História Blue Heart - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Adolescente, Bitch, Blue Heart, Bubblegum Bitch, Bubblegum Heart, Colegial, Ficção, Ficção Adolescente, Ficção Teen, Froot, Romance, Teen
Exibições 13
Palavras 987
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Ecchi, Hentai, Lemon, Romance e Novela, Slash, Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 4 - I'm a Ruin


Fanfic / Fanfiction Blue Heart - Capítulo 4 - I'm a Ruin

"I played with your heart

And I could treat you better but 

I’m not that smart"


Acordo com o barulho da sendo aberta, quando abro meus olhos vejo Miguel entrar no quarto enquanto segura uma bandeja com algumas frutas, suco e outras coisas para comer.


- Meu plano era acordar você. - Miguel diz rindo.

- Eu tenho que parar de tentar fazer surpresas para você. 


- Eu acordei com a porta abrindo, o que quer dizer que, tecnicamente, você me acordou. - Rio e me sento na cama.

- Não precisava me trazer café na cama. - Digo sorrindo observando ele se aproximar de mim e retribuo o selinho que ele me dá.


- Eu sei, mas, queria fazer algo especial. - Ele se senta na cama e me entrega a bandeja.


- Transamos ao som de Lana Del Rey logo depois de termos falado que nós amamos. Acho que isso já foi especial o suficiente. - Rio, pego o sanduíche que está na bandeja e dou uma mordida nele.


- Ok, ok, aquilo foi especial, mas, me deixa te agradar, por favor. - Ele ri e eu concordo com a cabeça enquanto rio também.

- Então quer fazer algo hoje?


- Acho que hoje não dá. - Digo após terminar de engolir um pedaço do sanduíche.

- Tenho escola, e sé eu não for, é capaz da Hanna me matar, não falo com ela a dias. - Mordo mais um pedaço.


- Sabe, você não acha que a Hanna controla demais a sua vida?


- O que?! - Pergunto enquanto engulo e rio.

- Olha, as pessoas costumam perguntar ao contrário.


- É que sabe, ela sempre palpitando várias coisas e você segue tudo o que ela diz. E foi ela que ligou para o Alec não foi? Ela te perguntou antes?


- Sabe, Miguel, eu amo a Hanna, ela é minha melhor amiga, e sei que ela só quer o meu bem. Por isso sigo os conselhos dela. - Digo e termino o sanduíche.


- Tudo bem, eu só quero saber você sabe o que é certo para você.


- Já viu eu saber o que é certo ou errado? É isso que me faz ser quem eu sou. - Rio, pego o suco e sirvo no copo.


- Eu provavelmente estou atrasado. E minha mãe deve está louca atrás de mim, ou não, nunca sei. - Pego meu celular o ligando, vejo as horas e percebo que há uma mensagem de Alec.


Merda!


Tenho que ir, agora. - Digo colocando a bandeja a meu lado e me levanto rapidamente.


- Esta tudo certo? - Miguel me pergunta erguendo a sobrancelha.


- Não... sim... mais ou menos. - Digo enquanto procuro minha roupa.

- Hanna teve um problema, e eu tenho que ver o que aconteceu... Arh! - Digo com raiva por não achar minha roupa, ando até o armário de Miguel e pego algumas roupas dele, mesmo sabendo que vão ficar grandes.


- Ok, então... quer uma carona?


- Não precisa! - Digo enquanto começo a vestir uma blusa rosa, uma jeans branca rasgada e um sapato branco.

- Essa calça ficou justa em mim? Como? - Pergunto me olhando no espelho do armário.


- Não é minha. - Miguel diz rindo.


- Olha, vamos conversar sobre isso depois. - Rio, pego meu celular e dou um selinho rápido em Miguel.

- Te amo. - Digo sorrindo.


- Também te amo. - Ele sorri.


- Até mais tarde, amor. - Digo sorrindo e saio correndo do quarto antes de uma resposta.


Saio da casa dele correndo, vou até a minha, subo para meu quarto, pego minhas chaves e minha mochila e corro até a garagem.

Assim que saio com o carro, ligo o rádio e o som, de "Freak" da Lana Del Rey, invade o carro e começo a cantar junto.


- Come to California be a freak like me, too... - Canto sorrindo enquanto aumento o som e olho para a estrada, afinal de contas, não quero um acidente, de novo.


Paro o carro no estacionamento da escola, desço e corro até entrada logo vendo Alec parado ali.


- Hey amor. - Ele diz sorrindo ao me ver e se aproxima de mim para me dar um selinho.


- Ah... oi, Alec. - Digo meio nervoso e desvio do selinho.

- Tudo bem com você? 


- An... sim... e com você? - Ele pergunta claramente confuso.



- Óbvio. - Sorrio fracamente.

- Vamos ir para a aula? - Digo entrando na escola.


- Espera um pouquinho. - Ele me segura pelo braço.

- O que aconteceu com você?


- Que?... Nada.


- Não minta para mim.


- Ok. - Suspiro.

- Eu... eu... - Fecho meus olhos. Porra, por que é tão difícil?

- Eu e Miguel transamos. E eu não posso simplesmente escolher quem eu quero. Sei que é errado e não posso ter tudo, mas sem você eu tenho medo de cair e sem o Miguel eu pareço nem parar em pé.


- Eu não acredito... - Alec diz em uma mistura de raiva e tristeza.

- Por que eu ainda tento ter algo com você?!


- Alec... - Sinto meus olhos se encherem de lágrimas.

- Não é certo eu tentar te convencer que eu valho a pena. Apenas... desista de mim. Não sei se vai doer, mas, desista de mim, não posso fazer isso com você.


- Então é isso, Bradley? Você vai apenas falar para mim desistir? - Alec diz quase gritando.

- Depois de tudo isso, você vai querer que eu desista?!


- Então não desisti! Faça o que quiser, pela primeira vez eu estou tentando fazer algo certo, o resto da decisão é sua. - Digo tentando parecer irritado e saio andando.


Mais um término, mas dessa vez, eu o deixei. É estranho o fato de fazer isso me da uma sensação de alívio. Faz tanto tempo que não faço isso, tinha esquecido de como essa sensação é... ótima?!

Mas que porra, o que eu sou?! Não posso ser uma pessoa normal nem nessas horas?

Eu deveria tratar o Alec melhor, o Miguel melhor, a Hanna melhor, mas pelo visto eu não sou tão inteligente para isso. Eu sou uma ruína completa.


Notas Finais


Estão gostando? Digam, qual shipp é melhor? Falem tudo ♡


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...