História Blowaster - Capítulo 10


Escrita por: ~

Postado
Categorias Demi Lovato, Fifth Harmony, Selena Gomez
Personagens Ally Brooke, Camila Cabello, Demi Lovato, Dinah Jane Hansen, Lauren Jauregui, Normani Hamilton, Selena Gomez
Tags Camren, Semi
Exibições 1.082
Palavras 2.609
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, FemmeSlash, Fluffy, Romance e Novela, Universo Alternativo
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Oláaaaaaaaa carinhas!!

Capítulo 10 - Game.


Lauren despertou cedo naquela manhã de sábado, a morena acordou sorrindo apenas por saber quem viria passar o final de semana com ela. Mesmo tendo ficado a noite quase toda com Ryan no Facetime ela acordou de ótimo humor por saber que em algumas horas o britânico estaria ao seu lado.

Ela precisava e muito daquilo, seria ótimo ter alguém para lhe fazer companhia.

Esticou seus braços, soltando um gemido satisfatório ao sentir seus músculos relaxarem e alguns ossos estalarem. Passou as mãos em seu rosto e bocejou fazendo com que um som agudo saísse de sua boca, apoiou suas mãos sobre o colchão e fez pressão sobre suas palmas para poder ficar sentada, para logo em seguida levantar-se. Caminhou até o banheiro a passos lentos, e ao chegar ao cômodo começou a despir-se.

 Precisa urgente de um longo banho.

[....]

 

Após sair do banheiro, Lauren vestiu-se com uma roupa casual simples, uma blusa branca larga e caída no ombro com a estampa do Bob Marley, um short jeans preto desfiado nas pontas e nos pés seus inseparáveis coturnos. Ela iria buscar Ryan no aeroporto, apesar do rapaz ter dito que não havia necessidade, a morena insistiu, pois está realmente com saudades do “namorado” e consequentemente melhor amigo.

Ela terminou de secar seus cabelos com a toalha de banho, deixando as pontas um pouco úmidas, mas ela não estava ligando para aquilo. Jogou a toalha um pouco encharcada sobre a cama mesmo, levaria a peça para o banheiro depois. Dirigiu-se até sua penteadeira localizada próxima a sua cama no canto esquerdo de seu quarto, sentou-se no banco e abriu a segunda gaveta onde sua maleta de maquiagem está. Começou a se maquiar sem muita pressa, ainda tinha algum tempo antes de receber a ligação de seu namorado lhe avisando que já havia pousado.

Depois de estar pronta e perfumada, Lauren pegou seu aparelho celular e as chaves do carro. Assim que ganhou a sala de seu apartamento, o celular vibrou em sua mão, ela sorriu abertamente. Deslizou o dedo sobre a tela e levou o aparelho ao seu ouvido.

— Baby boy.

Foi presenteada com aquela risada que tanto lhe faz bem, abrindo a porta da frente e saindo de seu apartamento.

— Vejo que alguém acordou de bom humor. – Os dois riram, Lauren alcançou o elevador e apertou o botão o chamando até seu andar. — E eu achando que iria te acordar.

Ryan fingiu estar chateado e Lauren soltou uma sonora gargalhada, o rapaz sempre a fazia rir com facilidade. Ela simplesmente ama isso. O elevador chegou ao andar em que a morena estava e ela rapidamente entrou naquela caixa de metal.

— Quem sabe da próxima, talvez...

— Quem sabe. – Lauren se olhou no espelho e ajeitou sua franja que estava maior por conta do seu papel no seriado, ela teve que deixar o cabelo crescer e não poderia tirar muito a franja. — Já está vindo?

— Estou dentro do elevador...

— Percebi! – Ryan exclamou risonho, pois a ligação estava falhando. — Vou esperar aqui, não demora que eu estou morrendo de saudades.

Lauren não pode evitar soltar um “awn” fofo. Ela também estava morrendo de saudades do britânico, não via a hora de passar o final de semana todo agarrada com ele. Ryan definitivamente tem os melhores abraços.

— Daqui a pouco eu chego ai.

 

[...]

Ryan esperava pacientemente Lauren, o rapaz estava recostado em uma pilastra próxima ao portão de embarque. Nenhum fã do britânico sabia de sua vinda para Los Angeles por isso ele pôde esperar a morena ali mesmo no aeroporto, sem nenhum problema até então. Ao lado dele estava apenas Jerry, seu segurança particular. Cada um dos cinco meninos tem um segurança de confiança para quando eles saem sozinhos.

— Ela chegou.

Ryan foi desperto de seus pensamentos ao ouvir a voz de Jerry lhe avisando da chegada de Lauren. O rapaz virou-se e rolou os olhos pelo aeroporto na busca de sua namorada, assim que a achou, ele abriu um enorme sorriso e soltou a alça da mala que estava aos seus pés. A morena sorriu para ele da mesma forma e correu em sua direção. Por sorte Ryan conseguiu firmar suas pernas quando o corpo da morena colidiu com o seu, pulando em seu colo. Ele segurou com firmeza na bunda de Lauren para lhe dar apoio.

— Que saudades, baby...

Lauren sussurrou em seu ouvido, emocionada, tinha realmente sentido falta dele. Os braços da morena se fecharam com mais força ao redor do pescoço de Ryan e o rapaz sorriu, feliz com aquele contato. Ele também tinha sentido muitas saudades dela.

— Também senti saudades, minha pequena.

Suas mãos subiram da bunda de Lauren e ele abraçou a cintura da morena, pressionando-a contra seu corpo. O abraço já tinha duração de 45 segundos, mas para eles a sensação era que horas haviam se passado enquanto eles se agarravam. Ryan inalou o delicioso perfume de sua namorada, ela é sempre tão cheirosa.

— Acho melhor irmos indo, acho que Lauren acabou atraindo alguma atenção.

Os dois ouviram a voz de Jerry atrás deles, Lauren tirou o rosto do pescoço de Ryan e olhou em volta vendo um grupo de cinco pessoas olhando em direção a eles. Os dois sorriram e se entreolharam, não era preciso palavras para que eles se entendessem, era hora de atuar um pouco. Lauren segurou com as duas mãos na nuca do rapaz e lentamente aproximou seu rosto do dele. Os lábios se tocaram num longo selinho, Ryan sorriu achando graça daquilo tudo o que acabou resultando na quebra de contato dos lábios. Lauren negou com a cabeça e puxou o rapaz para um beijo de verdade e bastou aquilo para que o mesmo grupo de jovens que estava os observando de longe sacassem seus aparelhos celulares e registrassem aquele momento.

Ryan movia lentamente seus lábios sobre os de Lauren, que o deixou guiar o ritmo carinhoso daquele beijo.

— Agora sim podemos ir.

Lauren murmurou contra os lábios do britânico, que prontamente concordou com a cabeça. Selou seus lábios com os de Lauren mais uma vez antes de pôr a morena no chão. Jerry pegou a única mala de rodas que Ryan havia trago e começou a andar em direção a saída. Ryan entrelaçou seus dedos com os de Lauren e os dois saíram dali sorrindo e de mãos dadas.

Com toda certeza aquela cena “apaixonada” dos dois daria o que falar.

 E era justamente isso que eles queriam.

[...]

 

Camila resmungou diversos palavrões quando o alto toque de seu celular ressoou em seu quarto. Ela só queria poder dormir em paz o dia inteiro, mas sua melhor amiga tinha outros planos quanto a isso. Soltando um bufo sem paciência, Camila alcançou seu celular e o atendeu finalmente.

— O que foi?

Camila fez questão de deixar bastante evidente seu mau humor, Selena do outro lado revirou os olhos ao notar a voz sonolenta e arrastada da latina.

— Eu não acredito que você estava dormindo uma hora dessas ainda.

Camila rolou para o outro lado de sua king size e coçou o olho esquerdo com sua mão livre. Ela se sentia exausta, parecia que tinha acabado de pegar no sono de tão exausta.

— E dormiria o resto do dia inteiro se você não enchesse o meu saco.

Camila rebateu rabugenta e Selena gargalhou, conhecia bem o gênio mal humorado de sua melhor amiga quando era acordada.

— Larga de ser birrenta e levanta essa bunda gorda da cama.

Uma carranca se formou no rosto da latina ao ouvir aquilo, sentiu vontade de xingar Selena, mas isso faria com que a amiga zoasse ela mais ainda.

— Ás vezes eu acho que você meio que formou com um complô com a Dinah e minha mãe. Não sei qual de vocês três consegue ser mais mandona e chata. Sinceramente.

Camila resmungou estressada. Ela estava de péssimo humor e tudo isso por quê? Simples, por culpa da pequena noitada da latina noite passada. O que resultou em uma puta ressaca, ela não estava com tanta dor de cabeça, mas seu estômago estava revirando mais do que tudo.

— Esse teu mau humor só pode significar duas coisas: ou você não comeu ninguém na noite passada, ou está com uma puta ressaca. E eu posso apostar duas vezes sem pensar que é a segunda opção. – Camila não pôde evitar a risada nasal sacana ao lembrar-se das duas loiras que ela havia transado na noite passada. — Eu sabia!

Selena identificou pela risadinha de Camila que a latina havia transado com alguém ontem à noite. As duas explodiram em uma gargalhada divertida. Camila bocejou rapidamente e sentou-se na cama, seu corpo estava pesado.

— O que você quer Marie? – Camila voltou a ficar séria de repente. Olhou para o relógio digital sobre a mesa de cabeceira e arregalou os olhos vendo o quão cedo estava. – O que você quer comigo uma hora dessa da madrugada?

— Madrugada? Querida em qual continente a senhorita se encontra? São quase duas horas da tarde, meu amorzinho.

Camila arregalou os olhos quando a realização caiu sobre si, ela não notou que era tão tarde assim. “Merda, eu estou atrasada!”, exclamou em pensamento. Levantou-se da cama de supetão e correu em direção ao banheiro, ignorando seu enjoo.

— Droga! – Bateu em sua própria testa. — Eu quase me esqueci do nosso compromisso.

— Percebi.

Selena rebateu irônica e Camila afastou o celular de sua orelha, ligou o viva voz e pôs o aparelho sobre a pia de seu banheiro. Começou a despir-se com rapidez, quase rasgando seu pijama e o conjunto de lingerie.

— Liga para a Dinah e avisa que eu tive um imprevisto.

Camila pediu correndo em direção ao box, sua voz num tom mais alto para que Selena pudesse ouvir.

— Eu já avisei, eu não sei como ela ainda não bateu na porta do seu apartamento.

Camila riu concordando mentalmente com a fala de Selena, ela sabia que era capaz de Dinah fazer mesmo aquilo. Dinah odeia atrasos, principalmente os de Camila que costumam ser excessivos. É necessário ter muita paciência para lidar com a latina.

— Vou terminar meu banho, quando terminar eu te aviso.

Camila gritou para Selena, que concordou e despediu-se, desligando a ligação segundos depois.

[....]

 

Quase 40 minutos depois Camila já estava pronta e saindo de casa. Mandou uma mensagem para Dinah avisando que já estava a caminho e mandou outra para Selena a avisando também. A latina surpreendeu-se com o número de ligações perdidas em seu aparelho celular. Ela tinha certeza que ouviria um sermão quando chegasse ao estádio.

Camila, Dinah, Selena e vários outros artistas iriam assistir a uma partida de beisebol beneficente, com o intuito de arrecadar dinheiro para ajudar as partes mais necessitadas da África. O jogo era aberto para qualquer um que quisesse ajudar.

— Finalmente! – Dinah exclamou ao ver uma Camila afobada aparecer no topo das arquibancadas. Elas não iriam ficar no camarote junto de alguns outros famosos, elas gostavam de sentir a energia da galera. — Estava quase saindo daqui para te buscar pelos cabelos.

Dinah revelou a Camila assim que a latina chegou ao seu lado, a mais baixa apoiou suas mãos em seus joelhos e inclinou-se para frente buscando desesperadamente o ar que havia perdido, tanto fugindo de paparazzis em frente ao estádio quanto sua pressa de chegar a tempo antes do jogo ser iniciado.

— Cadê a Selly?

Camila perguntou e endireitou sua postura, estalando sua coluna rapidamente. Dinah nem precisou responder, antes disso a outra morena surgiu atrás de Camila, junto dela estava Dylan que segurava uma bandeja com refrigerantes.

— Resolveu dar as caras, sua furona!

Camila estremeceu ao ouvir a acusação vinda de Selena, virou-se com um sorriso sem graça em seus lábios. Fitou a morena e engoliu seco ao deparar-se com aquele olhar sério.

— Desculpe Selly! Eu acabei me atrapalhando com a hora.

Desculpou-se rapidamente e Selena revirou os olhos. Cortou o espaço que separava as duas e deu um tapa no ombro de Camila, causando uma careta de dor na latina.

— Continue trocando suas amigas por causa de mulheres que eu vou cortar seus dedos.

— Deixe a Mila, Sel. – Dylan pediu e Camila suspirou aliviada quando a morena afastou-se dela para sentar em seu banco. — Oi Mila.

Dylan sorriu simpático e acenou para a latina, que retribuiu os gestos.

— Oi, Dylan.

Camila ouviu a risada de Dinah e balançou a cabeça, os quatro se sentaram para esperar o início da partida. Dylan distribuiu os refrigerantes e logo os amigos estavam entretidos em uma conversa sobre diversos assuntos.

 

[...]

 

O jogo foi iniciado, os dois times eram compostos por figuras públicas, tudo jogada de marketing para atrair as pessoas, e deu certo o estádio estava completamente lotado. Mas o dinheiro arrecadado ali seria doado para uma instituição de caridade.

Nem sempre o mundo da fama tinha só o lado ruim.

Todo mundo estava animado, comemoravam juntos para os dois times. Camila e seus amigos vibravam o tempo todo, Dylan e ela discutiam o tempo sobre os lances do jogo. Já Dinah e Selena apenas vibravam, pois não entendiam muito bem sobre as regras do beisebol. Ambas preferiam basquete.

— Chancho, olha só quem está aqui. – Dinah falou no ouvido de Camila atraindo sua atenção. Discretamente a morena alta apontou na direção de um camarote, onde nele era possível ver Ryan e Lauren atentos ao jogo. – O casal sensação.

Camila revirou os olhos, mas não conseguiu desviar o olhar de Lauren. A morena estava vestida com uma regata justa com um emblema da campanha que organizou o jogo e graças às paredes de vidro era possível ver que ela usava uma calça de couro. Camila sorriu e mordeu o canto de seu lábio inferior, a morena estava gostosa. Sem pensar duas vezes ela sacou o celular de seu bolso e abriu o WhatsApp.

Camila:

Você fica uma delicia com essa calça de couro... que vontade de apertar sua bunda.

Enviou a mensagem e ficou olhando a morena para ver qual seria sua reação, demorou quase um minuto para que Lauren percebesse que seu celular havia recebido alguma coisa. O sorriso que estava instalado em seu rosto morreu, dando lugar a uma expressão sem graça e tediosa ao ler a mensagem de Camila.

Lauren:

Meu namorado disse a mesma coisa...

Ps: E só ele terá o direito de apertar minha bunda haha.

Lauren sorriu irônica ao enviar as duas mensagens. Camila riu ao ler as mensagens da morena, sabia que ela queria a provocar. A latina não ficou com raiva, apenas com inveja por Ryan poder tocar Lauren da forma que ela a tocava. Porém ele tinha mais direito e possibilidades do que ela.

Camila:

Cara de sorte ele.

 

Lauren:

Muito.

 

Camila:

Dá uma desculpa pra ele e vai ao banheiro.

 

Camila não pediu, ela ordenou. Lauren levantou as sobrancelhas, incrédula ao ler o “pedido” da latina. “Quem ela pensa que é?”, pensou irritada. Ela encontraria uma forma de acabar com aquele egocentrismo todo de Camila, ou ela não se chamava Lauren Michelle.

Lauren:

O que você quer comigo?

 

Camila:

Você sabe o que eu quero...

 

Lauren:

Pena que seu tempo comigo acabou, eu já lhe disse aquilo não voltará a se repetir!

Lauren tentou deixar bem claro naquela mensagem que não queria nenhum tipo de envolvimento mais íntimo com Camila outra vez, mesmo que por dentro estivesse queimando para que a latina a possuísse de novo. Não poderia dar esse gostinho a ela, e não iria.

Camila abriu um enorme sorriso e preferiu não responder aquela última mensagem. “É o que veremos.”, pensou vitoriosa.

Enquanto para Lauren aquilo tudo já era uma coisa encerrada, para Camila era apenas o inicio de um jogo muito perigoso.

E delicioso.

Ela faria Lauren implorar por seus toques.


Notas Finais


Como estamos?

Espero que tenham gostado, e nos vemos em breve. Os dois próximos capítulos serão os mais modificados até agora, então eu realmente espero que vocês gostem....


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...