História BLOOM - Interativa - Capítulo 1


Escrita por: ~ e ~xdongminx

Visualizações 277
Palavras 1.295
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Ecchi, Escolar, Famí­lia, Fluffy, Hentai, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Se flopar, isso aqui nunca existiu.

Capítulo 1 - 01. Good Night


Fanfic / Fanfiction BLOOM - Interativa - Capítulo 1 - 01. Good Night

Now, now, if I were to describe myself
I’m a confident woman
To put it in words, a woman of feeling

Yes I Am - MAMAMOO



Seoul - 3h28 da manhã


Madrugada na capital da Coreia do Sul só queria dizer que os baladeiros de plantão estavam tomando conta da cidade. Muitos jovens aproveitam a madrugada para extravasar os sentimentos através das baladas coreanas. Corpos suados se chocando na pista de dança, enquanto a música eletrônica tomava conta do local. Tudo isso regado a muita bebida. Com certeza, não haviam cinderelas quando as doze badaladas do relógio soassem.

Mas, o cenário onde a bonita e jovem Park Nahyun se encontrava era bem diferente. Não era alguém que negava uma boa balada, porém os tempos eram outros e ela precisava manter o foco no que era mais importante. A prioridade era outra. E era justamente por isso que se encontrava em uma conveniência qualquer em um lugar bem afastado de curiosos, disfarçada dos pés a cabeça.

Estava sentada em uma das mesas do lado de fora do estabelecimento, tomando alguma bebida gelada com alto teor de cafeína para se manter acordada, A madrugada estava bem quente, mas agradável. Nahyun mexia em seu celular, lendo alguns comentários sobre a reestreia de BLOOM.


1. [ 668, -38] Eu fico feliz com a notícia, mas sem muitas expectativas. Midnight já nos decepcionou tanto com aquelas musicas copiadas de encantamento de anime

2. [ 554, -15] Bang Sihyuk está sendo generoso com essas garotas sem talento.

3. [ 416, -33] Pensei que elas tinham acabado em 2015 ㅋㅋㅋ

4. [ 385, -37] Bang SiHyuk está dando um tiro no próprio pé. MIDNIGHT só vai desgraçar a empresa dele.

5. [ 256, -13] Foque-se em BTS! Não queremos grupos fracassados.

6. [ 81, -9] Tantos comentários descartáveis aqui. BLOOM fará bem e eu acredito nelas!

7. [ 78, -3] Esperando um comeback fênix!

8. [ 75, -3] Navillera soa bem. Vamos fazer bem e trabalhar duro, garotas!



Uma expressão emburrada enfeitou o rosto juvenil. Odiava tanto quando duvidavam da capacidade de seu grupo, era o mesmo que dizer que elas eram inúteis. Não sabia o motivo de ficar tão afetada com aquele tipo de comentário que não servia nem para adubar a terra, mas seu sangue fervia quando lia aquelas coisas. Guardou o Iphone com raiva no bolso na blusa e tomou um generoso gole de sua bebida. Dava para perceber o fogo nos olhos da Park, enquanto ela resmungava alguns palavrões.


— Que feio uma dama ficar falando palavrões! — uma voz rouca sussurrou no ouvido da coreana, fazendo-a tomar um digníssimo susto.

Nahyun fuzilou o dono daquela voz, mostrando o dedo do meio para ele, que riu da reação alheia.

— Vai se foder, Kim Taehyung!

— Fugi do manager e dos hyungs para vir até aqui fazer companhia para senhorita e é assim que me recebe? — o garoto esboçou um biquinho infantil, encenando que estava extremamente ofendido.

— Sorte sua não ter te recebido com um soco na cara pelo susto. — deu de ombros, bebericando sua bebida. — Demorou pra caramba!

V rolou os olhos.

— Você escutou que eu fugi dos hyungs? Também não é fácil enrolar as fãs que ficam pelas redondezas do dormitório. — o garoto informou, roubando a lata da amiga e bebendo da bebida cafeinada. — O que aconteceu para me chamar tão tarde para conversar?

Nahyun abaixou o olhar para as próprias mãos, ponderando se deveria ou não desabafar com Taehyung. Poderia apenas mentir e dizer que estava com saudades ou contar que estava angustiada. Apesar que, mesmo se mentisse o Kim saberia rapidamente e iria questionar até que ela contasse a verdade.

A amizade de Taehyung e Nahyun já contabilizava bons anos! Parecia até algo clichê, onde as mães de ambos eram grandes amigas desde a adolescência e por serem praticamente vizinhas, os respectivos filhos acabaram tendo muito contato e também criando um laço fraterno. Sim, eles se conheciam desde muito pequenos. Mesmo Nahyun sendo um ano mais velha, eles agiam como se fossem da mesma idade e o tratamento sempre foi de irmãos de mães diferentes.

A Park confiava sua vida a Taehyung! Pois, apesar do pequeno distanciamento que tiveram por causa de suas carreiras, a amizade sempre prevaleceu. Eles dizem não precisarem ficar 24 horas conversando ou tendo a necessidade da presença, que podem ficar meses sem conversar, pois quando se encontrarem novamente nada vai ter mudado e eles vão agir como grandes amigos que são.

— Park Nahyun! — o rapaz a despertou de seus devaneios. A expressão dele era séria como poucas vezes, já que era uma pessoa alegre e divertida. — Nem tente esconder ou mentir pra mim. Eu te conheço a tempo suficiente pra saber que está se preparando pra mentir.

Nahyun soltou um suspiro longo. Pegou o celular do bolso e entregou para o melhor amigo. 

— O de sempre… — colocou os cabelos recentemente coloridos atrás da orelha e encarou a calçada. Sabia que iria receber uma bronca do mais novo.

Taehyung manteve seus olhos na tela do celular, lendo os comentários e depois devolveu o aparelho para ela. Um silêncio tomou conta entre os dois amigos. O vocal do BTS tomou mais um gole da bebida e encarou a loira.

— O que posso falar? Meus argumentos acabaram pra esse tipo de situação. Você nunca me escuta, Nahyun. Nunca mesmo.

Taehyung estava tão frustrado quanto a amiga. Ele acompanhou de perto a dura situação de  Nahyun e das outras meninas do grupo. Perdeu a quantidade de vezes que aconselhou para que ela não se importasse com aqueles comentários ruins ou que não os procurasse, mas Nahyun era teimosa e estava sempre indo atrás de aceitação. Estava bastante saturado de ter que dar os mesmos conselhos para as mesmas situações.

— Eu sei que não deveria ler ou me importar, mas eu sou curiosa. Queria saber se as pessoas sentiram nossa falta,  se tinham esperanças… Mas parece que não! — a mais velha dos dois fungou de leve, se esforçando para não chorar mais uma vez diante do amigo.

— Do que você tá falando, Nana? Muitas pessoas estão feliz com a volta e a mudança do grupo. Você não está vendo a quantidade de comentários positivos na conta oficial de BLOOM?

Taehyung não sabia se dava uma cascudos na loira ou se a aninhava em seus braços.

— Eu sei, Tae… Mas, é difícil não ficar abalada com isso. Não quero que BLOOM fracasse. — algumas lágrimas desciam pelo rosto da garota que tentava limpar com a.manga da blusa. — É nossa última chance!

O rapaz suspirou pesado. Sentou mais próximo da morena e a abraçou com força suficiente para que ela entendesse que ele estava lá para apoiá-la.

— Nana, você tá sofrendo por antecedência. Deixa tudo rolar primeiro. O MV nem foi lançado. Para com isso, paboya. — Taehyung riu, sendo acompanhado pela loira. — Você nem parece aquela garota forte que manda todo mundo se foder.

— Me desculpa! É o estresse pré-comeback. Prometo não ler mais esses comentários. — a Park se afastou um pouco do rapaz e limpou os resquícios de lágrimas em seu rosto. — Mas vamos mudar de assunto… Quanto tempo eu não te vejo, pirralho. — Nahyun começou a rir, abraçando forte o mais alto.

— Ya! Eu não sou pirralho. — um biquinho enfeitou o rosto bonito do vocalista, que não aguentou muito e começou a rir. — Vem, noona, vamos dar um passeio pelo bairro.

— É pirralho sim! Mas, um pirralho que eu amo muito. — Nahyun sorriu sincera, apertando as bochechas do rapaz, que resmungou alto.

Taehyung rapidamente colocou-se de pé, sendo acompanhado pela coreana, e abraçou a amiga pelos ombros. Seguiram caminhando pelas ruas vazias, conversando sobre coisas aleatórias e rindo um bocado das piadas ruins que Taehyung havia aprendido com Jin.

E quem disse mesmo que um homem não pode ser melhor amigo de uma mulher?


Notas Finais


E mais uma tentativa... Talvez essa seja a última, mas vamos ser positivos né? Shjdnskskjsjsjs

Enfim... Eu era dona da antiga Elysian e Luna. Mas tanta coisa aconteceu que eu nem sei mais como explicar.

Tentei fazer um plot legal reutilizando algumas outras ideias de fics que eu tinha sobrando. Espero que gostem e possam dar algum tipo de apoio ♡

Menu: https://docs.google.com/document/d/1AbkI_NY0fT1hL81xTbQqaW0dnGwdQX6NWchXyjgIQsE/edit?usp=drivesdk

Twitter: @BLOOM__twt


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...