História Blood Sweat and Tears - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jimin, Personagens Originais, Suga
Exibições 42
Palavras 985
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção, Lemon, Violência, Yaoi
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


HOJE EU VOU ESCREVER AQUI
LÁ VEM TIRO
Enfim, esse cap é totalmente dedicado à VKOOK
VOCÊS SHIPPAM ELES QUE EU SEI
Quem narra é o nosso farofeiro fav, o Tae <3
NÃO MORRAM, BELEZA?
leiam as notas finais

Capítulo 5 - Apenas continue


Fanfic / Fanfiction Blood Sweat and Tears - Capítulo 5 - Apenas continue

Taehyung

Nada contra o Yoongi, mas aquele perfume doce que ele havia colocado estava me deixando bastante enjoado. Caminhar com ele até o baile foi algo difícil e muito enjoativo, mas ok. Assim que chegamos, prestei atenção em Jungkook e esqueci Yoongi completamente. Eu descreveria Kook como arrumado e muito atraente. Nossa. Ele estava muito cheiroso também.

        O abracei e o dei vários beijinhos no rosto, logo depois começando a o beijar realmente. Como diria o Yoongi “é impressionante como vocês se beijam toda hora, deveriam arrumar um quarto.”

Eu até arrumaria um quarto se Jungkook não fosse tão medroso pra perder sua virgindade. Chegava a ser chato, lembro-me de uma vez que estávamos na piscina de sua casa, seus pais estavam fora e pensei que finalmente íamos fazer algo. Mas não. Começamos a nos beijar, o peguei no colo e apertei suas coxas.

-T-Tae... N-não podemos – me empurrou um pouco.

Queria calar sua boca, por isso, o beijei novamente, tentando o recolocar em meu colo. Porém, ele não deixava. Tentei relevar isso. Saímos da piscina e fomos tomar banho. Separados. Fui inteligente o bastante pra tomar meu banho rápido e logo esperar Jungkook em seu quarto.

Ele entrou apenas de toalha, foi até seu guarda-roupa pegar suas roupas, vi ali minha oportunidade. O abracei por trás, o dando beijos e mordidas no pescoço.

-Amorzinho... Sei que quer isso tanto quanto eu - sussurrei mordendo sua orelha.

Ele apenas riu baixo e me empurrou, falando que ainda era muito cedo. Isso me irritava muito.

Houve um dia na escola onde estávamos matando aula no banheiro, tranquei a porta e sentei no chão. O puxei para o meu colo, estávamos nos beijando fogosamente. Coloquei minha mão em sua calça, apertando o volume ali. Ele segurou minha mão e a tirou de lá.

Como um demônio nunca desiste na primeira vez, tentei novamente. Mas como sempre, a mesma reação. 

Passaram-se dias e vi minha oportunidade na noite do baile. Não pense que eu ia o deixar bêbado ou iria o drogar. Quero que seja escolha dele e que ele possa usufruir disso assim como eu. Quando nos soltamos, abri um sorriso e o abracei de novo.

-Você está muito lindo e isso tá mexendo comigo – falei.

-Adoro mexer com você – riu.

Isso também era algo que detestava em Jungkook. Ele provoca e não termina. AHHH COMO ODEIO ISSO. Ok, voltando ao momento do baile.

Entramos no baile. Dançamos, bebemos soju, rimos e no final da noite estávamos caminhando para meu apartamento. Jungkook falou que havia se esquecido de pegar a chave de casa. O convidei para dormir comigo. Fomos andando de mãos dadas como duas crianças.

Entramos no apartamento e nos jogamos na cama em meu quarto. Cansados. Tirei meus sapatos assim como ele, sentei na cama e fiquei olhando Jungkook que estava em pé. Nós dois estávamos sorrindo e se encarando como idiotas.

-Meu bobão... – falei o puxando.

-Sou todo seu – respondeu sentando em meu colo.

Visei minha terceira oportunidade. Comecei a beijar seu pescoço, ele rapidamente pegou uma de minhas mãos e a colocou em seu abdômen. O deitei na cama, colocando minhas pernas dos lados de seu corpo, mordendo seu pescoço e desabotoando sua camisa.

Podia o escutar gemendo baixinho e rouco. Desci meus beijos até seu abdômen, onde mordi seus mamilos e coloquei a mão no volume de sua calça. Ele nunca havia deixado isso acontecer, sempre impedindo. Pensei até que ele iria me interromper, mas não aconteceu.

-Amor, tá tudo bem? – o perguntei.

-Tá... Só continue – falou de olhos fechados.

        Sorri e continuei a tocar em seu corpo. Nunca havia sentido tanta vontade de o tocar. Desci meus beijos até sua virilha. Ele ainda estava de calça, desabotoei-a também e a retirei. E lá estava Jungkook, apenas de boxer à minha frente. Levantei suas duas pernas e me pus no meio.

        Mordi a parte interna de suas coxas, puxando a pele. Decidi então colocar a mão em sua cueca, mexendo em seu membro coberto. Ele movimentava seu quadril contra a minha mão, meio que implorando por mais. O obedeci, fazendo mais rápido.

        Olhei seu volume aumentando cada vez mais e retirei sua cueca. A coisa mais apropriada que achei que deveria fazer era colocar seu membro na boca, afinal, isso daria mais prazer. Assenti, fazendo movimentos rápidos e delicados.

        Ele gruniu. Fui fazendo movimentos cada vez mais rápidos enquanto apertava suas coxas. Algum tempo depois, ele se levantou e me puxou, me jogando na cama e subindo em cima de mim. Muito ousado para Jungkook. Não que eu não tenha gostado, né? Adorei.

        Arrancou minha blusa e minha calça em menos tempo que eu havia feito com ele. Realmente estava me divertindo com aquilo. Começou a marcar meu pescoço. Mordi o lábio e fechei os olhos, o deixando fazer o que queria. O mesmo rebolou em meu colo, me fazendo gemer baixo. Segurei sua coxa e a apertei com força, escutando ele suspirar.

        Senti minha cueca sendo retirada e sua boca quente invadindo meu membro. Mordi o lábio com mais força, tentando não gemer tão alto. Mas era inútil fugir dos gemidos, eles apenas saiam.

Percebi Jungkook deitar-se ao meu lado, me puxando para cima de si. Apenas fui e o dei um beijo demorado, o qual arrancou todo o fôlego que nos restava. Encaixei-me em sua entrada e aí sim realmente estávamos fazendo o tão esperado.

-Está doendo, amorzinho? – perguntei para me certificar.

-N-não.

Continuei fazendo o que deveria fazer, o estocando. Nossos gemidos eram um tanto altos e roucos. Mordia seu pescoço e ele arranhava minhas costas. Após alguns longos minutos, senti meu limite chegar e aparentemente o dele também. Me desfiz e por fim, ele. O dei um beijo e deitei ao seu lado, o abraçando em seguida.

-Eu te amo – falou ele.

Todos sabem que demônios não amam e sinceramente, não acho que sou diferente.

-Eu também – respondi.


Notas Finais


OPAAAA
DESCULPA A DEMORAAAA Zzzz
Fiquei sem criatividade e tive que estudar mais
enfim, quem me deu inspiração pra esse cap foi a Nathalia, agradeçam à ela mais uma vez <3
eu sei, ela é a melhor pessoinha <3 <3
conseguem imaginar qual vai ser o próximo capítulo?
hehehehe bjsss


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...