História Blue Neighbourhood - Larry Stylinson - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Ed Sheeran, Ellie Goulding, One Direction
Personagens Ed Sheeran, Ellie Goulding, Harry Styles, Liam Payne, Louis Tomlinson, Niall Horan, Zayn Malik
Tags Larry, Larry Stylinson, Ned, Romance, Ziam, Ziam Mayne
Exibições 64
Palavras 4.614
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Crossover, Famí­lia, Ficção, Romance e Novela, Slash
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


OI MEUS BIRDSZINHOS INCRÍVEIS !
Como estão?
Voltei <3
E eu quero agradecer do fundo do meu coração pelos 26 favoritos logo no primeiro capítulo e pelos 7 comentários <3
Eu sei que já falei isso antes mas EU AMO VCS <3
Acho que esse foi o maior capítulo que eu já fiz...então
APROVEITEM <3

Capítulo 2 - The Cigarette


Fanfic / Fanfiction Blue Neighbourhood - Larry Stylinson - Capítulo 2 - The Cigarette

 Harry P.O.V

 -Eu também Lou...-Falo encarando fundo aquela imensidão azul.

 Acho que além do seu sorriso os seus olhos são minhas coisas favoritas nele, é tão lindo quando ele sorri e forma aquelas ruguinhas.

 -Fala sério vocês se viram ontem, todos nós nos vimos-Liam disse revirando os olhos e eu coloquei Louis no chão.

 Ontem todos nós estamos sem fazer nada, então vieram para minha casa e passamos a tarde inteira jogando vídeo-game.

 -Nos deixa Boliam-Louis fala rindo e abraçando Liam.

 -Okay anão-Liam fala fazendo Louis bufar e abraçar Niall.

 -Babac...-O sinal interrompe a fala de Louis fazendo vários adolescente se amontoarem para entrar.

 Olho em cima da porta onde as á o aglomeramento de pessoas e vejo uma faixa escrita “Sejam todos bem vindos a Lakewood”.

 -Devia estar escrito Sejam todos bem vindos ao inferno!-Falo suspirando assim que atravesso a porta.

 -Quem vê pensa que é zoado-Louis fala rindo e indo ao meu lado.

 -Não sou, mas é um saco essa rotina de estudos-Falo revirando os olhos.

 Assim que olho para frente daquele extenso corredor vejo Zayn Malik e seu grupinho de amigos vindo em nossa direção.

 Zayn é o Badboy da escola com suas belas e caras roupas de couro, mas apesar disso ele é um cara legal...quer dizer eu só troquei duas palavras com ele, mas ele sempre ajuda os outros, pelo que me lembro no final do ano passado ele fez uma grande doação de dinheiro para a caridade.

 -Hey Zayn-Liam fala baixo assim que Zayn passa ao lado dele-E você continua me ignorando-Fala em um suspiro.

 Liam tem um crush em Zayn desde que eu me conheço por gente. Desde pequeno Liam olhava para ele de um jeito diferente isso na época ele era “hetero”, mas ao passar do anos a paixão foi aumentando, e o interesse em meninos também, até que quando tínhamos quatorze anos o mesmo se assumiu gay para nós e sua família e ambos os grupos o acolheram de bom grado.

 -Li, você nunca vai conseguir que ele te note se você fala com o mesmo do jeito que alguém fala quando está passando a senha de algo sigiloso-Niall fala atrás de mim junto a Liam.

 -Eu sei mas...é vergonhoso-Liam fala e eu posso jurar que ele está corando.

 -Nossa em Baleia-Niall fala entediado.

 -Por que você chegou no horário Lou? você me disse que iria se atrasar-Falo olhando Louis que está eu meu lado parando de prestar atenção na coversa dos meninos.

 -Ah...eu me apressei  para me trocar e tomei café da manhã rápido, então consegui chegar a tempo-Fala me encarando e sorrindo.

 -O porquê disso? Porque da pressa? sei que você não ligaria de chegar atrasado-Falo e ele solta um risinho concordando.

 Não que Louis se atrase muito, nem me lembro da última vez que isso aconteceu já que sempre vamos juntos, mas ele não liga tanto para a escola, apesar de não admirar tanto ela eu me preocupo, diferente do mesmo que quase dorme em todas as aulas.

 -Para te ver logo...-Fala e eu sorrio largo com o aquecimento que está acontecendo com meu coração-Q-quer d-dizer para ver todos vocês.

 -Ow que lindo isso Lou-Niall fala colocando a mão no ombro do Louis e o apertando de leve-Vocês sabem que aula tem agora?

 -Tenho biologia-Eu e Louis falamos em coro e sorrimos um para o outro.

 -Tenho Inglês-Liam fala bufando.

 Inglês não é a matéria favorita de Liam, mesmo que sua menor nota na mesma tenha sido oito o mesmo não entende o do por que de ele existir.

 -Matemática-Niall fala e revira tantos os olhos que ficaram brancos.

 Matemática é de longe a matéria favorita de Niall, ele mesmo não sabe como passa.

-Coitadinhos de vocês...vamos hazza, tchau meninos-Louis fala me puxando e eu aceno para os meninos que gritam um “tchau”.

 -Qual é a nossa sala?-Pergunto embarrando em várias pessoas pela pressa que Louis me puxa me fazendo pedir várias desculpas.

 -B2!-Fala parando de frente para uma porta-É essa...

 Abro a porta e deixo ele entrar primeiro como uma forma de cavalheirismo, mesmo ele sendo um homem minha mãe me ensinou a ser educado com todos, e seria muita hipocrisia eu não fazer isso só porque ele é um menino.

 Entro na sala e vejo que Louis já encontrou um lugar e me chama para espaço vazio ao seu lado.

 Enquanto caminho até o assento dou uma olhada na sala e reconheço todos vendo apenas no máximo dois rostos novos.

 -Eu estou tãooo animado-Fala sorrindo empolgado assim que me sento.

 -Eu não-Falo pegando meu material.

 -Deixa de ser pessimista Haz...é um novo ano, novas coisas, e eu espero que novas aventuras-Fala sorrindo travesso.

 -Não sorri assim-Falo rindo e ele morde a ponta língua.

 -Assim como?-Pergunta voltando a fazer o mesmo sorriso.

 -Assim...como se agora mesmo fosse botar fogo na sala-Falo e ele ri.

 Logo vejo a porta sendo aberta pelo velho e rabugento professor de Biologia. Nunca vi ele desfazer aquela carranca, sempre sério, com as sobrancelhas em forma de V e os lábios em uma reta fina.

-Bom dia...abram os livros na pagina cento e vinte e cinco-Fala de forma brava mesmo não estando.

 Será um longo ano.

 ***

 -Você viu a cara dele quando o Charles perguntou para ele se os sapos eram verdes por causa que comiam muita alface?-Louis fala gargalhando assim que saímos da sala.

 -Sim! E quando a Beth perguntou para ele o que o sapo disse para o Bob Marley?-Pergunto rindo tanto a ponto de me deixar vermelho.

 -REGGAE!-Gritamos juntos a resposta chamando a atenção de várias pessoas.

 -Aí que lindo, meu otp interagindo-Niall fala batendo palmas.

 -Niall...para com isso-Louis fala revirando os olhos.

 -Não sei por que você fica tão irritado quando eu falo eu falo isso...vocês tem um bromance-Fala nos encarando.

 -Bromance?-Pergunto confuso.

 -É...uma expressão utilizada para designar um relacionamento íntimo, não-sexual, entre dois homens, uma forma de intimidade homossocial-Niall fala sério sobre o assunto.

 As vezes me assusto o quanto Niall gosta de ver eu o Louis juntos. Desde pequeno ele dizia que nos achava fofos quando estávamos um com o outro, e que tínhamos algo diferente de amizade, e isso se evoluiu quando ele se tornou mais velho, não duvido de ele ter fotos minhas e de meu melhor amigo espalhados pelo quarto, mas paro para pensar que eu já fui ao seu quarto tantas vezes e as únicas coisas que tem são posters do OneRepublic, aposto ele deve tirar as fotos quando eu vou lá.

 Dou risada com os meus pensamentos e vejo que Niall e Louis estão discutindo sobre não sermos um casal.

 -Tivemos duas aulas seguidas com o professor Mcvell-Falo para interromper a briga.

 -Que merda-Liam fala e eu assenti-Tive uma aula com a professora Violet e uma com o professor Cherman.

 Entramos no refeitório e fomos em direção à fila para pegarmos nosso lanche. Assim que passamos pegamos a refeição sentamos em uma mesa qualquer para comer.

 -A cada que vez que a vejo ela está mais linda-Louis fala apoiando o queixo na mão e dando um suspiro profundo.

 Me surpreendo o tempo que passou sem ele falar dela.

 Eleanor calder.

 Louis vem gostado dela desde que tinha quinze anos, ou seja, não faz tanto tempo já que atualmente ele tem dezesseis, mas esse um ano já o fez sofrer bastante com ele vendo ela com outros garotos. Ele é apaixonado por ela, e eu admiro isso nele, com o seu grande sonho de namorar com a mesma.

 Eleanor tem dezessete anos, com aparência de mais nova, segundo Louis, mas eu não acho, com olhos cor de mel, cabelos levemente cacheado e corpo magro ela é relativamente muito bonita e dona de vários olhares.

 -Vocês não acham?-Pergunta encarando fixamente a figura feminina.

 -Sim-Respondemos em um tom desanimado.

 -Nossa...que desanimo é esse?-Pergunta saindo de seu transe e olhando todos na mesa.

 -Nada-Liam fala começando a comer sua maça.

 -Lou, você nunca vai ficar com ela-Niall simples encarando Louis.

 -Lógico que vou...e vai ser essa ano-Louis fala revirando os olhos.

 -A probabilidade de isso acontecer é a mesma que o Liam ficar com Shailene Woodley-Niall responde e eu seguro a risada, já Liam não parece fazer o mesmo pois se engasga com a maça de tanto rir.

 -B-A-B-A-C-A-Louis assoletra encarando brevemente Eleanor.

 -E você Harry o que acha?-Niall chama minha atenção e eu arqueio a sobrancelha confuso-Do Louis e da Elounor...

 -Bem...-Faço uma pausa para beber meu suco e vejo que todos da mesa me encaram-Eu torço para a felicidade dele e se ele é feliz com ela, fico contente com isso-Falo logo após dando um sorriso.

 -Ow Haz-Louis fala me abraçando e eu retribuo aspirando fundo seu cheiro.

 E mesmo com o passar dos anos ele continua com o mesmo cheiro.

 Talco de bebê.

 -Li o que você do Josh?-Niall pergunta aleatoriamente e eu e Louis desfazemos o abraço.

 -Como assim o que eu acho dele?-Liam pergunta arqueando a sobrancelha.

 -Você acha ele pegavel?-Niall pergunta a ele novamente.

 -Sei lá, por um acaso eu gosto do amigo dele-Liam responde dando de ombros enquanto come a sua maça.

 -Eu acho ele bonito-Niall fala encarando Josh, que no momento conversa com Zayn.

 -Ah não Niall, não vá me dizer que você virou gay-Louis fala revirando.

 Louis é homofóbico, mas sempre nega quando perguntado, afinal, todo preconceituoso fala que não tem preconceito. O mesmo diz que Liam é o único gay que ele de fato respeita e admira, mas diz que ele aceita os outros também, porém todas as vezes que passamos por um casal gay ele faz cara de nojo.

 Agora que me recordo que nem todo mundo acolheu Liam quando ele se assumiu, o Louis ficou uma semana sem falar com o mesmo, lógico que andavam juntos já que somos um grupo, mas nenhum trocava uma palavra com o outro, após essa uma semana o Tomlinson voltou a falar com Payne, e ambos viraram novamente amigos.

 Essa homofobia dele me magoa profundamente, pois eu acho que as pessoas devem ser felizes independente com quem estejam e ninguém tão nada a ver com isso, todos são livres para escolher com quem ficar.

 Meu melhor amigo sempre vem com discurso a favor dos héteros ou mandando indiretas contra gays, e eu vejo o quanto Liam fica triste com isso, Louis não faz por mal, ele é apenas bobo o suficiente para não reparar o quanto as palavras dele machucam. Por isso ele sempre “briga” com os meninos sobre eu e ele sermos um casal, já que segundo a o mesmo, ele é de fato hétero e NUNCA ficaria com rapazes. Eu sou hétero e não é por isso que eu fico falando essas besteiras que ele fala.

 -Não, mas isso não tem sentido, só porque eu achei um menino bonito não significa que eu seja gay!-Niall fala irritado e Louis faz uma cara de desconfiado.

 -E se ele for Louis, qual o problema?-Liam se intromete na conversa com uma cara brava.

 -Nenhum, eu só perguntei-Louis responde encarando seriamente Liam.

 Um silencio de instala no local, todos estão comendo menos Louis, que encara Eleanor de vez em quando.

 -Então...-Começo a puxar assunto-Vocês já escutaram Isn't she lovely?

 -Harry, fala sério, essa musica é mais antiga que meu avô-Niall fala de forma entediante mas engraçada.

 -Hey, não é tão antiga assim-Falo me fazendo de ofendido.

 -Bad Things é bem melhor e ainda por cima a linda da Camila Cabello que canta-Niall fala é todos da mesa dão risada.

 -São gêneros diferentes-Falo sorrindo.

 E se passou o intervalo inteiro entre eu e Niall discutindo qual musica era melhor e depois eu comentei que Gemma iria embora hoje, mas com o escoar do sinal todos foram para a sala cujo tinham aula.

 Reparei que Louis me olhava toda hora, mas eu nem o encarava de volta já que estava tão intertido conversando com Niall, não sei por que fico tão feliz quando ele faz isso.

 E por conhecidência nossa ultima aula foram juntas.

 Paramos em frente aos nosso armários para podermos guardar o material. Nossos armários são um do lado do outro, um acaso do destino.

 -Você vai em casa hoje?-Pergunto arqueando a sobrancelha.

 Sempre depois da aula Louis vai para minha casa ou eu vou para a dele é um costume, mas não fazemos nada de tão incrível.

 -Não vai dar...-Fala e fecha a porta do armário-Minha mãe vai sair com a Charlotte e pediu para eu cuidar das minhas irmãs e do meu irmão...eu até falaria para você ir lá já que as gêmeas estão bem grandinhas e o Ernest não da tanto trabalho, mas minha mãe falou para eu ficar de olho neles e não levar ninguém

 -Okay-Falo sorrindo triste.

 -Não fica triste Hazzy...eu te amo-Fala me abraçando e eu retribuo.

 -Eu também te amo-Falo me acomodando mais em seus braços.

 -Meu shipp Baliam me segura!-Niall fala caindo em cima do Liam que o segurou e deu risada.

 -Cala boca Nini...vamos!-Louis fala saindo na frente e nós três vamos atrás.

 Assim que chegamos no pátio para sair da escola vejo uns olhares sobre Louis, tanto meninas quanto a de alguns bem poucos meninos, alunos novos e antigos, não digo que somos populares mas qualquer um repararia na beleza daquele garoto.

 Coloco o braço em volta da cintura dele e o puxo para mais perto de mim. Sempre que estou com ciúmes dele eu faço isso, ela já esta acostumado e deixa, não que eu faça isso frequentemente mas ele já acha normal.

 Não é ciúmes de algumas pessoas estarem olhando para ele, talvez seja um pouco, mas sim medo de perdê-lo para elas.

 Caminhamos para fora da escola sem pressa.

 -Tchau meninos-Louis fala sorrindo.

 -Tchau casal-Liam e Niall falam e coro e saem correndo no sentido contrario do nosso.

 -Idiotas-Louis fala revirando os olhos e eu permaneço com o braço em sua cintura enquanto começamos a andar-Eu gosto de Isn't she lovely, mas prefiro Elvis Ain't Dead-Fala e eu sorrio.

 -Meu Deus, você cantava muito essa musica na época que você tinha aquele cabelo arrepiado-Falo caindo na gargalhada ao lembrar.

 Quando Louis tinha doze anos ele tinha o cabelo para o alto e vivia com uma camisa vermelha da seleção da Inglaterra, me lembro até hoje de come ele se achava um jogador profissional com aquela blusa.

 -Ei pare de me zoar...você parecia um bolinho naquela época, com aquela pequena franja, nem cachos você tinha-Fala e eu mostro a língua para ele.

 -Eu era bonito pelo menos-Falo me gabando e ele faz uma falsa cara de ofendido.

 -Então eu era feio? Nossa!-Fala se desprendendo do meu braço e saindo correndo na frente.

 Suas pernas são curtas então com apenas alguns passos meus eu já o alcanço.

 -Parece que o baixinho tem dificuldade em correr-Falo sorrindo e ele revira os olhos.

 -Ah cala boca-Fala bufando.

 -Ninguém manda eu calar a boca-Falo começando a fazer cócegas nele.

 -H-hazza p-p-para-Fala caindo na gargalhada.

 Adoro fazer ele rir, sua risada é tão fofa e doce que eu poderia escutar ela para sempre.

 -H-h-hazzyyyyyy-Ele fala prolongando meu apelido me fazendo sorrir mais do que estava sorrindo.

 -Pede desculpa-Falo rindo junto a ele.

 -Não!-Fala firme mais ainda rindo.

 -Fala!-Falo fazendo mais cócegas.

 -D-desculp-pa-Fala e eu paro-Ufa!

 -Isso é para nunca mais mandar eu calar a boca-Falo sorrindo e ele nega retribuindo.

 Durante o percurso falamos assuntos diversos e logo chegamos.

 -Tchau Boo-Falo o abraçando apertado.

 -Tchau Hazza-Fala retribuindo mas logo o desfaz saindo correndo e entra em sua casa.

 Subo as escadas e abro a porta reparando que não á ninguém em casa já que Gemma foi embora e minha mãe esta trabalhando.

 Subo as escadas e me taco na cama deixando minha mochila no lado.

 Estou um pouco triste por saber que Louis não passara à tarde comigo, tinha até separado alguns jogos para nós jogarmos, mas vou tentar esquecer isso fazendo minha lição de casa.

 ***

 Já são onze e meia e não consigo dormir então resolvo ir tomar um leite.

 Minha mãe chegou seis horas em casa e logo após jantamos, nada de especial. Se Louis estivesse aqui ele provavelmente iria embora apenas meia noite, já que sua casa é do lado da minha.

 Quando vejo já estou na cozinha.

 Abro a geladeira, retiro a garrafa de leite dando um longo e prolongado cole.

 Está tudo tão escuro, só ha uma pequena luz do poste atravessa a janela meio aberta. Meus pés começam a ficar frios por causa de eu estar descalço e por conta do chão gelado.

 Coloco a garrafa de volta na geladeira e subo as escadas.

 Abro a porta de meu quarto e me jogo na cama inconformado de ainda não ter conseguido dormir.

 Escuto um barulho em minha janela e me assusto, olho para ela e vejo uma figura entrando.

 Antes de eu gritar uma pequena mão cobre a minha boca.

 -Cala boca Harry, sou eu...Louis-Escuto a voz fina me falar.

 -Lou? Oque você está fazendo aqui?-Pergunto confuso não conseguindo enxergar totalmente seu rosto.

 -Tenho uma surpresa!-Fala cochichando mais em tom de animação.

 -Como assim? Lou é meia noite...volta para sua casa-Falo o empurrando em direção janela.

 -Eu preciso que você venha comigo para um lugar-Fala baixo.

 -Não, eu não vou, olha que horas são...você esta louco?-Pergunto arqueando a sobrancelha.

 -Não...acho que não...mas a questão é que você tem que ir comigo-Fala me encarando.

 -Louis já disse que não-Falo começando a me irritar.

 -Porque?-Pergunta entristecendo a voz.

 -Primeiro por que é madrugada, segundo por que eu tenho que dormir já que daqui algumas horas temos aulas, terceiro que não trocado estou e quarto que eu não sei onde vamos-Falo como se fosse as coisas mais obvias já existente.

 Às vezes me pergunto se devia internar Louis em um hospício, ele tem umas ideias tão sem noção de duvido de sua total normalidade.

 -Você se troca rápido, a gente volta rapidinho eu juro-Ele fala e eu posso jurar que esta fazendo bico mas esta complicado enxergar seu rosto-Por mim... 

-Okay!-Falo receoso e ele da pulos de felicidade-Porém voltamos logo.

 -Sim!-Fala sorrindo.

 Pego uma blusa branca, uma calça jeans qualquer, um tênis sujo e as visto. Louis faz questão de virar, eu não sei o motivo já que nos trocamos várias vezes um na frente do outro, mas não faço questão de perguntar pois estou muito ansioso para saber onde vamos.

 -Vamos!-Fala me puxando, passando pela janela e pulando na grama.

 Faço o mesmo mas quando estou no telhado para pular no gramado dou uma travada por conta do medo.

 -Boo, já faz tempo que eu não faço isso...e se eu cair? E se minha mãe descobrir? Lembra que da ultima vez que fizemos isso ela me deixou de castigo por uma semana?-Pergunto receoso.

 Uma vez quando tinha quatorze anos Louis apareceu na janela me chamando para ir no campo jogar futebol as onze horas, e eu fui, quando voltei minha mãe estava no meu quarto ligando para a policia relatando desaparecimento chorando, isso me rendeu uma longa e demorada semana de castigo.

 -Relaxa Harry, se você cair eu te seguro...e também sua mão não ira saber-Fala confiante e eu assenti pulando.

 Assim que me levanto sinto uma leve ardência no joelho mais a ignoro.

 -Faz tempo que não fazemos isso não é-Fala rindo começando a andar.

 -Sim, a última vez foi com quatorze anos-Falo saindo do jardim para a calçada junto a ele.

 -Não precisamos mais fazer já passamos a tarde um na casa do outro-Fala sorrindo encarando a calçada.

 -Sim...mas era tão legal escapar a noite!-Falo levemente animado.

 -Reparei como você adorava, estava quase fazendo xixi nas calças-Fala gargalhando e eu não consigo evitar e faço o mesmo.

 -Pelo menos eu não sou um anão-Falo e ele me encara irritado.

 -Ah cala a bo...-Antes de terminar a frase acho que ele se lembra do ocorrido hoje mais cedo-Pelo menos eu não sou um poste.

 -Touche-Falo e ele sorri.

 O resto do caminho foi assuntos aleatórios e risadas sem nexo.

 Logo chegamos a uma grade que um pouco mais a frente da mesma dava acesso à quadra de minha escola.

 -O que estamos fazendo aqui?-Pergunto confuso.

 -Não é obvio Harry? Eu vou te assinar e depois comer seu seus órgãos-Fala irônico e escalando a grade.

 -Não, sério, o que estamos fazendo aqui?-Pergunto vendo que ele já quase do outro lado.

 -Só sobe-Fala me olhando de rabo de olho.

 Prendo meus dedos no metal frio da grade de uma maneira tão forte que a ponta de meus dedos ficam brancas e começo a subir.

 -A lua está linda não é?-Pergunta pulando de cima da grade e encostando os pés no gramado.

 -Sim-Falo fazendo o mesmo mas com um pouco mais de dificuldade.

 Ele para e fica encarando a lua me fazendo reparar o quão lindo seus olhos são quando a luz da lua é refletida nos mesmos, dado uma impressão de que ela está se afogando naquele mar azul límpido. Louis devia seu olhar para mim e sorri logo depois voltando para o circulo branco no céu levemente estrelado.

 -Vem!-Fala do nada me puxando para as arquibancadas.

 Depois de subirmos no mínimo uns sete degraus da escada que fica na lateral, escolhemos um assento e sentamos.

 -Você não acha isso perigoso?-Pergunto um pouco apavorado.

 -Do que vale a vida se nós não colocarmos um pouco de perigo nela?-Pergunta tirando algo do bolso de sua calça jeans.

 -O que é isso?-Pergunto encarando os objetos.

 -Isso é cigarro-Fala levantando o mesmo na visão de meus olhos-E isso é um esqueiro-Fala levantando o mesmo logo após.

 -E isso é um LOUIS VOCÊ ESTÁ LOUCO?!-Pergunto alterando a voz.

 -Calma Hazza, não é nada tão perigoso, é só uma tragada-Fala abrindo a caixa do cigarro.

 -Calma Hazza porra nenhuma, é perigoso sim e por sinal afeta gravemente a sua saúde-Falo assustado.

 Sempre tive um pouco de trauma de cigarro, não sei o motivo, mas não suporto ver um na minha frente ou sentir aquele cheiro horrível.

 -Desde quando você começou a ficar tão intolerante assim?-Pergunta e eu bufo.

 -Não é intolerância é só que...onde você conseguiu isso?-Pergunto e ele sorri safado.

 -Tenho meus contatos-Fala tirando um cigarro e o colocando na boca.

 Paro para pensar em todos os amigos ou conhecidos de Louis e não vem nenhum na minha cabeça a ponto de dar ou vender essa merda a ele.

 -Tó’...fuma um-Fala me entregando um cigarro e eu o seguro revirando os olhos de maneira nada singela.

 -Eu não vou fazer isso!-Falo indignado.

 -Você vai sim, porque nós já viemos até aqui e porque fala sério...nós somos jovens, temos que aproveitar um pouco...eu juro que é só uma tragada e depois eu boto fogo nessa caixa, por favor-Fala me olhando de maneira pidona.

 -Okay-Falo bufando-Uma tragada!

 Ele pega o isqueiro e tenta acender de uma maneira totalmente desajeitada me fazendo rir levemente, tiro o mesmo de sua mão é aperto o botão fazendo a tocha aparecer.

 -Uou!-Fala rindo e colocando a ponta do cigarro no fogo.

 Faço o mesmo e o coloco na boca assim como Louis.

 -No três...um...dois...três!-Falamos juntos  damos uma longa tragada.

 Sinto algo estranho percorrer meu organismo, e não é culpa ou uma sensação prazerosa.

 -Isso é a pior coisa do mundo-Falo irritando tacando o cigarro um acento a baixo e pisando em cima do mesmo.

 -Ei...não é tão ruim assim-Fala dando mais uma tragada-Só é...-Fala fazendo uma careta confusa.

 -Estranho, somos menores de idade fumando na quadra de nossa escola-Falo e parece tão engraçado quando eu falo que até dou uma risadinha.

 -Sim, somos badboys!-Fala com uma voz quase máscula.

 -Yeah!-Falo e ambos rimos.

 Provavelmente meu possível trauma aumentou, e acho que isso só foi mais um estimulo para eu nunca mais usar na minha vida.

 -Mas é só esse entendeu? Nunca mais!-Falo o encarando sério e ele assenti.

 -Tudo papai-Ele fala e eu reviro os olhos.

 Meu olhar percorre o seu pequeno corpo. Um de seus braços está apoiado na cadeira, o outro esta apoiado em uma de suas coxas e sua mão leva o cigarro ao seus finos lábios levemente avermelhados. Neste momento ele encara o céu, seus olhos estão mais azuis do que nunca e suas bochechas rosadas.

 Ele tira o cigarro da boca e aproxima seu rosto do meu e me olha profundamente em meus olhos causando um pequeno arrepio em meu corpo. Aproxima seus lábios dos meus e somente solta a fumaça na minha cara rindo depois.

 Não que eu esta generalizando ou classificando algo, mas é que o Louis tem umas ações tão diferentes, não sei porque de ele criticar tanto os gays se ele faz coisas que com certeza heteros não fariam.

 -Você acha que eu consigo ficar com a Eleanor esse ano?-Pergunta me encarando e eu dou uma longa suspirada-Desculpa, sei que enchi você e os meninos ano passado sobre ela, mas é que eu sou muito inseguro-Fala abaixando a cabeça.

 Louis é a pessoa mais insegura que eu conheço, ele simplesmente se detesta, está sempre dizendo que é feio, gordo e que sua bunda e desproporcional ao seu corpo, mas ele não entende que é perfeito.

 -Você é lindo Louis, com certeza você consegue-Falo e ele sorri de lado.

 -Mas os caras que ela sai são populares e fortes, além disso, ela nunca vai me notar-Fala entristecendo a voz.

 -Você não pode desistir por isso, se você quer tanto ela assim corra atrás, vá a luta, se arrisque e não se esquece que se não der certo...é porque não tinha que dar-Falo sorrindo leve e ele retribui.

 -Okay vamos...vamos mudar de assunto...que tal dançarmos?-Pergunta jogando o cigarro em qualquer lugar e se levantando.

 -Como assim?-Pergunto confuso e ele ri.

 -Se levanta-Fala e eu o obedeço-Agora comece uma musica enquanto dançamos!

 Paro para pensar em uma musica que Louis goste e que tenha a ver com esta acontecendo. Assim que me recordo de uma começo a cantar.

 Hey girl I'm waiting on you

 (Ei garota, estou esperando por você)

 

 I'm waiting on you

 (Eu estou esperando por você)

 

 C'mon and let me sneak you out

 (Venha e me deixe levar você para fora)

 

 And have a celebration, a celebration

 (E ter uma festa, uma celebração)

 

 The music up the windows down

 (A música com o volume alto, as janelas abaixadas)

 

 -Paro de cantar e ele começa sorrindo...

 

  Yeah, we'll be doing what we do

 (Sim, nós continuaremos fazendo o que fazemos)

 

 Just pretending that we're cool

 (Só fingimos que somos legais)

 

 And we know it too

 (E nós sabemos disso também)

 

 Yeah, we'll keep doing what we do

 (Sim,nos continuaremos fazendo o que fazemos)

 

 Just pretending that we're cool, so tonight

 (Só fingindo que somos legais, então esta noite)

 

 -Ele canta de uma maneira tão suave e melodiosa.

 O giro de maneira um pouco atrapalhada e começamos novamente...

 

 Let's go crazy crazy crazy till we see the sun

 (Vamos ficar loucos, loucos, loucos até vermos o sol)

 

 I know we only met but let's pretend it's love

 (Sei que acabamos de nos conhecer, mas vamos fingir que é amor)

 

 And never never never stop for anyone

 (E nunca nunca nunca parar por ninguém)

 

 Tonight let's get some

 (Esta noite vamos conseguir algo)

 

 And live while we're young

 (E viver enquanto somos jovens)

 

 Oh oh oh oh oh oh oh

 

 And live while we're young

 (E viver enquanto somos jovens)

 

 Oh oh oh oh oh oh oh

 

 Tonight let's get some

 (Esta noite vamos conseguir algo)


 And live while we're young

 (E viver enquanto somos jovens)

 

                                                            (Live Live While We're Young)

 

 Rodopio Louis mais uma vez e o puxo pela cintura colocando seu corpo no meu.

 Encaro seus olhos azuis com sua pupila dilatada e seus lábios vermelhos, nossas bocas estão tão próximas uma da outra.


Notas Finais


Olá novamente
Gostaram?
Desculpa a demora, é que eu estava na Bad por uns negócios que aconteceram e mau conseguia escrever...MAS JÁ ESTOU BEM
É isso <3
Obrigada por ler esse capítulo <3
Até o próximo <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...