História Black pink está na área ◾💟 - Capítulo 20


Escrita por: ~

Postado
Categorias 2NE1, 4Minute, Bangtan Boys (BTS), Black Pink, EXO, Girls' Generation, NU'EST
Personagens Jennie, Jisoo, Lisa, Personagens Originais, Rosé
Tags Amor, Aventura, Blackpink, Bts, Jennie, Jisoo, Kpop, Lisa, Rose
Exibições 33
Palavras 887
Terminada Não
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


~Ge
Oi voltei.
Avisos: vou atualizar esse capitulo depois e colocar uma foto... pq a net nao ta ajudando agora..
Bem, meu celular havia estragado, na verdade esta horrível e por isso n consigo fazer nada nele... Ainda vou arruma lo.

Essa semana eu ganhei um tablet(ótimo) e vou escrever nele até ter um novo celular, então me aguardem pq vou voltar com tudo!

Muito obrigada por ter lido e continuado a ler essa fanfic, e obrigada pelos comentários, porém peço que comentem mais (falando dos que são meio "mudos") sobre o que acham da fic, podem dar críticas boas e ruins. Eu amo todos vocês!
!


Boa leitura!

Capítulo 20 - Surpresa!!


Fanfic / Fanfiction Black pink está na área ◾💟 - Capítulo 20 - Surpresa!!

**
- Isso não é nada bom. Ela deveria estar aqui. -  A loira dizia com uma expressão incrédula. - Ela me passou esse endereço, eu juro!


- L i s a. -  Jennie começou a ir para trás ao perceber que as luzes haviam sido apagadas, mesmo que não houvesse algo atras dela e a mesmo estivesse ciente disso, ela continuou a dar passos pesados e apavorados, como se fosse morrer ali mesmo.


As três meninas estavam paralisadas, e ficaram desde modo por um longo tempo. Seus olhos se mantinham abertos, e arregalados, sem fazer qualquer ameaça indicando que iriam se fechar, pois não só os olhos, todo o corpo das três garotas estava em choque.


Quando JiSoo ligara para sua irmã de consideração mais nova - afirmando que tinha sido roubada - Jennie realmente se preocupou com isso, pois tinha pura e completa ciência de que talvez não fosse JiSoo do outro lado da linha, sabia muito bem e melhor do que ninguem que Lisa podia estar falando com um maníaco qualquer. Quando Jennie chamara Rosé - consequentemente acabando com seu romance - a ruiva aderira os pensamentos da mais velha. Pense bem, se a morena havia sido roubada, como ela estava com o celular? Isso deixou um grande ar de suspense. No celular de Lisa aparecera o numero e nome de JiSoo, então ela não estava usando um telefone fixo ou público, estava usando o próprio celular. Toda a cena se passava pela cabeça das meninas que ainda se mantinham estáticas no escuro, rezando para que ninguém as ouvisse respirar tão pesadamente e as descobrísse. Não era apenas medo. Ainda tinham que encontrar JiSoo.


Mas ela foi roubada; Rosé dizia para si mesmo.


- E se o objetivo de quem a atacou não era roubar seus pertences? - Jennie não era pessimista, apenas se expressou mal, assustando as meninas com a pergunta que acabara de sussurrar.


- Você esta querendo dizer que talvez quisessem....


Estuprar, matar, torturar. Podem mesmo querer fazer isso com JiSoo? Ela tem um rosto de menininha, e alias, talvez seja apenas uma pessoa, talvez seja um mulher; Enquanto Jennie e Rosé se atacavam por meio de sussurros, a mais nova mantinha a sanidade e continuava a pensar, formular novos pensamentos e excluí-los quando estes não se encaixavam á realidade.


- O que estou querendo dizer e bem, obviamente você não esta colaborando para que eu o faça, é que talvez quisessem roubar as composições que deixamos com nossa bebe, ou apenas quisessem informações e ela tenha sido ameaçada após se negar a falar. - Então, após essas palavras, Rosé encaixou tudo, Lisa também. 


Isso só pode ser brincadeira, e que brincadeira mais sem graça; Lisa pensava.


Estavam num prédio abandonado, debaixo dele para ser mais específica, porém este era o mesmo prédio onde se encontraram no terraço um dia antes o grande comeback, ou debut.


- Eles só podem estar querendo.... - Lisa apertava o celular entre os dedos, quase quebrando o metal e vidro em suas mão finas.


- MORRER. - Rosé estava obviamente revoltada.


O celular de Lisa vibrou de novo.

Ao atender, ouviu umas grossa e ao mesmo tempo doce que pedira para deixar no viva voz.

Chamada viva voz ligada.

- Desembucha seu cretino! - Lisa xingara com um voz áspera o menino do outro lado da linha.

- Ela esta conosco,venha ao terraço e ela não vai sair machucada. Só queremos algumas respostas. -  A voz era irreconhecível para as meninas mas Lisa sabia muito bem que era.

- Nos dê cinco minutos. -  Agora Rosé dera um rumo a conversa.

- Como quiser.

Chamada desligada.

 

-Sehun tinha que sair para chamar os menino também, agora vamos morrer.

- Quieta Jennie.

Começaram a subir novamente as escadas, pegaram o elevador e quase tiveram uma parada cardíaca quando a porta metálica se abrira.

Haviam muitas pessoas, muitas mesmo, estiradas no chão como que mortas á pouco. Porém havia balões por toda a parte, mesas cobertas por um pano fino e claro - puxado para o bege - a vista estava linda como sempre.

Apos observarem que cada "cadaver" tinha um bastão em mãos, fixaram seu olhar na silhueta á sua frente, parada e vendada por uma faixa preta.

- Ela vai cair. - Jennie afirmara com toda a convicção que lhe restava ao observar JiSoo parada bem na ponta do parapeito daquele tão extenso terraço.

As meninas arregalaram os olhos ao ver a morena dar uma passo para frente - descendo do estreito degrau do parapeito - e retirar sua faixa que antes lhe cobria os olhos.

JiSoo tossiu como que de propósito e aqueles lençóis caíram mostrando grandes mesas fartas de doces e guloseimas.

Os cadaveres se puseram de pé, lançando seus bastões para cima e fazendo as quatro meninas chorarem ao admirarem fogos e mais fogos eclodirem e explodirem no ar, se juntando a grande beleza daquelas estrelas que embelezavam o céu aquela noite.

- SURPRESA!!! -  Os cadáveres gritaram em unissono.

As meninas ficaram em silêncio. Até que:

 -Eu vou matar todos vocês, seus mortos desgraçados. Achei que fossem cadáveres, mas olha só, vocês serão exatamente isso quando eu puser minhas mãos em vocês. - Com muita grosseria essas palavras sairam, fogo brotava dos olhos de Rosé. E gargalhadas agora circulavam pelo local.

 


Notas Finais


Eai/? GOSTARAM?
PODEM ME BATER KK
bjs, amo voces!
O próximo capítulo estará melhor, me aguardem!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...