História Blood Sweat Tears - Capítulo 2


Escrita por: ~ e ~Yuzumin

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Bangtan Boys, Blood+, Bts, Hoseok, J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Lágrimas, Masoquismo, Namjin, Namjoon, Sadismo, Sangue, Seokjin, Suga, suor, Sweat, Taehyung, Tears, Yoongi
Exibições 91
Palavras 826
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Fantasia, Hentai, Lemon, Musical (Songfic), Romance e Novela, Violência, Yaoi
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Obrigada por ler!!!

Capítulo 2 - Monólogo 2


Fanfic / Fanfiction Blood Sweat Tears - Capítulo 2 - Monólogo 2

P.O.V Namjoon 

Depois de me arrumar com minha vestimenta de todos os dias, uma simples camisa social e um belo terno preto, tomei meu café que havia deixado passar na cafeteira da cozinha. Saí de casa rapidamente, pois hoje daria uma palestra em uma faculdade de medicina não tão longe de minha casa. 

  Fui até a garagem do meu apartamento com meu jaleco branco em mãos junto de minha maleta com os conteúdos necessários para a apresentação que ocorreria mais tarde. Entrei em meu carro e dirigi até o local marcado. O trânsito estava calmo, então não demorou muito para que eu chegasse ao meu destino. 

   Estacionei em uma vaga vazia perto da entrada principal do grande prédio. Era cedo e tinha ainda muitas vagas desocupadas, então a tarefa de estacionar não foi tão difícil.

   Saindo do carro, dirigi-me até a porta da faculdade e fui ao encontro da secretária, que logo chamou o diretor para me receber. Ele era um senhor muito simpático, de cabelos grisalhos e postura de líder. Já nos conhecíamos a algum tempo, e em um de nossos encontros, ele me fez a proposta de dar uma palestra para os estudantes, já que minha especialização tinha sido na matéria que os alunos do último ano iriam estudar. Eu, como um bom profissional, aceitei a proposta de coração aberto, pois essa seria uma grande oportunidade para minha carreira e me ajudaria a estudar um pouco mais daquilo que eu amo. 

   Andamos calmamente até o local da palestra, que por sinal era enorme. Aquilo me assustou um pouco, pois não estava muito acostumado com o público ainda, sou novo nessa coisa de palestrante, como podemos perceber. 

   Fomos até a frente do palco onde eu faria a apresentação e nos sentamos nas primeiras cadeiras até que os alunos chegassem para assistir. Conversei um pouco com alguns professores conhecidos e desconhecidos e logo o anfiteatro ficou cheio. O tempo passou e percebi que já estava no horário, assim como o próprio diretor, que prontamente subiu ao palco para dar início a conferência. Falou sobre o assunto que eu apresentaria e pude ouvir algumas exclamações por parte dos alunos, o que me deixou rindo sozinho por um breve momento. Depois de alguns minutos, logo me chamou. Levantei-me e andei até as escadas do palco, seguindo diretamente para o tablado indo até seu lado. Os alunos me aplaudiram e eu sorri, pegando o microfone e iniciando minha apresentação. 

  -Bom dia, para todos! Chamo-me  Kim Namjoon, tenho 25 anos, e trabalho no Hospital Central. – dei meu melhor sorriso – Vim aqui para falar para vocês sobre sexualidade, como o senhor... – não pude terminar de falar e ouvi a enorme porta ser aberta por uma garoto que estava atrasado. Minha primeira reação foi ficar irritado por ter sido interrompido, mas não foi o que aconteceu.  Meu olhar foi até ele e o observei. Seus cabelos com a cor rosa pastel, estavam bagunçados, dando a impressão de que ele não teve muito tempo para se arrumar. Ele era alto, mas não tanto quanto eu, o que inconscientemente me deixou feliz por uma razão que eu não saberia descrever. Tinha o corpo de alguém que praticava esportes, esguio e com musculatura definida. Pude perceber isso pelas roupas finas que usava. Olhei para sua face delicada e, uau, ele tinha os lábios mais vermelhos e carnudos que eu já tinha visto, superando os de muitas mulheres por aí. Seus olhos eram bem negros e brilhantes, contrastando com sua pele clara e seu cabelo rosado. Não sei porquê, mas senti uma forte atração por aquele homem.

  Ele notou que eu o estava encarando e ficou com as bochechas rosadas, desviando o olhar para outra direção. Dei um sorriso fraco ainda com o olhar sobre ele, que sentou tentando se esconder em uma tentativa falha.

  Continuei com a minha fala e sempre encarava-o quando podia.  Divertia-me muito com os ataques de vergonha que ele tinha quando meu olhar caía sobre ele.  

  Quando terminei de apresentar o que tinha preparado, abri espaço para perguntas. Respondi as que podia, pois meu tempo estava acabando. Finalizei a palestra e iria me dirigir até o rapaz que havia se atrasado, mas fui impedido por um grupo de meninas, que na minha opinião, estavam tentando esfregar os peitos na minha cara. Consegui me livrar delas com uma desculpa qualquer e saí à procura do garoto de cabelos rosados, mas sem sucesso. Ele já havia ido embora.

  Fui até um menino de cabelos platinados que estava sentado ao lado do garoto que eu procurava. Pedi se eles se conheciam e ele afirmou com sua cabeça. Finalmente uma chance. Descobri que o nome da pessoa que tinha tirado minha atenção era Kim Seokjin. O platinado, cujo nome era Jimin, me passou o número de Seokjin logo que pedi, completando minha missão de procura. Agradeci formalmente e saí apressado do local, agora quase vazio, para ir ao hospital que trabalho e começar meu plantão.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...