História Bloodthirsty Vampires - interativa - Capítulo 16


Escrita por: ~ e ~Always_After

Postado
Categorias Amor Doce, The Vampire Diaries
Personagens Castiel, Iris, Leigh, Lysandre, Nathaniel, Rosalya
Visualizações 31
Palavras 1.741
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Ficção, Hentai, Luta, Magia, Mistério, Policial, Romance e Novela, Sobrenatural, Violência, Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Canibalismo, Cross-dresser, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Oii, mas um capítulo pra vocês, sei que era pra ter postado ontem, mas minha net está horrível!!! Sem mais delongas, boa leitura!!

Capítulo 16 - Capítulo - 11


Luna Borges

_ Eu realmente não entendo o problema daquela mulher comigo!. _ Harry dizia reclamando ao meu lado enquanto íamos em direção ao Range Rover.

_ Deve ser atração por seus olhos maninho. _ eu disse dando de ombros e colocando a mochila no banco de trás do carona.

_ Hahaha deu uma de virar piadista agora Luna?! _ ele perguntou quando liguei o carro

_ Só tô tentando te acalmar. _ digo enquanto ele ligava o rádio.

_ Percebi isso quando pegou as chaves do meu carro. _ ele disse revirando os olhos e escolhendo uma estação.

 _ So let it out and let it in. _ ele começou acompanhando a música que eu tanto amava dos Beatles – Hey, Jude, begin.

_ You're waiting for someone to perform with, And don't you know that is just you? _ cantei o acompanhando. _ Hey, Jude, you'll do! _ disse já batucando no volante do carro.

_ The movement you need is on your shoulder. _ ele cantou, parecia estar mais calmo.

_ Na na na na na na na na. _ cantarolamos juntos e eu voltei a prestar atenção na estrada, afinal eu não tinha carteira e se me pegassem eu estava extremamente fodida. 

_ Hmmm que cheiro maravilhoso é esse? _ Harry disse quando adentramos nossa casa.

_ Hey princesa. _  pego Angel no colo a beijando em sua testa.

_ Mamãe e papai chegaram. _ ela disse com o maior sorriso possível no rosto. _ Estávamos esperando vocês para almoçarmos. _ ela disse quando a coloquei no chão novamente. 

_ Até o Luke está aqui. _  ela disse e saiu correndo pela casa.

_ É agora que levamos bronca? _ Harry se voltou para mim e fomos para a sala de jantar.

Ao entrarmos na sala vi meus pais, cada um sentado em uma ponta da mesa. Minha mãe se levantou e me abraçou fortemente, dizendo que sentiu saudades. Meu pai fez a mesma coisa, a única diferença, fora que ele me rodou no ar, assim como fazia quando tinha 6 anos.

Ambos ficaram sabendo do acontecimento que envolveu a mim e Clay, mamãe ligava todo dia para saber como eu estava, e pedia desculpas por não poder ficar comigo. Papai me deu um beijo na testa e se afastou um pouco para me olhar nos olhos.

_ Estava com saudade. _  eu disse baixo para que apenas ele escutasse, ele sorriu e me abraçou novamente, me deixando no chão dessa vez.

_ Eu também meu amor. _  ele disse em meu ouvido e eu sorri involuntariamente.

_ Agora vem, antes que desmaie de fome. _ ele dizia me puxando para me sentar ao seu lado.

_ Exagerado. _ digo rindo e comendo o que havia no prato, eu realmente estava com muita fome.

_ Vou fazer um jantar hoje à noite, quero que fiquem em casa para receber minha mãe. _  minha mãe falou enquanto colocava suco em seu copo. _ Ela está com saudades de vocês. _ ela sorriu simpática como sempre.

Todos concordamos, até mesmo Harry, que queria sair hoje de noite concordou. Não víamos nossa avó fazia meses, ela sempre viajava pelo mundo, junto com seu marido.

Ela se separou do meu avô quando minha mãe tinha 8 anos de idade e se casou anos depois, com Christian. Ele é um médico bem sucedido, então não foi tão difícil guardar dinheiro para ambos viajarem o mundo em sua velhice; já que era esse o sonho de Dona Cintia. 

_ Que horas a vovó chega?. _  Angel perguntou animada, não se contentando na cadeira.

_ Lá para às oito horas. _  meu pai sorriu e ela parou de pular na cadeira.

_ O vovô vai vir tambem. _ minha mãe disse sorridente.

Sabíamos que ela sentia falta do pai, apesar de que tentava vê-lo pelo menos uma vez por mês.

_ A tia Clara vai vir também? _ foi a vez de Luke perguntar.

_ Mas é claro! _ minha mãe falou ainda mais sorridente.

_ Como sabem esse jantar é importante para mim, então quero todos aqui. _ ela disse por fim e se levantou, sendo acompanhada pelo meu pai. 

_ Tá bom mãe. _ digo sorrindo sorrindo, ela sorriu de volta e saiu da sala de mãos dada com meu pai.

Terminei de almoçar e fui para meu quarto. Me deitei na cama, peguei o notebook e entrei na Netflix. Como sempre meu quarto estava escuro, o que era ótimo para ver séries. Procurei algo para assistir e acabei escolhendo Castlevania, fiquei a tarde assistindo e devo dizer que me apaixonei; ela é realmente incrível.

Meu celular apitou algumas vezes, o que me fez pausar a série pra ver o que era. Ao terminar de ver aquela maravilha criada pelos homens resolvi ir escolher uma roupa para usar de noite, por fim escolhi um crooped branco com uma saia rosa, que era maior atrás, um um salto branco e transparente.

Olhei no relógio e marcava cinco e meia, resolvi tomar meu banho já de uma vez. Quando terminei coloquei uma roupa qualquer e fui para a cozinha, estava morrendo de fome. 

Quando voltei para meu quarto fiz minha maquiagem, arrumei o cabelo e coloquei minha roupa. Passei um perfume, não muito doce e coloquei os acessórios que tinha escolhido mais cedo. Finalmente pronta me olhei no espelho e sorri, a campainha tocou e desci as escadas correndo, quase caindo. 

Abracei primeiro meu avô, seguido por Danúbia, sua esposa; tia Clara e Derek, seu marido. Nos sentamos e ficamos conversando até que minha avó chegou, linda e deslumbrante como sempre; com o simpático Christian ao lado. O jantar foi tranquilo, conversávamos com tia Clara, enquanto papai conversava com meu avô, Derek e Christian. Já minha mãe conversava alegremente com minha avó e Danúbia. Quem estava vendo essa cena agora nem acreditaria a confusão que essas povo já arrumou na vida. 

O jantar acabou e vovó disse que ficaria mais alguns dias na cidade, já meu vô disse que iria para Alemanha na manhã seguinte e em uma semana voltaria para sua casa na Itália. Tia Clara por outro lado, ficaria alguns dias e voltaria para a Holanda em breve. Quando todos foram embora voltei para meu quarto, troquei de roupa, tirei a maquiagem e fui para a cama, em questões de segundos estava dormindo.

Acordei no meio da noite, não sei porque, mas o clima tava meio pesado,fui na janela ver se alguma coisa tinha acontecido e nada, olhei no relógio meia noite e meio.

Deve ser coisa da minha cabeça.

Voltei para a cama com intuito de dormir.

Wanessa Makhoul

Acordei com uma puta dor de cabeça, senti algo molhado de baixo de mim, rapidamente tirei minhas cobertas e vi a poça de sangue.

Ótimo, minha menstruação chegou.

Não entendo o porque as mulheres tem que sangrar durante dias isso e muito desnecessário. Vou para o banheiro e tomo um belo banho, quando saio vou ate meu closet, coloco o absorvente na calcinha e visto, pego um sutiã meia taça preto e o visto.

Toda vez que estou no ciclo mestrual meus peitos inchão e isso é uma saco maior.

Coloco uma blusa da addidas, uma calça jeans clara rasgada e um tênis. Fiz um rabo de cavalo no meu cabelo e pronto estava pronta para ir pra escola.

Pego minha mochila meu celular, vou ao banheiro novamente abro o armário e pego um atroveran, saio do banheiro e desço pra cozinha.

_ Bom dia Nessa. _ Vivian me olha sorrindo enquanto leva seu café a boca.

_ Não tem bom dia nenhum. _ coloco água no copo e bebo o remédio.

_ Já entendi tudo, está de tpm. _ ela ri e meu irmão entra na cozinha.

_ Não começa mãe.

_ Bom dia. _ Jeremy diz sonolento.

_ So pra você mesmo. _ bufo pegando uma maçã.

_ E ta de tpm, sai de baixo. _ ele ri e minha mãe o acompanha.

Reviro os olhos e vou para a sala esperar por eles comendo minha maçã, depois de alguns minutos eles acabaram e fomos para a escola.

Jeremy se despediu e foi atrás de seus amigos, eu caminhei lentamente para a sala aonde teria aula de música, me sentei em meu lugar e fiquei ali de cabeça baixa. Quando meus amigos chegaram eles me comprimentaram e começamos a conversamos até o Vincent, o professor de música entrar na sala.

_ Bom dia alunos. _ ele diz sorrindente colocando suas coisas em sua mesa.

Todos o responderam "animados".

_ Bom hoje passarei um trabalho em grupo para voces me entregarem na semana que vêm. 

_ Qual será o trabalho? _ Ambre pergunta.

_ Calma, vou explicar agora. _ Vincent sorrir.

Vincent é um cara carismático e um ótimo professor, ele é alto, cabelo curto e castanho, olhos negros,alto e magro mas com um físico bonito.

_ Vocês teram que fazer um cover de alguma música que vocês gostem. _ ele se sent em cima de sua mesa nos olhando.

_ Que atividade legal. _ Rosa se anima enquanto eu permanecia em silêncio.

_ Porém tudo na música desde o canto ate os instrumentos, terão que ser trabalhados pelos integrantes do grupo. _ ele explica.

_ Isso é meio óbvio né. _ Castiel diz com desdém.

_ Ta bom senhor Castiel. _ Vincent levanta os braços em rendição nos fazendo rir.

_ Eu separo os grupos ou vocês escolhem? _ ele pergunta com as sobrancelhas arqueadas.

_ Escolhemos. _ a turma inteira respondeu junto.

_ Ook, se separem ai e vamos começarmos a aula.

Decidimos que ficaria Eu, Castiel, Lysandre, Candice, Nathaniel e Luna, no primeiro grupo. O segundo seria, Lisa, Jade, Lucy, Armin, Alexy e Jackson. O terceiro seria, Leigh, Rosalya, Íris, Harry, Darcia e Kentin. O restante da sala se dividiu e a gente nem prestou atenção neles.

A aula passou normalmente, Vincent nos explicou como funcionava os covers e até passou alguns vídeos  de uns covers bem legais.

No intervalo eu fiquei na sala e é como se maior parte dele tivesse sido "apagado", com certeza eu dormi o recreio inteiro, quando as aulas finalmente acabaram fui pra casa e dormi o dia inteiro pois estava com uma cólica infernal. A noite me levantei pra jantar e depois tomei um banho entrei no whats conversei um pouco com meus amigos mas acabei caindo no sono no meio da conversa.
 


Notas Finais


Espero que tenham gostado, domingo tem mais beijos!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...