História Blood Sweat and Tears - The rebuilding of the kingdoms - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Blood Sweat And Tear, Medieval, Reino, The Elder Scrolls, The Witcher, World
Exibições 24
Palavras 1.082
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Ficção, Ficção Científica, Luta, Magia, Romance e Novela, Sobrenatural, Suspense, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 4 - Chapter Four.


Kirigaya percebeu a reação do bruxo ao olhar as pessoas que chegaram, e para Kirigaya , isso não era normal vindo do bruxo , já que em todas as suas viagens isso nunca tinha ocorrido. 

- Ei , Dragnneil , quem são eles? - Perguntou Kirigaya.

- A garota é Yennefer Asuna de Vengerberg, o espadachim é Portgass Kenshi, um cara que conheci a um tempo atrás...- Respondeu o bruxo. 

- A Asuna ela é.... Ela é tão...

- Ela não é de da sua conta. - O bruxo interrompeu o elfo , onde em seguida caminhou em direção as pessoas em sua frente. 

Ellrik olhou nos olhos da garota , ela estava bem diferente dês da ultima vez em que se encontraram, ele conseguia ver isso.

- O que fazem aqui? - Perguntou Dragnneil. 

- Estou apenas de passagem , tenho assuntos a resolver com uma certa pessoa. - Disse Yennefer. 

- Quem é essa pessoa? 

- Não lhe interessa , Ellrik , eu te chamarei quando for a hora.

- Certo. Qualquer coisa estarei na região. 

- Eu sei onde lhe encontrar. - A garota continuou sua caminhada, se afastando das pessoas em sua volta. Kenshi seguiu a garota , os dois se afastaram do local , estava mais do que óbvio que escondiam algo. 

- Não é nada do que devemos nos preocupar , vamos voltar. - Disse o bruxo enquanto voltava para Solariun junto dos outros. 

Todos voltavam para Solariun , Aokiji parecia finalmente parado de encher o saco de Loukanos , ele caminhava ao lado de Oh HaNi, contando histórias para a mesma. Oh HaNi adorava ouvir as histórias das viagens de Aokiji e dos momentos que ele passava junto de Loukanos. Algumas histórias faziam a garota rir , outras tomavam toda a concentração da garota. Os dois pareciam se dar super bem juntos. 

Os dois Lycans e Yato passaram a viagem inteira discutindo sobre quem era o mais forte. Os três pareciam ser rivais, davam a impressão de que se odiavam, mas um sempre respeitou o outro, diferente do General que parecia ser apenas um cuzão que odiava tudo e a todos, porém ele ainda tinha seus ''motivos''.

Passou-se um tempo , todos voltaram para Solariun , o pessoal se encontrava no salão principal de Solariun , Roberth Hunt estava sentado sobre o trono real , ele quem ficava no comando durante a ausência do rei, além de ser o príncipe , Roberth era a pessoa que Edward Hunt mais confiava para ficar no comando. Depois da morte de sua esposa , Edward Hunt se recusou a se casar novamente. Então sempre que ele se ausentava , já que não havia nenhuma rainha para ficar em seu lugar , ele deixava Roberth no comando. 

- Vossa Majestade, nós matamos o dragão que você pediu. - Disse o General , se ajoelhando como forma de demonstrar respeito. 

- Além de dragões tinha uma legião de bárbaros. - Disse Ellrik. 

- Cade a recompensa? - perguntou Lyd'Han. Os Lycans nunca demonstravam respeito a alguém da realeza , para eles , isso era se demonstrar muito inferior a alguém. 

- Aqui , peguem. - Roberth se levantou do trono , entregando um pequeno saco de moedas de ouro para cada. 

- Hahah , vou gastar tudo em Rum! - Comentou Theodor. 

- No fim valeu a pena perder meu tempo com aquele dragão. - Comentou Zunari. 

- Mas ainda temos um problema... As Ancient Relics que estavam guardadas foram roubadas. Só resta a Clavis que está comigo e a Excalibur que está com Edward. 

- Mas que merda. Isso não é nada bom. - Disse o General. 

- Quer que vamos buscá-la? - Perguntou Yato. 

- Não , por enquanto não , ainda preciso de mais informações sobre o roubo, chamo vocês assim que eu conseguir mais informações , estão liberados. 

---23:45---

Já era noite. Loukanos estava jogado na praça, dormindo com algumas garrafas de rum vazias ao seu lado. Theodor provavelmente estava em sua cabana na floresta de Solariun. 

Kirigaya, Ellrik, Oh HaNi e Sofie estavam na taverna de Solariun , todos em uma mesa nos fundos do estabelecimento. 

 - Então vocês duas são feiticeiras?! E ainda ainda conseguem andar tranquilamente pela cidade? Nossa... Solariun é diferente de todos os lugares que já conheci. - Comentou Kirigaya. 

- Ahn? Como é os lugares que vocês viajaram? Quer dizer... Pra Solariun ser tão diferente assim. - Perguntou Sofie.

- Bom , em todos lugares que fomos , a maioria das pessoas cuspiam por onde andávamos, elas tinham medo de mim por ser bruxo , eles queimavam feiticeiras na fogueira , algumas pessoas tinham preconceito com Kirigaya por ser elfo.... Isso é apenas um dia normal para a gente... - Disse Ellrik.

- Esses lugares devem ser horríveis para ficar - Comentou Oh HaNi abraçando Sofie , com uma expressão de susto em sua face.

Kirigaya deu um sorriso de canto ao olhar para garota , então olhou para Ellrik em seguida.

- Mas então... Fale mais sobre aquelas Yennefer Asuna. Ela me pareceu bem interessante. - Perguntou Kirigaya. 

- Já disse , ela não é ninguém que você deva se preocupar, Kirigaya. 

- Mas eu achei ela interessante, com certeza ela deve ser bem forte. 

- Ela é... 

Um homem adentrou na taverna , ele parecia desesperado, ele correu em direção a mesa em que o pessoal se encontra , ele colocou um cartaz sobre a mesa , no cartaz estava escrito. : 

'' Precisa-se de Bruxo : O desaparecimento de minha família : Cheguei em casa , como de costume fui falar com minha esposa e filha, mas para minha tristeza não encontrei ninguém , o meu quarto estava com marcas de garras , alguns moveis quebrados, mas nenhuma gota de sangue , ainda tenho esperanças dela estar viva, fui para o quarto de minha filha . ela já era uma garota crescida , fazia 25 esse sábado , mas ela também não estava lá , tenho esperanças delas estarem vivas , eu preciso de ajuda , por favor. Pagamento pelo serviço : R$300. ''

Após deixar o cartaz , o homem gritou desesperado : 

- POR FAVOR, MESTRE BRUXO , ELAS SÃO A MINHA RASÃO DE VIVER , EU PRECISO QUE VOCÊ AS RECUPERE , POR FAVOR!! EU PAGO A QUANTIA QUE VOCÊ QUISER. MAS ME AJUDE!!! 

- Certo... Mas primeiro , vamos falar do meu pagamento. - Disse Ellrik com um sorriso irônico em sua face. 


Notas Finais


Então , o que achou desse capítulo? Comente e favorite caso tenha gostado.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...