. Passa seus olhos por toda a face da outra admirando cada pintinha que tinha até  que a outra também abra os olhos

Deana olha nos olhos da menor a fazendo ficar mais vermelha. Aproxima mais ainda os rostos depositando um selinho nos labios da outra.

Logo o pequeno gesto vai se aprofundando e agora as duas já sentiam melhor a boca da outra. Deana desce suas mãos para a cintura de Kaneki a puxando para seu colo.

Com o movimento Kaneki acaba se assustando e se separando em busca de ar. As duas se encaram Kaneki ficando mais vermelha ao ver a mulher a sua frente morder o labio inferior

-eu tinha medo de ter ficado rápido  demais... mas eu não consigo me conter com você- diz fazendo carinho e apertando de vez em quando as coxas da menor

Pensou em um milhão de respostas mas não conseguia dizer nenhuma. Deana começou a se aproximar de novo e Kaneki começou a ir em sua direção.

-ainda bem que não-  diz assustando e se assustando com suas palavras. Deana volta a se Aproximar sorrindo agora pelas palavras da outra.


......


-saco. Porque elas estão denorando tanto?!- Aura reclamava correndo para o balcão para efetuar um pagamento.

-imagene o que elas estão fazendo- Silver diz ao lado da mulher não se dando conta de suas palavras

Aura olha para ele com um olhar safadenho e ele retribui percebendo o que tinha falado.

-mas não foi isso o que eu quis dizer, elas não estavam ... bigadas?- pergunta.

-mais ou menos, é que a situação ta complicada.- diz terminando o que fazia se virando para o homem de cabelos platinados.

-com licença, vocês viram uma garota de cabelos azuis por ai?- uma garota loira pergunta chamando a atenção dos dois.

-você... tava aqui ontem não tava? Com a Kaneki.- pergunta recebendo uma confirmação. - ela ta ocupada agora. Ta falando com a namorada.

-elas estão namorando mesmo? Nossa....- fala mais pra si mesma do que para aura

-e você quem é? - dessa vez quem fala foi Silver se sentindo sobrando na concersa.

-sou Celeste. Amiga da Kaneki e ela me chamo aqui... como ela ta ocupada eu vou esperar ela- diz sorrindo. Seu sorriso era bonito, ambos ficam bobos.

-como pode ter um sorriso tão lindo..? - os dois perguntam  ao mesmo tempo ao ver a garota se afastar.

Depois de um tempo as duas pombinhas aparecem. Kaneki tinha um chupão no pescoço que tentava esconder com o cabelo. Deana arrumava seu vestido.

Deana olha para Aura que a olhava com aquela carinha do Whatsapp. Kaneki já  andava para sua mesa quando vê alguém  se levantar e acenar  para ela. Celeste.

Olha primeiro para deana que discutia com Aura. A morena aponta para Kaneki e Deana logo olha.

Kaneki acena com a cabeça na direção de Celeste que esperava a menor em pé. Deana faz um sinal com a mão permitindo que ela va, Kaneki sorri boba e vai.

Deana ri com a reação da outra." Vai ser bom ela ter uma amiga na escola."


.....


Já era 12:15. Dan saia de sua empresa acompanhada de seus amigos que tambem iriam no café  almoçar quando vê um rosto familiar.

Se aproxima do Polícial que segurava um criminoso no capo de seu carro.

-precisa de uma ajudinha ai, senhor polícial? -indaga cruzando os braços ao lado do homem

-quem... ah você. O que esta fazendo aqui?- Tomás a olha ainda segurando o homem.

-trabalho ali. Estava indo almoçar, passei pra dar um oi.- diz se aproximando mais encostando no carro.

-oi. Agora se me da licença.- leventa o garoto que não aparentava ter mais de 20 anos passando por ela abrindo a porta do carro.

-nossa você parece bem diferente. Nem da pra acreditar que é você naquela historia.- diz já voltando a andar devolta para o seu grupo de amigos.

-que.. pera, que história? - fecha a porta com certa força fazendo a mulher parar de andar

-aquela, que você e a deana tranzam-fala alto olhando sobre o ombro sorrindo. Tomas se irrita- ou vai me dizer que não foi você que marco ela toda e fez ela quase ficar alejada?

O homem dentro do carro ouvia tudo com atenção rindo do polícial que se irritava mais e mais.

-até mais Dan.- responde por fim entrando no carro acelerando logo sumindo na multidão.

Dan rindo alto com seus amigos caminham para o café .

-que historia é essa? Eles tranzaram mesmo?- uma das gemeas pergunta

-nada. Só  um aviso por parte de deana.

-que jeito estranho de chamar a atenção do cara. Deixe ele irritado- um de seus amigos diz fazendo um gesto com a mão.

Riram mais e logo mudaram de assunto.


......


No café Yūsaki pegava seus pedidos quase os derrubando de novo ao ver seu antigo professor aparecer na porta do café. O olha assustado, estava inseguro.

-Yūsaki, tá tudo bem?- Silver aparece atras de si chamando a atenção do outro. Claro. Ia dar tudo certo, afinal, Silver estava ali para qualquer coisa.

-não, nada.- sorri para o menor o que o acalma, os dois. Volta para o seu trabalho entregando o pedido. Respirou fundo antes de ir atender o velho conhecido.

-o que vai pedir senhor?- diz sorrindo amigavel.

-Yūsaki! Bem.. eu vim aqui na esperança de falar com você -diz sorrindo fraco.

- não temos nada a falar-responde frio. Seu rosto? Quase sem vida.

-é claro que temos- segura na mão  do rapaz que imediatamente olha para o local.- podemos? A sós?

Yūsaki não responde apenas solta a mão do homem se virando fazendo caminho para a cozinha. O mais velho vai logo atrás.

Silver vê Yūsaki entrar na cozinha logo sorri para ele

-Yūs...- não consegue completar a frase. Um cara seguia Yūsaki até  os fundos. Estava curioso mas não podia deixar o seu trabalho ali. Então  apenas olhou com dúvida

-fala- Yūsaki o levou para os vestiarios, lá teriam a privacidade que o outro queria.

-eu senti saudades-  começa. Yūsaki nada responde- sei que eu acabei te magoando, e eu queria me desculpar melhor.

-ja fez isso...- se lembrou das rosas, bichos e cartões que apareceram em sua cara pedindo desculpas e o convidando a continuar de onde haviam parado.

-mas aquilo, tudo aquilo, foi idiota e superficial.  Não  consegui nem ao menos me desculpar pessoalmente.

-sabe que suas desculpas não  vão  mudar o que eu sinto, a humilhação que sofri.-  diz olhando serio para o homem que estava triste.

-eu... sei- diz suspirando. -por isso eu queria me desculpar e quem sabe... começar de novo.

-você tem a audácia  de dizer isso?- Yūsaki estava se irritando.

-não isso que está  pensando. Eu quero dizer voltarmos a ser amigos sabe? Você voltar para a escola porque eu sei que você está  sem ir ate hoje. Queria superar isso junto com você. Deixar essa pedra para trás. Recomeçar.

Yūsaki estava confuso. Sentia muita coisa ao mesmo tempo. Estava com raiva. Estava feliz. Estava inseguro. Estava com medo. Estava magoado. Estava confuso.

Não sabia o que dizer. O que responder. Sua mente repassava tudo o que aconteceu com eles. O modo como ele agiu, tanto antes como depois. Ainda estava magoado, seu coração ainda doia so de lembrar....


.......




Notas Finais


Eeee caraio, finalmente vcs vao descobrir o motivo das lagrimas do yusaki mas so no prox cap que eu ainda lanço hj, portanto aguardem.
Comprimentos a uma pessoa que ta esperando a vida toda pra saber pq esse bb tava chorando
cof.... cof... JULIA cof... cof...


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...