História Blood Sweat & Tears - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias EXO
Personagens Baekhyun, Chanyeol
Tags Chanbaek
Visualizações 149
Palavras 1.194
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Ficção, Musical (Songfic), Slash, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência, Yaoi
Avisos: Adultério, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olá *-*
Olha só quem voltou ksksk
essa oneshot ChanBaek é dedicada a minha linda unnie, que insiste em dizer que Chanyeol e Baekhyun são casados :') essa oneshot é pra tu Carol kskskks te amo <3
sem mais enrolações, podem ir ler :3
Boa leitura~

Capítulo 1 - Capítulo Único.


Fanfic / Fanfiction Blood Sweat & Tears - Capítulo 1 - Capítulo Único.

Capítulo Único - Blood Sweat & Tears



Eu amava Baekhyun.

 

Simplesmente o amava; me esforçava para fazer as suas vontades, mesmo sendo as mais loucas. Jurei a mim mesmo que iria amá-lo até depois da minha morte.

 

Foi tudo muito rápido.

 

Aos meus olhos, Baekhyun era extremamente adorável. De longe eu o via conversar com seus amigos, ele parecia ser um doce, um ser frágil — mas parece que ele me enganou perfeitamente.

 

Quando eu menos esperava já estava com ele, conversando e as horas passavam rápido demais. Eu me sentia muito bem falando com ele — ele era adorável. Mas em uma das nossas conversas ele mostrou quem era verdadeiramente.

 

Ah, Baekhyun, eu nunca soube aonde você queria chegar. Com aquela aparência de um anjo, quem desconfiaria? Quem ousaria acusá-lo?

 

 

" — Vamos dominar o mundo Chan — sorriu, enquanto andávamos floresta a dentro.

 

— Tem certeza disso? — arqueei a sobrancelha e o pequeno me olhou confuso.

 

— Tenho, Chanyeol. Essas pessoas não prestam e, com você me ajudando a fazer meu trabalho, vamos criar um mundo melhor e vamos ser os donos dele. "

 

 

Eu passei muito do meu tempo ajudando-o, comecei a ficar pouco tempo com a minha família e a dar muita atenção ao Byun.

 

E foi aí que ele me pegou de surpresa.

 

Quando eu aceitei a ajudar o ser "adorável" eu não tinha perguntado no quê exatamente, eu iria ajudar. Estava perdendo tempo apreciando a beleza daquele garoto, como eu disse: extremamente adorável.

 

 

" — Tá vendo esse homem? Ele abusou de uma moça indefesa. O que você acha que ele merece, Chan? — olhou para mim com expectativa.

 

— Ser preso, óbvio. Como sabe disso Baek? Essa notícia sequer está nos jornais.

 

— Ele merece a morte, Chanyeol! — me olhou indignado — Você vai me ajudar a matá-lo, ok? Vamos tentar novamente — limpou sua garganta e arrumou a postura — O que esse homem merece, Chanyeol?

 

— A morte — respondi simples e o menor sorriu para mim.

 

— Parabéns, Channie. "

 

 

Cego.

 

Eu estava cego e perdidamente apaixonado por Baekhyun. Confesso; fiz muitas coisas para ele e o ajudei a matar o homem. Ele era tão bonito que, se pedisse com "jeitinho" para fazer algo, você não iria pensar duas vezes à dizer que iria ajudá-lo.

 

Durante um mês eu ajudei Baekhyun a matar prostitutas, estupradores, ladrões, e qualquer pessoa que estivesse fazendo algo errado — pelo menos no ponto de vista do Byun.

 

Os jornais começaram a noticiar, falando nas reportagens que havia um possível Justiceiro na cidade. Parte das pessoas ficaram felizes, dizendo sempre a mesma coisa; "essas pessoas merecem mesmo serem mortas, obrigado Justiceiro!" e a outra parte apenas não ligava muito para isso.

 

 

" — Estamos conseguindo Chan! As pessoas amam a gente!

 

— Elas não nos conhecem Baekhyun — revirei os olhos — Quando vamos parar de fazer isso? — soltei um suspiro cansado.

 

— Não vamos parar até todas essas pessoas imundas serem exterminadas! — ditou firme e aumentando o tom de voz. "

 

 

Baekhyun era maluco — ou estava ficando com o tempo. Era possessivo e não agüentava ser contrariado.

 

Dois meses depois que a cidade soube do "Justiceiro", eu e ele começamos um relacionamento. Parecíamos o Coringa e a Alerquina, tínhamos um namoro completamente estranho e bizarro. 

 

Antes de matar as vitímas, nós torturavá-mos elas, fazendo elas implorarem o perdão para o seu deus. Elas choravam, o que fazia eu e Baekhyun rirmos como loucos, como dois psicopatas. Com o tempo eu fui aceitando a idéia do meu namorado. Afinal, aquelas pessoas que matávamos não faziam o bem para a sociedade, então, por que elas deveriam viver? São todos hipócritas! Não merecem a vida!

 

 

" — Acho que você está certo, Baek.

 

— Eu sempre estive, Chan — sorriu apoiando a cabeça em meu peito.

 

— Vamos matar todos e dominar o mundo — sorri.

 

— Agora você me entende — riu fracamente, espalhando beijos pelo meu pescoço."

 

 

Ninguém sabia do nosso namoro, óbviamente. Meus pais eram religiosos então se soubessem, iriam me jogar para fora de casa. Espera... Faria diferença? Eu praticamente me mudei para a casa de Baekhyun assim que começamos o nosso relacionamento maluco. Eu não dava mais notícias sobre mim aos meus pais.

 

 

" — Você não precisa deles, tem à mim Chan. Não pense mais neles — sorriu de lado, sentando no meu colo.

 

— Eu necessito apenas do meu anjo — sorri, colocando minhas mãos em sua cintura e atacando os lábios macios que estavam à minha frente. "

 

 

Sete meses depois a polícia já estava cansada de nós dois e resolveram nos procurar. Fugimos durante meses e continuamos matando aquelas pessoas impuras. Mas, aconteceu algo inesperado para a gente na noite de natal.

 

 

" — Eles não vão nos achar nunca — ele sorriu, passando os braços pelo meu pescoço e mordendo meu lábio inferior.

 

— Eles são uns idiotas Baek — ri, apertando sua cintura e o trazendo para perto, encostando nossas testas.

 

— Eu sei — sussurou, arranhando minha nuca com suas unhas curtas, ficando alguns segundos em silêncio — Eu amo você. "

 

 

Baekhyun já sabia que eu o amava, tinha confessado isso semanas antes.

 

 

" — Eu te amo muito mais, Byun — selei seus lábios. O beijo era afoito e os estalos provocados começavam a ecoar pelo lugar.

 

Baekhyun parou o beijo e começou a olhar para os lados.

 

— Acho que alguém entrou aqui — disse ele em tom baixo. "

 

 

Foi quando conseguiram pegar a gente. 

 

Tentamos sair daquele galpão abandonado mas ele dava diretamente para um beco sem saída e, a única saída que havia era aonde os policiais estavam entrando.

 

Sabe onde estamos agora? No nosso julgamento. Baekhyun está ajoelhado à minha frente — eu estou na mesma posição que ele — e nossas mãos estão presas em algemas, ambas nas costas. Ele tem um sorriso no rosto enquanto ouve sobre como seremos mortos.

 

— Por que está sorrindo? — perguntei em tom mudo para ele, que me olhava com aquele sorriso assustador.

 

— Porque conseguimos fazer o nosso trabalho, Channie — aumentou seu sorriso — E porque vamos para o inferno juntos.

 

 

 

 

 

 

 

Meu corpo, mente, alma

 

Saiba perfeitamente que sou todo seu

 

É um feitiço que me pune

 

Pêssegos e creme

 

Mais doce que um doce

 

Bochechas de chocolate

 

E asas de chocolate

 

Mas suas asas são as de um demônio

 

Antes da sua doçura, há um gosto amargo, amargo

 

(...)

 

Beije meus lábios, lábios, esse é um segredo que fica apenas entre nós dois

 

Eu estou viciado nessa prisão que é você

 

Eu não posso adorar ninguém mais além de você

 

Eu sabia muito bem que estava bebendo do cálice envenenado

 

(...)

 

Feche meus olhos com o seu afago

 

Eu não poderia rejeitar, de qualquer forma

 

Eu não posso mais nem tentar escapar

 

Você é muito doce, muito doce

 

(...)

 

Também ele era uma tentação

 

Também ele era uma conexão para uma existência além

 

O mundo maligno do qual eu não queria mais fazer parte

 

Meu sangue, suor e lágrimas.

 

(Blood Sweat & Tears - Bangtan Boys)

 

 

 

 

 

Fim.


Notas Finais


Me falaram que a oneshot ficou boa então eu postei :3
espero que tu tenha realmente gostado Unnie, porque assim que eu vi a tradução da música eu fui escrever :')
eu pulei algumas partes da letra, coloquei só as que praticamente resumiam essa pequena história ^^

Pra quem shippa JIKOOK:
https://spiritfanfics.com/historia/dear-jeon-6535535

Fanfic da minha unnie:
https://spiritfanfics.com/historia/happy-family-5556849

Bom, eu vou indo, me perdoem pelos erros.
Annyeong ^^


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...