História Blood and Tears (Imagine Park Jimin) - Capítulo 11


Escrita por: ~ e ~Moon_Dyan

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Visualizações 162
Palavras 1.036
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Drama (Tragédia), Escolar, Fantasia, Festa, Hentai, Magia, Mistério, Musical (Songfic), Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Suspense, Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Voltei * - *
Vamos ver mais um pedacinho rs
Quero agradecer as pessoas q comentaram o cap anterior, já estão no meu coração, obrigada por falaram comigo, eu amo qnd falam.
Estou com tudo planejado e prometo q os próximos caps vcs vão amar.
Boa leitura

Capítulo 11 - Dança comigo?


Fanfic / Fanfiction Blood and Tears (Imagine Park Jimin) - Capítulo 11 - Dança comigo?

[ Jimin ]

 

Gritos e mais gritos atrás de mim. Não me sentia bem com tanta atenção. Queria que parassem, virei meu corpo ainda andando e fiz com a mão um sinal educado para aquilo tudo cessar. Entretando o som permanecia, menor, mas estava lá. Me posicionei ao lado de Louise e sorri brevemente para eles que eram tutores e meus amigos. Olhei para a platéia e algumas garotas levantaram, batendo palmas, deixando-me incomodado. Desnecessário. 

Vi um cabelo familiar bem à frente nas cadeiras. Cobria o rosto de quem não queria olhar para onde eu acabara de parar. Ele caía lindamente, tocando com suas pontas as mãos enlaçadas sobre a coxa da moça, sim, era S/n. Hipnotizado, a fitei instantaneamente. 

"Olhe para mim... "

Ela não levantava o rosto. 

- Esses são os tutores do ano, galera! - disse Verônica, quem nos chamou. - Palmas para eles! 

S/n não se movia, continuava a mesma coisa. O barulho ficou alto demais! 

"Olhe... "

- Tá bom né, esse som é perturbador e eu não quero ficar surda! - como esperado Moon falou alto, fazendo todos pararem. Lhe encarei e a mesma sorriu para mim, com uma feição travessa, Moon de fato era única.

- Vamos ouvir alguma coisa deles, afinal, foram os melhores do ano passado nas disciplinas, por isso eles estão aqui! - prosseguia Verônica, disfarçando o que Moon fizera. - Então... - nos olhou pensativa. - Moon, parece que quer falar algo! 

Moon pegou o microfone, segura e decidida sem vergonha alguma. Encarou todos. 

- Pintura é algo de suma importância para mim, portanto, quero que os inscritos na atividade tenham em mente uma coisa... - fez uma pausa dramática que só ela conseguia fazer. - Eu odeio atrasos e não serei nem um pouco boa se um imbecil quiser vir atrapalhar meu trabalho! - ri e notei que não era apenas eu, Taehyung, Jungkook e Louise faziam o mesmo, quietos, tentando se controlar. Não porque fosse engraçado, mas por Moon ser o que era, com atitude e domínio fácil entre os medrosos novatos, que a olhavam espantados e com olhos esbugalhados. 

- Sim... - dizia Verônica atordoada. - Realmente atrasos não são nada legais... Pois bem! Mais algum tutor? - nos observou. - Park? 

Me aproximei da garota e peguei o microfone, ainda risonho por conta de Moon. Verônica segurava uma prancheta e pude rapidamente, mas o suficiente, ver um nome específico em minha aula. 

"S/n olhe, quero visualizar seu rosto... "

- Vou trabalhar com dança e estou bem empolgado! - comecei. A olhava todo tempo, mas ela continuava a fitar o chão ou as próprias mãos. Agora entendia o motivo. - Gostaria de fazer uma pequena dinâmica! 

- O que você vai aprontar Jimin. - sussurrou Jungkook. Ignorei, concentrado no que faria. - Dança é a música em suas veias, a sensação mais bela transmitida através do corpo... - andei observando todos, enquanto descia dali, me aproximando da primeira fileira. - Gostaria que alguém que gosta de dança, aqui presente, me ajudasse à mostrar alguma coisa para àqueles que pensam em fazer a atividade futuramente. 

- Me escolhe! - alguém gritou.

- Eu!!!

- Aqui!!!

Não dei atenção aos gritos, parei em frente à ela e estendi a mão. 

- Dança comigo? 

S/n levantou o rosto um tanto séria. Eu estava correndo o risco de ser ignorado publicamente, mas foi a única forma que consegui pensar para ter a atenção dela. Seus olhos lindos, buscavam nos meus alguma explicação. 

- DANÇA! DANÇA! DANÇA!  

 

Palmas e vozes se elevaram.

S/n ouvindo os gritos, cedeu. Pegou em minha mão, sem desviar o olhar, que digamos, estava furioso. A puxei comigo até o meio, ficando de costas para os tutores e de frente para a platéia. 

- Coloque "Lie" porfavor! - ordenei ao garoto que mexia no som do local. Eu não queria provar nada, somente fazê-la ser minha em um momento, eu estava sedento. A saudade me deixava louco. 

- O que você está fazendo? - aproximei meu corpo do dela. Segurei sua costa e sua mão direita. 

- Você está na minha atividade, se está, deve saber dançar. - disse. S/n fuzilou-me e quando a música ameaçava começar, buscava em meus olhos respostas. - Faça os movimentos que lhe convém, vou só guia-la.

- Eu deveria pisar no seu pé! - disse ela. Entretanto, se preparando para a dança que inventariamos. Quando me posicionava perto dela, como em uma dança de tango, reparei no semblante de Moon.

- Eu te mato! - sibilou com os lábios, cruzando os braços, visivelmente preocupada. 

Respirei fundo, S/n também. O silêncio surgiu e nos engoliu no segundo que a música ocupou todo o lugar. S/n fez movimentos com os braços de acordo com o tempo e ritmo do início da música, enquanto segurava sua cintura. Depois quando a música alcançou seu ponto pop, foi eu quem fez os movimentos seguintes. A puxei para mim e balancei seu corpo junto com o meu de maneira sexy como a música pedia. Ouvi "Uaus" e me deixei sorri. S/n demonstrava está confusa mas se deixando levar por minhas mãos. Ela era incrível, e a dança tornavasse cada vez mais sedutora conforme nossos corpos se esbarravam. Mantinha meus olhos nos dela em todo o momento da música e quanto mais pensava que estava ali com ela, mais queria beija-la. Seu corpo indo e voltando para as minhas mãos, seu cabelo solto e esvoaçante, e seu pescoço que muitas vezes era revelado junto com sua clavícula, me torturavam.

Enfim a música alcançou suas batidas finais. Peguei S/n no quadril e com uma das mãos segurei sua coxa, a elevando até mim, a fazendo inclinasse um pouco. Meu rosto muito perto do dela, respirações ofegantes, sua boca perto demais, não conseguia desviar. 

A música acabou. 

Palmas fortes ecoaram e sorri respirando fundo. S/n se soltou de mim e me encarou por um bom tempo já em pé. Antes que eu impedisse correu em meio o barulho, deixando-me sozinho ali, sem ação e ofegante. 

Outra vez, ela correu.

- Parabéns, senhor apaixonado, não é assim que vai ter ela! Depois venho conversar com você! - Moon passou por mim correndo. 

Foi atrás de S/n.


Notas Finais


Esse olhar de morrer, dá uns coisa só de pensar heuheu
Volto logo ♥


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...