História Black On Blue - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, V
Tags Ação, Bts, J-hope, Mistério, Romance, Vicent Van Gogh
Visualizações 4
Palavras 661
Terminada Não
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Espero que gostem, dei o meu melhor ^^

Capítulo 2 - Capítulo 2


Fanfic / Fanfiction Black On Blue - Capítulo 2 - Capítulo 2

— Vamos Tae, ande logo, os meninos e ela estão nós esperando, já estamos atrasados para encontra-los — Soltei um suspiro irritado por ele fazer menção a ela, e soltei meu braço bruscamente de sua mão, logo o vendo me olha confuso. — O que houver Taetae ? — Fechei os olhos por um momento apreciando como o meu apelido saiam de uma forma encantadora de seus lábios, mas logo os abrir pra encara-lo e dizer de uma forma baixa.

— Não é nada, Hobie hyung — Continuei a andar sem espera-lo. 

20 minutos depois e já estávamos no Shopping, caminhamos ate as escadas rolantes logo subindo por elas e já la em cima vi ele andar rapidamente ate a entrada do cinema. Queria que ele andasse dessa forma rápida pra me encontrar mas isso nunca seria capaz de acontecer, balancei a cabeça tentando tirar tais pensamentos e preguiçosamente andei até onde ele estava já abraçado com ela e os outros meninos.

Ah, vê aquela cena me partiu o coração ainda mais, abaixei a cabeça e cumprimentei os meninos.

— Oi galera, e ai vamos entrar ou não ? — Perguntei elevando o olhar pra Namjoon, era melhor perguntar a ele do que me virar para Hoseok e vê-lo abraçado com ela.

— Claro, vamos lá, você vão indo que eu, Jin e Jungkook vamos comprar as pipocas e refrigerantes — Respondeu-me e puxou Jin e Jungkook para ajuda-lo nas compras do que iriamos comer.

Sem esperar Hoseok, Jimin e os outros caminhei direto pra sala escura do cinema, procurei o lugar em que deveria sentar e me sentei, encarei o telão da sala e me perdi em pensamentos, fui desperta depois de alguém sentou ao meu lado e esse alguém era Hoseok. Voltei a encarar o telão e me perdi novamente nós meus próprios pensamentos   

45 minutos depois eu estava entendiado por causa do filme que era um romance água com açúcar e era bastante enjoativo, virei-me para Hoseok a fim de puxar assunto mas logo me arrependi por que foi naquele momento em que eu vi Hoseok e Suk se beijando, parecia um beijo apaixonado. Um beijo o qual eu nunca receberia.

Minha barriga revirou e eu senti vontade de vomitar, assim como o nome de Suk significa Imóvel, sem movimento, eu fiquei alí imóvel vendo aquela cena que tanto me machucava, quando eu senti a garganta fechar e os olhos arderem eu levantei rapidamente da cadeira a onde estava sentado e caminhei pra fora da sala recebendo olhares confusos por parte de meus amigos. 

Assim que sai do Shopping fui recebido por uma noite fria e estrelada, oh, aquelas estrelas me lembravam a pintura O Terraço do Café á Noite de Vicent Van Gogh  e essa pintura consequentemente me lembrava Hoseok, as cores vivas da pintura me lembravam sua personalidade e animação cativante, a forma que as estrelas estavam pintadas me lembravam o brilho de seus olhos e a cor quase púrpura que pintava o céu noturno da pintura me lembrava o seu sorriso, ah a cor púrpura me lembrava Hoseok em si, dizem que a cor púrpura significa mistério, tristeza e penitência. Ah Hobi, a cor púrpura representa-o tão bem, cita tudo o que eu sinto por ti.

Caminhei ainda mais rápido pra casa, passando por ruas escuras, vazias e solitárias e logo me identifiquei com elas, assim que cheguei em casa, abrir a porta logo a trancando e fui pro quarto caindo de costas na cama e antes de apagar completamente, o meu ultimo pensamento foi:



Eu me arriscaria outra vez, levaria um tiro por você

Eu preciso de você como um coração precisa de uma batida

Mas não é novidade

Eu amei você como um fogo Vermelho Agora está se tornando Azul, e parece que você diz

" Eu sinto muito " como um anjo

O céu me fez ter certeza que era você

Mas tenho receio, Hoseok

Tenho medo que seja tarde demais

Porque esse é o meu fim Hobi Hyung

Amar você é o meu fim


Notas Finais


Uhm foi tenso não é ? As comparações de Taehy a Hoseok e as pinturas de Van Gogh me deixam fraca e ainda mais apaixonada por ele.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...