História Blackwood Pines - Interativa - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Until Dawn
Personagens Personagens Originais
Tags Interativa
Exibições 35
Palavras 794
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Ficção, Mistério, Suspense, Terror e Horror, Violência, Yaoi, Yuri
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Canibalismo, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Spoilers, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


É um cap bem básico...GOOD READING

Capítulo 3 - Disturbia


P.O.V Jesmine

20:43

O Ônibus acabara de me deixar no pé da Montanha. Paro alguns instantes para encará-la. É envolta por névoa, neve e escuridão. Tais são predominantes em cem metros adiante de mim, minha espinha gela e sinto os pelos de minha nuca eriçarem constantemente. 

Em meio ao início da escuridão, avisto duas coisas: A primeira é um lance de escadas de pedra semi-congeladas que seguem subindo até onde perco a vista e, à alguns metros em minha esquerda, há um teleférico e a luz da cabine do maquinista estava acesa. Encaro minhas duas opções e... 


( ) Vou Pelas Escadas 
( ) Vou Pelo Teleférico 

 

P.O.V Andrew

20:45

Minhas panturrilhas doem demais, estou andando à horas, desde que o táxi me deixou em um acostamento qualquer. O motorista disse que coisas cabulosas aconteceram naquela montanha e que não havia motivos para um fim de semana no Chalé Ferrari. Sim, Chalé Ferrari. Nosso "queridíssimo" amigo Sean é herdeiro da Multi-Bilionária Empresa Automotiva Ferrari. 

As luzes dos postes estão fracas, quase falhas, de modo que minha lanterna cause um clarão por toda a reta. Avisto Celine, que está a alguns metros adiante, perto das escadas e do teleférico, eu... 


( ) Vou Ignorá-la e Ir pelas Escadas 
( ) Vou cumprimentá-la e Acompanha-la 
( ) Vou Ignorá-la e Vou Para o Teleférico 

 

P.O.V Mellissa

20:45

- Seis Dólares, por favor? — A Enfadonha senhora gorda atrás do balcão exigiu, estendendo a mão esquerda, enquanto embrulhava os marshmallows e as Balas Fini numa sacola plástica. 

Paguei-a enquanto ouvia-a murmurar uma série de coisas ináudiveis, já que, meus pensamentos estavam soltos pelo ar e não tinha nem ideia de o por que mesmo estar ali. 
- Então… — Ela pigarreou, limpando a garganta — Está indo para o Chalé Ferrari, no alto de Blackwood Pines? 
- Sim, por que? — Bocejei, me espreguiçando. 
- Ouvi coisas terríveis sobre lá, não sobre o Chalé, mas sobre as minas… — Sua voz falhou e saiu, rouca e assombrosa e seu olhar se perdeu no nada — Tem alguma coisa nas minas…

Encarei-a, com certo anseio e pus os fones de ouvido. 
- Aham, claro… — Tomei minha sacola de suas mãos e segui para fora do estabelecimento, que ficava logo atrás do teleeférico. Ao me aproximar, avisto duas figuras distantes, de mim e dentre si, então eu…


( ) Vou Ignorá-las e Ir para o Teleférico 
( ) Vou Checar para ver quem ou o que é 

 

P.O.V Evie

20:53

Nosso querido amigo Sean havia nos convidado para irmos no Chalé Ferrari. Eu sinceramente tenho um pouco de medo daquele lugar. As histórias que já me contaram não acabaram muito bem.

Eu havia pegado um táxi, que já estava chegando perto da montanha. Levo minha mão até meu bolso e saco meu celular, desbloqueando-o em um movimento rápido do meu polegar e discando o número de Emma.
- Emma, oi — falei — Você já chegou no chalé?
- Eu e mais um monte — respondeu ela, espirrando do outro lado da linha em seguida e murmurando algo como: Merda.

Bufei com seu comentário sarcástico.
- Miga, fala logo. Eu to muito atrasada? Quem chegou?
- O Sean já estava aqui. Claro, ele é o dono da casa. Penelope já havia chegado. Willam também está aqui. E eu!

O táxi havia parado em uma estradinha pequena. Saí e paguei o taxista. Olhei para cima e consegui ver o teleférico. As luzes de lá estavam acesas. Finalmente, um sinal de vida nessa montanha.

Ainda com meu celular e ligo a lanterna do mesmo. De repente, ouço um barulho estranho, perto das árvores à minha esquerda. Eu decido…


( ) Investigar
( ) Ignorar e seguir o caminho para o teleférico

P.O.V Sebastian

20:54

Manuseio os controles do teleférico de forma fútil, tentando dar partida no treco. Infelizmente, não sei lidar com essas coisas, mas óbivamente não tenho todo o tempo do mundo, estou morto de fome e Sean deixou bem claro que teria torta de pêssego.

Uma pedra atinge o painel de vidro da porta e dou um pulo, gritando, infelizmente, o grito sai mais agudo do que eu gostaria. Há estilhaços de vidro espalhados por todo o chão da cabine de controle. Quando apanho a "pedra" percebo, não ser uma pedra, e sim um totem. É um Totel com esculturas de um tigre, um leão e um urso pardo. Ao encarar um pequeno painel negro nos olhos do tigre, estremeço.

Eu me vejo sendo arrastado pelas mata por algo que não sei descrever o quê é e gritando muito e sumindo ao entrar na moita. Largo de imediato o Totem, chocado e...

() Vou tentar mexer no painel para sair logo daqui

() Vou verificar quem pode ter atirado o Totem

() Vou sair e ir pelas escadas


Notas Finais


Os personagens na casa, fiquem tranquilos, irão ter escolhas no próximo capítulo! Atélá, espero suas escolhas.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...