História Blinding Lights - Capítulo 26


Escrita por: ~

Postado
Categorias Shawn Mendes
Personagens Shawn Mendes
Tags Canadá, Drama, Romance, Shawn Mendes, Suspense
Visualizações 44
Palavras 1.470
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


boa leitura <3

Capítulo 26 - Reconciliação


Ainda que não houvesse muito o que ser feito, Shawn levou um pacote do chocolate preferido de Cameron e deixou-o em cima da mesa. Ficou ali por alguns minutos e quis ir embora.

- Vamos.

- Mas já? Você ficou aqui pouco tempo...

- Não consigo, eu fico lembrando do acidente e da dor que senti quando acordei.

- Tudo bem.

________________________________________

UMA SEMANA DEPOIS

________________________________________

Cameron saiu do coma e todos se encontraram no hospital para vê-lo: os pais de Shawn, a mãe de Dallas, Shawn e Aaliyah. Nash também apareceu.

- Quem são vocês? Onde estou? O que... o que aconteceu comigo? - o garoto perguntou, assustado.

- Meu filho - Gina disse, abraçando-o.

- Quem são todas essas pessoas?

- Seus amigos.

- Eu não lembro de nenhum deles. Eu não me lembro de quase nada - Cameron entrou em desespero.

- Do que você se lembra?

- Lembro de você. De algumas coisas. Grande parte se apagou...

Gina começou a chorar e saiu do quarto. Reuniu todos no corredor.

- Preciso de ajuda. Será que conseguimos reunir tudo sobre ele para mostrá-lo? Talvez isso o ajude a se lembrar.

- Claro, eu vou pegar todos os vídeos do Vine e do Youtube para que ele possa assistir - Shawn disse.

- Vou pegar as fotos antigas dele e outras coisas também.

- Se precisar de alguma coisa, conte conosco - Karen disse, enquanto Manuel fazia um sinal positivo com a cabeça - é só ligar. Filho, você vai ficar mais um pouco?

- Sim - Shawn respondeu, enquanto tentava se levantar - vou conversar com o Cameron.

- Tudo bem. Me avise quando quiser que te busque.

O garoto entrou novamente no quarto em que o amigo estava. Dallas o olhou com a expressão vazia.

- Como se sente?

- Dolorido, mas feliz por ter acordado.

- Que bom que acordou. Tenho algumas coisas para lhe mostrar.

- O que? - o garoto perguntou, curioso.

- Você vai ver.

Shawn começou a mostrar os vídeos que o amigo postou nas redes sociais e o próprio perfil de Cameron.

- Nossa! Magcon!

- Isso mesmo! Você está lembrando.

- Tem um grupo. Todos fazíamos parte até que...

- Até que muitos saíram e seguiram suas carreiras.

- Sim. E você se encaixa em qual lugar dessa história?

- Eu fazia parte do grupo. Agora não faço mais. Saí para que pudesse gravar um álbum e ter uma carreira pessoal.

- E o que aconteceu depois?

- Você ficou ao mesmo tempo triste pela minha saída e bravo porque "todos haviam se esquecido".

- Sim, estou lembrando dessa parte.

- E depois ficou muito misterioso, você vazou algumas coisas minhas fora de contexto na internet e então tivemos o acidente...

- Então o acidente foi por minha culpa?

- Mais ou menos, você desistiu no último segundo... mas o caminhão veio mais rápido e colidiu com o carro muito rápido.

- E desde então estou aqui... você se machucou muito?

- Sim, tive tudo o que se pode imaginar: perfurações, perda de sangue, ossos quebrados, fraqueza, inchaço cerebral... e hoje ainda não consigo ficar de pé por muito tempo.

- Poxa, me desculpe. Não sei o que deu em mim - Cameron disse, coçando a cabeça - algumas lembranças estão voltando mas grande parte está embaçada.

- Vai voltar aos poucos... no seu tempo.

- Me perdoe por ter causado tudo isso.

- Não precisa pedir desculpas. Está tudo bem.

- Eu quase te matei...

- São águas passadas. Esqueça isso e foque na sua recuperação. Doaram bastante para o banco de sangue do hospital quando postei que você estava precisando, agora está cheio. E Cameron, em breve os policiais devem vir interrogá-lo. Vou te contar exatamente o que eu disse - Shawn contou sobre as perguntas feitas pelos investigadores e as respostas que deu.

- Isso é tentativa de homicídio - Cameron colocou as mãos na cabeça e ficou pensando.

- Deixe isso para lá. Você já sofreu muito.

- Não faço nada certo...

- Cameron, você se redimiu antes do carro bater pisando no freio e tentando desviar o carro. Isso basta. Sei que no fundo não tinha a intenção de me matar.

- Me desculpe... acho que fiquei com muita raiva e acabei descontando em você. Que bom que estamos vivos - Dallas disse, enquanto tentava mexer no celular.

- Cam, já disse para esquecer isso. O que está tentando fazer?

- Queria gravar um vídeo para postar no meu Instagram... depois podemos apagar. Só para dizer que estou bem.

- Com a voz tão baixa duvido que consigam ouvir. Acho que uma foto seria melhor.

- Sim, pode ser.

Shawn tirou a foto e perguntou qual legenda o amigo queria colocar.

- Pode digitar: "Oi pessoal, acordei hoje e quero agradecer todo o carinho que recebi, ainda não tive tempo de ler algumas mensagens mas assim que puder vou olhar. Obrigado a todos que doaram sangue para o hospital, vocês salvarão muitas vidas! Em breve estou de volta".

- Pronto, publicado.

- Obrigado. E agora?

- Agora você precisa descansar. Durma um pouco e vá lembrando das coisas aos poucos, não exija muito de si.

- Estou com sono mesmo. Não esqueça de me visitar.

- Pode deixar. Fique bem, qualquer coisa é só avisar - o garoto disse, enquanto abria a porta.

- Shawn - Dallas chamou.

- O que?

- O velho Cameron vai voltar. Eu vou tentar, prometo.

- Fico feliz em ouvir isso - o garoto fechou a porta atrás de si.

________________________________________

Na escola, Ana não conseguia prestar atenção nas aulas. Estava com o olhar distante, lembrando-se de uma conversa que teve com Cameron antes de tudo acontecer.

"Shawn só vai te perder aos poucos. Ele não sabe manter um relacionamento".

"Eu não me importo com isso. Se tiver que acontecer, vai acontecer".

"Ele é péssimo com isso. Você vai ver".

"Cameron, posso te dizer uma coisa? Não me leve a mal... mas o Shawn é um cara legal, gosto dele e tenho certeza de que ele também gosta de mim. Se eu tiver que descobrir que ele é péssimo em relacionamentos, prefiro descobrir sozinha".

"Tudo bem, mas o Tio Cam nunca erra".

- É, o Cameron não errou...

- O que disse? - Rafaela perguntou, tirando os olhos do caderno por alguns segundos.

- Nada não, só pensei alto.

- Ana, está tudo bem? Você parece triste...

- Nada demais.

- Certeza? - Thiago perguntou, se virando para a garota.

- Gente, tá tudo bem, não precisam se preocupar.

- Quer tomar um sorvete comigo depois da aula? - o garoto perguntou.

- Vamos - respondeu. "Preciso dar um tempo também. É isso", pensou.

Quando o último horário terminou, Thiago e Ana foram para  sorveteria.

- Um milk shake de chocolate, por favor - a garota pediu - E você, o que vai querer? 

- O mesmo. E então, como vai sua situação com o garoto canadense?

- Ele me pediu um tempo. Disse que queria me proteger...

- Deve ser da mídia e essas coisas. Ou não?

- Não sei. Meu coração aperta só de pensar.

- Desculpe por tocar no assunto.

- Tudo bem, não tem problema.

Thiago ficou olhando para a garota por vários segundos.

- Oi, tudo bem? - Ana perguntou, estalando os dedos na frente do garoto.

- Seus olhos são muito bonitos. E o sorriso. E todo o resto - disse, ficando vermelho.

- É... obrigada - Ana sorriu - seus olhos são bonitos também. É um bonito tom de verde.

- Quando você chegou na nossa sala... no primeiro dia de aula... foi incrível ver que não era só mais uma garota qualquer.

- Como assim?

- Não sei, você é uma pessoa simples. Gostei da forma como foi corajosa para sair da escola antiga e se mudar, sendo que não conhecia ninguém lá... e do seu jeito também.

- É ótimo ouvir isso, de verdade.

- Você é linda - Thiago mordeu o lábio, esquivando-se - te acho incrível.

- Pode abrir o jogo, tem algo a me dizer... - Ana riu.

- Eu gosto de você.

- Mas o Shawn...

- Ele está aqui? Ele andou te ligando ultimamente?

- Não, só me pediu um tempo.

- Então use esse tempo. Não se prenda tanto a alguém, não vale a pena.

________________________________________

Shawn estava olhando algumas fotos na galeria e passou pelas lembranças da época em que conheceu Ana. A primeira foto dos dois em Union Station, os lugares que visitaram e a foto da letra original de Never Be Alone. O garoto se deitou na cama e começou a chorar. "Um dia, um dia ainda vamos nos deitar sob as mesmas estrelas...", cantou, no ritmo da música.

(...)


Notas Finais


socorro nesse capítulo, muitas emoções... o que acham que vai acontecer?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...