História Bloodborn - God's War - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Bloodborn, Bloodborn Gw
Exibições 28
Palavras 1.621
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Ficção, Luta, Magia, Mistério, Misticismo, Romance e Novela, Saga, Sobrenatural, Violência
Avisos: Canibalismo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Problemas :v Léon fez uma grande bagunça na linha de frente gehennica, derrotando Exoli, agora é hora de Gehenna dar o troco.
Veja como é o outro lado, conheça o lado dos demônios também, afinal eu nunca disse que tudo roda em volta dos humanos, dessa vez... >>> [Ursine/Act]<<<
Se prepara que ai vem mais um cap. Se acomoda aí, coloca aquele LP insano e vem com o pai.

Capítulo 4 - Ursine o Ceifador do diabo


Fanfic / Fanfiction Bloodborn - God's War - Capítulo 4 - Ursine o Ceifador do diabo

[O mundo é movido pelo pecado]

[Sala do trono/Castelo Valahain]

- Meu rei, Lúcifer. Trago péssimas notícias do mundo dos humanos! - fala o acólito se apresentando ao Rei supremo Lúcifer.

- prossiga! - fala seriamente Lúcifer colocando a taça de vinho sob à mesa, ao ver o tom de seriedade do acólito. Sabia que algo tinha dado errado.

- o Rei Exoli, foi derrotado! Por um humano meu senhor!

- nomes...!

- Léon, apenas Léon... O reconhecimento disse que esse humano, usou "revertos"!

- uma magia demoníaca... Interessante! Chame Ursine!

- Estou aqui meu mestre...! - a voz tenebrosa gradualmente aumenta seu tom, e saindo da escuridão da sala do trono, Ursine também conhecido como o ceifador de Lúcifer, trajando sua armadura negra com ossos, um elmo que possuía chifres no alto, era um total devoto de Lúcifer.

- preciso pedir algo! - fala Lúcifer bebendo todo o vinho de sua taça.

- o senhor não pede meu rei, o senhor manda! - completa Ursine fazendo reverencia à Lúcifer próximo à sua cadeira.

- Exoli foi derrotado! Como você mesmo já deve saber! - explica Lúcifer, estalando os dedos em sinal para o acólito sair da sala! - quero que dê um jeito nisso!

- quer vingança?! - pergunta Ursine dando uma leve gargalhada fazendo sair um vapor fétido das aberturas de seu elmo, enxofre.

- pelo contrário, os humanos sabem, Exoli é um rei demônio, e com isso temos perdas substanciais! Ele atuava como o guardião do portão do lado de fora! Em outras palavras, eles cortaram uma "das" cabeças principais de Gehenna em Nortrend!

- já sei o que devo fazer meu rei!

- que bom que entendeu! Esse plano terá uma ótima continuação! Agora vá! E me traga uma cabeça! - completa Lúcifer. Se levantando e deixando Ursine ainda prostrado aonde estava. Após Lúcifer sair da sala:

- certamente meu rei... Certamente! - completa Ursine rindo maliciosamente.

[Cidadela de Valahain]

- Hecrum! - fala Ursine para o gigantesco Dragão!

- o que quer agora?! - retruca Hecrum saindo de seu sono.

- Abra o portão! Tenho vidas para ceifar! - Impossível saber se Ursine sorria ao dizer tal frase, o elmo vedado ocultava totalmente sua face.

- divirta-se! Uma coisa, quem vai ficar responsável pelos portões? Agora que Exoli foi derrotado!? - Indaga Hecrum, com um bater de asas leve, porém arremessando para os ares os cavaleiros da morte que protegiam a cidadela.

- você obviamente! Mas não se esforce! Use seus subordinados!

- sim farei isso! - termina Hecrum erguendo totalmente seu imenso corpo e dando alguns passos até os portões e  dizendo:

[Dialeto Demoníaco Ancestral]

"Vohen Drarv Inhir na Cunsak"
"Abram antigos Portões de Cunsak"

Os grandes portões se abrem, e à frente há apenas claridade, a passagem para o mundo dos humanos.

[…]

[Interlaus/Castelo de Verttoj]

- ele está aqui Sênior! - diz Enir à vidente de Verttoj!

- os templários irão lhe levar à Orlon, tenha cuidado! - fala Rossi suspirando.

- também vi, minha vida se esvaindo senhor Haunz, não posso fugir do destino toda vez que tenho minhas visões! - completa a senhora de meia idade. Que trajava uma roupa bem incomum para época, uma roupa de clériga com flores amarelas e o símbolo da marreta e o escudo na sua capa, o símbolo de Verttoj.

- seu dom é um presente de Verttoj! Não deve deixá-lo se acabar assim tão rápido!

- sei que minha hora já chegou, décadas atrás... Você sabe do que estou falando...! Hora de ir...!

- que despedida comovente! - fala Ursine cravando sua lâmina no peito de Enir, a mesma vê a grande lâmina atravessando mais ainda seu corpo e geme de dor, sendo assim ela solta um leve sorriso forçado para Rossi e diz:

- posso ir em paz ao encontro de Verttoj agora...! - com lágrimas nos olhos.

- Verttoj? Gehenna é mais embaixo! - exclama Ursine! - "Avertus" - a magia negra brota da sua espada ainda cravada em Enir, a marcando com a marca da morte, mãos negras saem do chão abrindo uma fenda e rapidamente puxam o corpo de Enir para baixo.

- Maldito demônio! Ursine Ceifador do diabo! Tu é o mais imundo dentre todos os outros em Gehenna! - exclama Rossi! - empunhando sua lâmina prateada e dizendo as santas palavras:

- "Diante deste mal suplico à minha divindade o martelo para julgar tal aberração! Penharto!" - A espada de Rossi se divide, seu elmo passa a ser aberto, sendo possível ver seu rosto e acima de sua cabeça uma aureola passa a girar! Das suas costas grandes asas brancas surgem!

- incrível! É um anjo! - exclama Ursine fascinado!

- não baixe a guarda! Não se descuide! - grita Rossi.

- pode vir! - berra Ursine. Ambos partem para o ataque e no primeiro encontro de espadas uma grande explosão arrasa o castelo de Verttoj! Ambos se encaram com as espadas ainda em choque fazendo sair faíscas. Ursine desfere um forte chute em Rossi o arremessando contra a torre de orações da cidade, Rossi levanta as mãos para o céu e grita:

- "julgamento venha dos céus!" - e vindo do meio das nuvens algo cai com extrema velocidade no chão! Com o impacto Ursine se desequilibra.

- o que foi isso? Ursula? - indaga Ursine olhando para o fio de sua espada!

- um ser divino! - fala a espada, no mesmo tempo em que Ursine é golpeado por algo que parecia um grande punho dourado!

- g- golem? - fala com dificuldade devido a força do soco.

- Que toda tua maldade seja transformada em castigo eterno! Ceifador maldito! - exclama Rossi correndo em velocidade e dando um salto no ar para golpear Ursine em cheio; porém...

- Ursula... "Entrorme Ursus!" - do fio da espada de Ursine sai um grande um urso cinza berrando, e seu berro é ensurdecedor derrubando Rossi da altura que estava no ar... O urso logo se põe à frente para bloquear o potente soco do golem dourado de Rossi, fazendo o mesmo soltar um berro de dor.

- criatura profana! Como ousa causar tal destruição à cidade de Verttoj e ainda trazer das profundezas de Gehenna uma criatura invocada!? - grita Rossi, sua aureola rodava com velocidade!

- vamos usar nossos bichinhos que tal? - indaga Ursine se erguendo do soco que levara.

- não vou cair nos teus joguinhos demônio nojento! - retruca Rossi, levantando sua mão para o céu mais uma vez e dizendo:

- "saque o martelo da justiça!" - e nas mãos do grande golem surge dois martelos de batalha e na parte do batente símbolos sagrados! - vamos brincar com os bichinhos então Ursine!

- isso... Pode começar! - fala Ursine segurando sua espada com as duas mãos!

- Ursine maldito!? - fala Ursula! - Está louco? O espírito de urso está em transe dimensional devido a força do soco do golem! Aqueles símbolos sagrados podem paralisar seu corpo!

- obrigado por avisar Ursula! - fala Ursine desvalorizando a informação.

- maldito teimoso! - exclama Ursula ficando com seu fio vermelho.

Ursine salta e pula sob os ombros do golem perfurando sua cabeça várias vezes até abrir um buraco!

- impossível! O golem não perderá a vida nem que arranque sua cabeça! - fala Rossi observando o esboço de Ursine.

O golem pega Ursine e o amassa contra o chão, levando à mão novamente o martelo que cedera ele golpeia repetidas vezes Ursine estirado no solo, afundando seu corpo!

- Pare! - exclama Rossi para o golem que para imediatamente seus ataques brutais. Então Rossi se aproxima e levando o grande martelo ao ar, para o golpe final, voltando do transe o espírito de urso, soltando um berro ensurdecedor paralisando todos, o golem racha ao meio e se quebra ao cair libera poeira de cosmo cintilante por todo o lado.

- maldito o que fez?! - fala com dificuldade Rossi com as mãos no alto ainda segurando o martelo.

- lembra quando furei a cabeça do seu golem? O fio da minha lâmina liberou uma enzima chamada em Gehenna de "malessus", corrompe não só a alma do indivíduo como todos os seus órgãos motores, em outras palavras tudo para.

- desgraçado nojento! Verttoj não vai te deixar sair impune!

- diga isso ao urso...! - fala Ursine se virando para Rossi. E caminhando lentamente, o espírito de urso chega perto de Rossi, o mesmo tem seu coração acelerado e sabendo sua morte solta uma lágrima, um tipo de adeus ao mundo, e logo tem sua cabeça arrancada e cuspida pelo urso, que devora suas vísceras após desmembrar todo o seu corpo!

- Ursula? Obrigado pela ajuda!

- idiota, teimoso, maldito, irresponsável... […]

[Gehenna/Portões]

- como foi a caçada? - indaga Hecrum, bocejando ao ver Ursine adentrar com uma sacola em mãos e dentro algo de peso imaginável.

- o que acha? - fala Ursine soltando uma gargalhada.

[Sala do trono de Valahain]

- meu rei...! - fala Ursine se reverenciando à Lúcifer.

- vejo que teve êxito, muito bem, o que temos aí? - indaga Lúcifer, Ursine puxa da sacola a cabeça do templário sênior Rossi.

- hoje terei uma boa refeição, você me acompanha? - indaga Lúcifer se levantando de seu trono obscuro e caminhando até a entrada da sala abrindo as portas, já com cabeça de Rossi em mãos.

- não meu rei, não dessa vez, bom apetite!

- Hahaha! Fique bem, que eu esteja sempre ao seu lado, você tem futuro Ursine lembre disso. Lúcifer sai da sala. Ursine caminha um pouco em direção ao trono de Lúcifer e sentado no trono ele diz com uma voz tenebrosa:

- "EU SEI!"


Notas Finais


Heeyooo agradeço por lerem, estou aqui apenas para entreter! Quem gostou favorita quem não gostou ADC à biblioteca para ler os próximos caps e mudar de idéia quem sabe. É isso por hoje.
Avisando: os caps serão lançados com maior frequência, podendo até dois em um dia.
Espero não ter muitos erros ortográficos :3
Até qualquer hora!
Bjs do pai :v


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...