História Bloodborn - God's War - Capítulo 8


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Bloodborn, Bloodborn Gw
Exibições 34
Palavras 1.992
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Ficção, Luta, Magia, Mistério, Misticismo, Romance e Novela, Saga, Sobrenatural, Violência
Avisos: Canibalismo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Os próximos 5 caps terão títulos semelhantes ao acima, fulano di tal x cidade FDP
Safa ? Espero que aproveitem
Abertura dos acontecimentos de guerra dos
>>>Valahastos<<<>>>Capitais<<<
As capitais também tem seus famosinhos ou peculiares. Aproveitem. Se acomoda aí e vem com o pai. <3

Capítulo 8 - Harzul x Cidade de Orlon


Fanfic / Fanfiction Bloodborn - God's War - Capítulo 8 - Harzul x Cidade de Orlon

[A única coisa que difere a verdade da mentira é a opinião de seu coração!]

[Cidade Orlon a cidade imperial]

A grande cidade imperial Orlon, era conhecida por seu grande comércio, de exportação e importação, viviam uma monarquia equilibrada sem revoltas ou insatisfações. Cidade de altos edifícios, cujo defendiam as cores vermelha e prata de aço (branco), as cores imperiais. Protegida por uma grande muralha que circundava toda a imensa cidade pela qual na mesma corria adentro o rio Nijolis. Protegida o tempo todo por guardas bem armados até os dentes, até os mendigos sabiam algo sobre combate, quando atingida a maioridade todos recebiam treinamento para defender suas vidas futuramente. Mas nada do que lhes foi ensinado os preparou para o que hoje seria a maior catástrofe de Orlon em séculos.

[Castelo Real Letherus]

O grande castelo cujo no mesmo morava o grande Letherus III era considerado o lugar mais protegido de Nortrend não havia nada capaz de chegar até lá, sem antes passar pelas muralhas divisórias "terceiras cidadelas", três muralhas espessas e cumpridas protegiam a zona real, de invasões e outras ameaças que viessem atacar o reino. Um castelo clássico, no qual no pico de suas torres estavam nas bandeiras as cores vermelho e branco, representando a monarquia Letherus.

[Zona de treino/Castelo Letherus]

- Não lembro quando foi a última vez que usei uma armadura! - fala o monarca Letherus tentando se acomodar em sua armadura de ouro, que já não usava desde a antiga guerra.

- meu senhor? Talvez tenha perdido a prática... Então vou pegar leve! - fala seu escudeiro Yin. Empunhando com confiança a espada de madeira em suas mãos.

- não me subestime Yin! - fala Letherus partindo ao ataque! Mesmo sem prática ainda tinha força nos braços. Com um golpe destrói ambas as espadas de madeira.

- já é vigésima vez consecutiva que seu treino diário acaba antes de começar! - fala Yin olhando para o céu e suspirando.

- com licença! - fala um jovem mensageiro chegando à zona.

- diga o que houve? - indaga Letherus jogando o pedaço da espada de madeira que ele persistia em segurar.

- o Templário Ernest já partira de Orlon, para assumir a liderança de Interlaus. - informa o mensageiro se reverenciando depois partindo.

- mas que acontecimento terrível! O que houve em Interlaus! Gehenna está cada vez mais ousada! - fala com fúria Yin. O jovem de cabelos negros e olhos miúdos.

- Sim, mas isso é culpa de Interlaus, Haunz sempre foi individualista não aceita a ajuda exterior e nisso se resultou! - completa o Rei, homem alto, loiro de olhos azuis e barba bem feita de bom porte físico a não ser pela barriguinha que queria surgir nele. Um grande homem admirado pelo povo por sua fé e caráter.

- está tudo muito calma não acha Yin!? - pergunta Letherus soltando uma risada abafada.

- sim meu senhor...! - fala Yin, percebendo o incômodo em Letherus. E logo...

[Explosão]

Uma forte explosão próximo aos portões ecoa até o ponto mais alto do palácio. E de onde estava Letherus identifica a ameaça.

- Um Valahastos? - o mesmo fala surpreso. - Harzul? Um antigo Herói Gehennico! As coisas não poderiam ficar piores! Yin vá até a torre Lether e diga para prepararem a artilharia derruba dragão!

- sim senhor! - fala Yin, partindo rapidamente pelos telhados que eram bem próximos, mas uma queda dali resultaria em morte!

O valahasto  Harzul no passado fora um antigo herói de Gehenna que dizimou metade dos reinos de Nortrend! E agora voltara para terminar o que começou naquela época! Trajando sua armadura resistente, sua capa vermelha já rasgada nas extremidades e sua referência o capacete com chifre era sua marca.

- ganhem tempo! Tirem todos os cidadãos daqui! - grita Pedro capitão da guarda de Orlon!

Harzul com um golpe de seu machado derrubara a muralha e o portão de entrada a cidade de uma vez, com lentos passos ele olhava para todos os lados e apenas apontava e de seus dedos saiam energias vermelhas idênticas à raios que queimavam os seus inimigos! Harzul ia arrasando tudo o que via com o giro de seu machado. Destruindo torres e casas.

- magos! Prendam a criatura! - grita Pedro para os magos oficias de Orlon, os mesmos ficam na linha detrás dos cavaleiros com seus escudos à frente, e apontam seus cajados e mãos para Harzul, e proferem:

- "zux sirto lervatus" - grandes ondas gélidas atingem as pernas de Harzul ficando imóvel;

- conseguimos! - exclama um dos cavaleiros baixando a guarda para olhar Harzul; - porém um valahasto é um valahasto, Harzul crava seu machado no chão de tijolos da cidade e solta um grito violento, do mesmo onda de espinhos, cumpridos e pontiagudos em velocidade voam para todos os lados, cravando nas paredes dos edifícios, escudos dos cavaleiros e atravessando o corpo de uns matando-os instantâneamente.

- maldito monstro! - grita Pedro! - vamos recuar devagar, levantem seus escudos! Mais mortes agora é que menos precisamos.

- Pedro! - grita Yin, chegando à linha de combate!

- Yin? O que houve? Onde está o Rei? - indaga Pedro que preocupado. Não sabia se olhava para Harzul vindo lentamente em sua direção ou se falava com Yin.

- está se preparando, ele vai vir nos ajudar, devemos segurar Harzul na linha de frente. A artilharia derruba dragão já está sendo carregada no topo do palácio!

- você disse Harzul? - indaga Pedro surpreso.

- sim! - responde Yin, desembainhando sua espada.

- Harzul é um antigo herói de Gehenna no passado ele destruiu várias capitais do reino de Nortrend, imagine o quão difícil foi destruir ele! - completa Pedro.

- quem o destruiu? - indaga Yin.

- Letherus II! Nosso antigo monarca! - Pedro pensativo fala mais: - poderia ser uma vingança?

- talvez não relacionemos isso!

Harzul aponta seu machado para o grande grupo de cavaleiros e magos. E de todos os lados energias negras se juntavam à ponta de sua espada, a deixando totalmente negra! Então...! Com uma voz quase inaudível!

- Abysinthius! - a grande massa de energia é disparada na direção deles e uma grande onda de calor arrasa muitos deles, destruindo uma zona imensa de Orlon.

- estão todos bem? - indaga um dos magos. - conseguimos usar um feitiço de escudo mas...! - fala o mago após a poeira baixar e ver os cavaleiros da frente despedaçados!

- artilharia pronta! Todos para trás! - grita um soldado da torre artilheira.

Os soldados que estavam fazendo frente à Harzul correm em disparada! Harzul os olha confuso, e depois avista a grande artilharia apontada para ele.

- carregado! Disparar!

Grandes varões de aço com forma de arpões atingem Harzul o desequilibrando e o derrubando.

- não parem! Continuem atirando. - grita o soldado.

Harzul já estava imóvel no chão! Com vários arpões atravessados em seu corpo.

- À frente vamos ver se foi o suficiente! - fala Pedro, caminhando com seu escudo à frente sempre lhe protegendo.

- foi derrubado, está imóvel.

De fato Harzul estava caído, e o brilho vermelho que era a vida em seu corpo, nos seus olhos, havia apagado.

- vamos esperar nossa autoridade chegar..! - fala Pedro se referindo à Letherus.

- ele logo vai ch-

Uma cena surpreendente, Harzul pouco a pouco vai se levantando.

- impossível! - fala Yin impressionado.

- Vasther! - uma explosão de gás infesta a área, a mesma saía dos buracos da armadura de Harzul que parecia ficar maior, seu tamanho só aumentava. Alguns dos magos não resistiam ao gás e faleciam sem ar.

- como vamos derrubar essa coisa!? - grita Pedro e Yin, que saem correndo para fora da nuvem de gás junto de dois magos sobreviventes.

- não temam eu estou aqui! Está tudo sob controle! - fala Letherus com sua armadura de ouro empunhando sua lança também revestida de ouro. E com um grande sorriso no rosto parecia dar segurança à todos.

- meu senhor! Nem a artilharia conseguiu o eliminar! - fala Pedro.

- se afastem isso é pessoal! - fala Letherus com um sorriso esnobe no rosto e confiante.

- Letherus...! Vou arrancar sua alma! - fala com dificuldade Harzul.

- acho que deveria dizer isso pro meu avô, somos realmente parecidos não acha? O sorriso, a beleza, o cabelo, os olhos, a Fofura?

- eu não sabia que Letherus era um palhaço também!

- nem eu! - fala Yin e Pedro, para Letherus não ouvir.

- Letherus! - Harzul grita e com um movimento brutal desfere um forte golpe de machado no chão no intento de acertar Letherus.

- passou perto! Agora sem mais delongas! Vamos lutar! - com um tom de voz sério fala Letherus, baixando a viseira de seu elmo. E saltando para atacar Harzul! O bloqueando com o machado e pegando Letherus com a mão livre, o socando contra o chão!

- nada mal! - responde Letherus se soltando das mãos de Harzul e o golpeando com potência na cabeça, desnorteado Harzul desfere golpes no vento!

- "A fúria de um homem é seu maior aliado!" - ao proferir essas palavras um brilho vermelho se fixa nas mãos de Letherus! Que avança contra Harzul desferindo golpes simultâneos em todas as partes vitais.

- chamada de fúria, um dia espero que ele me ensine! - fala Yin, impressionado.

- Nothel! - nuvens negras se aproximam de Orlon, e Harzul assume um semblante mais assustador, os chifres de seu elmo pareciam brilhar em um tom magento.

- magia dimensional! - fala um dos magos! - melhor se abrigarem ou irão morrer! - fala o mesmo correndo para se abrigar.

- Meu senhor! A chuva! São lâminas não água! - grita Yin.

- não se preocupe! Não vai atravessar a armadura! Está tudo sob controle, eu sou demais... Não... Eu sou imbatível e -

Letherus é interrompido por Harzul que como um touro feroz o empurra para longe usando seus chifres.

- Letherus é realmente um monarca? Ou um palhaço disfarçado? - indaga Léon com uma cara de desaprovação.

- Maldito como ousa?! - grita Letherus caído sob um monte de caixotes quebrados.

- Letherus Orleons! Vou destruir sua alma! - fala Harzul segurando seu grande machado com ambas as mãos! - "Despertat nur corrompias... Haztalon!" - o grande machado de Harzul se divide, agora portando dois machados. Harzul parecia mais amedrontador! Caminhando lentamente até Letherus!

- "Com o poder confiado à mim, não envergonharei meus ancestrais nem na vida e nem na morte... Celantic!" - A lança de Letherus ganha uma cor mais avermelhada e em suas mãos o feitiço chamada de fúria brilhava mais intensamente. Ambos se encaram por alguns segundos.

- Por Orlon! - grita Letherus correndo contra Harzul que fazia o mesmo!

- Gehenna lhe leve! - Com um grito de fúria! Acontece o encontro de forças ecoando o impacto de lâminas por Orlon.

- Desconjuncte Celantic! - com sua lança cravada no peitoral de Harzul! Letherus profere tais palavras então a energia avermelhada de sua lança vai subindo o corpo da lança até entrar totalmente em Harzul o explodindo! Derramando sangue por todos os lados!

- acabou? - indaga um dos magos!

- não! Procurem uma pedra negra! Rápido Harzul está se regenerando suas partes estão se juntando!

- achei! - grita Yin jogando a mesma para Letherus.

- apodreça em Gehenna? Harzul! - Letherus quebra a pedra de alma no meio e uma energia lilás sai pelos ares. - acabou! - fala Letherus.

- Valahastos atacando? Isso não é normal! - fala o mago.

- ah, são tempos de guerra! Mas vir Harzul logo Harzul... O que estão fazendo Interlaus!? Querem uma guerra! - fala Letherus sabendo que Interlaus é a cidade templária, responsável pela linha de frente na guerra contra Gehenna, e mesmo que não pudessem dar conta do Valahasto deveriam ao menos avisar; - o que estão planejando ?!


Notas Finais


Heyoooo e acaba aqui o primeiro cap da introdução aos Valahastos!
Espero que tenham gostado! Quem gostou favorita! Quem não gostou ADC à biblioteca para ler depois e mudar de idéia hehe.
É só por enquanto.
Bjs do pai que Verttoj ilumine o caminho de vcs bjs. <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...