História Black Pearl - Capítulo 12


Escrita por: ~ e ~WhiteQueen

Postado
Categorias Once Upon a Time
Personagens Anastasia (Rainha Vermelha/Rainha Branca), Capitão Killian "Gancho" Jones, Cora (Mills), Cruella De Vil, David Nolan (Príncipe Encantado), Emma Swan, Hades, Henry Mills, Lacey (Belle), Madre Superiora (Fada Azul), Mary Margaret Blanchard (Branca de Neve), Mérida, Personagens Originais, Regina Mills (Rainha Malvada), Robin Hood, Roland, Ruby (Chapeuzinho Vermelho), Sr. Gold (Rumplestiltskin), Will Scarlet, Zelena (Bruxa Má do Oeste)
Tags Belle, Cora, Daniel, Dr Whale, Emma Swan, Henry Mills, Once Upon A Time, Prince Charming, Red Riding Hood, Regina Mills, Robin Hood, Roland Hood, Ruby, Rumpletiltskin, Snow White, Tinkerbell, Will Scarlet, Zelena
Exibições 27
Palavras 1.431
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Famí­lia, Ficção, Luta, Magia, Romance e Novela, Violência
Avisos: Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Spoilers, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Oi nossas pessoinhas maravilhosas!!
Então, sei que devíamos ter postado no fim de semana, mas nós seguramos o capitulo um pouquinho para trazer DOIS de presente para vocês!!
Espero que curtam os capítulos!!
Bjs e Bye, Bye ;)

Capítulo 12 - "Strengthening Friendships"


Fanfic / Fanfiction Black Pearl - Capítulo 12 - "Strengthening Friendships"

Storybrooke / Time: Presente

(NarradorPov/On)

Vallery tinha acabado de sair do banho e tentava escolher o que usar, parada a frente do seu guarda roupa. Ela retirou do mesmo, agora completamente cheio com roupas escolhidas por ela e Ruby, um jeans escuro, uma simples blusa branca e uma jaqueta de couro.

Com o cabelo, lindamente, bagunçado.Vallery desceu e encontrou Bell no andar de baixo.

- Bom dia, Vallery. – Ela estava atrás do balcão com alguns papéis na mão.

- Oi. – Falou a outra bocejando e colocando os braços sobre o balcão logo em seguida.

- Sumiu o dia todo ontem. Voltou tarde? –

O comentário da jovem, levouVallery a relembrar do ocorrido no palácio de vidro, deixando-a séria. Seus músculos se retesaram tão logo a tristeza a invadiu.

- Eu e a Ruby fizemos algumas perguntas por ai ontem. – Falou Bell, que agora olhava para a outra. – Nós vamos encontrar sua mãe. – Quando disse isso, Vallery lhe deu um sorriso triste, pois recordou-se que assim que conquistasse isso, sua maldição a mataria.

Belle, que havia notado sua expressão, fez a volta na bancada e tentou abraçar Vallery. A mesma, porém segurou seu pulso e de olhos arregalados observou atentamente a pulseira azul e prata que lá pendia, que a mesma reconhecia muito bem como a sua própria. Vallery olhou assustada e em reconhecimento da pulseira para Belle.

Olhando para elas não muito distante, estava Will. Ele observava, pensativo, Vallery se deixar abraçar por Belle. Sentia-se feliz por ela, já que a mesma parecia aos poucos estar se abrindo, deixando alguém atravessar suas muralhas.

(NarradorPov/Off)

(ValleryPov/On)

Assim que Bell me soltou, ouvi alguém pigarrear atrás de mim. Girei para encontrar Will na porta, segurando um pacote que cheirava como café da manha.

- Oi Will. Obrigada por trazer o café. Come com a gente? – Perguntou Bell, indo em sua direção.

- Vou adorar. Bom dia Vallery, dormiu bem? – Eu não consegui descobrir se ele realmente estava falando sério, então apenas o observei sentar-se a mesa conosco.

- “Sim Will. Sonhei com unicórnios mortos e maçãs podres! Foi lindo!” – Disse ele tentando imitar minha voz.

Peguei um dos garfos que Bell havia posto a mesa e joguei em sua direção. O utensílio passou por ele, fazendo um corte em sua bochecha e prendendo-se a parede atrás dele. O silêncio completo preencheu a sala até que eu disse.

- Bom dia, Will – Falei calma, usando magia para trazer o garfo de volta a mesa.

- Vallery! – Disse Bell incrédula.

- O que? Eu estava mirando na parede, ele que estava no caminho. –

Antes que ela pudesse falar algo, Will começou a rir. Gargalhar na verdade, mas por algum motivo, não me senti incomodada como normalmente ficaria.

- Alguém me explica como eu sou amiga de gente tão sem noção. – Falou Bell

revirando os olhos e suspirando.

Will ainda ria sem parar, quando Bell jogou um pacote de pães nele.

- Se você vai ficar rindo como um idiota, ao menos seja útil e me faça um sanduíche.- Ela sentou-se com um copo de suco na mão, enquanto eu me segurava para não rir da cara que Will fazia.

- Você está passando muito tempo com a Vallery, está começando a ficar tão mandona quanto ela. – Disse ele, divertido.

- Eu não preciso da Vallery para ser mandona. –

- Acho que a Bell está se revelando. – Falei logo antes de tomar um gole de suco.

Não deu tempo nem de respirar antes que Ruby entrasse correndo pelas portas. Respirando pesadamente, sentou-se de frente para Bell.

- Ainda bem que deu tempo, achei que estivesse atrasada. – Falou pegando uma fatia de torrada.

- Mas você está. – Falou Will entre mordidas. – Acabou de perder o grande momento do ano. –

As conversas giraram em torno de amenidades, piadas e brincadeiras durante todo o café da manha. Contudo, o clima mudou um pouco quando eu falei que visitaria o Henry, para tentar saber mais sobre a Regina, Todos se entreolharam.

- Quando perguntei sobre o Henry hoje, a Regina disse que está preocupada. Ele não sai do quarto ou fala nada desde ontem. – Ruby comentou.

- Como assim? – Perguntei. Ela me respondeu com uma expressão triste. –

- Você sumiu ontem, não foi? –

- Ah! Lembrei! Era isso que eu tinha que te contar. – Exclamou Will. – Não tem um bom jeito de falar isso, mas digamos que a Emma não vai ganhar o troféu de “Mãe do Ano” depois de ontem. – Levantei uma sobrancelha sem entender muito bem.

Levantei-me da mesa, alegando ter terminado de tomar café e disse que sairia para dar uma volta.

 

**

 

Lembrando-me do caminho, andei até a frente da casa de Henry. Onde, na porta, Regina e Emma discutiam. Bufei ao ver a cena, sem ser notada.

“Não deveria fazer isso Vallery.” Falou Ele, em sua voz distorcida, na minha cabeça.

“Agora você aprendeu a nos separar? Então o que eu faço da minha vida, não é da sua conta.”

“Não se engane, garota. Sua vida está em minhas mãos.” Ameaçou ele.

“Vai se fuder!” Aprisionei ele o mais longe possível da minha mente e voltei meus olhos para a casa.

Elas estavam finalizando a discussão quando, olhando para a janela fechada no segundo andar,transportei- me para o quarto de Henry. O garoto levou um susto, ainda sentado na cama.

- Vallery?! – Ele levantou, surpreso. – O que está fazendo aqui? – Eu o analisei com os olhos, procurando algum sinal, mas apenas perguntei, calma.

- Você está bem? –

Ele abaixou os olhos, triste. Sentou-se novamente na cama, com uma expressão apática e eu o segui.

- Você já sabe então. – Suspirou.

- Não, não sei. Mas esperava que você me contasse. – Sentei-me de frente para ele, com as pernas cruzadas, na cama.

Ele me contou sobre o dia anterior. Sorria timidamente ao me falar sobre a garota vinda de Camelot, e pareceu ainda mais machucado ao me contar sobre a Emma e sobre as memórias que recuperou sobre Camelot. Descobrindo de tal forma que sua própria mãe havia “destruído” seu coração. Quando ele parou, sussurrei mais para mim mesma.

- Nunca é fácil ter um coração partido. – Pensei não ter dito de forma audível, contudo o garoto perguntou.

- Você já teve seu coração partido? – Olhei para ele, não me sentindo muito confortável.

- Claro. Quantos anos você acha que eu tenho? – Ele abriu a boca para responder, mas eu levantei a mão, parando-o.

- Não responda. Sinto que não vou gostar do que está pensando. – Abaixei a mão e mudei de assunto. – Henry, eu não sou muito boa com isso, mas vou lhe dar um conselho. A Emma pode ser a sua mãe, porém ela é a Dark One agora e todos ao redor dela sentirão a dor das trevas que ela carrega. – Continuei depois de uma pausa mínima.

- Eu posso confiar em você agora, contudo isso não quer dizer que a minha escuridão não o afetará também. Lembre-se disso Henry. – O silêncio se instalou e Henry parecia pensativo.

- Não se preocupe garoto, você não é o único com problemas familiares por aqui. – Sorri para ele, tentando aliviar o clima.

(ValleryPov/Off)

(Regina Pov/On)

Tinha conseguido mandar Emma embora a algum tempo atrás e agora consegui me rebaixar de forma inimaginável. Estava escutando a conversa do Henry e da Vallery por detrás da porta. Se contasse para alguém, jurariam que era mentira.

“- [...] Você não é o único com problemas familiares por aqui. -”

“- Como assim? -” Ele perguntou em um tom surpreso.

“ – Digamos apenas que se não bastasse ter me tirado da minha mãe, a minha avó ainda conseguiu selar a minha vida, prendendo-a na escuridão. -” Arregalei meus olhos por detrás da porta.

“ – Vallery... -” Disse Henry.

Minha curiosidade só aumentava. Tinha milhões de perguntas borbulhando em minha mente. Ouvi o barulho da cama.

“– Bom, já é a hora de começar a descobrir sozinho. -” Ouvi outro baque na cama. “- Até mais, garoto. -”

Vallery parecia ter ido embora. Suspirei e encostei minhas costas na parede, ponderando o que havia ouvido. Levei um susto quando Henry abriu a porta do quarto, com a cabeça baixa, não percebendo minha presença.

Ele desceu as escadas e eu entrei em seu quarto, observei o diário em cima da cama. Muito curiosa sobre, tentei abri-lo, sem sucesso. E ao ouvir o ruído das escadas, usei magia para desaparecer.

(Regina Pov/Off)

(Henry Pov/On)

Voltei da cozinha com um copo de água na mão, colocando-o em cima da mesa de cabeceira. Sentei-me e abri o diário a minha frente, na cama.

(Henry Pov/Off)

 


Notas Finais


Gente!
Sei que vocês estão com pressa porque tem outro capitulo, mas COMENTEM peloamordafic!!
Encham as nossas notificações de avisos de comentários para nós fazer felizes sim? Ok! Conto com vocês.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...