História Bleed for me - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias EXO
Personagens Baekhyun, Chanyeol, Chen, D.O, Kai, Kris Wu, Lay, Lu Han, Sehun, Tao, Xiumin
Tags Chanbaek, Exo, Hunhan, Ot12, Vampiros
Exibições 22
Palavras 1.821
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Hentai, Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Universo Alternativo
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Postando antes que acabe a energia aquii (pela segunda vez) '00000' . Sim estou postando mais cedo porque sou muito ansiosa kkk <3. Me perdoem por qualquer erro. Antes de começar só digo que achei fofo esse capitulo huehuehe. E acho que deixei pequeno comparado com o primeiro mas tudo bem.

Capítulo 2 - All of me


Fanfic / Fanfiction Bleed for me - Capítulo 2 - All of me

“Eu estava pasmo com sua figura misteriosa, e perdi minha única alma. Completamente bêbado em seus próprios movimentos. Até me esqueci de respirar.”

 

⚀ ⚁ ⚂ ⚃ ⚄ ⚅

 

“Quantas vezes eu já te falei Baekhyun? Se você pisar no meu pé mais uma vez sofrerá as consequências.” – Chanyeol prendeu no braço de Baekhyun e o encarou furioso por ser a quarta vez que o pequeno pisara em seu pé, Baekhyun fazia de tudo para não ter contato visual com o gigante a sua frente até porque seu pescoço poderia ser lesionado. E porque Chanyeol parecia bem ameaçador com aqueles olhos de coruja.

“Não tenho culpa se você é uma mula gigante.” – Retrucou com uma risada vitoriosa mas se arrependeu no mesmo instante, Chanyeol o pegou no colo no estilo noiva e pulou pela janela do quinto andar. Baekhyun medroso como é afundou sua cabeça no pescoço do maior e apenas sentiu o frio na barriga e o cheiro gostoso que Chanyeol exalava. Mesmo sendo imortal ele ainda tinha medo das coisas.

 

...

 

 

“Baek já pode sair de cima de mim, você já foi punido.” – Chanyeol disse soltando Baekhyun no chão que até então não tinha percebido que estava tão colado no maior. Por quanto tempo ele ficou assim desde que chegaram no chão? Baekhyun ficou totalmente vermelho só de pensar que ficou tão perto do seu senpai, mas com seu jeito infantil de ser apenas ignorou Chanyeol e seguiu em direção a mansão novamente. Chanyeol cruzou os braços e bufou.

“O que eu fiz para merecer isso..?” – Murmurou e seguiu Baekhyun. A verdade é que já faz duas semanas desde que Baek passou a viver com Chanyeol que ficou confuso no começo e quase não aceitou ter uma “visita” em sua residência.

 

Flashback on

 

“Chanyeol hyung, a senhora Byun está te esperando lá em baixo.” – Sehun entrou no escritório de Chanyeol quase em um pulo. Ele se levantou da cadeira e foi receber sua visita que não foi convidada. Quando chegou na sala ele avistou a senhora Byun sempre com as mesmas roupas fúnebres.

“Senhora Byun, o que a trouxe aqui em um dia tão chuvoso?” – Perguntou tentando ser o mais educado possível, estava ocupado no momento e não podia perder tempo. Chanyeol então percebeu uma outra presença na casa, e era ele; Byun Baekhyun.

“Senhor Park, acredito que esteja muito ocupado no momento. Mas é uma coisa que vim pedir para você. Um favor.” – A mulher falou empurrando Baekhyun para frente de Chanyeol que apenas encarou o cabelo bagunçado do menino. Chanyeol assentiu para que a mulher prosseguisse.

“Estive pensando, seria uma boa ideia se você desse aulas de etiqueta para meu filho. Como aprender valsa, escolher os talheres certos na hora de comer e até mesmo aprender uma nova língua.” – Baekhyun lançou um olhar mortal para sua mãe que apenas ignorou tal ato, o pequeno não fazia ideia de que seria “vendido” para um gigante pela sua própria mãe. Chanyeol paralisou por um momento, Sehun que estava ao seu lado o tempo todo tentou falar algo.

“Com todo respeito senhora Byun, não seria mais fácil você contratar pessoas para fazerem isso..?” – Sehun indagou surpreendendo até Chanyeol pelo seu ato de coragem, mas a mulher negou.

“Meu filho se deu bem com o senhor Park. Se ele incomodar é só manda-lo de volta.” – Falou e praticamente fugiu entrando em um veiculo qualquer e indo embora, Baekhyun sem ter o que fazer apenas foi para perto de Chanyeol e o cutucou lhe encarando com aqueles olhos brilhantes como se fosse um animal indefeso.

“Aishhh......Se quiser pode ficar, só não entre no meu escritório. E não me incomode quando eu estiver trabalhando.” – O maior falou e apontou para que Sehun o ajudasse. Sehun odiou a ideia e odiou mais ainda que seu senhor tenha deixado uma coisa dessas ficar por uns dias, mas, deixou o ódio de lado e guiou Baekhyun até um quarto.

 

Flashback off

 

  Depois de alguns dias Chanyeol passou a se acostumar em ter Baekhyun  ao seu lado. O ensinou valsa e a como se comportar em uma mesa de jantar, também contratou Luhan para ensinar esgrima a Baekhyun  e achou muito estranho a aproximação repentina de Sehun com Luhan. Sentiu até um pouco de ciúmes por seu amigo estar tão próximo de outra pessoa. Começou a levar o pequeno para passear na mansão e lhe mostrar os lugares. Durante esse meio tempo Chanyeol percebeu que amava a risada de Baek; amava sua forma de ver as coisas; amava sua personalidade forte e seu jeito infantil. Baekhyun estava o mudando aos poucos.

“Veja veja. É um gatinho Channieee!! Vamos adotar?” – Baekhyun correu até Chanyeol com um gato preto em seus braços. O maior rapidamente tentou se afastar deixando um Baek confuso.

“Channie?... você não gosta de gatos?” – Perguntou ainda segurando o bichano, Chanyeol apenas negou com a cabeça.

“Eu tenho medo de machucar...eu sempre gostei muito de animais mas nunca toquei em um.” – Após sua revelação Baekhyun se aproximou mais e colocou o gatinho no colo de Chanyeol. O gatinho se aconchegou e dormiu.

“Viu? Você não vai machucar ele, e nem ninguém.” – E foi ai que Chanyeol viu, que o amava por inteiro. E como resposta apenas sorriu e acariciou o gatinho agradecendo Baekhyun mentalmente.

 

⚀ ⚁ ⚂ ⚃ ⚄ ⚅

 

  Era tarde da noite e Baekhyun não conseguia pegar no sono, nunca entendeu de as pessoas acharem que os vampiros não dormiam. Mas essa noite o fizera realmente acreditar nessa hipótese. Se levantou da cama e foi em direção a cozinha pegar um copo de agua mas se arrependeu no mesmo instante, logo a sua frente Sehun e Luhan estavam aos beijos. E não eram apenas beijos e sim uma coisa mais quente, eles estavam praticamente quase transando em cima do balcão. Baekhyun paralisou e sentiu duas mãos rodearem sua cintura.

“Baek....venha.” – Chanyeol sussurrou em seu ouvido e tudo que o pequeno fez foi o acompanhar de mãos dadas, Chanyeol o levou até seu quarto (um pouco maior que o do Baekhyun) e o soltou. Chanyeol também ficara traumatizado com a cena, nunca pensou que Sehun teria a cara de pau de pegar alguém em sua própria cozinha. Mas esse era o menor de seus problemas, não fazia a mínima ideia do que fazer com Baek e não sabia o porquê de ter trazido ele até seu quarto.

“Baek-..” – Chanyeol abriu a boca para falar más o menor interferiu.

“Chanyeol eu quero fazer aquilo com você.” – Disse direto e sincero fazendo Chanyeol se engasgar completamente e arregalar seus olhos pra cima de Baekhyun. Era isso mesmo que ele estava falando? E então aconteceu, Baek se levantou da cama desabotoando sua camiseta indo em direção a Chanyeol que até então não tinha caído a ficha.

“Bae------BAEKHYUN O QUE PENSA QUE ESTA FAZENDO?” – Gritou  tentando não ser grosso, estava gostando da provocação mas aquilo estava sendo demais para ingerir. Mas Baek não parou, ele chegou mais perto de Chanyeol e colocou seu dedo indicador entre os lábios do maior.

“Shhhh....eu gosto de você e você gosta de mim. Que mal tem isso?” – Disse e esse foi o fim para que Chanyeol o pegasse fortemente pela cintura fazendo Baek soltar um pequeno gemido o levando até a cama e ficando por cima. O maior capturou seus lábios doces, e deus bota doce nisso. Fora o melhor beijo que Baekhyun já ganhara e então para dar inicio a algo mais quente o pequeno passou o dedo mindinho na nuca de Chanyeol o fazendo arrepiar. Feliz com isso começou a desabotoar a camisa de Chanyeol lentamente para contemplar cada parte daquele abdômen definido. Então o maior segurou nos braços de Baek ; desfez o beijo por falta de ar e o encarou com uma expressão séria no rosto.

“Eu não quero machucar você pequeno...” – Baekhyun bufou desapontado e saiu de baixo do gigante pegando sua camiseta que estava jogada em um canto qualquer. Já ia saindo do quarto de Chanyeol mas parou em frente a porta e o olhou por cima dos ombros.

“Eu devo ser muito burro mesmo. Se não queria era só ter falado.” – E por fim saiu do quarto deixando um Chanyeol confuso sentado na cama ainda lembrando do beijo que tivera com o pequeno. O melhor beijo de todos. Não é que ele não desejasse isso, alias ele desejava Baekhyun nu em sua cama desde que se viram pela primeira vez na festa, podia estar precipitado ao ter esse tipo de pensamento mas sabia que o amava de verdade. Chanyeol se deitou com as mãos no rosto pensando em como ele foi idiota com o menor. E que amanhã iria se desculpar e tentar de novo.

 

 

  Baek tentou de tudo para ignorar Chanyeol; na hora do café da manhã ele sentou a milhas de distancia do gigante, e quando o mesmo tentou se aproximar Baek pegou seu suco e jogou nas vestimentas de Chanyeol; na hora do almoço Chanyeol resolveu preparar um dos melhores sangues para Baekhyun, mas o pequeno negou falando que não iria aceitar sangue de um estranho. O resto da tarde foi tranquila, Baekhyun pensou que finalmente o gigante o deixaria em paz. Mas pensou errado demais.

“Baek poderia vir aqui um instante?” – Chanyeol berrou da varanda, o pequeno apenas bufou e foi ver o que ele queria.

“O que foi projeto de coruja?” – Baekhyun falou com um sorriso bem falso para Chanyeol que apenas pensou em como ele tinha criatividade para lhe dar apelidos estranhos. Baek então viu que Chanyeol segurava algo atrás de si. Antes que o pequeno pudesse perguntar o que o mais alto escondia, Chanyeol mostrou o gatinho que haviam encontrado no jardim dias atrás.

“Desde aquele dia eu pensei em adota-lo, já que você gostou tanto...Aceite como um pedido de desculpas.” – Baek corou com o afeto do mais velho. Ele então entregou o gato nos braços de Baekhyun que se castigava por ter sido grosso com ele pela manhã.

“Chan---Channie... me perdoa também?” – Perguntou tentando esconder a vergonha, Chanyeol se aproximou mais do pequeno e o abraçou, um abraço quente que transmitia segurança.

“Que nome vamos dar para ele?” – Perguntou Chanyeol se soltando do abraço, afinal podia esmagar o gato. Baekhyun pareceu pensar.

“Hmmm, que tal Yoda?” – Chanyeol o encarou. Sério que ele escolheu um nome de um personagem de “Star Wars”? Mas enfim. A verdade é que para Baekhyun; Chanyeol era parecido com o Yoda. Chanyeol após minutos observando a expressão de felicidade do pequeno resolveu tomar uma atitude e atacou os lábios macios de Baekhyun novamente, sua língua explorava cada canto da boca do menor. Yoda apenas observava miando, se separaram por falta de ar e se entreolharam. O rosto de Baekhyun se encontrava completamente vermelho e Chanyeol amava essa sua expressão. Fofo; foi o que pensou enquanto segurava o rosto do menor.

“Baekhyun eu te amo.” – Disse por fim beijando aquela boca viciante mais uma vez.


Notas Finais


Eu sei, o capitulo ficou meio blah. (Era para ter rolado hot mas como sou malvada, só no próximo.) ( ͡° ͜ʖ ͡°) hehehe, beijoss até o próximo <3. GENTE ANTES DE TUDO, a história se passa nos tempos modernos já. Mas como eles são vampiros naturalmente que eles vivem afastados dos humanos, e vivem de uma forma diferente. (Só pra n confundir a cabeça de vcs <3).


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...