História Blood Sweat Tears - Imagine Jimin BTS - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), EXO
Personagens Chanyeol, J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, Xiumin
Tags Álcool, Amor, Bangtanboys, Briga Treta, Drama, Jhope, Jimin, Jin, Jungkook, Namjoon, Revelaçoes, Romance, Suga, Violencia, Wendy
Exibições 268
Palavras 834
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Bishoujo, Colegial, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Harem, Luta, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Terror e Horror, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Heterossexualidade, Linguagem Imprópria, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 2 - Desabafos entre amigos


...

"As vezes o perigo está onde menos imaginamos"

...

-Como assim?! Jimin pergunta confuso

-Ontem ele tentou me matar.... ele arremessou uma garrafa em min e por pouco não pegou, ele chegou totalmente bêbado em casa.

-Calma, mas o que quer que eu faça... ah já sei!! por que você não denuncia ele?!

-Não posso se eu fizer isso... ele pode mandar me matarem e eu não quero isso.

-Seu pai pode mandar matá-la? como ele pode...

-Não sei , mas ele pode.

-Meu deus Wendy. Jimin me abraça e me faz encostar a cabeça em seu ombro, olho para o lado e vejo uma de suas "amigas" olhando para min e cochichando algo, logo depois uma delas vem até nós.

-Ei Jimin . a garota grita. -Quem te deu permissão para ficar com qualquer uma? Que eu saiba você é do meu bando e não deve ficar com uma nerd qualquer.

-Me deixa em paz , se eu tô com ela , é porque me sinto bem, coisa que eu não sinto com você.

A garota cerra o punho e tenta acertar em min, mas jimin a segura pelo braço e a joga no chão.

-ME DEIXA EM PAZ COM ELA SERÁ QUE NAO OUVIU!!

A garota sai e correndo e me deixa com Jimin, o sinal toca mas o professor de nossas salas faltaram e assim ficamos no pátio.

-Obrigada por me defender Jimin. digo e o mesmo responde apenas com um sorriso.

-Denada mas a propósito quer que eu te ajude?

-Quero... mas nem eu sei o que fazer.

- Vai ter um passeio para perto da casa de praia de meus tios, se quiser pode ficar lá comigo.

-Não Jimin... se meu pai me achar irá ser sua responsabilidade.

-Tudo bem mas é melhor denunciá-lo.

-Mas eu tô com medo... e se eu morrer.

-Você não vai, eu protejo você.

-Obrigada por ser cavalheiro, mas pode ser pior para você.

Ficamos conversando sobre coisas aleatórias, até que o sinal tocou e eu fui pra casa, torcendo para meu pai não estar lá.

Abro a porta e o procurei pela casa mas ele não estava lá, fiz meus afazeres de casa e meus trabalhos e tarefas , já era noite e me pai não havia chegado, deixei sua janta na mesa e fui pro meu quarto dormir.

(...)

Acordo de manhã e vejo meu pai dormindo no sofá com uma garrafa de vodka na mão, deixei um bilhrtr avisando que ia sair masi cedo.

" pai tive que sair mais cedo , tem prova hoje"

(Menti) Eu não iria fazer prova alguma, só queria ficar aproveitando o tempo, escutando música ou conversando com Jimin, ou quem sabe andar de skate, sim eu tenho um skate, é muito lindo, ganhei de aniversário de 13 anos.

O sinal toca e Jimin não havia chegado, procurei por toda a escola mas nem sinal dele, durante a aula eu só p.ensava no que podia ter acontecido, Jimin mesmo sendo irresponsável, não faltava aula, eu queria desabafar com alguém.

No intervalo fiquei sozinha, tentei até procurar denovo pois vai que ele chegou atrasado, não o vi denovo, seria melhor se eu ligasse para ele quando estivesse me casa.

Já era quase 12:00 quando larguei que cheguei me casa vi meu pai encostado no balcão com um copo na mão.

-Pai... digo breve.

-Que bom que chegou minha filha. 

-P-porque?

-POR QUE VOCÊ VAI ME APANHAR!!!!!!

-Porque pai?!!

-VOCÊ MENTE MUITO, ESCREVE BILHETES FALSOS PRO SEU PROPRIO PAI!

-Eu não fiz por querer , eu tive que sair cedo realmente.

-Mentira, preste bem atenção se você estiver envolvida em algum relacionamento, consideren-se mortos os dois!

Ele sai e bate a porta, eu a tranco e subo pro meu quarto levando apenas água e duas frutas, coloquie uma roupa simples e fiquei escutando música, a única coisa que me alegrava era um violão que ganhei da minha mãe antes dela ir embora, eu tocava para esquecer de minha vida infeliz, quando ouvi o barulho da porta sendo aberta deixei o violão debaixo da cama e fingi ler um livro.

-Eu já sei como te punir Wendy. Meu pai fala já dentro do meu quarto.

-C-como?

-Aquele seu violão... dê adeus a ele.

-Você não pode quebrá-lo, ele é meu.

-Cala a boca!!!! Meu pai grita e começa a vasculhar meu quarto , quando ele pega meu violão e ameaça quebrá-lo , eu grito.

-Solta meu violão eu juro que se você quebrar ele eu vou...

-VAI FAZER O QUE?

Por impulso pego uma faca que estava na minha mesinha e aponto para ele.

-Se você ousar quebrá-lo, eu te mato aqui mesmo, cansei de ser alvo de chacota, você não me bate e nem tira nada meu mais!!

Ele me olha com cara de espanto, joga o violão na cama e sai do quarto batendo a porta e saindo de casa, eu só sabia de uma coisa... eu deveria sair daquela casa antes que ele me matasse...

 


Notas Finais


olá pessoa aqui está o capítulo 2! se você ainda não viu a historia my fantasy imagine N vixx aqui está o link
https://spiritfanfics.com/historia/my-fantasy-imagine-n-vixx-6636841


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...