História Never Forget- TAEKOOK - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Big Bang, Black Pink, CL (Chaelin Lee), HyunA
Personagens D-Lite (Daesung), G-Dragon, HyunA, Jennie, J-hope, Jimin, Jin, Jisoo, Jungkook, Lee Chaelin "CL", Lisa, Personagens Originais, Rap Monster, Rosé, Seungri, Suga, T.O.P, Taeyang, V
Visualizações 153
Palavras 2.031
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Lemon, Romance e Novela, Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Ola pessoas, sim, eu ainda estou sem net, mas estou roubando o Wi-fi aqui na casa da minha irmãzinha, e resolvi postar o cap já que esta pronto, espero que gostem, perdoem-me qualquer erro, eu li e reli umas 300 vezes mas é aquele ditado né?
boa leitura e até o próximo.
XxXxXxXxXxXxXxXxXxxx

Capítulo 6 - Olá Jimin


Fanfic / Fanfiction Never Forget- TAEKOOK - Capítulo 6 - Olá Jimin

— Esse Trailer é seu tio Kim? — O garoto perguntou empolgado enquanto corria junto com o amigo em direção ao trailer velho, enferrujado e abandonado num canto do quintal dos Kim's, lembrou de já te-lo visto varias outras vezes enquanto brincava com Taehyung por ali, mas nunca teve coragem de perguntar, até então.

— Sim, é do meu pai. — Taehyung fala se aproximando junto a Jungkook da "lata velha" o que fez com que o homem sorrisse alegre.

O senhor Kim era uma pessoa boa, claro quando estava longe da bebida,apesar de seus preconceitos e medos, tratava as pessoas bem até tomar duas outrês garrafas de 2 litros de cerveja e perder completamente a sanidade. 

— Por que ele está aqui, tio Kim? — O menino perguntou realmente curioso, quando se aproximou o suficiente do grande objeto, abriu à porta com um pouco de dificuldade graças a ferrugem que tomava conta da quela área, possibilitando assim que as crianças vissem como estava por dentro.

— Hm... — Ele pareceu pensar antes de falar, olhou para Taehyung enquanto suspirava e finalmente começou à falar. — Vocês são crianças não iriam entender, mas foi nesse trailer que tive os melhores momentos da minha vida ao lado da omma do Tae. — Falou sorrindo, levantou os dois garotos para que subissem no trailer e o vissem por dentro.

— Minha omma? — Tae caminho devagar pelo local velho, a parte interior não tinha nada além de poeira, ferrugem e um mal cheiro forte. — Ela era legal? — Kook já havia notado o tom triste em Taehyung e resolveu caminhar abraçando-o por trás, seu pai apenas os observava sorrindo, admirava a amizade pura que ambos tinham, mas esperava que não passasse daquilo.

Não tinha como haver algo mais, eles são crianças. Era o que pensava.

Os chamou de volta para que não se machucassem lá dentro, os olhinhos de Tae brilhavam e aquilo fez com que um aperto em seu coração se formasse, e se acontece enquanto o filho ainda estivesse pequeno? E se acontecesse agora? Como iria deixar seu filho?

— Jungkook, Taehyung... — O Homem baixou para ficar na altura dos dois e olhando dentro dos olhos de ambos suspirou sorrindo pesado. — Se eu partisse, você me prometeria cuidar do Taehyung? — Os garotos se olharam surpreso com a pergunta, não entenderam nada.

— Prometo tio Kim. — Falou sorridente, dava para sentir a inocência no olhar de ambos, então mais uma vez Taehyung teve seu corpo agarrado por Jeon Jungkook. —Prometo não deixar o Taetae chorar mais, e nem os meninos malvados baterem nele por minha causa e se o senhor for embora eu prometo me tornar o appa do Taetae. —Era incrível como ele conseguia falar aquilo de forma tão natural como se fosse a coisa mais simples do mundo.

— Mas appa, eu sou o hyung aqui, eu deveria cuidar dele! — Protestou cruzando os braços revoltado com o que acabará de acontecer.

— Tudo bem! —Levantou-se animado o que faz com que os dois menores gritassem de felicidade junto a ele correndo pelo quintal, estavam agora fingindo serem piratas em busca do tesouro perdido.

Jungkook estava tão entretido no que meu pai falava, e eu apenas ria dele pegando as chaves erradas e meu pai fazendo com que voltasse há caixa de ferramente varias vezes eté ele conseguir acertar a que o meu appa pedia.

— Você não sabe o que é uma chave estrela? — Meu pai falava indignado. — Uma dica, à ponta parece uma estrela... — Falou rindo apontando para o objeto que estava jogado ao lado da grande caixa vermelha, nunca vi Kook tão animado com uma coisa quanto ele estava agora, e, meu pai até parece ter trocado de filho.

Kook tinha um amor especial por aquela lata velha assim como o meu pai e acho que por isso estavam se dando tão bem que até me fez sentir um pouco de ciúmes, meu pai gostava do Kook e isso me dava um certo alivio... As vezes me pego olhando para ele por muito tempo e temo descobrir coisas novas, coisas essas que meu pai abomina.

— Eu soube que você sabe cantar... — Meu appa perguntou sem olha-lo enquanto Kook me olhava denunciando a ele quem havia solto tal informação.

— Até já sei quem lhe contou isso. — O mesmo me encarou mortalmente jogando o pano molhado de graxa em mim.

— O "filhinho de papai" esta sujo de graxa é isso mesmo? — Falei tirando uma foto dele e do meu pai que sorria fazendo joinha com o dedo, já Kook saio com a mão esticada para frente, seu nariz enrugado a boca aberta e os olhos arregalados... Relíquia, guardei o celular rápido, rápido de mais para ele.

— Kook, o trabalho aqui nem começou... — Falou chamando a atenção do mais novo.

— Desculpa, — voltou atenção para o que estava fazendo antes e eu fui pegar água para eles.

— "Only fools fall for you (only fools)
Only fools do what I do (only fools)
Only fools fall for you (only fools)
Only fools do what I do, only fools fall"

Não consegui escutar Jungkook cantar a música completa, apenas o final e, nunca havia escutado ela antes, provavelmente seja composição dele.

— "Apenas tolos" apenas tolos? — Perguntei aproximando-me deles com os copos de água. — Fools? Seria o nome da música? — Perguntei curioso e Kookie arregalou os olhos o que me fez ficar um pouco mais curioso. — Nunca ouvi, é sua? — Perguntei.

— S-sim... — Falou gaguejando e ergui uma das sobrancelhas. — Mas ainda não esta completa. — Falou pegando o seu copo de água e bebendo ainda transparecendo estar nervoso.

— Hm... Gostei, quem foi sua inspiração? — Ele se engasgou com a água cuspindo fora metade de tudo que estava em sua boca, "ótimo, obtive a resposta que queria" pensei ainda o encarando, meu pai estava atento de mais concertando o motor do Trailer que nem se preocupou em saber sobre o que estávamos conversando.

Não tive tempo de perguntar mais nada por senti meu celular vibrar dentro de meu bolso, estendo a mão até o local e pegu-o atendendo logo em seguida.

— Aló? Seokjin? — Falo assim que atendo o mesmo.

— "Aló Taehyung, o Jungkook está ai?" — Perguntou preocupado. — "Eu estou ligando mas ele não atende".

Tipico do Kook, sempre que alguém precisava falar com o Kook deveria ligar para mim, pra assim poder ter algum contato com o mesmo já que as unica ligações ou mensagens que ele respondia rapidamente são as minhas... Eu acho.

— Esta sim! — Afirmo falando enquanto o olhava.

— "Diga a ele que nosso primo chegou, precisamos que ele venha aqui, já que o nossa appa não voltará nem tão cedo". — Falou, na verdade parecei estar caminhando ou realizando algum movimento na cozinha pois, pude ouvir barulho de faca cortando algo. — "Você deve vir, estou preparando o almoço". — Acertei em cheio e sorri antes de me despedir e desligar o telefone.

— Jungkook... — Chamo-o e escuto um "Sim hyung?" vindo de sua parte. — Jin hyung esta nos chamando lá urgentemente, seu primo acaba de chegar, posso ir appa? — Peço autorização antes de sair e ele responde com um sim.

Peguei minha bicicleta para que chegasse-mos mais rápido, como Jungkook havia vindo à pé, tive que carrega-lo no quadro, como a sela estava bem baixa, meu corpo acaba que por roçar no dele, e minhas pernas sempre tocavam as suas com as minha pedaladas rápidas.

Finalmente chegamos em nosso destino, à casa de Jeon Jungkook, seu primo havia chegado de  viagem, iria morar com o Jungkook durante o período em que estiver fazendo faculdade por aqui, e por acaso será no mesmo tempo em que Jungkook e eu iremos fazer, então terei bastante contato com esse seu primo.

— O que ouve com vocês? Vão tomar um banho e trocar de roupa já. — Por um momento não entendi por quê ele estava falando com nos dois até olhar minha blusa e minhas pernas, Jungkook havia me melado.

— Aish, Jungkook... Você me melou! — Falei revoltado e ele simplesmente virou e passou a mão suja sobre meu rosto. — Jungkook-ah! — Gritei correndo atras da quele idiota até o quarto dele.

Quase o joguei em cima da cama porém lembrei que se o fizesse iria melar todos os lençóis e iria provocar a fúria de um Jin hyung, essa com toda à certeza do mundo é uma coisa que não quero para minha vida.

Por isso apenas lhe arrasto para o banheiro, tentou fugir varias vezes e mesmo sendo "mais" forte que eu não conseguiu sair, ou não quiz, liguei o chuveiro e lhe prendi ali com roupa e tudo, meus braços estavam todos molhados, até que meu corpo é puxado e agora me encontro próximo, próximo de mais de Jungkook e nossas roupas molhadas, a graxa negra em nosso corpo escorria aos poucos, não tive mais reação quando senti as mãos alheias em meu rosto fazendo com que à graxa escorresse mais rápida, percorrendo todo o meu rosto até por fim encostar em meus lábios e a tensão parecia aumentar a cada gota de água que caia da quele chuveiro.

— Você nem percebeu, mas já me deu aquele banho que pedi algum tempo atrás. — Balanço a cabeça positivamente, minhas mãos já estavam levantando a camisa alheia e eu nem ao menos sabia o que estava fazendo de fato na quele momento.

— Acho que deveria ter tomado antes... — Falei em um sussurro rouca, e senti minha camisa ser levantada também.

Estávamos agora sem camisa e abraçados, minha mão envolvia sua cintura e as dele estavam em volta de meu pescoço, estávamos praticamente dançando sem música alguma, não sabia distinguir o que estava sentindo ao certo, mas eu realmente não queria parar.

— Acho que eu te amo. — Falei próximo ao ouvido dele beijando o local.

— Eu tenho certeza. — Senti seus lábios beijarem um pouco abaixo dos meus, sendo quase um selinho, e devo admitir que minhas pernas tremeram quando senti a maciez da boca alheia.

— Acho que não deveríamos demorar muito, o Jin hyung vai subir. — Falei me afastando um pouco. — Vou sair, você toma banho primeiro, depois eu tomo. — Disse abrindo o box.

— Não precisa, você pode tomar banho aqui. — Segurou meu braço. — Nos já nos vimos pelados antes. — Falou como se aquilo fosse um bom argumento para que eu ficasse.

— Nos tínhamos 6 e 7 anos de idade na época. — Falei rindo. — e nesse estado faríamos qualquer coisa menos tomar banho. — Falei apontando para sua ereção bem visível e rapidamente ele tentou tapar com a mão falhamente.

— Você também... — Disse fazendo careta e sai do banheiro esperando que o mesmo terminasse de tomar banho.

Não demorou muito até que minha vez chegasse, adentrei o banheiro apenas com uma toalha em volta de minha cintura, não havia trazido roupa alguma então tive que vestir uma das roupas de Jungkook... Cueca também!

Não demoramos muito até voltar a sala onde Jin, Namjoon e Jimin nos esperavam ansiosos, claro que nem um deles perdeu a oportunidade de tirar uma com a nossa cara, e logicamente nos fizemos de desentendido agindo como se nada tivesse acontecido.

— Tomaram banho juntos não foi? — Namjoon se pronuncia cheio de malicia em sua voz.

— Eu mal cheguei e já tem gente se pegando? — Falou Jimin rindo. — Eu lembro de quando eramos pequenos e vocês... — Fui mais rápido e cortei o assunto cumprimentando-o com um abraço.

— Bem vindo... — Me aproximei de seu ouvido. — Eu ainda arranco sua boca fora se falar algo. — Falei para que apenas ele escutasse, que riu descontroladamente logo em seguida.

Conheci Jimin quando ainda era criança, ele veio passar suas ferias na casa de Jungkook e parecia não querer desgrudar do Kook nunca, por isso acabei que por me tornar amigo dele também, e devo admitir, sempre foi uma cobra, acho que com o tempo o veneno só deve ter evoluído.

Jimin está bem diferente, lembro-me muito bem de vê-lo moreno, mas agora seus cabelos estão em um tom laranja bem chamativo por sinal, destacando bem a pele branca do moreno que agora está ruivo, se é assim que chama pessoas com o cabelo laranja cheguei.

— Quanto tempo primo... — Jungkook também se aproximou abraçando-o. — Você não cresce? — Perguntou apenas para irritar o menor.

— Vai se ferrar idiota. — Falou rindo, acho que as coisas vão começar a melhorar de verdade.

"Ou talvez não... Kim Taehyung"  


Notas Finais


XxXxXxXxXxXxXxXxXxXx
Espero que tenham gostado, Comentem o que vocês estão achando, querem que Kook e Tae fiquem juntos logo ou não? KSKSKSk Ta demorando vocês não acham?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...