História Blue Heart - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Adolescente, Bitch, Blue Heart, Bubblegum Bitch, Bubblegum Heart, Colegial, Ficção, Ficção Adolescente, Ficção Teen, Froot, Romance, Teen
Exibições 6
Palavras 987
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Ecchi, Hentai, Lemon, Romance e Novela, Slash, Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 4 - I'm a Ruin


Fanfic / Fanfiction Blue Heart - Capítulo 4 - I'm a Ruin

"I played with your heart

And I could treat you better but 

I’m not that smart"


Acordo com o barulho da sendo aberta, quando abro meus olhos vejo Miguel entrar no quarto enquanto segura uma bandeja com algumas frutas, suco e outras coisas para comer.


- Meu plano era acordar você. - Miguel diz rindo.

- Eu tenho que parar de tentar fazer surpresas para você. 


- Eu acordei com a porta abrindo, o que quer dizer que, tecnicamente, você me acordou. - Rio e me sento na cama.

- Não precisava me trazer café na cama. - Digo sorrindo observando ele se aproximar de mim e retribuo o selinho que ele me dá.


- Eu sei, mas, queria fazer algo especial. - Ele se senta na cama e me entrega a bandeja.


- Transamos ao som de Lana Del Rey logo depois de termos falado que nós amamos. Acho que isso já foi especial o suficiente. - Rio, pego o sanduíche que está na bandeja e dou uma mordida nele.


- Ok, ok, aquilo foi especial, mas, me deixa te agradar, por favor. - Ele ri e eu concordo com a cabeça enquanto rio também.

- Então quer fazer algo hoje?


- Acho que hoje não dá. - Digo após terminar de engolir um pedaço do sanduíche.

- Tenho escola, e sé eu não for, é capaz da Hanna me matar, não falo com ela a dias. - Mordo mais um pedaço.


- Sabe, você não acha que a Hanna controla demais a sua vida?


- O que?! - Pergunto enquanto engulo e rio.

- Olha, as pessoas costumam perguntar ao contrário.


- É que sabe, ela sempre palpitando várias coisas e você segue tudo o que ela diz. E foi ela que ligou para o Alec não foi? Ela te perguntou antes?


- Sabe, Miguel, eu amo a Hanna, ela é minha melhor amiga, e sei que ela só quer o meu bem. Por isso sigo os conselhos dela. - Digo e termino o sanduíche.


- Tudo bem, eu só quero saber você sabe o que é certo para você.


- Já viu eu saber o que é certo ou errado? É isso que me faz ser quem eu sou. - Rio, pego o suco e sirvo no copo.


- Eu provavelmente estou atrasado. E minha mãe deve está louca atrás de mim, ou não, nunca sei. - Pego meu celular o ligando, vejo as horas e percebo que há uma mensagem de Alec.


Merda!


Tenho que ir, agora. - Digo colocando a bandeja a meu lado e me levanto rapidamente.


- Esta tudo certo? - Miguel me pergunta erguendo a sobrancelha.


- Não... sim... mais ou menos. - Digo enquanto procuro minha roupa.

- Hanna teve um problema, e eu tenho que ver o que aconteceu... Arh! - Digo com raiva por não achar minha roupa, ando até o armário de Miguel e pego algumas roupas dele, mesmo sabendo que vão ficar grandes.


- Ok, então... quer uma carona?


- Não precisa! - Digo enquanto começo a vestir uma blusa rosa, uma jeans branca rasgada e um sapato branco.

- Essa calça ficou justa em mim? Como? - Pergunto me olhando no espelho do armário.


- Não é minha. - Miguel diz rindo.


- Olha, vamos conversar sobre isso depois. - Rio, pego meu celular e dou um selinho rápido em Miguel.

- Te amo. - Digo sorrindo.


- Também te amo. - Ele sorri.


- Até mais tarde, amor. - Digo sorrindo e saio correndo do quarto antes de uma resposta.


Saio da casa dele correndo, vou até a minha, subo para meu quarto, pego minhas chaves e minha mochila e corro até a garagem.

Assim que saio com o carro, ligo o rádio e o som, de "Freak" da Lana Del Rey, invade o carro e começo a cantar junto.


- Come to California be a freak like me, too... - Canto sorrindo enquanto aumento o som e olho para a estrada, afinal de contas, não quero um acidente, de novo.


Paro o carro no estacionamento da escola, desço e corro até entrada logo vendo Alec parado ali.


- Hey amor. - Ele diz sorrindo ao me ver e se aproxima de mim para me dar um selinho.


- Ah... oi, Alec. - Digo meio nervoso e desvio do selinho.

- Tudo bem com você? 


- An... sim... e com você? - Ele pergunta claramente confuso.



- Óbvio. - Sorrio fracamente.

- Vamos ir para a aula? - Digo entrando na escola.


- Espera um pouquinho. - Ele me segura pelo braço.

- O que aconteceu com você?


- Que?... Nada.


- Não minta para mim.


- Ok. - Suspiro.

- Eu... eu... - Fecho meus olhos. Porra, por que é tão difícil?

- Eu e Miguel transamos. E eu não posso simplesmente escolher quem eu quero. Sei que é errado e não posso ter tudo, mas sem você eu tenho medo de cair e sem o Miguel eu pareço nem parar em pé.


- Eu não acredito... - Alec diz em uma mistura de raiva e tristeza.

- Por que eu ainda tento ter algo com você?!


- Alec... - Sinto meus olhos se encherem de lágrimas.

- Não é certo eu tentar te convencer que eu valho a pena. Apenas... desista de mim. Não sei se vai doer, mas, desista de mim, não posso fazer isso com você.


- Então é isso, Bradley? Você vai apenas falar para mim desistir? - Alec diz quase gritando.

- Depois de tudo isso, você vai querer que eu desista?!


- Então não desisti! Faça o que quiser, pela primeira vez eu estou tentando fazer algo certo, o resto da decisão é sua. - Digo tentando parecer irritado e saio andando.


Mais um término, mas dessa vez, eu o deixei. É estranho o fato de fazer isso me da uma sensação de alívio. Faz tanto tempo que não faço isso, tinha esquecido de como essa sensação é... ótima?!

Mas que porra, o que eu sou?! Não posso ser uma pessoa normal nem nessas horas?

Eu deveria tratar o Alec melhor, o Miguel melhor, a Hanna melhor, mas pelo visto eu não sou tão inteligente para isso. Eu sou uma ruína completa.


Notas Finais


Estão gostando? Digam, qual shipp é melhor? Falem tudo ♡


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...