História Blood and Sweet - Imagine Reiji e Shuu - Capítulo 18


Escrita por: ~

Postado
Categorias Diabolik Lovers
Personagens Ayato Sakamaki, Azusa Mukami, Cordelia, Kanato Sakamaki, Kou Mukami, Laito Sakamaki, Personagens Originais, Reiji Sakamaki, Richter, Ruki Mukami, Shu Sakamaki, Subaru Sakamaki, Tougo Sakamaki "Karlheinz", Yui Komori, Yuma Mukami
Tags Diabolik Lovers, Reiji, Reiji Sakamaki, Shu, Shu Sakamaki
Exibições 68
Palavras 1.372
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Ecchi, Fantasia, Ficção, Hentai, Magia, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Suspense
Avisos: Álcool, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Spoilers, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Hello amorzíneos! Como cês tão? Capítulo novo aqui pra vocês! Espero que gostem. Boa leitura!

Capítulo 18 - Aluna Nova - Quinteto Quebra Expectativas


Akina ON

Primeiro dia de aula, só digo uma coisa: MERDA! Odeio agüentar putianes vaconildas catarrentas metidas a safadas gostosas que todos os meninos querem pegar. Pelo menos Lilyth estará lá comigo e meu filho Azusa e meu amiguinho Kou. Eu estava vestindo aquele micro uniforme que pelo menos caiu bem em mim, coitada de Lilyth que tem descendência brasileira e herdou aquelas pernas e uma bunda enorme e pelo visto Haru não é Japonesa também. Só tem o rosto e o nome daqui do Japão. Quem me dera ser que nem elas. Pelo menos eu vou chegar divando. Desci as escadas e e os Mukamis me aguardavam. Entramos numa limousine onde meu amiguinho Jaimin, O Motorista estava. Depois de mais ou menos 35 minutos chegamos na escola. Lá eu fui entrando e meio mundo de menina pulou no Kou.

Eu: Meu Deus! Que susto!

Eu acabei caindo no chão. Kou percebe e me ajuda a levantar. Quando me puxa para cima acabou indo muito para frente parando a centímetros de seu rosto. Corei e me soltei dele e fugi das fãs revoltadas por não terem a mesma "sorte"? Pode -se assim dizer, que eu. Logo avisto outra limousine e seis lindos caras saírem de lá, em seguida Lilyth e... Aquela deve ser Haru. Elas me viram e correram até mim.

Eu: Lily! Oeee! Cê tá bem? 

Lilyth: Sim, e você sua doida?

Eu: To ótima.

Haru: Oi!

Eu: Você deve ser a Haru.

Haru: Sim, sou eu. 

Eu: Me ensine a dar voadoras depois.

Haru: Com todo prazer. O que está achando dos Mukamis?

Eu: Eles são legais. Só não gostei do cabelo de espaguete em molho vencido e do de cabeça de tinta azul de parede. 

Lilyth: Nossa. E os outros dois?

Eu: Eles são até legais comigo. Isso é bom. Eu adotei o fofinho das faixas.

Haru: Azusa? Que bom. Ele é bem legal mesmo. 

Um cara de óculos chega e chama Haru e Lilyth para as salas de aula delas. Ele me olhou meio estranho, com ódio. Eu só pensei "Sai Satanás!". Ele estava impecável. Aff, odeio pessoas assim. Peguei meus horários e número da sala e blá blá blá. Estava andando para a sala de aula quando esbarro em alguém. Era uma menina ruiva linda, parecia uma boneca, lembro de tê-la visto entre as fãs do Kou. Que ótimo, uma piranha pra agüentar. Percebi que ela tinha duas cachorrinha vira lata disfarçada de pedigree caro do lado dela, uma com cara de princesa mimada, loira perfeita de olhos azuis clarinhos e maquiagem da Barbie. A outra parecia uma stalker de primeira. Tinha celular na não e unhas lixadas de jeito que não atrapalhasse a apressada digitação interrompida por alguns instantes ao eu esbarrar na piranha ruiva. Ela tinha cabelos castanhos presos em dois coques, cada um num lado da cabeça. 

Piranha Ruiva: Olha por onde anda!

Eu: Olhe você.

Piranha Ruiva: Espera! Você é a menina que o MEU príncipe ajudou! Morra no quinto dos infernos vadia imprestável.

Eu: Não quero morrer na sua casa. 

Piranha Ruiva: Pois tome isso!

Ela ia dar um tapa na minha cara, mas eu não senti nada? Ao olhar pra frente eu vi Haru segurando o pulso da Piranha Ruiva.

Haru: Isso já está virando profissão para mim, segurar o pulso dos outros. 

Piranha Ruiva: Ora vejam só! Se não é a Miss queridinha do professor Haru! 

Ela se soltou de Haru com força e depois sorriu diabolicamente. Que invejosa.

Piranha Loura: Essa aí se finge de diva, mas é uma inútil.

Piranha Morena: Ela só tem cérebro, falará o resto. Olha pra ela! Tão feinha!

Piranha: Por isso não tem nenhum boy magia atrás dela. 

Piranha Loira: Pensei que era por que ela era estranha. Opa! Era não, ainda é. 

Começaram a rir e caçoar da Haru, provocá-la, diacriminá-la por ser mestiça, fazer um bullying pesado. O vislumbre de olhos brilhantes por lágrimas podia ser visto em seu rostinho. Peguei a Piranha Ruiva pela gola e joguei longe, as amigas foram lá ajudar e eu ajudar Haru.

Eu: Você tá bem?

Haru: S-sim.

Ela falava baixinho com voz de choro. A Piranha Ruiva se levantou e me deu um tapa. Uma pequena multidão começou a se formar ao nosso redor e as Putianes Piranhetes começaram a se mostrar mais.

Eu: Ô Kiridinha! Quer aparecer é! 

Falei chamando a atenção de todos.

Eu: Então enfia um rabo de peixe no teu cu e diz que é sereia! 

Piranha Ruiva: Repete isso.

Eu: O quê? Não gostou? Ah! É por que você é uma piranha! Volta pro oceano Piranhete! Gostaria também de uma xícara de CDSV?

Piranha Loira: CDSV?

Eu: Cuide Da Sua Vida. 

Elas se calaram ao ouvir nossa "plateia" aplaudir-me e eu ajudei Haru. Ela me levou até minha sala que era a mesma dela, da Lily e do meu filhinho. 

Professora: Alunos, aqui temos uma nova aluna. Se apresente por favor.

Eu: Sou Akina Darkness Black e minha idade não interessa a vocês e professora o coordenador está na porta. 

A professora olhou para a porta e o Coordenador estava lá. Ela saiu pra saber o que ele queria. Eu me sentei e vi que Lily estava ao meu lado.

Lilyth: E aí menina? 

Eu: Haru me salvou de um tapa. Dei lição numas putianes vaconildas catarrentas ali. Então tá tudo indo bem. 

A professora voltou e a aula chata de biologia começou e logo chegou a hora do recreio. 

Eu: Recreeiooooo! 

Cara de óculos: É intervalo senhorita Akina.

Eu: Cala a boca que se eu quiser eu chamo de Cláudio. 

Ele me olhou novamente com um olhar de desprezo. Eu hein. Sai satanás! Lilyth então me puxou para fora da sala e me apresentou pra Akiko e Elise. Adorei elas. Até chegar uma loirinha bestinha. 

Lilyth: Oi Yui.

Yui: Olá Lilyth. Haru, Laito a está chamando e Ayato chamando a você Lilyth. 

Haru: Diga a eles que você pode muito bem ajudá-los. 

Yui: Sim. 

Logo ela foi embora. Depois dois ruivos chegaram e tentaram puxá-las a força. 

Eu: Ô gêmeos cabeça de menstruação! Que foi? Elas são cachorro por acaso?

O de chapéu me olhou furioso com um sorriso malicioso aguniante. Ele então acabou olhando pra Elise que retribuiu o sorriso. ALERTA DE OTP! O outro levou uma rasteira e foi embora puxando o outro.

Eu: Isso é normal?

Akiko: Sim. 

Depois tivemos várias aulas chatas em que eu percebia receber um olhar furtivo às minhas costas. Ignorei até o final. Quando estava saindo Akiko, Elise, Haru e Lilyth vieram e saímos juntas. Esperamos todos saírem na verdade aí esperamos o pátio ficar cheio. Corremos para a cadeira de Akiko e ela tirou botas cano alto de couro e umas roupas pretas e uns óculos escuros. Pegamos as roupas e fomos ao vestiário. Cada uma tinha um acessório especial. Elise um short preto curtíssimo. Akiko óculos escuros. Lilyth uma jaqueta de couro. Haru um chicote e eu uma saia estilo colegial. Saímos de lá atraindo olhares, chegamos no meio do pátio, subimos numa mesinha bem no centro. Haru chicoteou o tampo da mesa atraindo o resto da atenção de todos. 

Lilyth: For all of you...

Akiko: Girls of this school!

Elise: We have a mensage for you!

Nós Cinco: HELLO BITCHES! 

Ao gritarmos o coordenador chegou e nos tirou de lá. Haru e Lilyth foram chamadas pela seis caras lá e o de óculos não parecia feliz. Os Mukamis chegaram e fomos para casa. Ruki só ficou reclamamdo do meu comportamento.

Eu: Sabe o que estou pensando pra isso? Nada! Não me importo. Eu precisava mandar essa mensagem para as putianes vaconildas catarrentas metidas a gostosas pegadoras. 

Kou: Essa doeu em mim. 

Azusa: Okaa. To com fome.

Eu: Eu deixo se você me deixar brincar com suas faixas. 

Azusa: Sim. 

Essa dor miserável veleu a pena. Peguei o braço dele e comecei a brincar com as faixas de um jeito fofinho até que Kou fez uma coisa que eu simplesmente ODEIO: Apertou minhas bochechas. Dei um tapa na mão dele.

Kou: Ai! Por que fez isso?

Eu: Para!

Kou: Tão fofa. 

Corei de leve e ignorei sua risada ao perceber e continuei a brincar com meu filho.

CONTINUA...


Notas Finais


Foi isso amorzíneos! Espero que tenham gostado. Little Kisses <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...