História Blood Sweat Tears - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Bts, Jhope, Jimin, Jin, Kook, Rapmonster, Suga, Vampiros
Exibições 36
Palavras 1.023
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Fantasia, Festa, Ficção, Hentai, Lemon, Magia, Mistério, Romance e Novela, Suspense, Violência
Avisos: Drogas, Heterossexualidade, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 1 - Bem vinda a mansão dos vampiros.


Fanfic / Fanfiction Blood Sweat Tears - Capítulo 1 - Bem vinda a mansão dos vampiros.


Era um dia tipico de primavera quando escuto a voz de minha mãe me chamando na cozinha, desci as escadas com meu moletom cinza cobrindo todo meu corpo, as meias pretas com estrelas desenhadas e um mal humor que me acompanha desde que me conheço por gente.
-Oi mãe?
Ela estava no fogão aparentemente preparando um chá.
-Oi querida, sente-se por favor. -ela apontou até a banqueta de cozinha e eu obedeci-
-Mãe...  Chá de erva cidreira, a senhora com esse tom sem graça... 
-Não adianta eu tentar disfarçar não é mesmo?
-Não. -eu já sabia o que ela queria.-
-Só me fale o lugar.
-Coreia do sul.
-Tão longe?
-É o clã mais antigo da Coreia... eles precisam de proteção.
-Ok, quando devo ir?
-Hoje mesmo.
-Vou subir e arrumar minhas malas.
Fui para meu quarto e peguei duas malas grandes que tinha, coloquei minhas roupas. Respirei fundo, apesar de estar acostumada a servi os clãs de vampiros era uma vida que eu não gostava. Mas eu era uma bruxa, e bruxas tinham um acordo de paz com vampiros a séculos. O acordo trazia proteção e paz a ambos os lados, protegendo os vampiros de lobos e as bruxas de demônios. Era assim desde sempre e era a única vida que eu conhecia. 
Fui até o chuveiro e deixei e água quente cair sob meu corpo me deixando um pouco mais relaxada, afinal 12 horas de voo não estavam nos meus planos. 
Sai do banho e coloquei uma de minhas calças jeans preta, botas de mesma cor, camiseta branca e jaqueta vermelha.
Respirei fundo terminando de preparar as malas e desci.
-Querida não precisa ir agora, pode ir a noite. -disse minha mãe encostada na bancada da cozinha-
-Ir agora ou ir depois... De qualquer forma vou ter que ir.
-Eu sei que está chateada....
-Eu mal acabei de voltar da França... E mesmo com 20 anos eu sinto como se não tivesse vivido nada ainda.
- (Seu nome), isso é a nossa vida...
-Eu sei... mas não significa que eu goste dela.
Ela caminhou até onde eu estava e me entregou um papel. 
-Aqui está o endereço de onde o clã de vampiros vive.
-Eu vou ter que morar com eles?
-Sim.
-Isso nunca aconteceu antes...
-É um clã antigo... precisamos de boas relações... O conselho pediu para você seguir as ordens.
-Ok, já entendi. Estou indo.
Ela me deu um beijo na testa, peguei o táxi até o aeroporto e logo entrei no avião . 
12 horas depois estava aterrissando em Seul. 
Peguei um táxi mostrando ao motorista o endereço. Encostei a cabeça no vidro e fechei os olhos, só voltei a abrir quando o motorista começou a me chamar. Paguei a corrida e encarei a mansão que estava em minha frente.
Era cinza, e a tinha uma impressão de '' sem vida''. Se não fosse pelo canteiro de rosas vermelhas na frente com certeza seria ''sem vida '' mesmo.
Fui despertada de meus pensamentos quando as grades do portão se abriram. Dei um passo para trás apenas por puro instinto. Mas logo estava caminhando em direção a enorme porta de madeira azul escuro. 
A porta também se abriu, aparentemente sozinha assim como o portão. Olhei minhas mãos se certificando de que eu não tivesse feito aquilo. Dei um passo para dentro e a porta se fechou atrás de mim, me virei olhando para ela tentando ver se tinha sido alguém mas não tinha ninguém ali. 
-Olá.
Me virei novamente para frente ao escutar a voz que vinha detrás de mim.
O garoto de cabelos escuros estava com um sorriso no rosto.
-Ol-á - minha voz era tremula, eu já estava acostumada com vampiros mas nenhum vampiro sorrindo para mim.-
-Está com medo? -ele deu um passo a minha frente ainda sorrindo-
-Não ! -falei séria-
-Tem certeza? -ele deu mais um passo- Eu não mordo... Quer dizer... 
-Mais um passo e eu ti jogo do outro lado da sala! -falei apontando minha mão em sua direção-
-J-hope, não assuste a nossa convidada. - Olhei em direção a voz que vinha do alto das escadas, o garoto de cabelos castanho claro também sorria.
-Me desculpe , era só para descontrair. -J hope disse olhando para mim, sorri para ele tentando encerrar aquela conversa constrangedora.-
-Seja bem vinda- o garoto de cabelos castanhos estava ao meu lado e eu não vi quando ele chegou tão perto-
-Obrigada.
-Eu sou o Jin, você é a ( seu nome) certo?
-Isso.
-Venha, vou ti mostrar seus aposentos.
Fiz que sim com a cabeça e segui ele , pensei que fossemos subir as escadas mas passamos pela a sala e chegamos a uma porta branca.
-Resolvemos deixa-la no primeiro, deve ser chato ter vampiros ao lado.
-Tudo bem... estou acostumada.
-Fique a vontade, depois eu venho te chamar pra conversamos melhor.
-Desculpe, mas eu prefiro tratar desses assuntos com o líder do clã.
-Eu sou o líder...
-Você ? -olhei surpresa, ele era novo demais pra tudo aquilo-
-Já tenho mais de mil anos, mas estou em ótima forma concorda? -ele deu uma piscadinha para mim e inexplicavelmente minhas bochechas coraram.
-Fique  a vontade.
Ele disse por fim, e desapareceu diante de meus olhos. Abri a porta do quarto e me deparei com uma decoração branca e rosa bebe. 
-Será que eles preparam isso para mim?
Só consegui deitar na cama, e ao fechar os olhos peguei no sono.
Eu ainda tinha os olhos fechados quando comecei a sentir um halito de menta sob meu pescoço, mantive os olhos fechados ainda em duvida se aquilo era sonho ou realidade. Mas a sensação de sentir alguém ao meu lado era maior, então abri os olhos lentamente.
-QUEM É VOCÊ?
Ele tinha olhos vermelhos da cor de sangue e estava com as presas perto de meu pescoço.
-EU PERGUNTEI QUEM É VOCÊ !
Eu coloquei a mão direita em sua frente já me preparando para joga-lo para fora de meu quarto.
-Me desculpe... é que o seu cheiro...
Ele saiu pra fora do meu quarto sem que eu pudesse perguntar mais nada.
-Quem ele era afinal?
 


Notas Finais


Primeiro capitulo, espero que gostem (:


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...