História Blue Contacts - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Bangtan Boys, Bts, Taekook, Vkook, Yoonmin
Exibições 71
Palavras 1.413
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


olá!!!!
é a primeira fic Taekook que eu posto aqui!!!
espero que gostem :)
comentem, por favor!! e favoritem a historia :))
beijos.

Capítulo 1 - One;


Jungkook;

Era uma manhã fria, o vento batia contra a minha janela e de vez em quando eu me assustava olhando para ela. Mas uma manhã de outono, eu gostava muito do outono, apesar de ser meio difícil querer ficar longe da minha casa. Pense pelo lado bom Jungkook, as férias estão quase chegando e poderá dormir o dia todo.

Coloco um dos meus casacos e saio de casa, como de costume nem minha mãe e nem meu pai estão por lá. Ando um pouco até chegar em minha escola. New York era muito bonita nessa época do ano. Morava em NY desde os dez anos quando meus pais se transferiram com outros três amigos e eles com seus filhos. Eles eram donos de uma enorme gravadora e uma academia de música também. Pelo menos não vim para cá sozinho.

Logo vejo Tae, Jin e Yoongi conversando igual idiotas em uma das paredes. Me aproximo e sorrio para eles que fazem o mesmo, eles começam a falar sobre algo que viram na casa de Jin ontem à noite, eu não pude sair pois estava de castigo por conta de uma nota baixa. 

– Kookie – Tae passou os braços pelos meus ombros e o olhei.

– Kim Taehyung você está usando lentes azuis? – me aproximo de seu rosto cerrando os olhos e logo me afasto.

– Sim, o que você achou? – ele pergunto soltando meus ombros mexendo no cabelo de uma forma que segundo ele deveria ser sexy.

– Ficou bom, qualquer coisa fica boa em você – disse o olhando e entramos na sala. Ele foi para sua mesa que dividia com Yoongi, me sentei ao lado de Jin que começou a falar sobre a matéria, tentei prestar a atenção no que ele falava, mas estava com muito sono e acabei vagando pela minha mente.

– Jeon Jungkook – ouço meu nome e olho para frente, era a professora de física que me encarava.

– Sim? – pergunto meio confuso e Jin rir e o olho confuso.

– A pergunta, pode responder – ela fala autoritária e suspiro, mais uma vez derrotado pelos meus pensamentos. Apenas dou de ombros e ela bufa indo perguntar de outro. A aula dela termina e somos liberados para os 30 minutos de intervalo. Sigo para o refeitório e pego um suco, ando um pouco, entro no ginásio onde Tae está sentado jogado no chão olhando seu celular rindo e Yoongi está dormindo em sua perna, como sempre, sento no seu lado de frente para as suas pernas e cruzo as minhas logo mexendo em meu celular.

Havia algumas mensagens de minha irmã, ela estava viajando pela Europa com a sua turma, fico feliz de pensar que próximo ano será a minha turma. Ouço Tae rir de algo e ele está quase se sufocando, apenas reviro os olhos com um pequeno sorriso. Sinto a mão dele na minha perna e continuo a mexer no meu celular. Ele começa a rir de novo e começa a bater em minha perna, em decorrência de seu riso.

– Ow, para – falo empurrando a mão dele e ele me olho com um sorriso bobo no rosto.

– Que? – ele agora franze as sobrancelhas e rio.

– Nada Tae – digo e bebo meu suco e como sempre ele pega a garrafa de minha mão e bebe, mesmo que ele tenho um suco fechado em seu lado, ele nunca bebia do dele, sempre do meu, era um costume que todos conheciam muito bem.

– Jungkook–ah – ele diz e o olho agora batendo de leve na testa de Yoongi que murmura algo mal humorado.

– Taetae – digo.

– Você acha mesma que a lente ficou boa? – ele pergunta como se realmente quisesse uma resposta verdadeira.

– Sim, azul combina com você – digo e ele rir logo voltando a olhar seu celular. Jin chega falando que fomos liberados e joga nossas bolsas em nós, sem nenhuma delicadeza, Yoongi acorda atordoado pela bolsa que caiu em seu rosto. Nos levantamos e fomos cada uma para sua casa. Moramos na mesma rua em prédios diferentes. Quando estava quase chegando sinto alguém segurar meu ombro e me viro dando de cara com olhos azuis.

~~

Taehyung;

 

Segurei o ombro de Jungkook que se virou com o rosto franzido e logo sua expressão ficou normal. Ele ficou me olhando e suspirei.

– Eu esqueci minhas chaves em casa – falei e ele apenas continuo andando e fiquei andando do seu lado. Entramos no prédio que ele morava e fomos para a cobertura onde ele apenas jogou a sua bolsa no canto da porta e foi tirando seu casaco e sua blusa. Fiquei o olhando e como sempre ele me olhou de volta com aquela incógnita que são seus olhos pretos. Joguei minha bolsa perto da sua e fomos para seu quarto. Ele se jogou em sua cama e começou a mexer no celular. Me sentei no chão e de vez em quando olhava ele.

Jeon Jungkook, a pessoa que eu conheço a tanto tempo, mas que nunca demonstrava nenhuma emoção, além de seus breves sorrisos, eu nunca conseguia saber o que se passava com ele. Dentro nós 4 ele era o mais fechado, o menino sem emoções.

– Taehyung – ouço meu nome e olho para Jungkook que agora está sentando em sua cama com um enorme moletom.

– Oi – digo e ele se senta na minha frente.

– O que você quer para comer? – pergunta mexendo nos cabelos meio despreocupado olhando o teto e logo se vira para mim.

– Não sei, qualquer coisa – dou de ombros e ele sorrir.

– Qualquer coisa é? – ele rir e reviro os olhos, esse era o Jungkook que queria que aparecesse mais vezes.

– Não, não qualquer coisa Jeon Jungkook – disse e ele fez uma careta.

– Não me chame pelos dois nomes, Kim Taehyung – diz se levantando e logo puxando meu braço e o segui para a cozinha onde me sentei na mesa e apoiei meu rosto nas mãos. Jungkook olhava as coisas na geladeira com um cara pensativa e logo a fechou me olhando – pizza – disse se sentando na mesa e logo ligando pedindo pizza. Fico o olhando, como se eu não conhece cada detalhe do rosto dele, acho que tanto tempos que passamos juntos eu sei até bem mais do que deveria.

– Tae? – ele fala e redireciono meus olhos aos seus – o que foi? – pergunta.

– Kook, por que você nunca demonstra nada, além de sorrir? – solto a pergunta involuntariamente e ele franze a testa.

– Como assim? – ele pergunta realmente parecendo confuso e suspiro.

– Você é uma interrogação para mim – digo o olhando.

– Você não me conhece? – percebo um brilho a mais em seus olhos, medo?

– Conheço idiota – digo – estou falando que você nunca demonstra muito o que sente, raramente sorrir e é isso.

– Ah – ele pela primeira vez parece triste – não sei, nãos sei mesmo – ele parece ficar desconfortável, me pergunto se haveria algo que ele que não contasse, mas não podia força–lo a tal coisa, então sorri e bati em seu braço, ele exibiu um pequeno sorriso. Fomos para sala e começamos a jogar um jogo que Jungkook ganhou todas as vezes. A pizza chegou e começamos a comer, ele se sentou na ponta do sofá olhando a série que passava na tv, me joguei e deitei na sua perna.

– TAEHYUNG – ele disse surpreso e o olhei assustado, ele nunca parecia surpreso.

– JUNGKOOK – disse do mesmo jeito e ele me mostrou seu telefone. Rio da sua repentina felicidade, ele parecia animado, Natalie a menina que ele gostava há tempos havia aceitado sair com ele – é esse é o meu garoto – falei rindo lhe entregando o telefone. Senti uma de suas mãos fazendo carinho em meu cabelo, isso era novo, mas gostava.

– Tae eu vou dormir um pouco – ele disse e levantei com ele e apenas assenti, ele se jogou no tapete com um travesseiro e dormiu em segundos. Comecei a andar pela casa dele, já havia feito isso várias vezes, fui no banheiro e comecei a procurar um remédio para dor de cabeça, mas vi alguns outros potes.

Paciente 251367: Jeon Jungkook. Idade: 17 anos. Remédio Controlado. 1 vez por dia.

Tinha uns quatro com a mesma informação, eram de diferentes cores e pareciam estar pela metade. Uma enorme confusão começou na minha cabeça, mas apenas fechei o a porta do armário e voltei para sala onde ele dormia tranquilamente e fiquei a dia inteiro com aquilo na mente, quando ele acordou disse que precisava ir e ele sorriu me dando um abraço e sai de lá com milhões de perguntas que queria fazer.


Notas Finais


espero que gostem!!!~
já tenho a história terminada então postarei todos os dias :)))
beijos e comentem!!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...