História Black Neighbor - Capítulo 8


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Deidara, Hinata Hyuuga, Ino Yamanaka, Itachi Uchiha, Kakashi Hatake, Kizashi Haruno, Madara Uchiha, Mebuki Haruno, Naruto Uzumaki, Sai, Sakura Haruno, Sasori, Sasuke Uchiha, Tsunade Senju
Tags Comedia, Naruto, Sakura, Sasuke
Visualizações 66
Palavras 1.347
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Ecchi, Famí­lia, Mistério, Romance e Novela, Suspense, Universo Alternativo
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Olá pudins ♥
Antes de começar o capítulo, gostaria de falar duas coisas.
1°- Eu adaptei várias coisas novas, porque achei que a história estava meio "ata". Muito simples, então deixei ela mais emocionante.
2°- Posso dizer que a verdadeira história do "Vizinho negro" começa no próximo capítulo, no qual, irá se iniciar o arco da Sakura :v
Só isso ♥
Boa leitura *u*

Capítulo 8 - Capítulo 07- Passado part 02


Após aquilo, Keisu não veio mais aqui. Já se passaram 6 meses, desde então me sinto solitária. O verão se foi à um bom tempo, e agora a neve preenchia os campos. Ontem, completei 8 anos, graças à isso meus pais fizeram uma pequena festa, fiquei com esperanças que ele fosse aparecer... Mas, não foi bem assim.

É de manhã, estou sentada na poltrona da sala com uma boneca no colo, enquanto observo a neve cair, quando a porta é aberta lentamente e meu pai aparece entre ela.

- Sakura, você tem uma visita te esperando lá fora. Você vai gostar- Ele, com um sorriso fraco no rosto, estendeu um casaco em minha direção.

Levantei em um pulo pegando a peça de roupa e saindo correndo para fora, onde encontrei com Keisu parado no portão. Caminhei animada até ele, carregando um sorriso, mas, ele sumiu quando vi novamente aquele olhar opaco e sem brilho, como naquele dia em que seu pai faleceu.

- Sakura.

- O que houve?- Ele olhou para trás, onde um carro preto o esperava. Com dificuldade, vi Itachi no volante nos encarando- Vocês vão ficar aqui? Porque seu irmão veio junto?

- Sakura, vou com Itachi para Kyoto.

Eh? Arregalei os olhos surpresa.

- E-entendo... Vai tirar férias?

- Não, vou mudar para lá.

- Keisu... Isso é... Sério?- Perguntei com as mãos trêmulas. Ele apenas concordou com a cabeça- Não! Você não pode!-Corri até ele o abraçando fortemente.

- Sinto muito Sakura... Foi a decisão do meu irmão- Falou me afastando. O carro que esperava por ele ecoou a buzina, deixando claro que estavamos demorando. Mas não me importei.

- Quando você volta?- Perguntei.

- Não sei, talvez nunca- Senti meu coração palpitar- Mas, prometo que vamos nos ver novamente, e quando isso acontecer... Irei te dizer meu nome verdadeiro.

- Não é Keisu?- Perguntei confusa. Ele riu.

- Não, não é. Sinto muito por mentir para você- Baixei a cabeça olhando para o chão com alguns flocos de neve. Mas quando senti dois dedos dele sob minha testa, levantei novamente- Até logo, Sakura.

Depois disso ele se virou indo em direção ao carro.

- E-espera Keisu! Porque mentiu sobre seu nome todo esse tempo?!- Exclamei, ele virou a cabeça com um sorriso fraco.

- Para ter um motivo de vê-la novamente. Bem, eu não sabia que íamos nos separar, mas se caso isso acontecesse... Teríamos uma promessa- Logo ele voltou à andar.

Uma leve brisa gelada passou pelo local, fazendo meu longo cabelo passar pelos meus olhos.

- K-keisu!- Ele já estava entrando no carro, mas parou e me olhou de novo- Até nos vermos novamente, eu... Não vou deixar meu cabelo crescer!

Ele sorriu e finalmente entrou no carro. Quando me dei conta, eles já estavam longe o suficiente para sumirem na neblina.

- Sakura vamos entrar, está ficando frio aqui fora- Ouvi minha mãe dizer.

Depois daquilo, meus dias ficaram sem diversão. Não havia ninguém com quem brincar, muito menos com quem conversar. Porém... No natal, recebi uma carta de Keisu, que dizia:

"Ei, como tem passado? Estive pensando... Se você ainda não sabe o que ser quando crescer, porque não tenta medicina? Acho que combina com você. Bem, todavia a Sakura ainda é criança, então tem muito tempo para pensar.

Ate algum dia"

Guardei a carta em uma gaveta, mas, sua ideia não era tão ruim... Ah, tanto faz! Quando ficar mais velha penso nisso!

[8 anos depois- Atualmente]

O QUE???!!! Espera! Deixa eu processar direito! A pessoa que me atropelou em meu primeiro dia em Kyoto, que me molhou com água de ESGOTO, que me deixou para fora da escola, que está deixando minha vida de cabeça para baixo porque mora comigo e ainda por cima é meu diretor! Essa pessoa... Sasuke Uchiha, é o Keisu?!

- Não acredito!- Cruzei os braços virando o rosto para o lado.

- Não mudou nada. Tão infantil.

NÃO PODE SER!!

- É VOCÊ MESMO KEISU?!- Agachei segurando seus ombros. Juro que vi uma gota se formar na sua cabeça.

- Sim e pare de me chamar assim, é desconfortável para um cara de 21 anos.

Odin, você me odeia ou me ama?! Porque essa pessoa está na minha frente nesse momento?!

- Você fala isso, mas quem foi que disse que esse era seu verdadeiro nome?- Sorri sarcástica.

- Você sempre me conheceu como Keisu, mas eu nunca disse que esse era meu nome.

E-ESSE CARA! Está me deixando P da vida. Bufei me sentando no sofá. Parando para pensar melhor... Como ele sabe que sou eu?!

- Como você me reconheceu? Quero dizer, você mudou muito! Na época seu cabelo era totalmente espetado para cima, e agora você usa uma parte dele no olho. Quase um emo!

- Hmmm bem... Não conheço mais nenhuma garota com cabelos rosados.

- Tsc, mesmo assim... Me irrita o fato que eu não te reconheci.

Keisu esteve comigo desde que nasci, ele era e ainda é alguém importante para mim. Como pude não reconhece-lo?

- Não à culpo. Você tem razão quando fala que eu mudei, além de que, você não sabia meu verdadeiro nome.

Abracei meus joelhos, fitando a mesa.

- Porque você continuou aqui?- Perguntei, ele me olhou confuso- Isso é... Vim para Kyoto sozinha querendo amadurecer um pouco, mas imaginei que você já estava em outro lugar, por isso nem procurei informações.

- Antes de você vim para cá, seu pai entrou em contado comigo pedindo para ficar de olho em você.

- Como?

Eu achei que ele me apoiava mais do que ninguém... Sasuke percebeu minha frustração e se sentou ao meu lado.

- Bem, você deve estar confusa, certo?- Balancei a cabeça positivamente- Seu pai me pediu para ficar de olho em você, não porque ele não confie na sua força de vontade, mas sim porque ele estava preocupado. Isso é, uma colegial morando sozinha em Kyoto? Se eu tivesse uma filha teria a mesma preocupação, então ele me pediu para ficar de olho em você, tanto que mudei de apartamento quando soube no qual você estaria.

- Mas naquele dia você pareceu surpreso por eu ser a que te chamou de "Motorista louco varrido".

- Bem, eu estava surpreso por isso também, mas... Minha surpresa era que você manteve sua promessa até o final.

Peguei uma mecha do meu cabelo. Verdade, eu prometi mante-lo curto até o dia em que nos veríamos de novo.

- E também... Por outras coisas que não vem ao caso agora.

Olhei para ele confusa, mas o mesmo olhava para o lado. O que ele quis dizer com isso?

- Aliais, onde está seu irmão? E porque você é um diretor temporário com a idade que tem?- Perguntei.

- Hmmm, isso já é outra história- Ele sorriu. Ótimo, isso prova que ele não vai falar mais nada.

Suspirei. Confesso que estou feliz, nunca podia imaginar que Keisu esteve por perto esse tempo todo. Agora que paro para pensar, olhando para Sasuke... Percebo que ele não mudou muito, fora a aparência, continua o mesmo de sempre, aquele jeito indiferente que ele tinha quando pequeno. Admito que acho isso fofo.

- Então senhorita Haruno. Você não tem coisas para fazer?

Sasuke olhou para o caderno em cima da mesa. Revirei os olhos voltando a me ajoelhar no chão, pegando novamente o caderno. Mas, nem comecei minha caça à matéria de física e alguém já bate na porta. Encaro Sasuke que deu de ombros.

Meu Odin, por tudo o que eu fiz nessa pequena vida, além de só me ferrar, que não seja alguém da escola.

Levantei indo até a porta à abrindo lentamente.

- Olá vizinha! Acabei de me mudar para cá e... - Mal abri a porta e o ser já começa à falar.

ODIN VOCÊ ME ODEIA?!

Quem estava de pé na minha frente e acabou de falar que é meu novo vizinho, é justamente a última pessoa que eu queria ver. Deidara!

Ele me olhou surpreso, talvez pensando a mesma coisa que eu: "Que diabos você está fazendo aqui?!".

- Quem é Sakura?

Esse definitivamente não é o melhor momento para um Deus da morte negro, desejado por TODAS as garotas do colégio, aparecer bem atrás de mim!!!

Deidara está ainda mais surpreso que antes.

 MERDA³!!!!!!!!


Notas Finais


Não sou eu se não terminar com um capítulo barra 'u'
Até o próximo 👀♥
Ps: Boas notícias. Entrei de férias e isso... Dois capítulos por dia, talvez? *u*


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...