História Blue - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Personagens Originais, Rap Monster, V
Tags Bangtan, Bangtan Boys, Bts, Hetero, Kim, Namjoon, Rap Monster, Taehyung
Exibições 106
Palavras 957
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Ecchi, Escolar, Famí­lia, Hentai, Romance e Novela, Saga, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 2 - Capítulo L


- Então, você se exclui ou eles que te excluem? – a menina nova da turma de NamJoon lhe perguntou

 

Se não estivesse tão chocado com sua beleza, ele teria lhe respondido, ou nem isso, pois na verdade era ele mesmo que se excluía. Era o primeiro dia de aula, com alunos novos, e uma delas havia sentado bem na sua frente, justo uma menina. NamJoon não podia com meninas, isso lhe deixava nervoso, e com ereções para o resto do dia. E o mais atraente nela era seu cabelo e sorriso. Cabelo bem preto e longo, com mechas azuis, e seus dentes errados (os caninos proeminentes, e bem para frente, com os acompanhados um pouco tortos e para trás). Seu tom de pele conseguia ser ainda mais escuro do que o do garoto, e isso ao contrário de muitos ali, o fascinava.

 

- Pelo visto, quem faz isso é você. – ela continuou sem nenhuma resposta aparente. – Mas não me importo, vou falar contigo. Somos colegas afinal.

- Somos?

- Ah, e eu pensando que o gato tinha comido sua língua. – e novamente sorriu para NamJoon

 

O mesmo sentia como se pudesse agarrá-la alí mesmo, e lhe beijar. Jurar amor eterno, sem nem mesmo sentir tal coisa. Não conseguia tirar os olhos dela, e isso estava o prejudicando. Seus pensamentos sempre o traia, e aquele momento era um desses traimentos. Desviou o olhar dela, pegou sua mochila e a posicionou em seu colo. Só podia ser a pior e maior vergonha da vida dele. Se alguém percebesse, estaria ferrado.

 

- Não quer conversar? Conversa comigo, sua voz é bonita. – agora a garota estava completamente virada para trás, e bem mais perto do que antes

 

O Kim se sentia apertado e incomodo, e vê-la daquele forma piorava tudo. Parecia uma pessoa bem para frente também. Dizendo esse tipo de coisa o fez queimar de vergonha. Torcia para ficar vermelho, nem ao menos sabia que conseguia ficar vermelho, considerando que isso nunca lhe ocorria.

 

- Você poderia calar a boca e virar para frente? – tinha que ser o mais grosso possível, assim ela não tornaria a falar com ele

- Não, não posso. O professor faltou, e eu tenho esse ritual de conversar com quem senta atrás de mim nas escolas novas, até que a pessoa vire meu melhor amigo. Tenho certeza que não vão subir tempo, considerando que já se passaram 20min. Sei que é sacanagem o professor do nosso primeiro tempo faltar, justo no primeiro dia... – NamJoon já não mais ouvia, ela falava demais, e era linda demais. Só podia prestar atenção em uma coisa, e era em sua beleza.

 

Hora ou outra, a garota – que agora, o outro percebera que não sabia seu nome – mexia em seus cabelos volumosos, e o cheiro doce de seu shampoo ia direto para suas narinas. Queria revirar os olhos, de tão gostoso que estava achando sentir o cheiro da menina. Isso só ajudou a piorar em sua ereção, estava começando a suar frio. Rezou e rezou com todas as forças, para que alguém lhe salvasse.

 

- Alunos, podem sair da sala, quando o próximo professor de você puder lhes dar aula eu aviso a todos.

 

Salvo pelo gongo.

 

- Vamos?! – perguntou a garota, pegando algo em sua mochila, era um maço de cigarros

 

O outro não se impressionou, e nem ao menos sabia como, mas queria fumar um fazia um tempo. Ansiava por um cigarro, e queria saber se aquela linda garota dividiria um com ele.

 

- Vem logo! – e lhe puxou. Lhe olhou com os olhos arregalados

 

Todos já haviam saído da sala, só tinham restado os dois, e a ereção de NamJoon. Ficou muito envergonhado por ela ter visto aquilo.

 

- Resolve isso, e vamos fumar. Você fuma, não é? – virou de lado para não ter de olhar, apesar de ser algo bem atraente aos olhos

- Fumo.

- Então, anda logo.

 

A garota saiu na frente, e com toda aquela vergonha, NamJoon não demorou para broxar. Entretanto, porém, todavia, ele teria de se aliviar ao chegar em casa. Caso de saco roxo não era muito sua praia.

Esperou uns minutinhos, e saiu da sala. Logo se chocando com a garota de antes, ela estava o perseguindo? O que uma menina linda como ela, iria querer com ele?

 

- Você não vai fumar comigo? – se aproximou de seu ouvido ao dizer isso. NamJoon foi a loucura, sentindo todo o corpo se arrepiar – Precisa me mostrar o lugar mais discreto e longe, onde ninguém vá sentir o cheiro e nos ver, claro.

 

Ali estava ele novamente, sem prestar atenção em nenhuma palavra proferida por ela, por ter apenas os olhos funcionando em sua direção. Mais especificamente em seu rosto.

 

- Qual seu nome mesmo? – perguntou para ela

- Hae Soo! – lhe informou com o maior sorriso de todos

 

NamJoon não ficou ao lado dela nem por 30min, mas já estava amando como a muito tempo não amava ficar ao lado de alguém. Devia se sentir um idiota? Um filho da puta escroto como dizia seu primo... Parou de pensar em besteira, e levou a garota para onde os dois poderia fumar em paz.

 

- E o seu? – perguntou HaeSoo, depois de já estarem fumando, o que levou um tempo para começarem, levando em conta o lugar em que estavam

- O meu o quê?

- O seu nome, idiota! – revirou os olhos, deixando o outro sem jeito com sua falta de educação

- Kim NamJoon.

- Seu olhos são lindos, NamJoon. – seu sorriso para ele não tinha inocência alguma – Assim como suas covinhas. Não mais que as minhas, mas são lindas também.

 

Verdade, HaeSoo também tinha covinhas... Como não percebeu? Deveria estar muito ocupado prestando atenção na região nos lábios. 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...