História Blankie Memories - Capítulo 12


Escrita por: ~

Postado
Categorias My Little Pony
Personagens Applejack, Discórdia, Fluttershy, Personagens Originais, Pinkie Pie, Rarity, Twilight Sparkle
Exibições 10
Palavras 1.935
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Magia, Romance e Novela, Universo Alternativo
Avisos: Álcool, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Mais um capítulo de uma história que já vai acabar e se tornar uma melhor.

Capítulo 12 - Mais um longo dia.


Retomador:

-Léo, por quanto tempo você vai me fazer isso?

--Ué, é seu trabalho, por isso te criei...

-Mas é muito chato

--Porque você acha que eu te criei? E porque você acha que a Pinkie está ai com você?

-Mas ela é uma pônei!

--Ela já é humana faz uns cinco capítulos...

-Oh, é verdade, mas que ela não deixa de ser uma pônei por dentro ela não deixa.

--Você é um pônei retomador... Você também se tornou humano a pouco tempo atrás.

-Como assim? Por isso estava me sentindo diferente?

--Sim, é fácil mexer nas memórias dos outros, mas sabe, é chato fazer isso, é errado.

-Você deveria ter me contado isso...

--Desculpa, bem, vamos para a historia, eu te dou essa passagem para você.

-Passagem? - Dois bilhete aparece e cai na minha mão – Espera, porque dois bilhetes?

-Ué, quer ficar sozinho vendo o final da história ou você quer levar a Pinkie? Você mesmo disse que era chato ficar sozinho.

-Mas eles não nos verão?

--Não se preocupe com isso, esses bilhetes deixam vocês entrarem na história e ficar invisíveis e voando, o que vai ser estranhos para vocês já que vocês são dois humanos que eram pôneis da terra.

-Bem, vou chamar a Pinkie e vou para a história.

*chamando a Pinkie e indo para a história*

-Continuemos com a história – Falo e Pinkie e eu entramos no portal.

Blakie PoV:

-Então Time, mais alguma coisa?

-Não, você já ajudou bastante hoje, eu só iria te pedir para varrer o chão.

-Que isso, você é meu chefe, Tenho de seguir suas ordens.

-Tudo be...

-Timeeeeee – a Dizty chega empurrando a porta da entrada e gritando.

-O que foi Ditzy? E não se esqueça de fechar a porta ai!

-Ok – ouço-a fechar a porta e aparecer na porta do quarto em que estamos.

- Eu preciso de... Blankie! – Ela corre e pula em minha direção e me dá um abraço – Blankie, você está bem? Onde você estava? Eu estava preocupada.

-Não se preocupe. Eu estou bem...

-Desculpa – Eu olho para ela e ela está chorando um pouquinho.

-Calma Ditzy- Levanto ela e eu do chão com minha magia.

-Eu não pude te ajudar na festa, não te defendi.

-Não é sua culpa Ditzy.

-Mas, mas...

-Bem, Ditzy, acalme-se, sente ali no sofá – Fala o Time, ela sai do quarto e eu converso com ele.

-Entendi o que você falou sobre ser gentil.

-Ela é mais gentil com você do que com as outras pessoas, ela realmente se importa com você.

-Sério?

-Sim, ontem ela ficou te procurando até a meia-noite, tive que ir chama-la, senão ela iria continuar.

-...

-Bem, vão se divertir hoje, tome aqui o resto do seu pagamento.

-Mas eu só trabalhei por...

-Não se preocupe com isso, eu confio que você irá cuidar dela – Ele me interrompe e me joga um saco com 200 bits, guardo no meu baú, já que por algum motivo o relógio aumentou minha capacidade mágica. Aproveito e guardo os 50 bits que estavam na minha pata.

-Bem, obrigado e até depois Time.

Saiu do quarto e vou falar com a Ditzy.

-Ditzy, já acalmou?

-Sim – Ainda dava para ver os olhos dela brilhando por ela ter chorado um pouco – Me desculpa Blankie, sou uma péssima amiga.

-Não é não, você é a pessoa mais gentil que eu conheço.

-Sério? E a Applejack? Ela de deu uma torta.

-Ela só me deu à torta porque se sentiu mal por a Twilight ter me matado.

-Oh, é verdade – Ela fica séria pensando.

-Ditzy, tem alguma ideia do que podemos fazer hoje?

-Mas você não tem que trabalhar?

-O Time disse que eu podia ter o resto do dia de folga, já que passei por muito ontem, e por eu ter me machucado.

-Machucado? – Ela fala espantada.

-Sim – Mostro o meu ombro machucado.

-Minha Celestia, o que aconteceu?

-Um timberwolf me atacou.

-Sério? Aqueles bichos são imensos!

-Imensos? Eles eram um pouco maior que eu.

-Então você encontrou um jovem.

-Um jovem? Quer dizer que eles poderiam ser maiores e mais fortes? Bem, vou gritar internamente aqui um pouco...

-Sem bobeira Blankie – ela da um uma patada fraca no meu ombro machucado.

-Ai, isso dói!

-Desculpa, desculpa, desculpa.

-Não foi nada, não se preocupe.

-Já sei, vamos conversar com a Pinkie, não sou muito fan dela, mas ela tem idéia sobre lugares para aproveitar.

-Porque você não gosta dela?

-Ela gosta de cupcakes, eu prefiro muffins!

-Mas não é a mesma coisa?

-Não, como você não sabe? A massa e o recheio são diferentes!

-Oh. Bem, vamos lá ver ela?

-Vamos.

Saímos e fomos para Esquina do Torrão de Açúcar (Sugarcube Corner).

-Olá senhora Cake.

-Ah, olá Ditzy, quem é seu amigo?

-Esse é o Blankie, é quem a Pinkie fez a festa ontem.

-Oh, aquela festa – Ela olha um pouco triste para o chão.

-Oh que aconteceu? – Pergunto.

-Bem, a Pinkie está diferente. Alguma coisa naquela festa a abalou, ela não queria nem fazer mais festas.

-O queeeeee? - uma voz misteriosamente grita isso, porém é um grito baixo.

-Quem falou isso? – Falo.

-Pergunto o mesmo Blankie.

-Eu aqui, aqui Blankie – Ouço a voz baixa de novo, olho em volta e não vejo nada.

-Sabe, se falar aqui não ajuda muito.

-No seu relógio.

-No meu relógio? – Levanto meu pulso e tem uma mini Twiligh nele.

-Oh, oi Twilight.

-Ermh, bem, a Pinkie está no quarto dela, agora vou dar uma volta, porque eu acho que não estou bem – Fala a senhora Cake enquanto ela sai da loja, ela vira a plaquinha para fechado.

-Bem, pelo jeito você já melhorou Twiligh.

-Um pouco. Sabe, aqui pelo menos posso fazer aparecer mais coisas. Ah, oi Der.. Ditzy, Ditzy.

-Oi Twilight, porque você está dentro do relógio do Blankie? E Blankie, como você conseguiu um relógio?

-Longa história curta, a Twilight que conhecemos não é a verdadeira e essa aqui é. E foi ela que me deu isso, daí ela pode viver aqui e ela não morre. Depois te explico tudo certinho.

-Tudo bem. Twilight, porque você tinha gritado?

-Bem, a Pinkie é minha amiga, e ela adora dar festas, o que é estranho ela não querer dar mais festas.

-Bem, vamos subir lá.

*subindo*

-Pinkie, está ai? – Falo enquanto bato na porta

-Me deixe em paz - A porta abre e recebo um travesseiro na cara.

-Pinkie, acalme-se, eu quero conversar com você, que tal nós irmos nos divertir?

-(Ditzy sussurrando) Que ideia é essa Blankie?

-(respondendo) Bem tem alguma ideia melhor? Ela está triste, além que você não precisa ficar perto dela na festa se realmente não gostar dela.

-Bem, talvez sair um pouco me deixe um pouco feliz – Ela aparece abatida, totalmente triste.

-Pinkie – Grita a Twilight, levanto o meu pulso para a Twilight se projetar em uma mini ela.

-Twlight? Como você...

-Não se preocupe com isso, agora, o que aconteceu?

-Bem entrem no meu quarto.

-Blankie, pode me deixar sair?

-Mas a Quartz disse que não era bom você sair.

-Eu sei, mas é o melhor, para conversar com minha amiga.

-Ok – Concentro no relógio e penso em algo como um portal para a Twilight sair, uma luz roxa emana do meu relógio e ela sai, porém ela cai.

-Twilght, cuidado – Fala a Ditzy.

-Falei que não era bom, mas já que você quer, vem, deixa eu te ajudar - levanto-a com minha magia e peço a Ditzy para segura-la. Entramos no quarto.

-Então, o que aconteceu Pinkie.

-O que aconteceu com você Twilight, está meio pálida.

-Isso é por eu estar fora do relógio e por não ter o meu corpo.

-Ter o seu corpo? – Pergunta a Ditzy.

-Sim, a “eu” que está nesse mundo não sou eu.

-Então por isso você estava agindo diferente Twilight? –Fala a Pinkie.

-Correto, bem, mas não quero ficar falando de mim, o que aconteceu com você Pinkie?

-Bem, como sempre fiz uma festa para o novo pônei que apareceu na cidade, o Blankie para ser exato, fiz uma festa incrível para todo mundo aproveitar, até bem, você chegar e atacar o Blankie, destruindo a festa, ouvi muitas pessoas me criticarem por fazer uma festa para a “aberração”, sem ofensa Blankie.

-Não se preocupe, eu sei que você não está dizendo por mal.

-Bem após aquilo, perdi a vontade de fazer festas, sinto como se algo estivesse errado.

-Estranho.

-Blankieeeeeee- ouço um grito de dentro do relógio, e de repente, um portal aparece na minha frente. A Quartz sai do portal e acaba me derrubando no chão junto dela.

-Ai, Quartz, para que isso?

-Desculpa. Não era para eu estar grande – Ela se torna pequena, no tamanho de um pássaro, e sobe no meu ombro .

-Ah. O que está acontecendo? – Pergunta a Ditzy.

-Eu não me apresentei a vocês, sou White Quartz, um pedaço da personalidade do Blankie.

-Prazer, sou Ditzy,

-Prazer também, sou Pinkie Pie.

-Prazer é meu. Mas não para isso que vim aqui.

-Então veio por quê? – Pergunto.

-Vim para falar que descobri o porquê da Pinkie estar para baixo.

-Então quer dizer em alguns minutos, você já sabe por que dela estar para baixo?

-Na verdade, eu consigo deixar mais lento o tempo do meu mini mundo. Então, demorou.

-Mini mundo? – Pergunta a Pinkie.

-Sim, é o lugar, dentro do relógio, que eu vivo, e que a Twilight está hospedada.

-Dentro do relógio?

-Sim, é complicado.

-Bem –Falo eu – Sobre a Pinkie estar para baixo?

-Ah, é verdade, a Pinkie está corrompida.

-Corrompida? – Twilight e eu falamos espantadas.

-Sim, mas não que nem seu corpo Twilight.

-Então como isso ocorreu?

-Lembra quando a Twilight te atacou na festa?

-Sim.

-Suas patas ficaram pretas.

-Sim.

-Sua pata fica preta quando você se corrompe. O ataque da Twilght corrompe que tem uma insegurança alta.

-Eu não tenho uma...

-Você não demonstra, um dos outros contem sua insegurança. O Verde para ser exato.

-Oh, então eu suponho que a Pinkie também tem baixa insegurança.

-Correto, a Twilight, a má, consegue corromper com os ataques mágicos dela. Já que ela não usa magia.

-Então porque ela já não me corrompeu antes ou os outros?

-A magia dela não é forte o suficiente, e a outra vez, ela te matou. E ela não sabe sobre a magia, então é uma vantagem para nós.

-Oh, é verdade – Enquanto a Quartz falava, a Twilight desmaia e volta para o relógio.

-Twilight – Fala a Pinkie.

-Não se preocupe Pinkie, ela está bem dentro do relógio do Blankie.

-Oh, ok.

-Blankie, tenho que te pedir uma coisa.

-Qual?

-Remova a Corrupção da Pinkie, é fácil só relar na testa dela.

Quando encosto Minha pata na testa da Pinkie, ela volta ao normal, porém minha pata fica negra.

-Bem, isso vai desaparecer com o tempo não se preocupe.

-Espero.

-Bem, meu trabalho aqui está feito. – A Quartz volta para o relógio.

-Como me sinto melhor – A Pinkie sai pulando pelo quarto.

-Hey então vamos?

-Uhul, festas.

-Mas primeiro preciso pedir a vocês que guardem esse segredo.

-Uh, vamos fazer uma Pinkie promisse!

-Pinkie promisse?

-É a Promessa Pinkie, você não pode quebrar – Explica a Ditzy.

-Ok, repitam comigo.

Todos os três falando :

 -Cross my heart (Cruze o coração) and hope to fly ( e espere voar) , stick a cupcake in my eye (Coloque um cupcake no meu olho)! (-- É estranho, mas a promessa é assim mesmo)

-Então vamos!

Saímos da Loja e seguimos a Pinkie, enquanto isso eu conversava com a Ditzy. E...

(--O resto vai ficar para o próximo capítulo porque esse já está gigante)


Notas Finais


Então, o próximo capítulo vai ficar melhor, Promessa!
(como se você já não tivesse dito isso há CINCO CAPÍTULOS ATRÁS)
ei, da trabalho fazer isso.
(ok)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...