História Blood, Sweat & Tears - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Exibições 8
Palavras 1.075
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Fantasia, Ficção, Hentai, Magia, Mistério, Misticismo, Romance e Novela, Saga, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaar, tudo bom?

Eu disse que voltaria amanhã ou segunda, masssssss, resolvi postar hj <3

Sem mais delongas, boa leitura! <3

Capítulo 2 - Two - You have a power on me.


Fanfic / Fanfiction Blood, Sweat & Tears - Capítulo 2 - Two - You have a power on me.

Two – You have a power on me. 

Depois daquele episódio com o Jeon, não o vi por uns dias, pensei que demoraria a vê-lo, só não pensei que demoraria tanto, uma parte de mim agradece, me faria pensar melhor e  tentar esquece-lo, mas outra parte de mim, mesmo não querendo, depende dele, só de lembrar do seu beijo, sinto meu corpo tremer; deitada dentro da banheira, com a água quase transbordando, me limpo da sujeira que fiz hoje mais cedo, só de lembrar me da uma canseira, sinto meus músculos relaxarem com a água morna, pendo a cabeça para trás pensando em todas as outras coisas que já me aconteceram, na morte do meu irmão, em como vi tudo, sinto meu rosto molhar com as lágrimas que caiam, fazia tanto tempo, mas mesmo assim, a dor de perde-lo continuava a mesma. Termino de me enxugar e jogo a toalha em qualquer quanto, saiu do banheiro e vou até minha cama e visto minhas roupas que tinha deixado ali. 

-Está na hora – digo ao meu reflexo no espelho, me analiso novamente, pensando se passaria frio com apenas esse vestido cor de creme, botas pretas, e minha longa capa vermelha cor de sangue. 

 

(...) 

 

 

Após alguns minutos na floresta, vejo que começa a escurecer, essa seria a hora perfeita para o caçador, os primeiros minutos da noite, hoje seria noite de lua cheia, ou seja, estaria uma vista linda do campo que sempre amei ir desde quando cheguei aqui. Começo a andar um pouco mais rápido, queria chegar lá logo, queria ver apenas o começo da lua cheia e já ir embora, era perigoso ficar por ai sozinha. 

Escuto uns barulhos a minha volta, tipo paços, olho ao redor, mas não vejo nada, olho novamente para trás só para garantir, porém não vejo nada, me viro novamente, só que agora acabo levando um susto. 

-Credo, Sunhee, quer me matar?! 

-Eu disse que viria, pequena. 

-Mesmo assim, não faça mais isso! - exclamo nervosa, realmente, ela me assustou. 

-Tudo bem – deu risada. 

-Vamos, está na hora. 

Começamos a caminhar novamente, só que silenciosamente, para que qualquer animal, ou pessoa não escutasse a gente; chegamos no campo, e como eu suspeitava estava cheio de flores, de todos os tipos, eu podia sentir o cheiro maravilhoso que tinha. 

-Sabe as vezes eu..- Sunhee ia começar a falar, mas eu a interrompi colocando meu indicador em sua boca. 

-Shii – ficamos em silêncio de novo, e escutamos passos a nosso redor – vamos, já está perigoso para mim – a vejo assentir e assim, começamos a voltar pelo mesmo caminho de antes. 

Eu sabia o que a Sunhee queria dizer, por mais que eu queria escutar aquelas palavras, eu não podia me deixar levar, não agora, quando tudo estava indo bem, indo bem até demais. 

 

(...) 

 

15 Dias depois~ 

 

Podia sentir o vento gelado bater contra o meu rosto e aquela sensação de que tem olhos me vigiando, andei mais rápido que eu pude para chegar ao meu destino, não poderia ser coisa da minha cabeça, eu sei que tem algo atrás dessas imensas árvores, só não sei o que. Cheguei na escola mais um pouco mais cedo do que o habitual, eram 6:46am da manhã ainda, quase ninguém tinha chegado, a não ser alguns professores, e uns alunos que tinham que repor algumas matérias, suspirei aliviada por não estar sozinha, fui até meu armário, peguei alguns livros fui pra sala, chegando lá sento no meu devido lugar, e debruço sobre a mesa, respiro fundo umas 3 vezes, e acidentalmente fecho meus olhos, respiro fundo novamente, até que sinto uma brisa entrar e percorrer toda a sala, e lá estava ele, depois de quase um mês, parado na minha frente, com um sorriso lateral, sinto meu rosto esquentar, arregalo um pouco os olhos, tento me manter normal, mas a tentativa é falha. 

-A quanto tempo, Kristell – diz, e permanece com o sorriso no rosto. 

-A quanto tempo, Jeon. 

Permanecemos apenas nos olhando, mantemos um bom tempo esse olhar, até que alguns alunos chegam na sala, entre eles Sunhee, a vejo me lançar uma piscadela, reviro os olhos e desvio do olhar dela, conto até 10 tentando voltar ao normal, mas como antes, tentativa falha. 

 

Cada pequeno vestígio de você 

Me faz sentir tão feliz 

Cada pequena palavra sua 

De repente, mexe comigo 

E eu passo os meus dias e minhas noites 

Dizendo o seu nome 

E eu passo os meus dias e minhas noites 

Sonhando com você 

Cada pequeno sorriso que você dá 

Me faz sorrir por dias 

Cada carinha que você faz  

Me faz perder meu caminho 

Você tem poder sobre mim 

(You have a power on me – Soko) 

 Já havia se passado as 4 primeiras aulas, estava com a Sunhee sentada em uma mesa afastada, o silêncio entre nós era a única coisa que havia, o intervalo já estava no fim, depois iriamos as aulas que cada aluno escolheu, pintura, canto, ou esportes, como não sou boa com pintura nem com esportes, tentei dar uma chance pra aula de canto, vai que eu aprendo alguma coisa. O sinal bate informando que devemos ir e assim fazemos,e Sunhee ao contrário de mim vai para a pintura; estava passando no meu armário pra pegar os livros de canto, e vejo um bilhete no mesmo; "Vá para o bosque no final da aula, sozinha, precisamos conversar" , não tinha assinatura, mas acho que já sei quem é o dono desse bilhete, pego ele e coloco no bolso, abro meu armário e pego meus livros e vou pra sala, antes de chegar lá vejo Jungkook com seus amigos, olho de relance para eles, o vejo me olhar, mas não passa disso.  

 

(...) 

 

A aula tinha terminado, já estava perto do bosque, o sol já estava se pondo, depois que entrar no mesmo vai ser pior, só se eu...não, melhor não, começo a entrar no bosque sentindo o arrepio percorrendo meu corpo, caminhei mais um pouco e o vi ali parado, mas parecia, diferente? Parecia mais baixo, cabelo mais escuro, aquele não parecia ser o Jeon. 

 

-Olá, Kristell. 

-J-Jungkook? - o chamei. 

-*Pen* errado – virou e pude ver seus olhos vermelhos, um sorriso macabro brotou em seus lábios, o vi se aproximar de mim em uma velocidade absurda – Grite enquanto a tempo, princesa. 

 

Senti meu corpo pesar, até que cai no chão, ouvi vozes em todos os lados, depois disso, minha vista toda escureceu, e acabei desmaiando.  


Notas Finais


Esse capítulo n ficou tao grande pq o proximo vai ter mais informações, dscp qualquer errinho hehe.

Até o próximo! <3

(ps: ja sabem, favoritem e bla bla bla <3 amo vcs!)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...