História Blue - Capítulo 10


Escrita por: ~

Exibições 178
Palavras 1.009
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Festa, Hentai, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência, Yuri
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas da Autora


Aqui está mais um capítulo fresquinho pra vcs.
Espero que gostem...

Capítulo 10 - Festa


Fanfic / Fanfiction Blue - Capítulo 10 - Festa

.:KAITLIN:.

Meu coração estava dividido, entre a Daisy e o Michael. Nunca tinha me apaixonado verdadeiramente e acho que nem estava naquele momento, mas o meu coração estava batendo tão forte, uma onda de felicidade invadiu meu corpo.

-Sim.-eu disse.

Não estava fazendo aqui por mim, mas sim pela Daisy. 

Ela deu um sorriso radiante.

Senti seus braços em volta do meu corpo, a ruiva enterrou seu rosto na curva de meu pescoço e ficamos ali, paradas e sentindo o calor uma da outra.

-Ainda vamos para a festa amanhã?-ela me perguntou, sentando-se na cama.

-Acho que sim...

Me deitei ao seu lado, sentindo seus braços me abraçarem por trás e logo adormeci.

(...)

Acordei com os primeiros raios de sol atingindo o meu rosto, tentei me levantar mas fui impedida por dois braços em volta da minha cintura.

Olhei para o lado e vi Daisy dormindo calmamente, retirei seus braços da minha cintura lentamente para não acorda-la e me levantei. Peguei uma muda de roupa e fui para o banheiro, abri a torneira e retirei meu pijama.

Entrei dentro do box e logo senti a água fria do chuveiro cair sobre as minhas costas nuas, soltei meus cabelos azulados e comecei a me esfregar. 

Terminei de me banhar e sai, enrolei a toalha em meu corpo e voltei para o quarto.

Quando eu sai do banheiro, Daisy já estava acordada. A mesma estava pegando uma toalha azul-escura de deu guarda-roupa e sorriu quando me viu.

-Sabia que você fica esquisita com o cabelo molhado?

-Digo o mesmo pra você.

Ela deu uma risadinha e foi para o banheiro. Peguei meu short jeans branco, minha blusa preta de alça e me vesti, coloquei meus chinelos e esperei a Daisy sair do banheiro.

Ela saiu depois de alguns minutos. Seu cabelo estava molhado, ela usava uma blusa vermelha de mangas curtas com a imagem de uma caveira e uma calça jeans cinza-clara.

-Quer tomar café da manhã?-ela perguntou.

-Claro, estou morrendo de fome.

Saímos do quarto e fomos para a cozinha, observei Daisy pegar duas tigelas e uma caixa de cereal açucarado. Ela se sentou na mesa comigo e começou a colocar o cereal nas tigelas.

Peguei o leite que estava na geladeira e coloquei dentro da minha tigela, me sentei e comecei a comer.

-Já sabe o que vai vestir para ir a festa?-a ruiva perguntou, colocando leite em seu cereal.

-Acho que eu vou com o meu vestido preto...

-Aquele que eu amo?

Olhei para ela e sorri.

-É.... E você?

-Acho que eu vou com aquele meu vestido vermelho.

-Ótima escolha.

Depois de tomarmos café da manhã, fomos para a sala. Daisy ligou o videogame e me deu um dos controles.

-Quer apostar quanto que eu vou ganhar de você?-ela me perguntou, se sentando do meu lado.

-Não tenho dinheiro.-eu disse e nós rimos.

~//~//~//~//~

Eu estava usando o meu adorável vestido preto que ia até os meus joelhos, era de alça e realçava um pouco os meus seios, também usava uma sapatilha da mesma cor.

-Como estou?-escutei a voz da ruiva me perguntar.

Daisy estava usando um vestido vermelho-claro que ia até seus joelhos, ele não era de alça e também realçava seus seios e ela usava uma sapatilha preta.

-Está linda.-eu disse.

-Você também.

 

Fomos para a festa andando mesmo, ainda bem que eu estava usando sapatilhas.

Quando chegamos lá, olhares eram direcionados a nós, comecei a ficar incomodada com aquilo e apertei o braço da Daisy fortemente.

-O que foi?-ela sussurrou pra mim.

-Não gosto desses olhares sobre mim...

-Está tudo bem.

Entramos na grande casa do playboy, entramos e fomos para a grande sala. Lá tinha um pequeno bar e um garçom servindo e preparando as bebidas.

Sentamos em uma das pequenas mesas.

-Vou pegar duas bebidas pra gente.-a ruiva disse antes de desaparecer na multidão de pessoas.

Fiquei ali, tentando não chamar a atenção de ninguém.

-Olha só quem está aqui.-ouvi uma voz que eu conhecia.-Kaitlin Hill!

Olhei para o lado e era o Michael. Não pude evitar de olhar para ele, ele estava realmente lindo.

Ele usava uma camiseta de mangas curtas da banda Slipkinot, uma calça jeans preta rasgada e com correntes e um tênis All Star preto de cano longo.

-Você aqui?-perguntei.-Mal chegou no colégio e já esta fazendo sucesso?

Ele riu, sentando-se do meu lado.

-Pensei que odiase festas.-ele disse.

-Insistência da Daisy...-dei de ombros.

Meus olhos percorreram pela sala e pararam na pessoa que mais me odiava no mundo.

Agnes estava usando um vestido laranja sem alças que ia até o chão, um salto alto da mesma cor e um batom vermelho forte em seus lábios.

Seus olhos captaram os meus, senti ela me fuxilar com seus olhos e pude jurar ter visto ela dar um sorriso diabólico.

Não me sentia confortável com aquilo...

-Tenho que ir...-eu disse para o Michael, saindo de lá e indo até a Daisy.

-O que foi?-ela me perguntou.

-Temos que sair daqui.-eu disse, a puxando para a saída.

-Olha só quem está aqui?-ouvi a voz irritante de Agnes soar pela sala.

Todos pararam o que estava fazendo e direcionaram seus olhos para mim.

-O que está fazendo aqui?-ela me perguntou.

-Olha, eu não quero problemas.

Ela riu.

-Devia ter pensado nisso antes de vir pra cá.

-Por favor, deixa ela em paz...-ouvi a voz da Daisy.

-Não falei com você, ruivinha.

Senti Daisy se encolher ao meu lado.

Então Agnes jogou o liquido que estava em seu copo em mim, todos começaram a rir e a cochichar.

-Será que ainda não percebeu? Ninguém aqui gosta de você, ninguém aqui precisa de você, ninguém aqui quer você perto.

Apenas permaneci quieta.

-Você é uma inútil.

-Obrigado...-eu disse.

-Pelo o que?

-Por me lembrar o do porque de eu evitar lugares desse tipo e pessoas como você.

-Se enxerga, garota! Por que acha que todos aqui ficaram te olhando? Por que acha que todos te ignoram?

Fiquei quieta.

-Porque ninguém aqui gosta de você.

E o que eu fiz?

Apenas sai correndo dali...



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...