História Blinded - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Justin Bieber
Personagens Jeremy Bieber, Justin Bieber, Personagens Originais
Tags Justinbieber
Visualizações 27
Palavras 1.966
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Romance e Novela, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


"Cegada" acho que vocês já sabem o que vai rolar nesse capítulo em? ;)
Nos vemos nas notas finais, boa leitura <3

Capítulo 4 - Blinded


Fanfic / Fanfiction Blinded - Capítulo 4 - Blinded


Charlotte's point of view 

 Passei praticamente a manhã toda pensando em tudo que estava acontecendo. Resultado disso ? Quase derramei café em uma cliente, o que foi o suficiente para me fazer parar de pensar e finalmente começar a agir. Um de todos os meus defeitos e talvez o pior deles, é deixar de viver o presente para ficar pensando no futuro. Eu estava deixando de aproveitar meus últimos momentos em Nova York, pensando e planejando coisas que talvez não aconteçam, de fato. 
  Meu expediente na cafeteria já tinha acabado, estava voltando para casa com o coração mais apertado do que nunca. Por que? Bem, porque meus planos para hoje eram pedir demissão e entregar meu uniforme para Drake, uma despedida completa. Mas em  momento algum eu consegui realizar essas tarefas, alguma coisa estava me prendendo, e eu não tive coragem de dizer nenhuma palavras aos meus superiores. Eu estava com medo. Medo e receio de deixar esse lugar que me deu uma chance de ser independente pela primeira vez. 
 Desvio de meus pensamentos engolindo em seco ao parar em frente a porta de meu apartamento, coloco uma de minhas mãos dentro do bolso esquerdo de minha calça verde, tiro minha chave da mesma e abro a porta com agilidade. Entro no local fechando a porta com o pé. Eu não sabia bem o que pensar, talvez fosse a última vez que eu estivesse vendo tudo isso, queria aproveitar meus últimos momentos com esse lugar que chamei de lar por tanto tempo. Mas acho que eu não terei o tempo necessário para isso. Eu quero ter um futuro diferente, um trabalho melhor. Mas não posso mentir que não irei sentir falta desse lugar. De Drake. 
  Já eram 19:20, eu geralmente chegava essa hora todos os dias, e precisava estar no restaurante às 20:00 como o combinado. Estava na hora de começar a me aprontar, mas não posso me arrumar tanto ao ponto de esconder minha beleza natural. Na verdade eu posso, mas não quero. Não acho que seja necessário tentar impressionar Robert, ele já me viu nas fotografias que mandei, se ele quer me ver pessoalmente é porque sou o que procura. 
   Ando até o banheiro enquanto tiro minhas roupas pelos corredores às jogando no chão, solto meus cabelos louros que estavam presos pelo coque que era obrigatório no meu trabalho; ando até o box, e entro dentro do mesmo ligando o registro, espero a água ficar na temperatura de meu agrado para poder desfrutar da melhor parte de todos os meus dias. O banho é sagrado para mim, sempre me sinto melhor quando saio de um ótimo e delicioso banho quente. Eu preciso relaxar, deixar a tensão sair e estar o mais calma possível. Afinal, esse "jantar" poderá decidir o meu futuro. 
  Depois de tomar o meu banho, desligo o registro me enrolando em uma toalha branca, saio de dentro do box secando meu corpo calmamente. Eu estava mais relaxada, menos tensa e mais preparada do que o esperado. 
   Não sabia bem o que vestir ou o que fazer em meus cabelos, mas acabei escolhendo um vestido preto com bolinhas brancas, o meu preferido. Deixei meus cabelos da forma que sempre uso, soltos. Felizmente não cogitei em passar maquiagem, não tenho tempo para isso, preciso estar lá em dez minutos e ainda nem saí de casa, sou um desastre. 
  Me olho no espelho uma última vez admirando meus traços que tanto me agradam, pego o meu perfume floral dando algumas borrifadas em meu pescoço, e coloco uma sapatilha e logo saio do banheiro. 

   Eu já estava á quarteirões de distância do meu prédio, detalhe, dez minutos atrasada. A pior decisão que eu tive em todos os tempos foi achar que eu chegaria rapidamente caminhando, tola demais. Meu objetivo era ser pontual, mas na maioria das vezes minhas tentativas não davam certo.  E foi isso que aconteceu. 
 Eu não me lembrava mais o quão assustador Nova York ficava a noite. Mas como todo o ar sombrio tem seu lado doce e acolhedor, eu não estava me sentindo tão intimidade quanto parecia. O vento gélido batia contra meus longos e louros fios de cabelo, fazendo minha nuca arrepiar, como se eu estivesse sendo observada. De qualquer forma, eu não estava sozinha em meio a cidade, ou estava? A preocupação pairou sobre meus pensamentos, e involuntariamente apressei meus passos. Felizmente não demorou muito para chegar em frente ao TBG's, o que foi um alívio, minha vontade de continuar tendo uma vida agradece. 
  Andei até o hall de entrada sendo parada por uma recepcionista. 

  - Boa noite senhorita, tem horário marcado ? 

 A senhora de cabelos grisalhos e pele enrugada se dirige a mim com a voz mais doce e calma que eu já ouvi na minha vida inteira, me deixando um pouco mais confortável. 

  - Boa noite. Estou acompanhada de Robert, marcamos de nos encontrarmos aqui. Creio que ele já esteja me esperando. 

 Sorrio angelicalmente para a senhora, tentando não transparecer a minha aflição de talvez não ter ninguém esperando por mim. 

  - Ah sim, me desculpe. Robert está na lista e ele reservou uma cadeira para a senhorita. Qual é o seu nome? 

 Ela ainda me olhava da mesma forma acolhedora e doce, não creio que seja assim apenas comigo mas também com todos os clientes. Ela sim é um exemplo de que ama o que faz, e tem muita disposição para isso. 

  - Charlotte Pompeo. 

  Respondo curta e grossa por estar um pouco apreensiva, a essa altura ele poderia estar impaciente, estou com medo de olhar para o relógio do meu pulso e estar uma hora atrasada. E se ele já estiver ido embora? Vejo a senhora dar mais uma olhada na lista, até que ela fecha a mesma e sorri para mim balançando a cabeça positivamente. 

 - É você mesma!!! És uma garota de sorte sabia? Ele está te esperando a um bom tempo, até me admirei pelo fato de ele estar esperando até agora. 

  Os olhos da senhora estavam brilhando mais do que nunca, o que de qualquer forma foi um pouco assustador. Talvez ela estivesse lembrando de seus momentos de juventude com saudade no peito, vontade de reviver novamente tudo o que já viveu. Eu até iria corrigi-la que eu e o homem que me esperava não tínhamos nada, mas não quis estragar sua ilusão por amores verdadeiros. Se ela estava admirada por ele estar me esperando até agora, imagina eu que pensei que ele nem daria o trabalho de vir. 
  Quando a senhora cujo não sei o nome me mostrou onde estava localizada a mesa onde eu deveria me dirigir, agradeci e andei até a mesma tendo uma surpresa. O homem a minha frente era uma beldade, e se não fosse isso, só poderia ser um novo deus grego a ser estudado. Ele era musculoso, eu conseguia ver isso através de sua blusa preta colada em seu corpo, era negro e seu cabelo era raspado. Eu estava passando mal, literalmente. 

 - Com licença, sou Charlotte Pompeo. Desculpe pelo atraso, eu vim andando, achei que era perto de minha casa. Falhei. 

  Sorrio sem graça desviando o olhar do mesmo, afasto minha cadeira da mesa e sento na mesma me ajeitando em meu lugar. Robert parecia procurar palavras para me responder, talvez ele estivesse se contendo para não começar uma discussão por conta do meu atraso. 

  - Tudo bem Charlotte... você é... uau você é perfeita. 

 Sinto meu rosto queimar ao receber o elogio e acabo mordendo o canto de meu lábio por mania. Eu sempre recebia elogios como esse, mas nunca de uma pessoa que é do ramo da moda. 

 - Obrigada, você também é de perder o fôlego... 

 Murmuro sem graça me ajeitando novamente na cadeira. Não estava me sentindo muito confortável, o lugar era muito refinado para mim, eu não estava arrumada adequadamente comparada as outras pessoas que estavam naquele local. 

 - Então, quando pretende começar a trabalhar conosco? 

 Ele pergunta curioso tentando acabar com o silêncio entre nós. Antes que eu tivesse tempo de responder qualquer coisa, pude ver o mesmo colocar um contrato em cima da mesa. Meu deus, eu só poderia estar sonhando. 

 - Mas como? Não está indo rápido demais ? Nem conversamos direito... não que eu esteja reclamando, mas pensei que iria me fazer algumas perguntas. 

 Queria ter certeza de que eu não estava sendo enganada, só não sei se terei uma resposta concreta. 

 - Você é tudo que a minha agência precisa!!! Estamos procurando uma  garota com o seu perfil a meses, e agora que te encontrei... não quero ter que esperar por mais. 

 Ele parecia tão fascinado comigo, por um momento pensei que seus olhos iriam sair para fora. Cheguei a questionar se não era apenas mais um golpe, mas ele parecia ser tão real, não soava como um texto decorado. Eu estava convicta. Demorei tempo demais para receber a atenção que meu talento merece, agora que ele finalmente foi notado, não vou desperdiçar mais momento nenhum.

 - Você... pode me dar uma caneta? 

 Murmuro olhando para o contrato em minha frente, estava tentando ao máximo não olhar para ele. Parecia que se eu o olhasse, ele iria me devorar com os olhos, talvez fosse o efeito de ter encontrado a nova new face para todos os photoshoots. Ele coloca a caneta ao lado do contrato, e sem pensar duas vezes pego a caneta e o assino. 

 - Nossa você é rápida, nem sequer quis ler o contrato. 

 Robert fala rindo enquanto pega o contrato e a caneta, os colocando dentro de sua mochila. E foi nesse momento com suas palavras que eu lembrei do meu pai, sempre falando para nunca assinar coisas sem ler, mas eu tenho certeza de que não fiz nenhuma burrada. 

 -É... 

 Falo sem saber o que fazer, sem saber onde o rumo dessa conversa iria parar. 

 - Enfim, acabamos por aqui... a minha equipe irá te ligar amanhã. Foi um enorme prazer te conhecer Charlotte Pompoe. 

 Vejo o mesmo levantar da cadeira pegando suas coisas com rapidez, o olho engolindo em seco e sorrio fraco retribuindo seu sorriso malicioso. Eu também iria embora, mas não vou pedir carona para ele. 
  Depois de Robert ter saído do restaurante, espero mais alguns minutos e me levanto saindo também. A rua estava praticamente deserta, igualmente quando eu vim. A diferença era que estava mais tarde, e eu não estava muito confiante do que eu estava fazendo. 

 Faltava apenas uma quadra para chegar em minha casa, o vento gélido batia contra meu rosto e corpo descoberto,  fazendo meu corpo tremer por inteiro, eu me encolhia o máximo possível para tentar me aquecer. Comecei a perceber que eu estava sendo perseguida, escutei um ronco de carro andando atrás de mim lentamente, com os faróis apagados. Meu coração começou a disparar, pensei que ele iria sair do meu peito de tão nervosa que eu estava. Quando eu andava o carro andava, quando eu parava ele parava. Eu não sabia se corria ou parava, minha única opção foi tentar despistar. Comecei a correr e percebi que o carro começou a andar mais rápido, virei e uma esquina e o carro continuou me seguindo, se eu não morri antes, morrerei agora. Não sei dizer o quão amedrontada estou, não tenho coragem de me virar, nem de gritar, afinal... quem irá me ouvir? 
 Quando eu finalmente estava prestes a chegar em frente ao meu prédio, sinto alguém me puxando, e junto ao puxão, colocaram um pano branco em meu nariz, sendo obrigada a inalar o que estava nele. Não tive tempo de reagir, nem de pedir socorro. As últimas coisas que eu pude avistar antes de apagar foram as braços de homem em volta de meu corpo, e eu sendo jogada no porta malas de um carro. 
Apaguei.


Notas Finais


Fuuuuuuuucckkkkkk É AGORA QUE COMEÇOU A PUTARIA!! Vocês estão preparadas para o próximo capítulo babes?!?!?? VOCÊS ESTÃO?!?!
Posto logo logo :p

xoxo all the love gorgeous!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...