História Blackmail - Capítulo 12


Escrita por: ~

Postado
Categorias Monsta X
Personagens Hyung Won, I'M, Joo Heon, Personagens Originais, Show Nu
Tags Beijo, Chae Hyungwon, Changkyun, Chantagem, Drama, Hyungwon, Hyunwoo, Jooheon, Kpop, Lee Jooheon, Monbebe, Monsta X, Monstax, Novela, Paixão, Romance, Rujie, Shownu
Visualizações 36
Palavras 596
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Bishounen, Drama (Tragédia), Famí­lia, Ficção, Josei, Romance e Novela, Shonen-Ai, Shoujo (Romântico)
Avisos: Heterossexualidade
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Oi :)

Capítulo 12 - Laconic


Fanfic / Fanfiction Blackmail - Capítulo 12 - Laconic

Lacônico: pessoa que expressa muito em poucas palavras, conciso.

 

- XII -

Yejin arregalou os olhos sem acreditar nas palavras que saíram da boca de Hyungwon. Esse cara tinha sérios problemas. Ela estava prestes a desmentir tudo quando perdeu a fala ao virar o rosto e encarar o Chae mais velho. A expressão do rosto do grisalho oscilava entre ódio e descrença.

- Você está falando sério Hyungwon? – ele respirou fundo – Essa advogada é sua noiva?

O mais novo assentiu num sorriso, parecia se divertir com aquela situação, então apenas puxou a jovem mais para perto de si, fazendo o ombro de Yejin se recostar em seu peito. Hongbin respirou fundo profundamente irritado, mas arqueou a sobrancelha e encarou os dois seriamente sem parecer muito convencido com aquela história toda.

- Vamos ver até quando Hyungwon – ele se vira para Yejin e a encara em silêncio por alguns segundos antes de sair da sala indignado, e quando a porta da sala se fecha, Hyungwon respira aliviado.

- Nossa, essa foi por pouco e.... AII! – o rapaz reclama do impacto de uma pasta de couro na sua cabeça e olha para Yejin que o encarava furiosa.

- Onde você estava com a cabeça para me meter em uma confusão dessas uh? Já não basta essa audiência e o trabalho na sua empresa, agora eu também. tenho. que. cuidar. da. sua. vida. pessoal? – ela fala batendo a bolsa no mais alto que apenas se desviava como podia.

Apesar de estar apanhando, Hyungwon sente uma vontade enorme de rir com toda aquela situação. Yejin parecia não notar, mas estava sendo bem informal com ele – o que era surpreendentemente raro - e o Chae estava adorando aquilo.

- Dá pra parar? – ele fala segurando a bolsa e a encarando com sua típica poker face – Você está fazendo uma tempestade por algo tão pequeno – a raiva dentro de Yejin parece triplicar de tamanho.

- Algo pequeno Hyungwon? Eu não sei se você tem noção disso, mas eu tenho uma vida longe de você sabe? Responsabilidades, pessoas que dependem de mim entende? Eu não posso jogar isso tudo para o alto porque vou começar a aparecer em jornais e revistas como a sua namorada!!

- Exatamente por isso – ele responde com uma tranquilidade invejável fazendo a jovem abaixar os braços e o encarar confusa.

- Hm?

- Você assumiu a minha defesa, meu pai instintivamente vai procurar maneiras de me ferrar. Mas não é só isso, você é minha namorada e tudo o que ele menos deseja nesse momento é que essa notícia vaze para a imprensa. Esse é o nosso trunfo: ele continua focando no processo e em nada mais.

Yejin pisca os olhos algumas vezes tentando absorver aquela informação. Será que entendeu corretamente?

- Mas se você fizer isso, ele não precisa.... – ela tenta argumentar, mas é interrompida pela mão de Hyungwon.

- Alo? Hyunwoo? – ele caminha com falando no telefone até sair pela porta.

Yejin podia jurar que não ouviu o telefone vibrar e muito menos tocar. Ela não estava louca.

Mas Yejin podia jurar que naquele momento tudo indicava que Hyungwon estava.... a protegendo de Chae Hongbin?

Os holofotes estariam sobre ele. Seria a vida de Chae Hyungwon que estaria exposta, mas ele pouco se importava com isso. Naquele momento, sua mente elencou suas prioridades de acordo com o seu coração. Tudo bem se ela nunca descobrisse, não importava se ela nunca o agradeceria.

Hyungwon não se preocupava, não temia. Se não pudesse falar o que sentia, expressaria seus sentimentos de outras maneiras.

Ele seria o seu escudo.


Notas Finais


capítulo curtinho mas tão fofinho.
percebam como pouco a pouco nosso Chae está evoluindo *-*


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...