História Blood sweat and tears - Capítulo 7


Escrita por: ~, ~PomPomCute e ~Dannypark

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Drama, Romance, Tragedia, Violencia
Exibições 20
Palavras 1.768
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 10 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Famí­lia, Mistério, Romance e Novela
Avisos: Estupro, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Dessa vez eu não demorei muito, certo?
Espero q gostem do capítulo e anseiam pelo próximo
Despe os erros, tenham uma boa leitura

Capítulo 7 - Cap 07- revelações


Eram quase 18h quando acordei morrendo de fome. Minha barriga fazia barulhos estranhos, conserteza estava enjoada, corri para o banheiro e vomitei quase toda a bebida que tinha tomado naquela maldita festa, escovei os dentes. Decidi comer alguma coisa, coloquei a cabeça para fora no corredor torcendo para não encontrar com Jungkook por ali, quando me vi sozinha desci as escadas com cautela olhando para os lados. Ele também não estava na cozinha, então agradeci mentalmente. Comi algo leve por ainda estar enjoada. Subi as escadas pensando em fazer uma maratona de anime no meu computador, mas assim que entrei na quarto a porta se fechou sozinha sendo trancada em seguida. Virei-me para encarar Jungkook com o coração acelerado, ele quase me matou de susto mais que merda ele estava fazendo.

- Mas oque...?

- Shiiii, só me escute - me interrompeu e o vi colocar a chave no bouço da calça, engoli em seco - precisamos conversar.

Dei alguns passos para trás com medo de sua atitude. Jungkook mediu meus movimentos e se escorou na porta e começou a falar.

- Eu queria te pedir desculpas Chanyeol. Sei que não deveria ter te beijado, é só que... eu havia bebido. Me perdoe. Sei que somos primos e isso não pode acontecer.

Cruzei os braços em sinal de oposição "somos primos e isso não pode acontecer..." Ouvir aquilo foi como um choque de realidade. "Nós não somos primos de verdade", pensei automaticamente. Fiz um bico de irritada com os meus próprios pensamentos.

- Só queria que soubesse que me arrependo e que isso não vai acontecer de novo.

Encarei o chão pensando nas palavras que tinha acabado de proferir. Ele disse que estava arrependido, então... tudo bem, certo?

- Tudo bem - concordei em rendição. Ele sorri parecendo aliviado, sorrio meio fraco em resposta.

- Ótimo! você não imagina o quanto estou aliviado  com sua resposta - disse se aproximado e estendendo a mão. - amigos?

- Sim - empurrei sua mão para o lado e o abraçei, logo em seguida ele retribui o abraço me apertando forte - amigos - disse perto de seu ouvido parecendo mais um sussurro.

Ele se afastou e colocou a mão no bolso puxando a chave de volta. Destrancou a porta me deixando sozinha no quarto mergulhada em meus pensamentos. Deixei os meus pensamentos de lado e tomei um remédio para dor de cabeça e me joguei na cama querendo de alguma forma acabar com aquela dor de cabeça insuportável. Acabei por voltar a dormir.

Estava sonhando com o beijo do Jungkook quando acordo com a porta do quarto sendo aberta lentamente. Vejo Jungkook entrar no quarto todo de preto. Provavelmente iria fujir de casa novamente, "mais oque diabos ele veio fazer aqui".

- vai sair de novo? - pergunto me sentando na cama.

- Vou e dessa vez você vai vir com migo - disse jogando um caso preto em cima de mim, que parecia ser dele pois ainda estava com o seu perfume doce - vista isso rápido.

Vesti o casaco que ficou um pouco grande em mim, como já era de se esperar, coloquei os meus sapatos e o acompanhei até porque sou curiosa de mais para saber oque Jungkook fas toda noite. Desci pelos galhos da árvore, que ele teve que me ajudar um pouco confesso que estava com muito medo de cair. Em vez do carro não tinha ninguém nos esperando então a gente seguiu a pé mesmo. Enquanto andávamos, a mochila de Jungkook fazia os mesmo barulho que me acordava todas as noites, eu ainda estava com um pouco de vergonha de andar com ele então segui um pouco mais afastada.

Andamos por varias quadras em silêncio, já estava ficando cansada quando chegamos em um beco largo e bastante iluminado, lá encontramos Jimim, Suga, Jin, Namjoon, Thaehyung, Mina e Sheyla.

- Olha só quem chegou, o nosso maknae de ouro - disse Jimim dando uns tapinhas de leve nas costas de Jungkook, que riu.

- Você trouxe? - Namjoon veio sorrindo receber a mochila de Jeon. Dali tirou latas de tinta de spray... mas esperai... Olhei em volta e vi várias pichações, mas não pichações como aquelas que encontramos por aí feitas só de zoeira por pessoas sem noção, mais sim pichações tão bem feitas que né deixaram boquiaberta, aquilo era realmente uma obra de arte.

- Você gostou? - Jungkook pergunto aparecendo do meu lado. - metade foi eu que fiz. Aquela ali eu terminei anteontem - apontou para uma imagem onde tinha um homem andando pela floresta densa e fechada. O mais incrível foi a combinação de cores e sombreados que nunca pensei que combinaria e ficaria tão incrível.

- É lido, estou... sem palavras... você realmente desenha muito bem - disse ainda encarando o desenho. Notei que Jungkook me encarou um pouco mais logo desviou o olhar quando virei para encara-lo.

Jungkook começou a tirar o casaco ficando apenas com uma regata branca fina que estava por baixo. Oque mais me chamou atenção foi is músculos de seu braço, fiquei olhando por um tempo ele escolher a tinta e começar a desenhar em uma das paredes lisa. Sentei-me ao lado das meninas com o Suga e Jin em um  sofá que havia sido abandonado. Jin parecia agoniado e nervoso olhando para todos os lados.

- Você está bem Jin - resolvi perguntar já ficando irritada com a sua agonia.

- Estou sim.

- Ele está com medo - disse Mina rindo - do que aconteceu da última vez que veio com a gente.

- Oque aconteceu foi que... a polícia apareceu e o Jungkook e o Tae foram presos - disse Sheyla se pronunciando pela primeira vez desde que cheguei.

Jungkook riu, provavelmente estava escutando a nossa conversa.

- É a minha mãe iloqueceu quando teve que me buscar na cadeia.

"Oh então fui isso que a tia Jennie quis dizer quando disse - ' não quero ter que buscar mais niguém na cadeia', pensei com migo mesma.

- Desde então o Jin virou um medroso, parece até nossa omma - Suga diz provocando o mais velho.

- E com razão parece até que sou o único consciente aqui, mais de que adianta vocês nunca me ouvem - Jin dis em defesa, me encarando em seguida. - não seja como eles Chany, eles são uns abutres.

- Não de houvidos a ele Chany - disse Jimim se aproximando de Sheyla e lê dando um leve selar - ele vai plantar um monte de minhocas em sua cabeça.

- Sério, eu mereço mais que isso - Jin dis irritado e cruzando os braços irritado.

Fiquei quieta por alguns minutos tentando desfarssa a vontade que tava de rir da cara de Jin até que não aguentei mais, começei a rir, Mina foi a primeira a me acompanhar, seguida por Sheyla, Jimim, Suga e Jungkook.

- Ah é? Vocês acham engraçado? - Jin se levantou irritado - não vão achar engraçado quando um de nós for preso de novo.

Todos pararam de ir no mesmo instante e voltaram a fazer oque estavam fazendo. Jin voltou a se sentar com um sorriso de satisfeito por nossa relação.

Depois de um tempo o desenho de Jungkook começou a tomar forma, era uma flor uma flor linda de fato e a minha preferida. Um lírio branco para exata. Horas se passaram e todos estavão se divertindo. Parece que ter amigos era tão ruim assim, afinal.

Estava quase amanhecendo, o céu tava começando a ficar rosado, eu estava quase cochilando no ombro de Jungkook que por um acaso era extremamente confortável, quando vejo Suga empurrar Mina na parede. Ergo a cabeça um pouco confusa sem entender oque estava acontecendo, Jungkook também repara a movimentação. Mina parecia estar com uma expressão nervosa quando Suga coloca as mão no rosto dela e inicia um beijo voraz. Jungkook notou a minha cara de assustada e seguiu o meu olhar, riu voltando sua atenção para mim.

- Eles...?

- Sim eles namoram - respondeu sorrindo. - Estão juntos a alguns anos já, assim como o Jimim e a Sheyla.

Vendo essa sena acabo me lembrando de algo que eu realmente queria esquecer e nunca mais me lembrar. Jeon notou que estava diferente de uma forma ruim.

- Você está bem? - disse confuso

- Não... eu só... tudo bem - engoli em seco.

- Você está bem mesmo, Chanyeol? Você ficou pálida derrepente - juntou suas sombrancelhas parecendo preocupado.

- Eu... quando eu tinha 13 anos, eu... tinha... um amigo, meu único amigo e... - deixei a frase morrer não queria contar isso para Jungkook, na verdade não queria nem me lembra que eu amava esse amigo e por causa disso ele... - quero ir embora Jungkook por favor.

Não esperei a resposta dele e me levantei rapidamente queria sair rápido dali. Jeon deu um pulo de seu lugar, se despediu dos seus amigos, e saiu correndo atrás de mim para me alcançar.

Estávamos andando meio afastados com eu na frente e Jungkook um pouco afastado de mim. Minha cabeça girava em pensamentos e lembranças que eu realmente não queria me recordar, aquelas lembranças que por anos me consumiram, que me causaram tantas idas à psicológicos, me impedindo de viver como uma pessoa normal. Limpei já irritada as lágrimas que insistiam em cair, odiava chorar na frente das pessoas principalmente de Jungkook.

- Chanyeol? Por favo me espera - ouvi Jungkook me chamar em um ato que mais parecia desesperado.

Sua mão pegou em meu braço me virando e forçando-me a olhar ele.

- oque houve Chanyeol? Pensei que fosse se amigo e que confiava em mim, por favor, eu me preocupo com você, pode me dizer tudo oque quiser, eu quero te ajudar.

Limpei as lágrimas novamente. Eu estava com raiva de mim mesma por estar chorando a sua frente, eu sei que ele não tem culpa alguma e não devo descontar a minha raiva nele... mais prometi para mim mesma que nunca choraria na frente de niguém de novo, de novo não. Funguei.

- só... só vamos pra casa Jeon jungkook, por favor - pedi com a voz trêmula.

Ele não disse nada, apenas me puxou para um abraço forte e que eu realmente precisava. O doce aroma de seu perfume me confortou ainda mais. Assim que chegamos em casa só deu tempo de entrar no quarto para me acabar em prantos novamente, enterre minha cabeça no travesseiro querendo desaparece e esquecer de tudo. Mal sabia que Jungkook me observava apoiado no batente da porta. Ouvi ele bufar frustado e logo em seguida senti meus sapatos sendo retirados de forma carinhosa. Senti que Jungkook se sentou ao meu lado e me cobrou com a coberta.

- Oque está fazendo? - disse ainda sem encara-lo.

- Só durma e descanse Chany - disse se levantando

Assim o fiz apenas virei para o lado e dormi.


Notas Finais


Tá aí pessoal mais um capítulo espero q comentem bastante e favoritem, adoro ver seus comentários. Bjss até o próximo capítulo.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...