História Black Prince - Capítulo 18


Escrita por: ~

Postado
Categorias Got7
Personagens BamBam, Jackson, JB, JR, Mark, Personagens Originais, Youngjae, Yugyeom
Exibições 64
Palavras 1.035
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Fluffy, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Hello amores <3
Obrigada pelos "melhoras" de vocês <3
A tontura passou um pouco, já consigo ficar de pé! YUHUUUL
Resolvi escrever para compensar vocês, acho que foram 2 dias sem dar sinal de vida
Sorry <3

Capítulo 18 - Visito minha mãe em seu trabalho


Fanfic / Fanfiction Black Prince - Capítulo 18 - Visito minha mãe em seu trabalho

-ah como você é inocente, você é enganada com muita facilidade, deveria aprender comigo e ser mais esperta --nos estávamos voltando do parque, Mark se ofereceu a me levar para casa, eu já tinha parado de chorar, agora estava com vergonha e raiva

-que seja... --disse baixinho-- bom...acho que eu tive o meu primeiro amor hoje... Ai! --Mark deu um peteleco em minha testa

-Idiota, você não se apaixonou. O amor que você sente nesse momento é só uma ilusão --

Por que....por que....por que meu coração está tão acelerado? O que está acontecendo? 

Ele foi até uma máquina de bebidas e comprou um refrigerante de limão

-O que foi? Por que está me olhando assim? Não vou comprar nada para você --

-E-Eu não quero nada!! --

- AAAAAH -- ouvi alguém gritar, então olhei para o lado e vi um carro arremessar uma senhora para o outro lado da rua, por impulso corri até ela e me agachei ao seu lado

- Senhora? Senhora? --a chamei, ela olhou para mim com dificuldade, Mark estava apavorado do meu lado, o motorista pegou o carro a saiu da li, nem ao menos prestou socorro

- Mark segura o seu pescoço e não mexe a cabeça dela! A senhora pode me dizer o seu nome?

- Le-Lee Min....MinYo

- Ótimo, a senhora pode me falar um pouco sobre você?

- s/n não é hora de bater papo... --Mark

- Calado Mark!

- Meu nome é.. Lee....eu...casa, comprar pão para... meu nome é Lee MinYo --a fala dela está muito confusa

- a senhora pode levantar os seus braços? --ela ergueu os braços até a metade em seguida eles caíram como se fosse espaguetes cozidos demais 

- ok...sorria por favor... 

- s/n o que você está...

-Mark calado! --a moça não conseguiu sorrir, apliquei os primeiros socorros a ela, e tinha um leve suspeita de AVC, minha mãe é médica, então aprendi primeiros socorros com ela

- será que...AVC...--

-Como você sabe que é um AVC? --um homem que estava gravando com o celular perguntou 

- Por que ao invés de ficar gravando, por que não chama a ambulância ein? --o homem olhou torto para mim e chamou a ambulância

- o que aconteceu? -- a socorrista perguntou, minha roupa estava suja de sangue, e minhas mãos estavam tremendo

- ela foi atropelada, eu suspeito que seja AVC, fiz o procedimento de suspeita de AVC. Eu sei os primeiros socorros, minha mãe é médica.

- você está certa, é AVC, temos que levar ela para o hospital agora, obrigado pela ajuda senhorita --a socorrista se curvou, fiz o mesmo então ela entrou na ambulância e saiu

-Ah cara --me apoiei nos joelhos e respirei fundo

- você foi incrível s/n --Mark colocou a mão no meu ombro-- agora eu me senti orgulhoso de ser seu dono 

- o que diabos você está falando Mark? --ele sorriu e voltou para a calçada, respirei fundo, eu tinha que sair do meio da rua antes que fosse atropelada também

Quando eu me ergui, ouvi uma buzina bem alta, olhei para o lado e vi um caminhão vindo em minha direção, eu fiquei tão apavorada que não consegui me mexer

- S/N! --so consegui escutar Mark gritar meu nome em seguida tudo ficou preto

Quando acordei deduzi que estava em uma ambulância, Mark estava do meu lado sujo de sangue, tinha uma bolsa de sangue do meu lado para mim e um socorrista estava do meu lado, quando me viu acordada soltou ar pela boca, parecia estar aliviado

- Moça? Consegue me ver? Meu nome é Sin HyunWoo --

- S-Sim --não tinha forças para falar, e meu braço estava doendo

-S/N! --olhei para o outro lado e vi Mark chorando

- Senhor, por favor mantenha a calma, ja estamos chegando ao hospital --Mark respirou fundo

Eu não conseguia me mexer, meu braço doía muito e minha visão estava turva

Quando cheguei ao hospital as portas do fundo se abriram, Mark desceu jundo com o Son HyunWoo, uma médica e uma enfermeira vieram correndo

Quando a médica chegou mais perto consegui a reconhecer, era minha mãe, e quando ela me viu colocou a mão na boca chocada

- S-S/N? O que aconteceu? Você consegue me ver? Siga meu dedo com seus olhos --segui seu dedo com os olhos, e segurei sua mão

- Mãe... é a primeira vez que eu te vejo no trabalho --forcei um sorriso então apaguei


(...)

Quando acordei novamente, Mark estava sentado do meu lado com uma expressão nada boa 

- s/n --ele disse meu nome quando me viu acordada-- esta sentindo dor? --balancei a cabeça negando-- aish, eu ja venho

Ele se levantou saiu e voltou com Jackson

- puddle! Ai meu deus o que você fez...olha para você --ele começou a chorar

-Jack está tudo bem, eu tô viva relaxa aí, você ta parecendo um viado --Mark riu, Jackson enxugou as lágrimas e me olhou com um olhar sério

- Não ouse se machucar assim de novo! Sua mãe quase morreu do coração quando te viu, e eu? Quase morri quando Mark me ligou falando que você foi atropelada!

-Ta ta... --olhei para o meu corpo

-Não foi nada grave, você torceu o tornozelo, e seu osso saiu do lugar mas já recolocaram, disseram que você vai ter alta hoje mas não falaram quando --Mark se sentou do meu lado, ainda estava sério

- Ah merda --Jackson respirou fundo-- eu tenho que ir, agora eu sou um cara empregado, eu arranjei um trabalho --falou se gabando, beijou minha testa e saiu

-ah....

- s/n --olhei para Mark

- Nuca mais faça isso, ou você será seriamente punida de novo! --se levantou

- de novo?

- sim, eu irei te punir quando você receber alta ok? Você deixou seu mestre preocupado e ainda se feriu, e antes disso desobedeceu uma ordem --ele se sentou de novo

- desculpa....

- não me envolva mais em escândalos por favor --fechou os olhos e apoiou a cabeça na parede

- desculpa...

- E não me deixe mais preocupado assim! Por favor não se envolva mais em acidentes --ele segurou minha mão mas alguns segundos depois ele largou 

- desculpa

-Pare de se desculpar! 

- de-desculpa....hahahahahaahahahahahahahahaaha --comecei a rir 

-por que você está rindo louca?

-por que eu lembrei que quando acordei na ambulância você estava chorando, eu não sabia que você tinha sentimentos Mark Tuan hahahaha

- pare de rir, puddle

-HAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHA

-Chega! --ele se levantou-- vou para casa --e saiu do quarto

Hã? Ele ficou nervoso?




Notas Finais


E aí?
Desculpa pelo cap bad de hoje, eu tô doente então a única coisa que consegui pensar foi "hospital, médicos, remédios, sangue"
Até amanhã :3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...