História Blood - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Eiza González, Holland Roden, Shelley Hennig, The Originals
Personagens Davina Claire, Eiza González, Elijah Mikaelson, Finn Mikaelson, Freya Mikaelson, Hayley Marshall, Holland Roden, Hope Mikaelson, Klaus Mikaelson, Kol Mikaelson, Marcellus "Marcel" Gerard, Personagens Originais, Rebekah Mikaelson, Shelley Hennig
Tags Amor, Feiticeiros, Fênix, Linhagens, Lobos, Magia, Originais, Sangue, Vampiros
Visualizações 18
Palavras 987
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Aventura, Drama (Tragédia), Ficção, Luta, Magia, Mistério, Sobrenatural
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


História com The Originals para os amantes da série como eu.
Boa Leitura ❤

Capítulo 1 - Eu era uma Garotinha!


Fanfic / Fanfiction Blood - Capítulo 1 - Eu era uma Garotinha!

• St. Francisville, Luisiana •

05 de Março de 2003

Era uma tarde comum e fria. Aconteceria uma grande celebração. Era o aniversário da cidade. Todos estavam nas ruas, todos alegres, famílias, jovens, adultos. Sienna e sua família estavam no parque. A pequena menina de 06 anos e cabelos ruivos brincava com as flores do jardim. Seus pais, Peter e Marie Blake conversavam sobre o futuro da pequena. A família Mikaelson se encontrava presente também no evento. Klaus e Elijah haviam tido uma briga. Klaus e Rebekah tinham o plano de matar centenas de famílias nessa noite mas Elijah não era a favor do plano deles. Elijah sempre foi o mais controlado. Ele era tão Cruel como o seu irmão mas tão Nobre quanto Niklaus. Elijah seguiu seus irmãos até uma casa na floresta. Lá haviam alguns vampiros, hegeres e lobisomens. Elijah escutou atentamente a conversa de ambos.


- Assim que o relógio der 00:00 todas as famílias estaram voltando para suas casas. E é neste exato momento que o banquete irá começar. - Ouviu-se a voz de Niklaus alta.

- De agora em diante a cidade passará a se chamar com outro nome. Blood, a cidade sangrenta. - Rebekah pronunciou a palavra "Blood" delicadamente com um toque de ironia.


Elijah respirou fundo ouvindo tudo aquilo e correu para a cidade. Ele tentava achar um meio de ajudar mas não existia um. Assim que o relógio bateu as 12 badaladas todos começaram a voltar para suas casas. Elijah tentava achar um meio de impedir tudo aquilo mas não sabia como. Mas assim que avistou uma linda menininha ruiva a correr para os braços de seu pai. O sorriso daquela criança encantou o original. Elijah, encantado foi atrás da família que havia entrado em seu carro e os seguiu. Peter dirigia atentamente enquanto Marie e Sienna cantarolavam uma música de escoteiros. Elijah sorria ao ouvir a voz da pequena ruivinha de longe entre as árvores. Mas de repente ouviu-se uma voz conhecida e em poucos segundos o carro da família capotou e bateu em uma árvore. Niklaus surgiu em meio as árvores e caminhou até o carro. Peter e Marie saíram do carro com ferimentos na cabeça e braços.


 - Precisam de ajuda? - Disse Niklaus.

- Sim, nosso carro capotou! - Peter se aproximou.


Elijah correu sem que o irmão ou os humanos percebessem e tirou Sienna do carro a escondendo na floresta em baixo de um tronco de árvore já dominado pelos musgos. Assim que voltou, Elijah avistou Niklaus a morder violentamente o pescoço de Peter sugando todo o seu sangue. Marie gritava ao ver a cena aos plantos. Elijah partiu para cima do irmão gritando para que Marie corre-se. O original lançou o híbrido para o outro lado da estrada o fazendo bater as costas no chão duro. Marie correu o mais rápido que conseguiu mas foi surpreendida por Rebekah que quebrou seu pescoço a matando. Rebekah pulou nas costas do original mais velho e o acertou fortemente na cabeça. Niklaus se levantou e enfiou a mão no peito de Elijah apertando seu coração. Elijah se debatia ja não conseguindo respirar mas de repente sua irmã, Freya apareceu e com sua magia fez Niklaus se afastar do irmão. Freya sussurrou palavras em latim que fez Rebekah gritar de dor e sangrar pelo nariz. Niklaus tentava se levantar mas era impossível graças a magia. Elijah quebrou o pescoço do irmão e o da irmã em seguida.


- Isso foi loucura! - Disse Freya um pouco ofegante.

- Eles mataram eles... - Elijah se aproximou dos corpos mortos dos pais.

- Conhecia? - Freya se ajoelhou ao lado do irmão.

- Não mas eles tinham uma linda filha... Sienna... - Elijah se levantou e correu até o corpo escondido da pequena que dormia e voltou até a irmã.

- E agora? O que vamos fazer? - Freya se aproximou.

- Tirar eles daqui. Denunciar e dizer que foram atacados por um animal. - Elijah olhou para o corpo do pai. 

- E a Sienna? - Freya apontou para a pequena no colo de Elijah que dormia.

- Eu vou protegê-lá. De longe mas vou fazer sua vida ser segura e feliz. Eu prometo! - Elijah sussurrou.


• Covington, Luisiana •

05 de Fevereiro de 2015


 A exatos 12 anos atrás meus pais foram assasinados brutalmente por um animal na minha antiga cidade. A polícia disse que havia sido um lobo ou algo parecido. Eu tinha apenas 06 anos. Eu era uma garotinha. Fui parar em um orfanato e um ano depois um casal me adotou. Nos mudamos para Covington também em Luisiana e desde então moro aqui. Bob e Marie Hellen Martin foram muito amáveis comigo. Eles sempre sonharam em ter um filho mas Hellen é estéril. Hoje tenho 17 anos faço 18 em Maio. Estava no meu quarto a ouvir música enquanto Marie estava na cozinha a preparar o jantar. Ouvi alguém bater na porta e o mandei entrar, era Bob.


- Querida? - Bob se sentou ao meu lado. 

- Sim, papai! - Tirei os fones de ouvido.

- Eu consegui uma nova e ótima proposta de emprego mas teremos que nos mudar. - Bob coçou seu rosto. Ele fazia isso quando estava nervoso.

- Isso é ótimo! - Me sentei ao seu lado.

- Querida... Teremos que nos mudar para  St. Francisville, que dizer, para Blood!

- Blood? - O olhei confusa.

- Ouve um massacre no dia do... Do acidente se lembra?

- Sim! - Suspirei.

- Então. Depois daquele dia. Muitas pessoas, famílias morreram. Então a cidade passou a se chamar Blood.

- Entendi... - Abaixei a cabeça.

- Mas se não quiser voltar para lá eu... - O interrompi.

- Não. Você não vai desistir do emprego. Quando vamos? - Perguntei.

- Amanhã cedo! - Ele sorriu aliviado. 

- Está bem. Vou dormir! - Me deitei.

- Não vai jantar? - Ele se levantou.

- Não tenho fome. - Sorri fraco.

- Está bem. Boa Noite! - Bob me cobriu com o lençol e beijou minha testa.

- Boa Noite, pai! - Sorri.  


Notas Finais


Espero que tenham gostado. Até o próximo😙


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...