História Blood Sweat and Tears (Imagine Jimin) - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Tags Hoseok, J-hope, Jimin, Jungkook, Namjin, Namjoon, Rap Monster, Seokjin, Suga, Taehyung, Vhope, Yoongi
Exibições 72
Palavras 1.002
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Bishoujo, Comédia, Drama (Tragédia), Ecchi, Famí­lia, Festa, Ficção, Fluffy, Hentai, Lemon, Luta, Mistério, Policial, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Shoujo-Ai, Shounen, Suspense, Terror e Horror, Violência, Yaoi, Yuri
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Pansexualidade, Sexo, Suicídio, Tortura, Transsexualidade, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Olá amores, é a primeira vez que eu escrevo um imagine então se não estiver bom não me xinguem tá bom? Obrigada, de nada. Espero que gostem do capítulo porque eu fiz com muito amor e carinho pra vocês.
Beijinhos e até as notas finais.

Capítulo 1 - Capítulo 1


(S/N) Pov On

Eu sou (s/n), sou brasileira, mas moro em Seul na Coréia do Sul há três anos com minha melhor amiga, (s/a). Nós duas fazemos faculdade de fotografia e somos youtubers um pouco famosas, eu tenho 21 anos e ela 20, (s/a) é como se fosse uma irmã mais nova pra mim. Estávamos num luau em Gangneung, até que eu começo a beber muito e (s/a) vai ter que me carregar.

(S/A) Pov On

Essa abestada ficou bêbada de novo, então eu comecei a arrastar ela para mais longe do luau, depois de carregar ela por muito tempo eu a joguei no mar.

(S/N): Seul é lindo

(S/A): Deixa de ser louca que a gente tá é em Gangneung

(S/N): Foda-se o mundo

Então me aproximei mais de onde ela tava e agarrei seus cabelos fazendo sua cara afundar na água e logo a levantei

(S/A): Tá mais sóbria agora porra?

(S/N): Acho que sim. Mas agora tu vai morrer porra – então ela começou a correr atrás de mim que nem uma doida. Ela pulou em cima de mim e me empurrou pro mar.

(S/A): Sua filha da puta

(S/N): OLHA AQUI NÃO FALA DA MINHA MÃE NÃO PORRA! 

(S/A): FALO SE EU QUISER!

Então alguns garotos começaram a se aproximar da gente, estou com um mau pressentimento.

???¹: O que duas garotas estão fazendo sozinhas na beira da praia nesse frio – dei alguns passos para trás enquanto eles se aproximavam.

(S/A): Não é da sua conta!

Eles são muitos e com a (s/n) bêbada então... tamu fudida.

???²: Não vamos fazer nada com vocês. – Enquanto eles se aproximam mais, percebo que eles estavam com roupas brancas, provavelmente estavam no mesmo luau que a gente, será que nos seguiram?

Um deles pegou no meu ombro e eu simplesmente agarrei seu braço e dei uma rasteira fazendo com que ele desse de cara com a areia. Com (s/n) não estava diferente, ela se defende como pode, mesmo estando bêbada

???³: Olha as vadiazinhas são fortes – falou um cara dando gargalhada, então bateram na minha cabeça com alguma coisa e eu desmaiei.

Jimin Pov On

Essas garotas são interessantes, no início nós só queríamos mata-las, mas talvez elas sejam uteis para a gente. Então resolvemos prendê-las. Entramos no nosso carro e as jogamos no porta-malas e fomos direto pra Seul. Chegando no nosso galpão abandonado, colocamos elas numa celinha suja que tinha lá e esperamos elas acordarem. Até que elas são bonitas, têm um corpo estrutural que deixa qualquer um louco.

As duas acordaram ao mesmo tempo, como se fossem interligadas e olharam a cela toda até que nos encontraram do lado de fora, a cara delas não demonstravam tanto medo como as das outras vítimas, interessante.

(S/A): Quem são vocês e o que vocês querem da gente? – falou a que aparentava ser mais jovem.

Jimin: Meu nome é Jimin, e essa é minha gangue: Jungkook, Rap Monster, V, Suga, Jin e J-hope. – falei apontando para cada um – E o que queremos? Brincar um pouco com vocês.

(S/N): Você fala com se fossemos objetos. – falou a que antes estava bêbada com um tom de nojo em sua voz.

V: Como vocês são respondonas – falou o Tae

(S/A): Sou mesmo, não sou obrigada a nada – falou ela tentando parecer confiante, mas dava para perceber um pouco de medo na sua voz.

Jimin: Vamos deixar vocês sozinhas para se acostumarem com seu novo lar – então eu e os meninos saímos.

(S/N) Pov On

(S/N): Novo lar o escambal – falei baixo, mas alto o suficiente para que ele ouça.

Então eles saíram, olhei para (s/a) e pude ver o desespero no seu olhar então fui abraça-la.

(S/N): Vai ficar tudo bem tá, nós vamos dar um jeito de sair daqui.

(S/A): Eu não quero que aquilo aconteça novamente – falou com uma voz de choro.

(S/N): Ei não vai acontecer não tá ok? Eu vou te proteger – então ela deitou a cabeça no meu ombro e logo pegou no sono – Retardada – então eu encostei a cabeça na parede e cochilei um pouco também.

Acordei com o barulho de passos vindo na nossa direção, logo depois (s/a) acordou também. Vi o tal de Jungkook colocar um prato de comida dentro da cela e dar uma boa olhada na (s/a) e depois saiu.

(S/a) estava toda encolhida com medo, quando ela tinha 13 anos nós estávamos andando na rua de noite e alguns caras bêbados passaram perto da gente e nos agarraram, um deles me segurou enquanto faziam outras coisas com a (s/a) e antes que eles pudessem fazer alguma coisa comigo também, o vigia do bairro chegou correndo com um cassetete e os caras saíram correndo. Depois disso (s/a) ficou traumatizada e depressiva, mas conseguiu superar, o primo dela que era do exercito nos ensinou a lutar e a nos defender e nos mudamos para a Coreia para esquecermos disso tudo. E agora isso acontece de novo. Ah mds que ódio.

Logo o tal de Jimin chega com o resto da gangue e o mesmo abre nossa cela, agarrou nossos pulsos e nos puxou para uma escada, chegando lá em cima ele nos joga dentro de um quarto.

Jimin: Esse vai ser o quarto de vocês vadias, aproveitem – ele saiu e trancou a porta pelo lado de fora.

(S/N): O que a gente faz agora?

(S/A): Tive uma ideia – então ela solta o cabelo e com o grampo tenta abrir a porta, depois de uns 3 minutos a porta abriu – Quem é que brilha?

Então saímos de fininho e pegamos duas armas que estavam em cima de um balcão. Escutamos um barulho de carro e um portão fechando, provavelmente foram embora. Descemos e não tinha ninguém, esperamos um pouco para que eles se distanciassem, abrimos o portão manualmente e saímos correndo, chegando perto de uma rua movimentada percebemos que estamos em Seul, então pedimos um táxi e demos o nosso endereço para ele.

Chegando em casa nos jogamos no sofá e começamos a rir pra não chorar.


Notas Finais


Olá de novo, espero que tenham gostado. Obrigada por lerem até o final e desculpa qualquer erro.
Se alguém tiver interesse esse é o link da nossa outra fic do BTS: https://spiritfanfics.com/historia/new-life-5665753
Tchauzinho


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...