História Blood Sweat and Tears - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jimin, Personagens Originais, Suga
Exibições 44
Palavras 963
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção, Lemon, Violência, Yaoi
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 3 - Constrangimentos


Fanfic / Fanfiction Blood Sweat and Tears - Capítulo 3 - Constrangimentos

-Er... Você quer ir? – perguntei afastado dos meninos.

-Com você? – ele perguntou sem jeito.

-É – respondi procurando um lugar pra me enterrar.

-Acho que sim – respondeu.

Só pra deixar claro: não gosto do Jimin. Não desse jeito. Tudo na minha cabeça gritava “ainda não”. Isso é tão esquisito... Demônios não amam.

-Arrumem um quarto! – gritou Taehyung de longe.

-Vai se catar! – rindo, gritei de volta.

-Deixa eles... – Jimin falou se aproximando – O que você tem contra essa ideia?

Meu coração parou, assim como todo meu corpo. Fechei os olhos em uma expressão de não tô com a mínima vontade de ver isso. Senti chegar muito perto de mim, muuuuuito perto. Mas do nada alguma coisa quente toca minha bochecha. Foi um beijo. Um. Beijo. Na. Bochecha. Fiquei praticamente morto, minha dignidade não era a mesma. Que tipo de demônio eu sou por deixar um estranho fazer isso?

-Pronto, agora tenho um par – respondeu Jimin risonho indo até os meninos.

-Me digam uma coisa, vocês vão começar a nam... – intemrrompi Jungkook.

-Não, somos apenas amigos – respondi ainda meio nervoso.

-É – Jimin completou.

Fiquei um tanto nervoso demais sobre tudo que acontecia ali, mas ok. As aulas iam começar de novo e eu já estava exausto. Subi para minha sala antes mesmo do sinal tocar, sentei em minha carteira e tentei entender porque eu estava me parecendo tanto com um humano. Isso era ridículo. Prometi que não iria me deixar levar por Jimin.

          Depois de algumas DEZENAS de aulas, finalmente o período havia acabado. Nunca havia pensando em ir para uma festa assim. Como o baile. Olhei a porta e logo depois o corredor, percebi Park Jimin sentado no banco em frente à minha sala. Ele estava todo encolhido, vermelho e parecia realmente nervoso sobre algo que sinceramente, eu definitivamente já sabia o que era. O baile. Coloquei minhas coisas na mochila e fui até ele.

-O que está fazendo aqui? Seu período acabou há uma hora – perguntei.

-É que... Temosquecomprarasroupasprobaile – falou tão rápido que quase não entendi.

-Ah, a gente não pode ir amanhã? – falei tentando me livrar.

-Pra que adiar isso? Vamos logo hoje – segurou minha mão, puxando-a.

Eu sinceramente não queria ir, ter que opinar sobre ternos é muito chato. Mas fui. Ao sairmos da escola, andamos para um centro de compras ali perto, onde havia milhares de lojas. Olhei Jimin na esperança de o fazer desistir de comprar aquilo tudo.

-Você tem certeza que quer ir? Tá cheio de gente... – falei o puxando um pouco pra trás, o fazendo parar de andar.

-Tenho – falou me puxando de novo.

AAAAAAAAAAAAAA JIMIN! Entramos em uma das lojas, logo um cara meio “rídiculo” veio falar conosco. Achei abusiva a forma que ele olhava para o Jimin, praticamente o comendo com os olhos. Isso não é ciúmes, apenas não gostei. 

-Olá, posso ajudá-los? – sorriu para Jimin.

-Estamos procurando dois ternos pra um baile – Jimin respondeu.

-Aqui – pegou dois deles e nos deu – ali é o provador – apontou para as salas com cortinas.

-Vai você primeiro Jimin – falei.

-Ok, ok – e lá foi ele andando com o terno no ombro.

Sentei naqueles sofás na frente dos provadores, já imaginando como Jimin estaria em poucos segundos. Me ofereceram água e café. Peguei uma das revistas ali e começei a ler devagar.

-Como estou? – perguntou Jimin.

O olhei e realmente, ele estava muito bonito e atraente.

-Você está mui – alguém estava me interrompendo.

-Você ficou maravilhoso! – afirmou o outro rapaz.

-Nossa... Nem tanto né? – riu.

-Você tá mesmo – falei desejando que o rapaz desaparecesse.

-Vai querer experimentar outro?

-Ah, claro – falou voltando para o provador.

Observei o rapaz ir pegar outro terno, rapidamente voltando com ele. Percebi o que ia acontecer, ele iria entregar o terno para o Jimin. O vi chegando perto do provador, quando o puxei e literalmente "mandei a real".

-Tá vendo aquele garoto? – falei apontando para o provador – ele não está disponível.

O rapaz nem contrariou o que havia escutado, por isso me deu o terno. Virei-me de costas e fui até Jimin.

-Aqui, Jimin – falei ergendo o braço segurando o terno.

-Obrigado – falou o pegando.

Voltei ao meu lugar e fiquei esperando. Brevemente Jimin apareceu, muito mais bonito.

-É esse, não é? – sorri quase que desesperado para ir embora.

-Acho que é – respondeu.

Após eu ter que provar e decidir, pagamos e saímos da loja. Jimin estava mais feliz do que nunca.

-Você tá com fome? – o perguntei visando uma cafeteria.

-Não muita – respondeu-me.

-Vou comprar um café.

Fui então até a cafeteria e comprei um café descafeinado, imediatamente sentando com Jimin no banco de um parque próximo.

-Obrigado por me acompanhar no baile – sorriu – e obrigado por defender que tem algo entre nós – riu em seguida.

-Espera, você me ouviu falando com aquele cara? – o olhei envergonhado.

-Você sabe que falou um tanto alto, não é? – riu.

-Eu só... Ah, você sabe. Eu não queria que ele ficasse te assediando nem nada do tipo – desviei o olhar para o chão.

Senti a mão de Jimin em meu queixo, fazendo eu o olhar. Pude perceber o que ele iria fazer, nos aproximamos e quando fechamos os olhos, Taehyung apareceu.

-Olha só! Desculpe interromper – falou debochado – onde vocês compraram os ternos?

-Eu te odeio tanto, Taehyung. Consegue imaginar quanto? – suspirei.

-Naquela ali – Jimin apontou tão frustrado quanto eu.

-Obrigado – agradeceu puxando Jungkook, que nem falou nada.

Olhei para Jimin novamente e o mesmo já estava em pé.

-Er... Vejo você amanhã, certo? – pegou uma das sacolas.

-Ah, claro – sorri.

Levantei-me também, ia o dar um selinho ou algo do tipo, mas ele me deu um abraço e foi embora. Nunca senti  tanta raiva de Taehyung, se não fosse por ele, eu e o Jimin finalmente poderíamos ter nos beijado. Não que eu queira isso.


Notas Finais


Olá <3 Não gosto de escrever nada pelas "notas do autor", então vou escrever coisas aqui.
Eu vou entrar em semana de prova, o que significa que irei estudar mais.
Não irei abandonar a fanfic nem nada, ok?
Enfim, aguardem o próximo cap que vai ter muito tiro


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...